terça-feira, 6 de junho de 2017

Fracasso?

Hoje vou falar um pouco sobre o tal negócio que deu errado, aquilo que considero o maior fracasso da minha vida.

Após vender minhas 3 lojas, descansar alguns meses, viajar e pensar na vida eu precisava fazer algo. Bia e eu perdemos um pouco a vontade de emigrar (acreditamos que não devemos fazer isso agora), arrumar um emprego na minha área de formação me traria muito trabalho e baixo retorno financeiro (embora traria benefícios não financeiros), logo a ideia de comprar outra loja veio a tona. Por quê não fazer uma grana rápida?

A ideia era comprar uma loja quebrada e com um pouco de grana dar uma reformada, estocar e dar um up no faturamento. O esperado era aumentar o movimento em 200% em 4 meses e então "realizar lucro" vendendo-a. Nada diferente do que eu estava acostumado, nada diferente do que eu já tinha realizado. Resumo: a grana necessária foi 50% maior que o esperado, o faturamento aumentou 50% após 8 meses. Vendi a loja por menos que paguei/investi, perdi dinheiro mas poderia ter sido muito mais, esse prejuízo é algo que não fará muita diferença na minha vida, posso "queimar" essa grana sem muita preocupação. A vida não é só dinheiro. Trade de empresas (ou business flipping) é um negócio altamente lucrativo, até que dá errado, rsrs!

Não quero entrar em detalhes dos porquês da coisa ter azedado mas resumindo foi o seguinte: errei a escolha do ponto (no caso, a loja quebrada), errei no tipo de estratégia de vendas para o lugar (bairro classe média-baixa, fora da minha zona de conforto que sempre foi classe média-alta), errei no tipo de produtos e subestimei os concorrentes e a situação que o país se encontra. Acho que não preciso dizer mais nada...

O aspecto mais importante que quero tratar não é o porquê o negócio deu certo ou não e sim o como me sinto perante essa experiência. Mudei muito nos últimos anos, se um "fracasso" desses ocorresse 3 anos atrás eu estaria depressivo e bravo. Nada disso aconteceu! Assumo o fracasso, sei que errei, que quebrei a cara. Na minha opinião assumir isso já me deixa melhor, não tento procurar culpados ou razões porque a culpa toda foi minha, das minhas escolhas e estratégias erradas, logo não preciso justificar isso pra ninguém, só comigo mesmo. Aprendi pra caralho com esse negócio e a lição mais valiosa é que risco sempre existe e que você pode dirigir moto bêbado na chuva várias vezes mas uma hora você vai cair. Eu caí pela primeira vez, e machucou...

Aprendi que tenho forte aversão ao risco e com certeza esse negócio irá mudar várias decisões daqui pra frente, eu sempre lembrarei da loja ruim e do risco que assumi e quebrei a cara. Você pode dizer: "Corey, no pain no gain", e eu digo que sim, acredito nisso, acredito que todos devemos sair da zona de conforto, assumir riscos e ter resultados excepcionais, resultados diferentes daquelas pessoas que ficam sentadas no sofá comendo pipoca. Não se trata de fugir de riscos como o diabo da cruz e sim de saber até que ponto vale a pena assumir esses riscos. Tudo tem um limite, riscos tem limites. O meu limite é bem baixo, não tenho saúde pra ficar arriscando todo o tempo.

Fracassei mas saio de cabeça tranquila por ter feito o que estava a meu alcance, tenho certeza que meu sucessor terá mais sucesso que eu porque a situação dele é completamente diferente, o perfil dele é diferente, enfim, a loja é mais a cara dele que a minha. Fico feliz por isso, por ter passado a "bronca" pra alguém que saberá lidar com ela e não simplesmente ter me desfeito pra qualquer um. Continuo com certo risco envolvido no negócio afinal tenho prestações pra receber e faço votos que o brother lá tenha muito sucesso. O fracasso de uns é o sucesso de outros.

Aprendi que não sou o pica das galáxias do mundo do empreendedorismo que talvez um dia pensei ser, aprendi que sou um Zé Qualquer que teve muita sorte na vida e não um expert no assunto. Agradeço aos Deuses pela sorte e capacidade de fazer a coisa certa tantas vezes e não me queixo por não ter dado certo em todas elas, faz parte. Aprendi que devo ter mais cautela com meus investimentos porque provavelmente não terei mais da onde tirar somas vultuosas de dinheiro (como fiz durante esses anos de empreendedorismo), provavelmente minha fase de acumulação se encerrará com a última prestação que tenho pra receber das lojas. Sabe aquela história de "quem ganhou ganhou, quem não ganhou não ganha mais"? Pois é, se encaixa perfeitamente na minha realidade. Daqui pra frente muito provavelmente terei somente dividendos reinvestidos, nada de grana nova.

