segunda-feira, 3 de julho de 2017

Carro (Revisited, versão 2017)

Carro é um assunto muito comentado na blogosfera e aqui em casa não é diferente, já falei muito sobre carro aqui no blog, veja alguns posts:

Carro: Ter ou não Ter
Carro, o assunto do momento
O Carro de R$ 12 mil
Manual de Uso do Carro Velho
Paixão por carros?

Considero normal essa carga de posts sobre carro afinal carro é um item que consome grande quantidade de dinheiro e algo que sempre devemos repensar. A blogosfera é feita por gente que pensa fora da caixa, logo repensamos muito o assunto carro.

O que me levou revisitar esse tema hoje foi um post do nosso amigo Madruga (leia aqui) onde ele dá dicas de como viver sem carro, o mais interessante são os comentários, tem de tudo por lá: gente que concorda que não ter carro é legal, outros que concordam mas mantém o carro mesmo assim, até aqueles que simplesmente repudiam o simples pensar na ideia de não ter 1 tonelada de aço depreciando na garagem.

Tenho uma relação de amor e ódio com carro. Sou daqueles caras que gostam realmente do assunto, possui conhecimento técnico acima da média, manja os anos dos carros só de olhar, sabe diferenciar modelos, etc. Enfim, sou um tonto que fica queimando neurônio com informação inútil sobre carros. Minha relação com carros mudou muito no passar dos anos, já tive tudo que é tipo de carro, desde carros merda até top de linha do ano, já torrei uma grana incrível (que prefiro não saber) em carro.

Pra começo de conversa acredito que TODO CARA ACIMA DE 20 ANOS DEVE TER UM CARRO E MORAR SOZINHO. A parte do morar sozinho deixo pra outro post, mas falando sobre o carro é simples entender: se você tem 20 e poucos anos está no começo da escada social e por mais que você ache que a escada social e relacionamentos superficiais são coisas estúpidas (eu também acho) deve saber que não conseguirá mudar isso sozinho, portanto é melhor usar as ferramentas que a vida te dá a seu favor (nosso amigo Rover tinha um post fantástico sobre isso, pena que tirou do ar). Ter um carro te ajudará muito nisso, se você tem carro fica mais fácil transar e isso não tem a ver com mulheres interesseiras e sim porque carro facilita fodas de maneira incrível e é muito fácil entender isso. Veja que não estou falando em "casamento", estou falando de "foda". Segundo lugar se você tem um carro decente com 20 e poucos anos passa a imagem de bem sucedido, organizado, maduro, equilibrado, ou seja, isso pode te abrir portas. Meu ex-patrão certa vez me confessou que só contratava molecada que tinha ao menos uma moto porque na cabeça dele (e até que faz sentido) se o cara tem algo material com 20 e poucos anos é porque trabalhou pra isso. Ter um carro no começo da vida adulta é fundamental, é um "investimento" imaterial no seu futuro, no seu sucesso. Vejo muitos posts dizendo que "se for pra quebrar, quebre cedo, assim terá tempo pra recuperar", prefiro dizer: "torre dinheiro cedo, assim você logo perceberá que não precisa torrar muito", carro se enquadra nisso de torrar dinheiro cedo. Molecada de hoje consegue ter um carro decente mesmo gastando pouco, com 8k você compra um carrinho que parece com um carro atual, "no meu tempo" você também tinha várias opções: Fusca e Chevette basicamente, ou seja, carros que tinham cara de extremamente ultrapassados. Mesmo tendo um Fusca no começo dos anos 2000 eu consegui abrir "muitas portas" (se é que me entendem...).

No começo da vida adulta o que as pessoas pensam de você é algo relevante, conforme o tempo vai passando, você vai expondo suas qualidades, ganhando confiança das pessoas, fazendo network, adquirindo conhecimento e se refinando, a opinião alheia cada vez conta menos (ou deveria contar), nesse momento o carro perde relevância e você poderá repensar a posse de um. É justamente nessa hora que a maioria esmagadora dos homens começam se foder imensamente com carros. É nessa hora que o cara compra carro caro, top de linha, ou seja, compra uma extensão peniana de aço. Eu fiz isso e é por isso que digo que não vale a pena. No meu auge de idiotice comprei um sedan top de linha financiado em 36 vezes... Aquele foi o momento que as pessoas devem ter dito: "Porra, olha o Corey, venceu na vida!!!", enquanto isso eu pagava cheque especial nas contas físicas e jurídicas.

Carro cada vez perde mais relevância na minha vida. Como sabem, hoje tenho um pau velho de 20 anos de uso, só o mantenho porque o custo é praticamente zero. Como pretendemos mudar em breve muito provavelmente ele será vendido e viverei a tão sonhada vida car-free. Uber foi uma das melhores invenções do século, transporte público como nosso amigo Madruga disse, não é tão ruim quanto pintam e caminhar é o melhor meio de transporte que existe.

Carro é cada dia que passa uma coisa mais dispensável e eu como detesto arrumar sarna pra me coçar estou cada dia mais propenso em eliminar saporra da minha vida, porém continuam tendo muita relevância no começo da vida adulta.

SUV

Aqui está o cúmulo da tolice quando o assunto é carro. As SUVs são o câncer da sociedade quando o assunto é carro. São veículos burros: pesados, gastões, na maioria das vezes com espaço interno escroto se comparado com o externo, feios, desengonçados, atrapalham o trânsito, fodem as vagas apertadas, etc. Embora eu goste muito de sedans concordo que também são veículos pouco práticos. Na minha opinião os carros mais inteligentes são do tipo SW ou mesmo os hatchs. Neles você consegue transportar coisas grandes (até fazer pequenas mudanças), são pequenos por fora e grandes por dentro, são mais econômicos, etc.

SUVs foram a maneira que as montadoras encontraram de lucrar mais, venderam a ideia de "você fica mais seguro porque está mais alto" porque os SUVs dão mais lucro pra elas, pesquise um pouco e verá que a margem de lucro nesse tipo de veículo é muito maior que nos outros. Não estou falando que eles estão errados, muito pelo contrário, pago pau pra quem cria um nicho de mercado e consegue expandir isso, mas não é por isso que vou abraçar a ideia. Não é porque sou capitalista que comprarei todas as ideias do capitalismo. Leia mais sobre isso aqui.

Motos

Aqui rola um preconceito do cacete, sempre espalhado por pessoas que nunca subiram num veículo de 2 rodas. Essas pessoas espalham a ideia errada que motos são máquinas mortíferas, que uma vez que você sobe em uma deverá se despedir dos parentes porque a morte ou amputação da cabeça são coisas certas. Bullshit!!!

