sexta-feira, 29 de junho de 2018

Investimentos no Brasil

Não se esqueça de deixar um tema para postagem no blog, use o post marcado ao lado ou clique aqui >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Uma dúvida frequente que tenho recebido nos comentários é se mantive meus investimentos no Brasil e se tenho planos de Eurizar (exite essa palavra?) meus investimentos.

Vejo muita gente com o seguinte pensamento: "vou vender tudo que tenho no Brasil e me mandar para o exterior, não deixo 1 real no Brasil...". Sinceramente acho isso um erro. O Brasil é um lugar fantástico para se investir, ainda mais se você mora no exterior. Quer uma prova?

Quando abri minha conta no Activo Bank recebi um cartão que me dá o privilégio de investir entre € 3.000 e € 40.000 à maravilhosa taxa bruta de.... (tambores...) 0,6% AO ANO!!! É amigos, não há milagre, a vida em Portugal é tranquila, você financia um carro zero de € 12.500 em 24 meses e paga € 14.400 no final, compra um apartamento com juros de até 1% ao ano. Agora compare com os 0,4% da Poupança do Brasil...  Estás a entender?


Simulação rápida que fiz. € 12.500 é o preço de
um Ford Ka ou Sandero com kit dignidade
Ainda não parei para estudar renda fixa tampouco renda variável aqui na Europa, mas pelo pouco que sei, é tudo uma bosta quando comparado com o Brasil.

Por enquanto o plano é o seguinte: manter tudo do jeito que está no Brasil porém nos próximos 12 meses pretendo (e já estou fazendo) trazer para Portugal entre € 1.000 e € 1.500 por mês, dinheiro esse que será retirado dos aluguéis dos imóveis que tenho alugados, rendimento de FIIs e cupons de juros do Tesouro. Por que pretendo fazer isso já que Bia e eu temos emprego, recebemos em Euro e o dinheiro é mais que suficiente para nos mantermos? Vejam as razões:

1- Criar um colchão de segurança: Hoje tenho uns € 900 na conta e mais nada, meu colchão de segurança são os cartões de crédito brasileiros, se algo der errado tenho que me amparar neles. Até acredito que isso não seja má ideia porque a verdade verdadeira é que em anos nunca usei muito do colchão de segurança, razão essa que me faz pensar que vale o risco de ter que usar o cartão de crédito, pagar taxas grotescas de conversão mais IOF face à deixar um dinheiro parado num investimento de baixo rendimento e alta liquidez (porém tenho uma boa grana em CDBs diários, sou contraditório mesmo). Porém estou recomeçando minha vida aqui e ter um colchão de segurança é mais uma questão de alívio psicológico que outra coisa, trazer dinheiro do Brasil pode acelerar essa formação do colchão.

2- Criar crédito: hoje se quiser pegar R$ 100.000,00 emprestado no Brasil preciso apenas de alguns cliques, se for financiar um apartamento ou um carro, somente de algumas assinaturas. Aqui em Portugal nasci à alguns meses, foda-se que sou um bom pagador com boa renda no Brasil, aqui não sou porra nenhuma. Estou tendo problemas até para liberar um cartão de crédito com limite de € 500! Como é muito comum o português imigrar e mandar dinheiro pra terra natal, os bancos consideram transferências internacionais como renda, logo ter um boom de € 1.000 e € 1.500 por mês caindo na conta pode me ajudar à criar crédito.

Como sabem sou daqueles que não acredita em dívida boa e dívida ruim, na minha opinião dívida é coisa do demônio (o que nunca me impediu de fazer algumas dívidas controladas quando tinha as lojas, mas isso me tirava o sono mesmo tendo parcelas adiantadas em mais de mês). Acontece que aqui em Portugal os juros são baixos o que acaba me fazendo considerar minha opinião, e como também sabem prefiro ser uma metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo, então posso mudar de ideia e querer comprar um carro novo ou financiar um apartamento. Pelo sim, pelo não acho uma boa ideia formar esse crédito e ter a opção no futuro de usa-lo ou não.

3- Internacionalização de investimentos. Com sobra de caixa aqui, posso começar a pesquisar e testar modalidades de investimentos, lembre-se que ao usar dinheiro proveniente do fluxo de caixa dos investimentos brasileiros não estarei usando capital, logo a vaca continua no curral brasileiro enquanto o leite é exportado para cá. É uma oportunidade de ter algum dinheiro investido fora do Brasil porém sem dilapidar patrimônio.