No fim das contas encaro esse fracasso como um curso onde paguei (caro) pra aprender a ter mais cuidado com o dinheiro, a ser mais humilde e não me achar fodão só por ter feito coisas certas algumas vezes, onde aprendi o custo do tempo (perder tempo foi o que mais me chateou nessa história toda), etc. Posso estar sendo Poliana e vendo o lado bom de algo ruim mas enfim, é assim que me sinto. Espero que todos sempre possam tirar lições de acontecimentos ruins invés de ficar choramingando e com mimimis.

Como diz a música: "reconhece a queda e não desanima, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima"

90 comentários:

  1. Olá Corey!

    O melhor de tudo é que você teve sabedoria e maturidade para refletir sobre a situação e tirar boas conclusões de tudo isso. A chave do sucesso e da tranquilidade é conseguir tirar uma lição, seja boa ou ruim, de todas as situações na vida. Tudo é aprendizado!

    Eu também sou muito averso a riscos. Já tentei arriscar mais, mas simplesmente não consigo. Prefiro crescimento lento e constante do que o risco de uma queda mediana a curto prazo.

    Sucesso!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IW!

      Sim, acho que estou mais maduro e consigui lidar de maneira muito tranquila com essa situação, porém espero não passar por isso novamente.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Amigo, qual sua faixa de idade? 32-35?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Corey é sossegado, vive de renda sem precisar trabalhar.

    Já pensou em pagar alguém pra vender coisas? Trabalhar com lanches, algo do tipo. Ou então você metendo a cara nisso mesmo.

    Geladinho, cachorro quente, essas coisas. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra ganhar sei lá, 500, 1000 reais por mês tendo dor de cabeça? Não vale a pena...

      Excluir
  4. Quanto rende seu capital hoje ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Corey,
      eu com a metade disso já estaria feliz....parabéns.

      Abs.
      EQRP

      Excluir
  5. A gente só não pode ficar parado. Esse negócio de atingir if pra ficar vendo net flix é coisa de louco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, por algum tempo achava que não... mas hj vejo o quão importante é o trabalho

      Excluir
  6. Fala, Corey! Bom ver que você administrou a crise de forma bem madura. Isso é muito importante para o futuro, e é bem mais produtivo do que ficar guardando ressentimento da situação pro resto da vida.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Madruga!

      Sim, é página virada, não vou ficar chorando...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Tente achar um meio de se conectar com as pessoas, seilá, algo assim.

    Brks Edu por exemplo, respeitado no mundo dos games. Seja reconhecido em algum mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Seja reconhecido em algum mundo."

      pra quê? Ego?

      Excluir
    2. O q ganho "deixando um legado"?

      Excluir
    3. o cara ta dando o conselho mas nem sabe o que quer falar kkkkkk

      Excluir
    4. O q ganho "deixando um legado"? boa pergunta. isso tem muito de ego.

      Excluir
  8. Nada de fracasso, apenas não deu certo, ainda bem que você tem conhecimento, pois o rombo poderia ter sido maior !! investir em negócio próprio tem muitas variáveis e sorte também, qualquer dia lhe conto um vendedor de espeto aqui perto de casa que construiu uma mansão e montou um restaurante e Buffet especializado em espetos, detalhe, começou na garagem de casa rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, poderia ter enfiado muito mais grana e perdido mais, porém coloquei um limite de investimento e perdi menos. Histórias como essas acontecem diariamente e quase sempre o cara não tem instrução alguma, só coragem mesmo.

      Excluir
  9. Corey, a blogsfera ou finasfera tem grande quantidade de blogueiros em busca da IF. Tem mais uma bos quantidade de comentaristas anônimos (como eu) e público em geral com o mesmo pensamento.
    Alguns blogueiros dizem ter atingido esse patamar como Viver de Renda, o Rover que acabou com seu blog e o Pobre Catrrento (por sinal o que aconteceu com ele?).
    Aí eu pergunto: O que mudou na sua vida depois da IF, o que deve ter mudado na vida deles depois da IF?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tenho uma resposta pra essa pergunta, faz pouco tempo que estou "ocioso" então não dá pra saber ao certo... Mas até agora posso dizer que a sensação de segurança de ter renda cobrindo minhas despesas é algo maravilhoso.