Vim de uma família de motoqueiros (vai tomar no cu essa frescura de Harleiro que se diz "motociclista", viadagem da porra!), meu pai foi criado na garupa das motos do meu avô, meu velho também botava terror nos anos 60 montado na Lambretta, então em casa nunca houve essa frescura de "aimmm, moto é piguigoso... Aprendi pilotar moto com 12 anos porque a altura não ajudava muito, senão tinha sido com 9 como foi com carro. Aos 17 comprei a primeira moto. Bia também tinha moto quando nos conhecemos.

Ouso dizer que já andei mais de moto que de carro durante a vida e sabe quantos acidentes tive? Zero! Óbvio que não estou livre e claro que numa moto você tem mais proteção que num carro. Já tive tombinhos, raladinhos, essas coisas... mas tive muito mais ralada e encostões com carro que com moto. Moto é um veículo muito seguro nas mãos certas. Pesquise acidentes de moto e verá o seguinte padrão:

1- Moleque de até 20 anos, recém habilitado (ou mesmo sem habilitação), fazendo graça pra aparecer no corredor;
2- Cachorro louco: o mesmo moleque acima só que trabalhando com a moto e tirando o atraso
3- Cara de qualquer idade em moto esportiva. Moto esportiva é perigoso pra caralho, mesmo tendo uma baita experiência com moto eu tenho cagaço pra cacete de andar em esportiva, é uma potência absurda num troço leve. Antigamente até pegava moto assim de amigo pra dar uma volta, agora nem isso.

Veja que dificilmente verá acidente de moto com mulher (costumam andar bem de boa), tiozinho "motociclista" de moto estradeira ou cara de 30 e poucos anos (como eu) andando de 125. Claro que sempre tem aqueles casos de acidentes onde alguém bate na moto, mas até nesses se você for destrinchar a história provavelmente descobrirá que o motoqueiro teve alguma culpa devido irresponsabilidade.

Falo tudo isso pra chegar no seguinte ponto: moto pode ser um excelente aliado na sua vida, é sem dúvidas o veículo motorizado mais racional e eficiente que existe. Moto pequena, de 100 a 200cc faz na média de 30 a 50km/L de gasolina, ou seja, você anda pra caralho sem gastar praticamente nada. Se você realmente precisa de um veículo pra se deslocar, pense numa moto. Ah, e deixe de frescura com frio e chuva, coloque blusa e capa e tacalhepau!

Enfim, acho que como tudo na vida, devemos sempre nos questionar sobre nossas decisões de locomoção, um carro pode ser uma mão na roda, ou um pesadelo.

105 comentários:

  1. Com relação a carro:
    Não vejo muito sentido em um cara que atingiu a IF ter um carro com 20 anos de uso. A não ser que o carro tenha um valor sentimental para a pessoa, ficar pensando em gastos a essa altura não é mais mnimalismo, é idiotice mesmo, mas vou respeitar o posicionamento.

    Sim, concordo com a parte que o carro facilita fodas e ajuda a ampliar a vida social, acho que isso é indiscutível e também é um dos motivos de jovens que não tem nenhum patrimônio se endividarem e fazerem parcelamentos gigantes para comprar um carrinho. Dificilmente alguém quer um carro velho esse é outro fato.

    Com relação a SUV e sedãs grandes, aí entram gosotos pessoas em suas respectivas escolhas. As pessoas não compram esses carros pensando em economia ou praticidade. Compram porque gostam, ponto.

    Já sobre as motos. Moto realmente e um meio de transporte ágil e relativamente barato. Não gosto de moto e aí uma preferência minha.
    Entre moto e carro, escolho carro sem pensar duas vezes. Deixando o lado financeiro de lado.
    A letalidade das motos também depende de quem as conduz, mas é inigável que você corre riscos bem maiores em cima de uma moto que dentro de um carro. Mas aí também entra a preferência do comprador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IF não quer dizer que a pessoa tem dinheiro sobrando pra torrar com coisas desnecessárias. Meu carro me serve muito bem, então pq troca-lo? É preciso entender que qd se atinge a IF e vive-se dessa renda passiva é importante ter controle absoluto e racional sobre o dinheiro, mais que qd está no mercado de trabalho.

      Excluir
    2. Entendi sua quetão da IF e respeito, se não importante trocar de carro OK repeito também.
      Mas pra quem gosta ou quer comprar um 0Km ou mesmo semi novo de valor mais elevado e tem um patrimônio considerável, acho que não há nada de mais.
      Nem sempre vale a pena esperar pela IF absoluta para comprar um determinado bem.

      Excluir
    3. Nunca disse q é preciso esperar a IF pra comprar determinada coisa, penso justamente o oposto: a hora de comprar coisas é qd se está trabalhando, qd atingir a IF e parar de trabalhar é hora de adm as coisas q tem.

      Excluir
  2. Olá Corey!

    Belo texto! Penso assim também. Infelizmente é engraçado a questão da sociedade julgar a pessoa por ter bens, mas é assim que funciona. Sozinho não mudamos isso ai...

    Eu ainda não me vejo sem carro, uso-o todos os dias e me ajuda muito. Não sei se mais pra frente mudarei de ideia, até pq gosto bastante deles. Também fico perdendo tempo lendo informações sobre eles. Até já me aventurei em manutenções...

    Mas, apesar de gostar de carros, sempre fui bem racional nas escolhas. Só ano passado que descontrolou devido a um carro que não tive "sorte". Porém, sempre coloquei limites.

    Acredito ser muito importante para quem quer ter um carro, estabelecer limites. Até quanto pagar, pesquisar bastante o carro que quer ter... (vou até postar isso em meu blog)

    Quanto a moto, até hoje me pergunto pq não tirei a habilitação...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca é tarde pra tirar CNH de moto, nunca é tarde pra começar a andar de moto...

      Não adianta querer ir contra a sociedade em alguns aspectos, ainda mais qd se é jovem e dependente de fatores externos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Excelente post Corey.

    Eu já tive carro e vendi. Isso foi a melhor coisa que fiz. Hoje ando de Uber, Cabify, ônibus e a pé.

    No futuro pretendo ter uma moto. Gosto muito desse veículo. Não tive acidentes com motos. Concordo com você sobre a lista de acidentes. Isso acontece na maioria mais por imprudência do condutor mesmo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só mantenho o carro pq o custo dele é baixíssimo, mas se começar a encher o saco com manutenções caras e frequentes ele vai rodar e vou ficar só com Uber e a moto mesmo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Olá Corey,

    Tenho mais de 7 anos de experiência andando de moto em SP e posso dizer com todas as letras: Saporra é muito perigo.

