quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Comentando os Comentários

Acho que agora faço parte do 5 am club, acordei exatamente 5:01 e invés de ficar rolando na cama pra tentar dormir mais um pouco resolvi levantar e escrever algo por aqui. Tenho ao meu lado uma caneca com earl grey e fatias de salame, tenho gostos peculiares que você não iria entender...

Outro gosto peculiar que tenho é de bagunçar a porra toda justamente quando tudo parece arrumado. Isso é um karma na minha vida, e foi justamente o que aconteceu no meu último post onde joguei a "REAL" sobre aposentadoria precoce. Como esperado consegui aquecer o ânimo de muita gente que é fanática pelo assunto, porém outro fenômeno não esperado aconteceu: apareceram pessoas que me apoiaram e simpatizaram com aquilo que estava falando. Isso sim foi bizarro.

Sei que após o último post fiz inimizades com velhos conhecidos de blogsfera mas não lamento por isso, se nêgo ficou ofendido e chateado comigo é porque é imaturo e não sabe conviver com diferenças. Ok, malfalar a aposentadoria precoce e dizer que temos obrigação moral de trabalhar enquanto nos for possível numa comunidade onde grande parte das pessoas busca justamente parar de trabalhar cedo é igual servir um leitão à pururuca num jantar vegano. Posso ter mandado mal mas aquilo é a minha opinião e as pessoas tem cada vez mais dificuldade de ouvir opiniões diferentes das suas, o que é uma grande pena porque ouvindo lados diferentes você consegue montar uma imagem 3D de uma situação e perceber ângulos que antes não percebia.

Foi interessante, pela primeira vez, acompanhar os comentários de longe, sem interferir. É engraçado como as pessoas conseguem desvirtuar totalmente o assunto original, atacar umas as outras sem ao menos pensar. Um ponto triste é a enorme dificuldade que as pessoas possuem em aceitar opinião, ou pior, de aceitar que alguém mude de opinião. Vou falar um pouco sobre os comentários.

Peão Playboy pessoas tocu numa questão fundamental: a busca por parar de trabalhar é um objetivo vazio. Você rala feito um filho da puta durante meia dúzia de anos, para de trabalhar e então vai fazer o que? Repito, jogar videogame e assistir Netflix o dia inteiro é coisa pra maluco, se você tem capacidade, trabalhe, faça algo útil para o mundo.

Falaram muito que a pessoa não precisa parar de trabalhar após atingir a independência financeira, e é justamente isso que eu insisto, conquistar IF é pra todo mundo, você deve focar isso, mas atrelar isso à largar tudo e ir coçar o saco é loucura. A IF é uma ferramenta incrível que pode e deve ser usada em vários momentos da vida.

Os casos Soulsurfer e IF365

Muita gente comentou sobre o Soul e o 365 que pararam de trabalhar e estão felizes, usaram isso como argumento para anular meu post. Vamos lá, é muito simples entender porque os dois não se enquadram no que eu falo. 

O Soul é um cara de família estruturada e com ótima condição financeira, trabalho num cargo top federal desses que meros mortais como eu não fazem ideia do que se faz, com salários mensais que muita gente aqui não ganha por ano. É extremamente culto, tem um blog que não é pra iniciantes, confesso que apesar de gostar muito do cara, parei de ler o blog dele porque tenho grande dificuldade em entender o que ele diz, simplesmente não consigo acompanhar a linha de raciocínio dele. O cara deve ter um patrimônio de alguns milhões, valores totalmente fora da realidade da galera que acompanha nossa comunidade e que visa IF de alguns pouco milhares de Reais por mês. Não podemos comparar um cara como o Soul com um pacato cidadão que anda de Palio, mora num apê de 45m, tem um filho e renda familiar de 10k.

365 tinha um trabalho ostentação sonho de todo moleque (eu incluso) e largou tudo pra ter uma vida "normal". O que poucos entendem é que trabalhos que possuem alta carga de status quase sempre são acompanhados de uma grande carga de stress. Piloto de avião ganha dinheiro pra caramba, tem status e todo mundo acha bacana, mas pouca gente vê que o cara dorme metade do mês em hotel, sofre diariamente com jetlag, come em restaurante todo dia, tem um trabalho que exige altíssimo nível de treinamento e ação sob stress, trabalha num "escritório" pressurizado, com ar seco que detona mucosas, sem contar o barulho, avisos sonoros, responsabilidade sobre uma máquina de vários milhões de dólares e principalmente com centenas de pessoas. Esse cara não consegue ter uma vida social porque provavelmente estará trabalhando à milhas e milhas de casa, Natal, ano novo, Páscoa, aniversário de filho, morte de parente, etc. A profissão de piloto de avião é insalubre e acima de tudo um estilo de vida. O próprio 365 disse que só terá uma opinião formada sobre sua própria aposentadoria daqui uns anos.