      Excluir
  10. Só fracassa quem esta tentando. Fique feliz em não ser um acomodado mediano e reclamando de tudo na vida.

    Prejuízos acontecem, fazem parte do jogo. Se você teve mais lucros do que prejuízos, não preciso dizer que você venceu.

    Pelo seu relato: Acho que sua energia acabou e chegou a hora de pegar mais leve.

    Sinto o mesmo ... Não tenho vontade nenhuma de criar uma empresa, ter que trabalhar até 20 horas por dia para dar resultado e ser sucesso.

    Vou aos poucos mesmo.

    Acho que você precisa mais de descanso Corey, e entendi o motivo da sua IF, com a venda das lojas você transformou imobilizado em líquido e pode usufruir da renda.

    É legal pois é mais ou menos o que eu planejava: Construir, construir e construir, até chegar numa hora onde eu pudesse vender tudo, aplicar o dinheiro em algo que não tivesse tanto risco (não posso perder tudo) e viver de renda ...

    Uma curiosidade, se puder falar, se não puder não tem problema pois é mais detalhado mesmo: Como você vende uma loja? Não deve ser num OLX da vida, acredito eu.

    Você usa algum site específico?

    Abraçaõ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala VdC!

      É exatamente o que vc disse, falta coragem e vontade. Não vejo razões pra ralar, não preciso disso. Sim, transformei minhas lojas em fluxo de caixa.

      Todos os negócios que fiz foram através de conhecidos, nunca comprei ou vendi empresa por site, todas foram negociadas com colegas ou amigos de colegas.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Cara que relato interessante, obrigado por compartilhar!
    Por várias vezes já tive vontade de empreender, criar ou reformar uma loja/comercio e vender, mas me falta muito conhecimento na área e coragem também.

    Me sinto 'bem' no meu emprego CLT, ganhando meus K's por mês.

    Sobre a Vida da IF, eu sempre tive vontade de aprender mais idiomas, e outras coisas que acho legal: dançar, andar de skate, tocar violão.

    Acho que passaria grande parte do meu tempo ocioso com hobbies haha

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hobbies são bons como hobbies, não como atividade full time.

      Excluir
  12. Porque tem esse avião no fundo do seu blog? É uma metáfora que significa que vc está voando sempre?

    Pois vemos o blog dentro da janela de um avião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pq gosto de viajar e qd fiz o blog foi a imagem que mais gostei.

      Excluir
  13. Reconhecer e assumir os próprios erros são atitudes extremamente raras na sociedade vitimista que a gente vive, Corey. Parabéns e vá aproveitar a IF!

    Abs.,

    VR.

    ResponderExcluir
  14. Muito interessante sua experiência Corey. Não sei quanto dinheiro você perdeu nessa empreitada, mas você não estaria supervalorizando essa derrota?

    Não te conheço, mas pelas suas postagens tenho dúvidas se esse abandono do empreendedorismo lhe trará satisfação...

    Eu acabei de fazer uma postagem que aborda em alguma medida essa questão de empreendedorismo, riqueza, etc. Aproveita seu tempo ocioso (=D) e deixa lá sua opinião, sua vivência nesse mundo ia agregar muito!

    https://ministrodoinvestimento.blogspot.com.br/2017/06/a-blogosfera-esta-disseminando-uma.html

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso dizer que o dinheiro que perdi não me fará falta, mas não foi uma quantia que me quebrasse. Empreendedorismo quase nunca me deu prazer, por isso acho que não volto...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Muito obrigado por compartilhar Corey, é sempre uma lição, nem preciso lhe dar os parabéns, mas com certeza seu saldo é positivo né, 5-6k de renda passiva não é pra qualquer um.

    Você acredita que é possível empreender da sua forma tendo um emprego formal, ou sempre se fez necessário dedicação full time?

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito! Vi gente tentando fazer isso e não conheço quem deu certo...