Ainda não sei como irei alocar esse dinheiro, já que aparentemente as opções mesmo na renda fixa de merda são engessadas. As poupanças funcionam como nossos CDBs, tem prazo para acabar, não pode tirar antes e paga IR, estou até pensando na atrocidade de abrir uma segunda conta corrente em outro banco e deixar a grana parada lá porque colocar numa poupança, engessar o dinheiro com prazos de retirada e ainda por cima não ganhar nada não parece boa ideia... Aceito sugestões, fiquem a vontade.

Muito provavelmente terei que criar vergonha na cara e aprender sobre ações, empurrei de barriga até agora mas acho que essa será a única alternativa para poder ter alguma rentabilidade. Se tratando de valores mais vultuosos um dos investimentos mais comuns aqui é o bom e velho aluguel de imóveis, que pode chegar a 5 e até mesmo 8% líquidos por ano, porém só penso em comprar um imóvel se for para moradia e possível arrendamento (aluguel) somente em caso de decidir fazer outra mudança de vida... Não sei, está tudo muito confuso na minha cabeça, tudo muito novo, muita informação para aprender... Não quero tomar decisões precipitadas...

É isso, resumindo meu patrimônio continuará no Brasil aproveitando a relativa super-rentabilidade da renda fixa brasileira enquanto parte dos rendimentos virará Euros que serão utilizados no futuro para algum investimento europeu ou vou comprar tudo de finos e francesinhas.


Bom fim de semana!

26 comentários:

  1. Essa Francesinha tá caprichada. Regado a um bom fino (imperial) tás o giro! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fino e francesinha? Vai gastar tudo em cigarro de maconha e unhas com a pontinha branca?

      Excluir
  2. Aluguel é impressionante heim , ainda mais com esse êxodo pra Portugal, acredito seja a melhor opção que você falou.
    E quanto seria um empréstimo pessoal ai? dependendo do valor da pra fazer um empréstimo alocar em FII e ir pagando as parcelas.
    E exportação de produtos europeus virar tipo um Carlinhos trol das Europa ..
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluguel de imóveis é algo que os portugueses sempre foram especialistas, veja que no Brasil mesmo é muito comum de comerciantes portugueses investirem em imóveis de locação.

      Exemplo de empréstimo pessoal: €5.000 = 72 x €99,53 = 1% ao mês. Além de não compensar por ser difícil conseguir mais de 1% ao mês em FIIs, ainda tem a questão do câmbio e taxas de transferências.

      Já pensei em fazer algo como o Carlinhos mas não vejo mercado, existem importadoras e o redirecionamento não faz muito sentido aqui.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Corey o melhor investimento em países ou regiões européias que vivem do turismo é ter imóvel e alugar via Airbnb, e esse é um modelo que veio para ficar.
    No litoral mediterraneo da Espanha, Itália, Croacia, Grécia, também na costa portuguesa no verão fica tomada por europeus do centro e do norte, asiáticos e norte-americanos... Litoral sul da Europa é para os alemães, nórdicos, britanicos etc. o que a baixada santista é para grande São Paulo, desce todo mundo nos meses quentes.
    Nesses lugares e até em capitais turisticas como da Reykjavik na Islândia a população local esta tendo problemas para morar porque a maioria dos donos de imóveis só querem alugar Airbnb não querem pegar contratos de longa duração. Sr. Foda Low Cost

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FLC, Airbnb é top mesmo, dificilmente fico em hotel, ainda mais agora viajando com cachorro pra cima e pra baixo. Já pensei em entrar nesse mercado, mas aqui em PT é bem regulado (coisas de país com forte intervenção estatal) e concorrido. Não quero ter dor de cabeça por enquanto, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Corey. Como é que você manda o dinheiro pra Portugal? Qual o custo dessa transação?

    ResponderExcluir
  5. Corey, vc pode abrir uma conta na corretora DEgiro e comprar ETFs e REITS americanos, globais ou europeus. Esses investimentos de bancos são ruins mesmo e só servem como poupança, mas um investimento em REITS europeus que pagam 4% aa em moeda forte são um bom negócio, além do mais a inflação aí em 1,5% vocÊ vai estar ganhando quase 3x a inflação, não adianta ganhar 15%aa no Brasil com uma inflação a 10% aa por exemplo, ainda por cima a moeda podre REAL derretendo sempre.