    Sempre fui responsável, gostava de correr, mas sabia onde podia correr e como correr, sempre achei a economia da moto fantástica e a velocidade em chegar nos lugares maravilhosa por não pegar trânsito e conseguir estacionar praticamente em qualquer lugar (até mesmo em calçadas e dentro de estabelecimentos comerciais, etc.)

    Porém caí feio 3 vezes...

    Mas nas 3 delas estava à 40km/h devido a minha direção defensiva o que me fez não ter que colocar pino mas ter os ligamentos do joelho frouxos por mais de 1 ano.

    Tive que parar...

    O problema das motos são fatores externos que não dá pra controlar, como motoqueiros retardados batendo em outros motoqueiros e principalmente CARROS fechando os corredores.

    Um conhecido meu morreu de moto porque um carro de bandidos fugindo da polícia veio na contra-mão e atropelou ele de propósito para polícia parar e eles conseguissem dar fuga.

    Portanto, não são só os vida loucas e cachorros loucos que morrer fazendo gracinha no trânsito de moto, muitos trabalhadores honestos e pais de família que andam à 40km/h também...

    Mas de certa forma é a mesma máxima de que você pode a qualquer momento em qualquer lugar ser assaltado e morto mesmo sem reagir, ou atravessar a faixa de pedestres e alguém te atropelar mesmo assim.

    SP já está impossível de se locomover de moto, tem congestionamento de moto no próprio corredor de motos no meio dos carros, e já vi diversas mulheres motoqueiras se desequilibrando de motos e batendo em carros sem motivo aparente. Não são só os homens que causam acidentes.

    Por isso aposentei a moto...

    A minha solução para esse problema de transportes foi simples se parar para pensar.

    More e trabalhe bem próximo à uma estação de metrô. Dessa forma você sempre terá uma boa mobilidade, não se estressará muito com trânsito, além de ser mais seguro e fácil a locomoção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse, moto é sim mais perigoso que carro pela própria natureza da exposição, mas rapaz vou te dizer uma coisa, vc deve ser meio zicado pq em quase 20 anos de motoqueiro jamais presenciei nem ouvi falar de conhecidos próximos terem passado por esse tipo de acidente.

      Com certeza sua solução é a melhor possível, transporte público pode e deve ser uma boa opção de locomoção, eu mesmo prefiro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Valeu pela resposta Corey,

      É engraçado esse tipo de comparação baseado em experiências pessoais, pois da mesma forma que há soldados que foram para guerra e voltaram sem um arranhão, muitos morreram assim que desembarcaram na praia sem nem mesmo ter o gostinho de ter disparado uma bala de fuzil.

      Não é porque nós temos "sorte" de estarmos vivos que muitos deixam de sofrer diariamente com acidentes, sequestros e com a violência dessa grande metrópole ninho de ratos chamada São Paulo.

      Por isso sempre considero cautelosamente os dois lados da moeda.

      Excluir
    3. Tiago é um motoqueiro consciente e concordo totalmente que o transporte coletivo seria ou será o caminho ideal.

      Excluir
    4. Sabe o lance da lei da atração? Então, considero que a gente atrai aquilo q se foca. Posso ser um romântico mas acredito muito nisso, vejo diariamente a lei da atração acontecendo...

      Excluir
  5. Olá Corey,

    Muito bacana o post, que bom que voltou!
    Apesar de já ter chegado a uma conclusão parecida com a sua em relação ao carro no inicio da vida, é sempre bom ver pessoas que pensam de forma parecida.

    Tenho 21 anos e peguei uma motoca agora, realmente, a vida é outra. A liberdade é tanta que é necessário ficar atento para não perder a disciplina.

    Seria bacana você fazer uma versão 2017 sobre faculdade, principalmente para quem pretende ser investidor/empreendedor.

    Grande abraço e sucesso!
    Luan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha ideia sobre faculdade continua a mesma: somente vale a pena em pouquíssimas áreas e se a pessoa realmente quiser trabalhar naquilo pro resto da vida, caso contrário é besteira fazer.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Tenho 22 anos, atualmente 27k poupados. Estou usando o carro dos pais quando preciso sair pra algum lugar.

    No trabalho não uso veículo porque moro perto. Com essa grana que eu tenho ai não dá pra comprar carro.

    Na regra dos 10% de patrimônio eu poderia ter um carro de 2,7k.
    Se eu quiser um carro de 25k, terei de ter 250 k em ativos mais os 25k do carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguindo essa regra vc realmente não pode ter um carro, mas eu analisaria essa questão fora da caixa... mas se vc tem o carro dos pais, ok, já ajuda.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. um amigo meu na mesma situação que você estava economizando para comprar um carro. Quando conseguiu o dinheiro para quitá-lo à vista, sentiu dó de gastá-lo. Aí resolveu continuar juntando para comprar o apartamento dele à vista. Demorou. Mas quando finalmente juntou o dinheiro ficou com dó de gastá-lo. Era muito apego. Aí resolveu continuar guardando para a aposentadoria. Hoje, depois de mais de 10 anos, tem seu milhão mas continua trabalhando e morando com os pais, usando o carro deles claro. Aposto que ele nunca vai conseguir gastar esse milhão, vai ficar pra posteridade.

      Excluir
    3. Idade desse seu amigo?

      Excluir
    4. Conheci um cara que mesmo com 5 lojas, futuramento mensal bruto de 3kk ainda andava de Fusca (em 2006) e morava com os pais numa quebrada, detalhe, casado e com filho. Isso pra mim é mesquinhez e falta de respeito com o próprio dinheiro.

      Excluir
    5. 3 kk pra 27k tem muita diferença kkkkk

      Tenho que ser um pouco mesquinho no meu caso, ainda.

      Ai já é palhaçada do cara mesmo não aproveitar.

      Excluir
    6. Caramba eu tenho uma regra pra aquisição de veículo: só compre um carro ou uma moto que seja no máximo até 3 salários líquidos seu.

      Ou seja, se ganha 5 mil, pode ter um carro/moto de 15 e assim por diante.

      Eu penso muito na questão de precisar repor o bem no curto prazo (acidente, roubo, etc), então preciso que ele custe o que eu posso fazer de dinheiro em pouco tempo.

      Corey, concordo com tudo que você disse no post.
      Eu mesmo não gosto de SUV e odeio caminhonete. No trânsito essas desgraças ocupam muito espaço.