      Excluir
  16. Admiro muito pessoas como você que gastam um pouco de tempo para compartilhar suas experiências com outras pessoas sem ganhar nada,ou muito pouco, em troca. Acredito que tudo na vida nos deixe uma lição e parece-me que você aprendeu bem. Sejamos humildes para reconhecer as dificuldades do caminho e muito pé no chão para não arriscarmos o que já temos. um grande abraço, você vai tirar tudo isso de letra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que recebemos mais qd tb doamos e isso não necessariamente tem a ver com dinheiro. Aprendi muito na internet, com gente que não conheço e q tb não ganhou nada pra informar, então essa é a maneira que tenho de retribuir todo o conhecimento free que adquiri.

      Excluir
  17. Corey

    Você adquiriu uma bela experiência e assumiu toda a responsabilidade pela empreitada que não vingou. Apesar do downside financeiro, você tem um perfil que pode ser muito lucrativo no longo prazo.

    Parabéns pelo modo como enfrentou e enfrenta a situação.

    ResponderExcluir
  18. 5 k de renda passiva e é independente financeiramente?

    Pode detalhar seus gastos?

    Aluguel :
    Comida :
    Plano de saúde :
    Transporte :
    Telefone :
    Água :
    Luz :
    Internet :
    TV a cabo :
    Netflix :
    Roupas :
    Academia :
    Eventuais saídas (jantar, cinema, almoço self service...) :

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluguel : 1200
      Comida : 800
      Plano de saúde : 190
      Transporte : 200 (gasolina e uber)
      Telefone : 80 (casal)
      Água : inclusa no aluguel
      Luz : 70
      Internet : 150
      TV a cabo : "
      Netflix : 20
      Roupas : uma vez por ano, em torno de 200 dólares (para o casal)
      Academia : zero
      Eventuais saídas (jantar, cinema, almoço self service...) : 400

      Acrescento:

      provisão despesas anuais: 150
      manutenção carro/moto: 100
      diversos: 400

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Obs: não incluí as despesas com viagens pq isso é muito relativo, as vezes viajamos mais, as vezes menos.

      Excluir
    3. Não me leve a mal, mas é uma IF bem meia bomba. Claro, atente suas expectativas? Perfeito, nada a declarar.

      Você atingiu o que os gregos chamavam de ataraxia, tranquilidade. Parece ser imune aos prazeres mundanos, status, badalação, casa cara, carro top, etc.

      Resumindo: encontrou seu lugar no mundo, dentro do seu estilo de ser.

      Eu ainda vago perdido. E por esses dias, tenho refletido, se realmente eu desejo tudo isso ou se faço apenas para os outros.
      Já tenho uma IF de 1MM, mesmo assim "pouco" desfruto e vivo tenso achando que ainda falta grana.

      Valeu. Por manter esse espaço, já li a metade, ainda vou zerar ele.

      BLz!

      Excluir
    4. Sim, é meia boca mesmo, por isso não quero torrar essa renda passiva durante muito tempo. Quero que ela mesma cresça sozinha daqui pra frente.

      Não tenho tesão por carro caro, casa grande e demais coisas que vc citou, mas nem sempre foi assim, como vc disse acabei achando minha maneira de viver e sou muito feliz assim. É muito bom não ter fardos pra carregar, se tudo der errado pelo menos sei que sobrevivo muito bem.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    5. casa grande, carrão e demais ostentações são uma maneira que inventaram para escravizar o ser humano até o final da vida! só consegue a IF quem não precisa de muito para viver.

      Excluir
    6. "só consegue a IF quem não precisa de muito para viver."

      pra gente que é simples mortal é assim que a banda toca mesmo

      Excluir
    7. Corey, só há duas gentes: o simples mortal que se reconhece como tal, e o simples mortal que finge para si e para os outros ser algo mais do que um cadáver adiado. Para esses infelizes todo dinheiro é pouco para desviar a atenção sobre sua efemeridade.

      Com 6k de renda passiva, mesmo casado com 2 filhos, ligava o foda-se para todo humano bunda suja que espera que eu seja o que esperam que eu seja.

      Eles não vivem por si, mas em função dos outros. Odeiam que suas expectativas sejam frustradas.

      Escravos em jaulas douradas, ainda assim escravos. Eu quando mendigo fui mais livre, e conheci almas mais nobres.

      Experiência de samana me valeu ver o mundo melhor.

      Excluir
    8. Por favor, qual plano de saúde tem que paga 190 com 32-35 anos? Poderia dar detalhes por favor? Preciso diminuir gasto com isso apesar de problemas crônicos. Obrigado, abraços.