    Sei que vc não quer quebrar a cabeça com ações, e na Europa, EUA e mercados maduros nem adianta mesmo, compra um ETF como o IWDA, e um com eurostocks, além de um REIT nos EUA, outro na Europa e se quiser tem outros em Cingapura/HK e Austrália. Eu colocaria no máximo 20% em Reits e 80% em ações via etfs de primeiro mundo. Esse mix aê com certeza vai dar uns 6% aa mais ou menos, de acordo com uma série histórica de mais de 100 anos. E se vc não tem patrimonio algum em euros a hora é essa. Se o Brasil venezuelizar de vez com Ciro ou Marina você estará um pouco salvo.

    O banco BIG aí em Portugal também tem uma corretora dentro.
    Quando eles perceberem que vc é um investidor sofisticado que compra ações e manja bem, seu crédito vai ser liberado sem problemas. Não sei qual porcentagem dos portugueses compram ações mas deve ser bem mais alta do que no Brasil que não chega nem a 1% (totalmente vergonhoso pra gente aqui).

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em gênero,grau e número com o frugal simple.
      Eu ia sugerir exatamente o que ele disse.
      REITs e ETFs.

      O nosso colega www.investidorinternacional.com tem material de extrema qualidade. E um ótimo ponto de partida.

      Pegue estes mil euros de colchão de segurança por mes e comece investindo esse dinheiro "pequeno" pra vc se sentir confortável e ir aprendendo.

      Eu adoro acoes mas hj não disponho mais de tempo pra estudar a fundo o necessário e sobretudo me manter atualizado. Então REIT combinado com ETF me atende.

      Abs

      Diego.

      Excluir
    2. O que são REITS e como funciona isso?

      Excluir
    3. Frugal, o cenário ideal é ganhar os 15% aa no Brasil e viver com a inflação de 1,5% em Portugal. Eu tenho muito o que estudar sobre investir na gringa, tenho que começar do zero mesmo porém suas dicas são valiosas, vou guardar.

      Sei que nos EUA são poucos os que compram ações individuais, os ETFs são maduros e todo mundo opta por esse lado. Reits são bem interessantes tb, lembro que meu professor de inglês já falava a respeito.

      "O que são REITS e como funciona isso?" - são fundos imobiliários gringos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. O foda da Degiro é a garantia de "apenas" €20k.

      Excluir
  6. Qualquer coisa que vc precisa comprar está nessa lista aqui Corey: https://www.ishares.com/uk/individual/en/products/etf-product-list#!type=emeaIshares&tab=overview&view=list

    ResponderExcluir
  7. Olha o que achei: https://www.jornaldenegocios.pt/mercados/detalhe/90_dos_portugueses_nunca_investiu_em_mercados_financeiros

    Só 10% dos portugas compram ações. Parece pouco, mas é 10x mais do que no Brasil.

    ResponderExcluir
  8. Olá Corey,

    Tá animado com Portugal, hein? Virou uma máquina de postar.

    Pra investir na renda fixa em Euros e receber juros decentes só com Bond de alto risco ou peer-to-peer lending.

    P2P lending está se tornando comum na Europa. Se eu lembrar o nome da empresa que conversei, te falo.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. II, tô longe dessa sofisticação toda, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Acho que cada parte do mundo tem sua "especialidade", cabe a você aproveitar oq cada local tem para oferecer, quero dizer com isso que se a Europa oferece boa qualidade de vida para morar o Brasil oferece bons retornos de investimentos, claro que com um risco maior. Ainda acho viável a ideia de morar fora e investir no Brasil, nada mais sensato dq aproveitar o melhor dos dois mundos. Se estou certo ou errado só o tempo dirá, mas se der errado volto a morar no Brasil....rs

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, se tudo der errado voltamos ao Brasil. Melhor ter IF garantida lá que dispersar o dinheiro e não ter nada em lugar nenhum.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Sucesso Corey. Acompanho o blog há anos, estou torcendo por você. Já que tocou no assunto, poste algo sobre as possibilidades de empreendimentos aí na Lusitânia, como são os consumidores e trabalhadores portugueses e coisas afins.

    Mercador do Hansa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Vou postar sobre empreendedorismo sim, é muito post pra pouco tempo, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Mas e como fez com o problema do BC no Brasil não permitir investir aqui se vc fez saída definitiva do país? Vc fez? Se nao fez vai ter que pagar IR aqui de tudo que receber aqui e fora também. Fique esperto !
    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://coreyinvestidor.blogspot.com/2018/06/declaracao-de-saida-definitiva.html

      Excluir
    2. Beleza. Estou curioso para ver como vc vai fazer pq ja tive muito problema com isto qdo morei nos EUA

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.