      Eu tenho um Honda Fit (1º modelo) comprei usado com 10 anos de uso o bicho é uma máquina, tem espaço pra caramba dentro e não gasta nada de gasolina. Mesmo assim uso ele muito pouco (quase só pra viajar), a maior parte do meu deslocamento semanal é de motinha 150cc, essa sim é a estrela da garagem de casa: econômica (37km/l), estaciona em qualquer lugar, e zero manutenção.

      Excluir
    7. Sua abordagem de quanto gastar num carro é mais objetiva e realista, tb acho que qq passivo que compramos deve ser barato o suficiente para que possamos repor em caso de perda sem se preocupar muito.

      Fit de todas as gerações é um dos carros mais racionais que existes, ele é inclusive o queridinho da blogosfera americana (junto com o Prius). Essas motinhas pequenas são impressionantes, manutenção é perto de zero mesmo, qd vai pra oficina dificilmente gasta-se mais de 50 reais.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Tem que pagar o preço. Não adianta ter carro com 20 e poucos anos se o cara não tem nem 100 k em ativos.

    Um carrinho de 10k exige que o cara tenha ao menos 110k em ativos.

    Fora as condições pra manter né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é bem assim, como disse no texto, carro nessa fase inicial da vida adulta acaba sendo uma ferramenta de prosperidade, acaba valendo mais a pena gastar com isso que manter dinheiro no banco.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Concordo com esta conta do anonimo. Eu acho que um automóvel nunca deve passar de 10% do patrimônio do cidadão, o ideal é não passar de 5%. Hoje tenho um automóvel de 50.000 que está condizente com meu patrimônio, só terei um carro de 100.000 quando tiver 2.000.000 de reais, rs.

      Excluir
    3. Nem sempre dá pra esperar pra comprar um carro quando se tiver uma quantidade de ativos 10X maior que o preço do carro.
      A pessoa ao longo desse caminho vai ter outras despesas e vão se passar muitos anos para alcançar esse patamar.
      Se a pessoa conseguir OK.
      Mas essa perspectiva é irreal para a maioria das pessoas. Nesse caso sugiro simplesmente esquecer a ideia de ter carro e acostumar-se a viver sem o mesmo.

      Excluir
    4. As vezes a pessoa se bitola com esse tipo de conta (que particulamente acho besteira), deixa de gastar com algo que poderia trazer melhoras tanto na parte financeira qto na pessoal.

      Excluir
  8. Morar sozinho é complicado, compromete aportes.

    Como o Construção fala, até os 30,30 e poucos dá pra ficar morando com os pais.

    Meu professor ano passado disse que morava com a mãe dele quando ainda tinha 36 anos, depois saiu. Porque diabos vou sair da casa dos pais com 20 e poucos?

    Nem sonhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, saí de casa aos 20 e poucos e me arrependo amargamente por não ter saído com 17 ou 18...

      Excluir
    2. Conheço gente com mais de 50 anos e ainda moram com os pais.

      Até aí tudo bem vai, mas o problema é parasitar os pais e não dar um mísero real pra ajudar nas despesas da casa.

      Excluir
    3. Vai além do dinheiro, a pessoa que com 50 anos mora com os pais com certeza será dependente emocionalmente deles, eles sempre estarão no meio de todas as decisões de vuda q a pessoa for tomar.. Não acho isso saudável

      Excluir
    4. 50 ANOS morando com os pais é demais.
      30,35 ainda vai, mas 50 não dá.

      Excluir
  9. Um dos maiores prazeres do ser humano é sentir aquele cheirinho de carro novo durante três meses (porque depois acaba). Vou me dar este prazer a cada 10 anos. Se minha expectativa de vida cair na estatística, então vou sentir este cheirinho por mais 3 vezes na vida, hehe. Talvez comprar um SUV na próxima só para sentir este prazer de andar nas alturas, agora estou de sedã mesmo, comprei um Prisma, só por causa do porta-malas que é o maior da categoria, toda vez que viajo é tanta tranqueira que outro carro não me atenderia.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UB, acompanhei a compra do seu carro e como já te disse achei uma decisão bwm racional. Antes de comprar uma SUV, alugue uma e experimente. Não entendo como as pessoas gostam daquilo.

      Excluir
  10. Ola Corey - sempre tive vontade de utilizar moto no dia a dia - me parece uma saida mais inteligente. Conheço muita gente que utiliza e nao se arrepende. Apesar de saber pilotar desde jovem (assim como voce), eu nao tinha dinheiro para tirar habilitação AB (na epoca dos meus 18 anos) e acabei tirando habilitação categoria B.

    Preciso tirar a habilitação para motos - porém, agora com o filho chegando nao sei se conseguiria aposentar o carro. O risco é ficar com moto e carro (ai ganho um passivo extra). Tenho de pensar em como viabilizar isso - mas utilizar moto em cidades grandes é uma imensa vantagem em relação ao desperdicio de tempo de ficar parado em congestionamento - atualmente levo 1 hora para andar 12Km.

    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EP, eu tenho os 2 pq o custo de manter ambos é mínimo, mas no seu caso acho que pode não ser muita vantagem mesmo, a não ser que vc faça deslocamentos diários em meio a muito transito...

      Excluir
  11. Corey, assino embaixo seu post. Entre os 24 e 32 anos, gastei uma fortuna com carros, imagino que acima de 500 mil. Para me divertir, pegar mulher, etc., foi essencial. Hoje, 37 anos, casado e com outros objetivos em mente, uso um carro de 35k.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É disso que estou falando... vc usou carro como ferramenta social e isso é muito importante. Hj não precisa mais disso e tem um carro mais racional.

      Excluir
    2. Em tempo, detesto SUV.

      Excluir
  12. Corey, a gente se acostuma a morar sozinho? É estranho né, aquela solidão sem ninguém.

    Eu ainda moro com os pais, nasci em 1995.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, nunca morei sozinho. Sai de casa pra morar com a Bia.

      Excluir
    2. Respondendo o anônimo. Eu já dividi apto com amigos e atualmente moro sozinho e gosto muito. Não sinto solidão e a liberdade é total. No caso de ficar doente sempre tem alguém que pode te dar um suporte. Claro, se você tiver amigos ou familiares próximos. Acostumei a morar sozinho e acho que não conseguirei dividir um teto com outra pessoa.

      Excluir
    3. Tô com o cowboy nessa. Meu medo é de morar com alguém.

      Excluir
  13. Corey, morando sozinho vêm uma questão: Quem vai cuidar da gente? Digo na questão de quando ficarmos doentes, não de sustentação da casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o q disse acima, nunca morei sozinho pra saber... mas pense q uma gripe acontece 1x a cada 2 anos... logo a relevância dessa preocupação não tem muito fundamento.