      Excluir
  19. Olá Corey,

    Uma razão de haver muitos ex-atletas em cargos executivos é que eles estão acostumados a perder.

    Isso não os afeta tanto mais. Conseguem superar um erro ou uma derrota de forma rápida.

    Não somos atletas, mas precisamos aprender a perder também.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, já li sobre isso, faz sentido...

      Excluir
  20. Obrigado por compartilhar suas experiencias Corey. Chega uma altura na vida da gente que encontrar satisfação no que fazemos é mais importante que o dinheiro que ganhamos ou perdemos. Imagino se deve ser o seu caso no momento.

    ResponderExcluir
  21. Corey, você acompanha futebol?

    Tem gente que além de acompanhar o time do coração, acompanha os jogos do rival e fica bravo quando o rival ganha!

    Eu falo brabo de querer bater em alguém haha

    ResponderExcluir
  22. Rapaz, continuo achando que é melhor estudar para concurso e comprar ações de empresas que pagam bons dividendos. Não serei processado por funcionário, fiscal do ISS não vai me encher o saco.

    Diferentemente de você, adoro finanças. Pretendo fazer uma nova graduação na área e trabalhar como administrador financeiro. 90% ou mais dos pequenos e médios comerciantes são ANALFABETOS CONTÁBEIS. É um mercado ótimo para ganhar grana.

    Depois da IF, monto escritório e contrato uma GP como secretária. rsss

    ResponderExcluir
  23. A academia é o local mais importante da minha vida. Ali eu consigo forças para encarar o mundo e vencer.

    O Abílio Diniz sempre trabalhou muito, mas nunca deixou de malhar. Hoje tá com 80 anos, bilionário e com filho de 5 anos. Malhar dá lucro.

    Até o sexo melhora com a academia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Isso é uma coisa que devo melhorar... não tenho muito saco pra academia.

      Excluir
    2. Se vc tem tempo livre, começa com atividades ao ar livre. Corrida leve, flexão e barra. A trinca do sucesso!

      Excluir
  24. Corey, você fez ao longo de sua vida como empreendedor uma espécie de trandes com lojas, você comprou, recuperou e vendeu lojas com lucro.
    Lógico que trades desse tipo não são acessíveis a maioria da população pelo valor que é necessário para investir dessa maneira.
    Mas é uma técnica de alavancagem.
    Acho que esse é um tema interessante para um post, e é um assunto pouco falado na blogsfera que tem como foco principal economia/aporte/investimentos em maior parte na renda fixa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, tem vários posts onde falo sobre isso aqui no blog, da uma pesquisada e vc achará muita informação.

      Excluir
  25. eae corey. Faz algum tempo que eu tinha falado sobre estoicismo contigo, ai vc disse q tinha pesquisado um pouco sobre mas nao conseguiu entender, eu começei algumas vezes um texto pra simplificar e exemplificar mas nunca achava que estava claro o suficiente e deixei de lado. Eu aconselho fortemente a leitura de A Guide to the Good Life: The Ancient Art of Stoic Joy-William B. Irvine. Foi a sugestão que o pobreta deu na época. Li todo e mudou muito a minha vida.
    Os conselhos desse livro me ajudaram a lidar com a perda de dinheiro q tive esse ano. Na verdade deixei de ganhar. Eu tinha 2 Bitcoins no começo desse ano. Os vendi por 3900 reais. Nesse mês o Bitcoin bateu 13 mil reais!! Se eu tivesse segurado teria ganhado cerca de 18 mil reais. Vc tem q tomar cuidado com o Ócio, ele que vai azedar seu dia, e qnd a bola de neve crescer, será masi difícil lidar com isso, pq tudo q vc for fazer, azedará tbm. A dor e e objetivos na vida humana é primordial para o equilibrio da mente. Os prazeres não ajudam na busca por significado e sentido na vida.
    forte abraço
    PS: Ainda fumando charutos cubanos? kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela dica do livro, é sempre bom buscar auto conhecimento. Rapaz, se eu for contabilizar quanto dinheiro deixei de ganhar... Melhor nem pensar nisso!

      Não, parei com os charutos, com álcool e estou diminuindo açúcar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  26. Olá Corey!

    Você é um cara que venceu na vida considerando todas as adversidades e este "fracasso" não foi nada perto do que você relata e conquistou.

    Agora uma dúvida:

    Com essa renda passiva você consegue o visto D7 para Portugal, se não me engano.

    Caso você escolhesse esse país como destino em uma possível imigração qual visto você tentaria e por quê?

    o D2 (empreendedor);
    o D7 (viver de renda);
    o Golden Visa (investimento "pesado").

    Abraços e Suce$$o!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não parei pra estudar direito, a princípio seria o D2 pq até então achava que o D7 o governo português reteria algum valor... mas parece que não.

      Excluir
    2. D7 = risco cambial,não?

      Excluir
  27. Eu acredito que o sucesso vem através da combinação de três fatores: esforço pessoal, talento e sorte.
    O que muitas vezes eu tenho cuidado ao dar atenção é com aquilo que eu chamo de "discurso do vencedor", pois muitas vezes aqueles que vencem atribuem o sucesso exclusivamente deles ao esforço pessoal.
    Discurso do tipo eu ignoro:
    -Olhe a minha volta eu consegui tudo sozinho graças ao meu trabalho, se você não consegue é porque não deu duro o suficiente.
    Situação de talento são os jogadores de futebol - a maioria deles treinam a mesma carga horária por dia, no entanto em jogo é o talento que faz a diferença. Tem uma atriz Tatum O'Neal, ela ganhou um Oscar com 10 anos, talento aplicado no papel certo (sorte).
    Situação de sorte - filhos de pais ricos tem mais chance de serem adultos ricos. Na lista das pessoas mais ricas da Forbes eu desconheço alguém dali que tenha nascido com alguma deficiência mental grave.

    Quando eu vacilo com o meu tempo e o meu dinheiro eu lembro o que meu pai certa vez me diz:
    -A gente perde dinheiro mas se diverte.
    Ele provavelmente me disse aquilo para eu encarar que nas atividades que nos propomos a fazer existem ganhos fora do escopo, além é claro da experiência.

    Só fracassa quem faz,
    Maluco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas que contam vantagem e tem orgulho de ter dinheiro são escrotas pra kct. Vc deve ter orgulho de coisas como falar outro idioma, ter um conhecimento foda num determinado assunto... Dinheiro a gente ganha e perde, é relativamente fácil... Conhecimento não, é algo que exige certa dose de esforço.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  28. Acha que hoje em dia é mais difícil se destacar em alguma área artística?

    Músicos, escritores, falo de áreas desse estilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sim pq há mais gente concorrendo, e não pq é mais fácil se divulgar pela internet...

      Excluir
  29. Sinto que o futebol pode ser uma anestesia pra algumas pessoas. Elas vêem parte do sucesso delas quando o time vence.

    Como se tivesse feito parte daquilo entende, é algo estranho que funciona.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso o mesmo, o cara fica orgulhoso pq o time ganhou... cada uma...

      Excluir
    2. E se perde o cara fica nervoso, chateado.

      Parece que o time é uma parte da pessoa.

      Excluir
  30. Corey, achei muito interessante essa sua forma de fazer negócios, comprando lojas já com o objetivo de estruturá-las e vendê-las depois. Embora não seja o empreendedorismo clássico de fazer uma empresa crescer é uma forma muito interessante de fazer dinheiro.

    Se possível fale mais sobre isso no seu blog....tanto sobre a empreitada fracassada, como, principalmente, aquelas que foram bem sucedidas! É desse tipo de relato que a Blogosfera está carente!

    Vou te add no meu Blogroll, se puder, me adiciona também!

    Abraços!

    http://ministrodoinvestimento.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem bastante material sobre esse assunto aqui no blog, dá uma pesquisada...

      Excluir
  31. Já pensei em investir em algum negócio várias vezes, na verdade já tive um lava rápido perto de uma universidade da minha cidade, ganhei grana mas me encomodei muiiitoooo. Hoje tenho um emprego na área de tecnologia, salaria de uns $2650,00 limpo, e nem penso em empreender por enquanto. O que me encomodei mesmo é a instabilidade do setor privado, só.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc está satisfeito não vejo pq arriscar, só pra mostrar para os outros?

      Excluir
  32. Rapaz, essa coisa de não conseguir parar de trabalhar é algo beeemmpaulista.

    Tenho amigo que trabalha em corretora. Vários milionários ficam na praia. Aqui no Rio, muicurt5indo o dia todo.