      Excluir
  14. Corey, como funciona esse negócio de foda? Toda mulher deve querer um namorado e não uma foda. Como que vamos chegar numa garota e convencer ela a só transar? Isso ai já é coisa de cinema.

    Tenho 22 anos e nunca namorei e nem fiquei com uma garota. Não entendo como funciona esse negócio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prefiro acreditar que vc está de zoeira... mas se não for só mw resta dizer: desligue o video game, tome um banho, faça a barba e vá pra rua.

      Excluir
    2. Não é zoeira. Eu trabalho de segunda a sexta, sou mais caseiro. Porém em algum final de semana até saio pra algum almoço e tal.

      Futebol quanto tem eu vou. Mas é isso ai em geral. Não tenho experiência pra lidar com essas situações Corey.
      Arrumar fodas, pra mim isso é uma ciência desconhecida.

      Excluir
    3. kkkkkkk
      Amigo, hoje em dia é mais fácil o homem se apaixonar e querer relacionamento sério enquanto a mulher quer só uma foda.
      Como o corey disse: vá pra rua.
      Você consegue sexo em fim de balada em troca de caronas.

      Excluir
    4. Cara, não sou de baladas. Na minha formatura não fiquei com nenhuma garota.

      Inclusive uma garota bêbada pediu pra mim sentar do lado dela. Mas eu me perguntei: Ela tem namorado? O que ela quer comigo? Com quem ela veio?

      Minha mãe e minha avó estavam por perto. Como que eu iria sentar do lado dela? Fora os questionamentos que eu tive, tive mais esse empecilho da mãe e dá avó estarem por perto.

      Excluir
    5. Cara, é só pagar. Joga no google: club model. De nada.

      Excluir
    6. "Você consegue sexo em fim de balada em troca de caronas."

      Tá vendo como carro é importante? Quem não tem carro irá perder oportunidades como essa (que sempre acontecem)

      Excluir
    7. Coroa, acho seu estilo de vida bem honesto, não faço criticas contra isso. Acontece q qd vc começou a falar da Land Rover já apareceu uma imagem na cabeça :

      Um cara nos 40 (que vc confirmou), que ganhou dinheiro com algum tipo de empreendimento, solteiro, que gasta com baladas regadas a Black Label (ou outro whisky da moda), faz festas em barcos e surubas em chacaras.

      Não há nada de errado se for isso, não é uma crítica. E tb posso estar completamente errado. Tudo isso por causa da Land Rover que junto com Camaro são carros ostentação usados por 40tões como ferramenta social.

      Repito, isso não é uma critica.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  15. Sempre andei de moto, desde os 19 anos quando me habilitei. Tem uns 8 anos que sempre tive carro e moto e sem dúvidas ando muito mais de moto que de carro diria que 70/30.

    Já tem um mês que estou sem meu carro e não tive problemas nenhum até pq uso muito o da minha mãe, e para não imaginarem que sou parasita é eu que paguei a metade do carro e sou eu quem sempre fez as manutenções (mesmo sem usar) e ajudo a pagar os docs todo ano. Sendo assim meio que me livrei do meu e estou usando o dela que já pago as despesas.

    Mas confesso ter um carro pra chamar de seu é muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa estratégia, pra quem tem um bom relacionamento com os pais essa pode ser uma boa alternativa.

      Excluir
  16. Foda é quando vc é solteiro, mora com a família e paga as contas de casa. É o pior dos dois mundos, sem mulher e sem condições de arrumar uma

    ResponderExcluir
  17. Não ligo tanto para essa questão social, até porque tenho boa aparência, isso já ajuda. Mas acho essa questão de estima perigosa, pois o direcionamento de personalização para bens é uma configuração, digamos, "matrixana".

    Acho que se o sujeito deseja ser bem enxergado pelos outros, melhor cuidar da própria aparência e postura do que comprar um carro ou ir a bares e etc.

    Sobre o carro, não o tenho porque raramente preciso - meu pai o tem, se precisar... ou então um Uber.

    E sair de casa é relativo. Em termos de amadurecimento, é bom a pessoas que não se encontraram ainda na vida, que não têm educação financeira, ou que tenham um ambiente familiar complicado; ou ainda, para pessoas que moram em países de primeiro mundo.

    No caso de um jovem brasileiro, bem educado financeiramente, que está percorrendo uma carreira, não é tão bom. Os gastos com moradia e outros mais, servem-lhe como impeditivo de aportes mais contundentes. Claro que um jovem deve focar no aumento do aporte - melhorar o emprego, salário -, mas o aporte de então ajuda a dar certa liberdade para buscar melhorias - dar para formar uma reserva de emergência mais robusta -, e ainda ajuda a formar um montante para investir na carreira ou num possível empreendimento. Então, para um jovem enquadrando nas características citadas, não é bom comprometer os aportes, mesmo que não sejam tão grandes.

    Eu não saí de casa cedo porque o ambiente é tranquilo e os aportes não foram comprometidos. Algumas características, como casa grande (quase 200 m²), família com relacionamento saudável e pouquíssimos gastos. Mas, quando minha carreira começar a se consolidar mais, tiver uma quantia mais polpuda em investimentos e perto do casamento, sairei com certeza. Por enquanto, aos 25 anos, não pretendo sair por ora.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza cuidar da aparência é importante mas a verdade é que pra grande parte da molecada (me incluo nisso qd jovem) a aparência é um empecilho. Somos vira latas e vamos ser francos, são poucas as pessoas que se destacam pela beleza, mais raro ainda homens bonitos, portanto é mais fácil e eficiente usar de ferramentas sociais como im carro que contar com a propria aparência.

      Infelizmente esse é um tópico que atrai muito hater mas gostaria muito da falar sobre esse assunto. Qd moleque conquistei muita coisa mesmo sendo baixinho, feio e pardo.

      Se vc é bonito deve sim usar isso a seu favor e com certeza pode te ajudar a obter vantagens.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  18. Corey você está de brincadeira? Já andou de Land Rover Evoque?
    Não troco a minha por nada.

    Li em algum lugar: Quando se é jovem(na casa dos 18-22 anos)Há uma relação de proporcionalidade direta entre qualidade do seu carro é o número de potências transas com garotas civis. E é verdade, eu não comi ninguém(na verdade comi raramente), pois não tinha carro.

    Sem carro não era possível interagir socialmente, como eu iria me locomover para festas, casas, motel, bares. Pessoas estão nesses lugares e para chegar eu precisava da porra do carro, sem ele é inviável. Não tinha UBER na época.

    O jogo virou(demorou mais virou, já tenho 42) agora com minha IF poderosa, meu carro é uma máquina, sempre troco a cada 2 anos.