    Para um paulista talvez 15k não dê tanto status . Mas para um carioca, com essa grana ele fica na praia e na academia sorrindo feliz.

    É possível achar um meio termo entre o trabalho e o lazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, paulistano é doente e acredite, não sou nem 10% da média paulistana...

      Excluir
  33. e quanto suas lojas deixavam de pro-labore/lucro por mes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Variava muito, de mês pra mês, de loja pra loja... Desde -5k até 20k.

      Excluir
  34. Corey, muito bom o seu post. Me vi na mesma situação há uns meses atrás, onde fiz um investimento em algo que eu achava que tinha muita expertise e iria tirar de letra, mas no final perdi uma grana razoável quando o negócio não foi pra frente. Nada que me abalasse financeiramente, mas, como vc mesmo disse, foi um curso caro que eu paguei. Aprendi muita coisa nesse tempo e ainda iniciei um outro negócio durante o processo. Já esse meu segundo empreendimento acabou de fazer 1 ano de vida e eu o considero um sucesso. Não repeti nenhum dos erros que cometi no primeiro e considero que sem esse aprendizado, talvez nenhum dos dois fosse para frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Igor, errei tanto no começo, principalmente em tentar fazer as coisas sem ter dinheiro, por fim a situação de oba oba que o país se encontrava me ajudou a não quebrar. Hoje tudo está muito mais complicado... O importante é tirar uma lição.

      Excluir
  35. Corey, você está desaceeditado!

    Entendo o que você está passando, pois também passei por um caso parecido, comprando terrenos.

    Comprei um terreno com escritura irregular, porque confiei nas pessoas que me venderam.

    Foi um negócio de 75k, e no fim, conseguu recuperar 68k (4 meses depois)

    Foi duro, fiquei pensando como poderia ter feito um negócio somente na confiança (sendo que já comprei outros terrenos assim e deu certo).
    Meu erro foi ter pressa demais. Fechar o negócio no abafa, sem ler tudo direito.
    Dá uma sensação muito ruim, por ter sido burro e ingênuo. Você fica remoendo, remoendo, remoendo.

    Passei por essa fase, de achar que quem ganhou ganhou, e quem não ganhou não ganha mais, e também me achei um cara mediano, que levou certa sorte pra chegar onde chegou.

    No entanto, isso vai passando com tempo, até que você adquire a confiança novamente.

    Mudei meus filtros agora, quando acho uma oportunidade, não me empolgo e não me afobo.
    Nego afobado parceiro, faz merda.

    Relaxa Corey, te acompanho há tempos, você não teve sorte.

    Você é um comerciante e errou. E só. A vida é assim. Abílio Diniz não tem nada mais do que você, e pode ter certeza que esses caras erram, o negócio é não parar.

    Capitalismo é capital no risco, a gente reúne as informações, e tenta prever um retorno. Nem sempre acertamos.
    Provavelmente o que vai acontecer com você, é o que aconteceu comigo, nos próximos negócios você vai ler o contrato inteiro, linha por linha, e repassar a leitura, quantas vezes precisar.

    A confiança volta.

    Abraços, e bons negócios.



    Att,

    Pretorian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretorian, não sei do futuro e nunca digo nunca, rsrs! No atual momento não quero nem saber de ter empresa novamente, amanhã não sei... até pq sou uma pessoa que muda de opinião toda hora.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  36. Corey, há tempos acompanho seu blog. Vc escreve muito bem e sobre um assunto muito bom. Compartilhamos muitas ideias e pensamentos.

    Mas lá vai a pergunta: atualmente, abri meu primeiro negócio (sempre sonhei em empreender). Por se tratar do primeiro, acabei optando por franchising. No entanto, observo que vc conseguia ter acesso à vários negócios sem o intermédio de uma franquia. Como vc faz para saber quem está disposto a negociar uma empresa? Existe alguém que presta este tipo de serviço? Ou são conhecidos seus donos de negócio? Não sei se fui claro...

    Por fim, parabéns pelo o blog e, por favor, não deixe de escrever.

    Att,

    Eduardo M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo, pra quem nunca esteve no meio dos comércios realmente é muito difícil entrar pra panela... Eu sempre estive metido nisso, desde moleque (por causa do meu pai), então desde cedo fui conhecendo gente nesse meio. Todos os negócios que fiz foram através de conhecidos ou amigo, do amigo, do amigo...

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.