    Coroa Curtidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 42 anos, você mal saiu das fraldas.

      É solteiro?

      Excluir
    2. Deveria ter usado carro dos pais. Gente que pensa em ficar até os 40 apé pra depois ter um carro melhor é gente doida.

      Excluir
    3. Não dava Anônimo para usar carro de terceiros. Pois fui estudar(faculdade federal) em outro estado.

      Além do mais, o carro do meu pai era uma porcaria.

      Se aos 20 o social já te rótula. Imagine 40 anos sem carro, aí também não dá. Ao meu ver é tatuar na testa FRACASSO!

      Coroa Curtidor

      Excluir
    4. Esse negócio de qualidade de carro é relativo. Tenho carro desde os 16 anos de idade e durante a fase de solteiro nunca tive um carro top e mesmo assim não faltou fodas, o importante é ter carro, não importa qual...

      Excluir
  19. Mesmo sem que o assunto em si me interesse tanto, é impressionante como gosto de todos os seus textos, e sempre penso muito com cada uma deles, aprendo mesmo.
    Fui aprendendo muito ao longo do tempo, e lendo aqui sobre a bobagem que é a ostentação, a pessoa se enforcar para aparecer, até a modinha das viagens de auto conhecimento você abordou kkkk
    Não comento em todos os seus postos, e tem um tempo que não comento, mas estou lendo tudo rs.

    Eu sou do tipo medrosa com moto, e para quem pretende ter família, leia-se filhos já complica nisso ai kkk, mas realmente eu sempre tive exatamente isso, preconceito com moto, nunca busquei me aprofundar e repetia que moto é perigoso, gostei de seus esclarecimentos. Mas não sei se já estou preparada para encarar uma kkkk

    Eu ainda acho que carro dá muita autonomia, mas para quem se adapta sem, tanto melhor.

    Quanto a essa visão carro x conquistar mulher, eu particularmente sou até meio avessa a esses caras que tem carrão muito estilo carrão saca? Porque para MIM fica parecendo exatamente que o cara é fútil e está usando aquilo para aparecer, tenho ojeriza de ostentação exagerada, tanto que ando cansando de shopping vou por causa do cinema coisa que amoooo e aproveito e como umas tranqueiras kkkkkk, 85% das minhas compras são por internet hoje em dia então nem isso kkk, Num moleque novo apesar de eu não gostar da mesma forma, ainda é aceitável, porque gente nova ainda é insegura e tal, mas num cara mais velho, sei lá, o cara já devia ter amadurecido né? E não ficar mais ligado nessa de carro assim e assado. Mas posso estar sendo errada também né? Vai saber, as vezes o cara tem porque realmente gosta, entende de carro.


    Mas corey qual seria o carro mais econômico hoje para mulher? ou seja, não entendo de manutenção e essas coisas, então não gostaria de ficar gastando com isso ou ser enganada kkk.
    Se outros leitores puderem responder seria bom também.

    Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, com relação a carros econômicos a sua escolha vai depender mais do motor do carro do que do modelo em sí.
      Modelos de baixa cilindrada costumam ser mais econômicos. Ou seja carros 1.0, 1.3, 1.4.
      A partir de 1.6 os veículos passam a serem um pouco mais gastadores. A grosso modo a cilindrada ou seja a capacidade do motor 1.0 etc como citei acima, é a melhor distinção de carros mais econômicos ou não, e não a marca ou modelo.

      Isso vai depender também da sua forma de conduzir o veículo. Se você faz as trocas de marcha no momento certo e não pisa muito fundo em rodovias, além é claro no caso de carros usados, ter um motor revisado.

      Excluir
    2. Obrigada pelas dicas

      Sandra

      Excluir
    3. Sandra no seu caso como mulher. Invista em uma academia e arrume um trouxa para ocupar o papel de chofer.

      Excluir
    4. Olá Sandra!

      Bom vê-la novamente! Sendo homem percebo exatamente o que vc disse: caras que tem carrão muito carrão são na maioria das vezes bobões, ou pq veneram o carro ou pq acham que o carro é prolongamento peniano. E qto mais velho o cara, pior...

      Se eu fosse comprar um carro mais novo hoje sem dúvidas compraria um VW Up!, é econômico demais, pequeno, ágil pra cidade e tem um espaço interno interessante. Peguei um Up! no Uber dia desses e fiquei impressionado. Não sou fanboy de VW mas esse carrinho é muito interessante.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    5. Corey muito obrigada pela resposta ;)

      Sandra

      Excluir
  20. Porque NÃO tenho carro:

    1 - Não faz sentido algum ter que pagar uma fortuna a um orgão estatal, simplesmente para ter um documento que "comprova" que estou habilitado a dirigir. FODA-SE o estado e sua burocracia sufocante!

    2 - No Brasa os preços são simplesmente fora de cogitação
    Qualquer lata custa uma nota, não há ganho social algum em carro lixoso de 8k, muito pelo contrário, é motivo de chiste.

    Imagine a cena, um playboy com uma BMW e você com um Celta duas portas.

    3 - Potencial de ferrar completamente minha(sua) vida financeira

    4 - Um carro é um passivo.
    Não lhe traz benefícios financeiros, apenas despesas(gasolina, ipva, manutenção, seguro, multas, etc).

    Espero ter contribuído!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, a maioria dos bens são passivos. Se for assim não compraremos quase nada.

      Excluir
    2. Se tiver condições, tenha um carro.

      Junte patrimonio e depois compre um carro. Não seja um cara de 45,50 anos apé.

      Excluir
    3. Sidão,

      Grande argumento o seu: "a maioria dos bens são passivos. Se for assim não compraremos quase nada".

      Um cara de 20 anos(nessa faixa) sequer tem renda consistente, como dito acima carroças médias não agregam nada.

      Não tem outra: Deu sorte? Use o carro dos pais (mesmo se for lata, será menos mal). Se seus pais forem uns mierdas, só lamento.

      Excluir
    4. Concordo com seus argumentos mas tb concordo com o pessoal que disse que tudo é passivo... Tem gente que não tem carro mas compra celular acima de R$ 500, o que pra mim não faz o menor sentido já que há opções mais baratas que fazem o mesmo trabalho.

      Essa de playboy de BMW e pobretão de Celta não cola... O porbretão de Celta não se dará bem no ambiente dominado pelos playboys de BMW, não deve se meter alí... Esse é um grande problema que sempre observo na internet, molecada reclama que não consegue mulher e tals mas aí fala que tá indo em balada cara, concorrendo com playboys... brother, não é assim que funciona!

      Existem carros para todos os bolsos e essa de destruir patrimônio é relativo. Um moelque de 18, 20 anos não deve se preocupar em aportar pra IF, melhor gastar tudo o que tem com um carrinho compatível com a renda... vai ser mais lucrativo no médio e longo prazo.

      20 e poucos anos e não tem renda consistente? É pq fez a coisa errada... com 19 anos eu era gerente de loja, isso pq comecei a trabalhar cedo. Nêgo quer fazer faculdade, especialização, mestrado pra aí sim começar a trabalhar... se fode mesmo!

      Excluir
  21. Fala, Corey!

    Eu tenho muita sorte, geograficamente falando.

    Apesar de viver numa cidade grande, moro perto do trabalho, do supermercado, da farmácia, de amigos, relativamente perto da namorada, da boemia, enfim, basicamente tudo que eu preciso.

    Morar perto de alguns desses locais foi planejado (morar perto do trabalho, por exemplo), mas em outros casos foi pura sorte (morar perto da namorada).

    No meu específico caso ter carro não faz sentido algum, financeiramente falando. Pode ser que isso mude um dia, caso eu tenha filho por exemplo, ou minha empresa mude de endereço para algum lugar mais distante da minha casa.

    No momento a única coisa que me incomoda em não ter carro é ter que ficar dando explicações pros outros. As pessoas não reagem muito bem ao fato de você não ter carro. Elas querem entender porque você não tem, e quando você explica elas continuam com aquela cara de que não estão convencidas e que tem algo errado contigo.

    Não sou ativista de vida sem carro. Alguns comentaristas do meu post acabaram achando que sou. Sou um grande adepto do "cada um fez o que bem entender" e arque com as consequências de suas decisões.

    Abraço e siga postando!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Madruga!

      Li sua história e achei bem interessante... talvez um carro na adolescência teria te ajudado um pouco, who knows...

      Morar perto de tudo é fundamental, ainda mais em cidade grande. Como disse é melhor deixar de ter carro na fase adulta que qd está no começo dela e aí sim a localização fará mais sentido ainda.

      Tb não sou ativista de porra nenhuma, a internet tem esse dom, de rotular as pessoas de ativistas somente devido a opiniões.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  22. Este assunto é realmente muito polêmico. Porém gostaria de por um contraponto:
    - O que muita gente esquece é o momento da vida em que as coisas acontecem. Por exemplo, com carro... Quando você tem uns 20 anos, acredito que é muito melhor vc gastar comprando um carro do que ficar aportando igual um doido (claro que eu tb não sou um bom exemplo, vide a minha história no meu blog), pq vc está na fase de curtição, sair com os amigos, pegar a mulherada, é o início da sua independência. Então ter um carro bacana com essa idade é "Top" (utilizando o linguajar da galera "topzera")!! Agora com 30 anos não faz tanto sentido em ficar ostentando carro por aí, você tem que pensar mais na praticidade, um carro maior (se tem filhos), um carro mais econômico, meios de transportes alternativos, etc.
    E outro detalhe que ás vezes pesa bastante em grandes centros, muita gente perde pelo menos 2h por dia dentro do carro. Será que não vale a pena ter um carro mais confortável, com banco de couro, dvd, do que andar por exemplo num carro velho sem AC?
    Ficam aqui meus contrapontos!!!

    Abraços,

    ZeroUm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Quando você tem uns 20 anos, acredito que é muito melhor vc gastar comprando um carro do que ficar aportando igual um doido"

      Concordo 100%, aliás acho que com 20 anos vc nem deve se preocupar em aportes. Nessa idade eu tinha uma merreca na poupança, talvez uns 7, 8k e nem sabia o pq estava guardando. Não faz sentido sacrificar uma fase de aprendizado em prol de uma merreca.

      "Agora com 30 anos não faz tanto sentido em ficar ostentando carro por aí, você tem que pensar mais na praticidade"

      Esse é o ponto, com 30 e poucos, casado, estabilizado profissionalmente não há pq ficar torrando grana com carro. Vc pegou o X da questão do meu post.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  23. Anon: 21:30, não conseguir responder embaixo do seu comentário, então vai a resposta aqui mesmo.
    Concordo com você que em muitos casos não vale a pena comprar carro, eu mesmo não tenho.

    Mas o anon das 17:01 não citou idade, não sabemos se ele tem 20 anos, minha resposta não foi levando em conta a idade, foi mais baseado em pessoas que não compram bens porque tem sempre que aportar mais, ou simplesmente porque bens são passivos.

    ResponderExcluir
  24. Galera, vou contra quem fala que Moto não é perigoso. É estatístico. Mais de 70% dos acidentes com moto são fatais. Esse negócio de ser cuidadoso, comigo nunca acontece, blablabla, é conversa pra boi dormir. Não depende de vc, exclusivamente. É alguém que avançou o sinal, o cruzamento, desviou do buraco e te acertou, é óleo na pista, uma infinidade de coisas que podem acontecer. No carro vc arranha, na moto vc morre ou se quebra todo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brother, estatística fala um monte de coisas... Tem gente que sai trepando no pêlo durante anos e não pega uma gonorreia sequer... tem gente que a camisinha estoura, a mina engravida e o cara pega Aids.

      Sinceramente acho que é preciso ter uma visão prática da coisa antes de falar sobre o assunto. E foi exatamente isso que fiz sobre motos. Não sou uma pessoa com achismos, sou motoqueiro com mais de 200.000 km em cima de uma moto.

      Excluir
    2. Seu exemplo foi péssimo. Acho que vc não entende o significado de estatística. Não quer dizer que acontecerá com todos. Significa que vc terá que ser o sortudo que não caiu. Simples assim. Seria o mesmo que dizer que não tem problema transar sem camisinha pois tem gente que deu sorte e não pegou doenças. Tem horas que nem vale a pena discutir!

      Excluir
    3. Na moto você está mais vulnerável às cagadas alheias e as suas próprias lambanças, porém se você andar devagar e corretamente os riscos não são maiores do que andar a pé. Entretanto, a grande verdade é que no Brasil as pessoas dirigem de forma insana (carros e motos), as estatísticas são consequência.

      A comparação correta deve ser com alguém que se cuida (usa camisinha) contra alguém que não usa, assim trepar (= andar de moto) e não usar condom é dirigir locão, já se proteger é andar certinho.

      Ao que sei não há nem registro de contaminações com uso de capa e se estourar, quem tem o mínimo de experiência percebe na hora.

      Excluir
  25. Outra coisa, carro é fundamental. Queria ver o cara chamar o uber pra levar a gatinha no motel, sair de madrugada pra levar um filho que passou mal pro hospital, sair pro sítio do amigo no domingo à tarde de uber, buscar a namorada que mora longe de uber, entre diversas outras coisas. Lógico, a realidade é diferente para cada pessoa. As verdades são válidas para cada caso. Falo de uma maneira geral. A verdade é que tendemos a acreditar naquilo que nos é mais confortável do ponto de vista financeiro. O cara é quebrado, sem um real no bolso, melhor acreditar no Uber!
    Quanto à SUV, dizer que não são mais seguras é papo furado. Óbvio que se bater de frente numa Hilux irá se machucar menos do que num hb 20 zero no crash test. e outra coisa, gostem ou não, os motoristas respeitam mais quando vc da seta, faz conversão, etc. sempre fui contra SUV, até que um dia comprei uma. Não volto para carro pequeno mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, carro é fundamental em muitos momentos. Hoje temos Uber que ajuda muito mas como vc disse certas coisas não dá pra fazer de Uber.

      Hilux não é SUV, Hilux é pick-up, mesmo a versão "SUV" é uma pick-up fantasiada. Já viu as estrelas do Latin NCap? Não é bem assim...

      Excluir
    2. Meu deus! Foi só um exemplo. Troca a Hilux por uma crv, audi q3 tucano ou qualquer outra que vc considere SUV. Não mudará nada.

      Excluir
    3. Quanto às estrelas do latin Ncap, já vi sim. E não existe so o latin N cap. Tem outros!. Já vi de diversos veículos! É isso sim!
      O ônix é um lixo, o gol, o celta, etc.
      discutir o quê?

      Excluir
    4. Para pegar estrada em considero legal um SUV top de linha, entretanto é coisa pra quem está com dinheiro sobrando. Atualmente eu tenho um carro velho que uso pouco e um moto que uso bastante.

      No futuro talvez eu compre um SUV para viajar...

      Excluir
  26. Antes que falem que o ideal é o transporte público, alerto que não moramos em Paris. Vou trabalhar a pé todos os dias. Porém, o carro não é importante para os deslocamentos básicos de sempre. Para esses, a gente se adapta, mora perto do trabalho ( meu caso) . O carro é importante para os outros casos. Não moro em São Paulo, mas acredito que nem aí o metro atende todos os lugares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O metrô de SP é o melhor do mundo em muitos aspectos, sério, não estou brincando. O metrô de SP é o mais limpo, organizado e bem sinalizado que já utilizei. O que caga é ele ser pequeno, servindo poucos bairros e não é 24h.

      Em SP se vc morar e trabalhar perto do Metrô sua vida será muito boa, mas realmente, se precisar usar ônibus aí ferrou!

      Excluir
    2. Pois é! Vc acabou de dizer o mesmo que eu falei! Não é para os deslocamentos do cotidiano, mas para aqueles outros! Se o metro não é 24h e não atende aos vários bairros da cidade, só serve pro cotidiano! Não substitui o carro!

      Excluir
  27. Quanto ao status, que se dane isso. O importante é o bem estar. Como o colega aí falou, estar confortável, no ar condicionado , banco confortável, seguro, direção leve, etc é muito melhor do que estar num fusca 66

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bolha, seus comentários foram bem realistas. Concordo com a maioria e isso mostra que você não vive em uma bolha.
      Brincadeira à parte é por aí mesmo.

      Excluir
    2. Não fale mal de Fusca, até pq Fusca não é carro, é Fusca, rsrs!

      Excluir
    3. Kkk! O bolha é por acreditar na existência de uma bolha imobiliária e achar imóvel o pior investimento de todos. É por achar que aluguel é nota 10 pro inquilino e nota zero pro proprietário!

      Excluir
  28. Interessante analise, nunca tinha pensado nisso, parece interessante em termos de economia, só temos de ter muito cuidado a dirigir.

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
  29. Não acredito muito nessa regra de. "vendedor de livro do milionário" que o cara tem que comprar carro com 10% do património. Que nem li acima o cara tem 30mil e não quer gastar com carro. Compra um de 7 ou 8 mil e seja feliz. Sempre tive pra mim que carro tem q ser comprado a vista, salvo exceção se o cara viaja a trabalho com o carro.

    Tudo tem os dois lados, dando sorte de não pegar um carro zero cágado é 3 anos sem precisar ver um mecânico é só o básico de manutenção não vai ficar parado na rua, mas isso tem o seu preço. Carro velho rodando a mesma coisa do novo ( uns 50mil km) vc certamente vai ser amigo do mecânico. Já tive nos dois mundos..kkk.. E tudo é questão de gosto, bolso, sorte e faze da vida.

    Essa ideia bitolada do 10% é furada. Nesse raciocínio a pessoa nunca vai ter filho por não poder estipular o custo de manter a criança.

    Ou casar e caso de uma merda no casamento vai perder o património guardado.



    ResponderExcluir
  30. Ninguém falou da mulherada que gasta horrores em SUVs que por serem grandes, elas devem acham que ficam seguras rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas mulheres gostam de carros grandes pois tem um certo impacto uma mulher saindo de um carro desses kkk, acho que é mais fetiche que segurança, honestamente. A coisa do poder... kkkk. Acho desnecessário, mas não nego que já me imaginei comprando um desses kkkkk, sobretudo porque sou baixinha então seria interessante kkkkkkkkk. Maluquices com certeza

      Sandra

      Excluir
  31. Discordo da sua visão de segurança em moto. Não dependemos só de nossa maneira de pilotar. Sempre tem um terceiro que faz cagada e nos acerta e moto não tem lataria pra te proteger. eu acho arriscadíssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente com você. Teve um doido aí que falou que é o mesmo risco de andar a pé, desde que se tenha cuidado! Kkk. É de rir! O outro não acredita em estatísticas pessimistas contra Moto. São mais reais do que o rei! É só raciocinar um pouquinho que verão que Moto é roleta russa no trânsito brasileiro. Pode passar uma vida inteira sem acontecer, um belo dia........

      Excluir
  32. Corey, to com uma proposta de sociedade pra entrar numa micro empresa em ascensão. Porém tenho experiência zero em empreendedorismo. Quero algumas sugestões pra poder avaliar com clareza se a proposta é vantajosa ou não. Você como tem experiência vasta no ramo de negócios poderia me ajudar com algumas questões simples. Não fico a vontade em compartilhar essas informações aqui pelos comentários. Se tem interesse em me auxiliar nesse processo me disponibiliza um endereço de e-mail para conversarmos melhor. Grato e boa sorte na jornada!

    ResponderExcluir
  33. eu tenho todos os posts do rover infelizmente ele proibiu de divulgar, se ele permitisse eu poderia lhe mandar corey

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.