O mesmo vale pra médico. Já pararam pra pensar como a vida de médico é fodida? O cara estuda feito um filho da puta durante pelo menos 10 anos pra aí sim começar a trabalhar. Todo dia tem que se atualizar pra continuar competitivo. Muitas vezes lida com plantões exaustivos, sangue, barulho de choro de criança, nojeiras do corpo humano, gente doida e aproveitadora, tem que dormir em puxadinhos de hospital, pagar uma caralhada de imposto. Médicos possuem uma enorme responsabilidade e isso cobra o preço da saúde. Médicos estão sempre com aquela cara de peixe morto, mais brancos que seus jalecos por nunca verem a luz do sol... Novamente, medicina também é insalubre e é natural que muitos troquem a ostentação da medicina por guardar dinheiro e sair fora disso.

Acontece que tanto o piloto de avião quanto o médico, assim como outras profissões, conseguem desacelerar invés de parar. Duvido muito que um piloto que seja apaixonado pela profissão ou um médico que realmente goste de cuidar de pessoas consiga simplesmente parar de trabalhar. Conheci um médico cujo número CREMESP era na casa de cento e pouco e que continuava a trabalhar, mesmo com quase 100 anos nas costas ainda atendia dois dias da semana em seu consultório em Pinheiros. Pilotos podem fazer um downgrade pra uma linha aérea regional e dormir todo dia em casa, mesmo ganhando menos (lembrando que pilotos possuem limite de idade para voar comercialmente, acho que é em torno dos 65).

Algumas pessoas tocaram no assunto que conhecem pessoas que surtaram depois de se aposentarem. Concordo! E não se trata de planejar a aposentadoria, porque você só vai saber o que realmente vai acontecer com você depois de pendurar as chuteiras, não é tão simples quanto parece.

Mandaram eu desativar o blog e parar de enganar as pessoas com aquilo que vim pregando nos últimos anos. O que essa pessoa não percebeu é que o blog está praticamente desativado já que tirei quase todos os posts antigos (ninguém percebeu, rsrs). O antigo Corey morreu, daqui pra frente é um novo, um Corey 2.0. Ah! Não faço postagem polêmica pra ganhar no Adsense, até porque até hoje todo meu ganho foi de 140 dolares, saporra não dá dinheiro pra ninguém a não ser que seja profissional.

Sim, me fodi vindo pra Europa, pensei que seria de um jeito e não foi nada do que planejei, fracassei mesmo. Não vejo problema em falar isso, aliás acho que todos nós vez ou outra fazemos uma grande merda mas poucos assumem seus fracassos. Com certeza se minha vida aqui tivesse sido melhor eu não chegaria ao ponto que cheguei e talvez continuaria achando que tudo são flores quando o assunto é FIRE, mas só quero abrir os olhos de quem possa cometer o mesmo erro. Gostaria de ter lido um post como o meu antes de imigrar, não que me faria desistir, mas me faria repensar. Acontece que eu me fodi em Portugal por minha culpa, o país não tem culpa de nada, jamais vou meter o pau no país que me acolheu de braços abertos, o problema é todo comigo (fazer uma piada ou outra tudo bem, ok?).

Sim, comprei a ideia que o Brasil é uma merda completa e que devemos sair dele pra ter sucesso. Nesse meio tempo vivi minha vida em função de um plano vazio de imigração e quando finalmente sai, percebi que não era bem assim. Garanto uma coisa, se eu ainda tinha alguma dúvida se deveria ou não voltar ao Brasil, essas dúvidas acabaram imediatamente no dia que dei a notícia do meu retorno para meus pais e os vi emocionados e gritando de felicidade pelo Whatsapp. Toma aí mais uma diarréia na ventoinha: quem imigra é de certa forma egoísta por deixar família pra trás, palavras essas que sairam das mãos de uma pessoa que a vida toda renegou a família e que se arrepende muito por ter sido um desgraçado com os pais.

Não estou aqui pra pregar nada, não quero impor verdades ou vomitar regras, meus posts são todos de OPINIÃO e muitas pessoas possuem uma enorme dificuldade em entender que opinião é igual cu, cada um tem o seu. Não é porque eu venho aqui dizer que cebola é ruim que você deve acreditar em mim, é somente uma opinião, ok?

"Mas nêgo querendo viver com renda de 5, 6k por mês e se contentar com isso, é muita mediocridade" - comentário polêmico do nosso amigo... Não acho que ter uma renda de 6k por mês seja pouco, pelo contrário é um bom dinheiro pra esmagadora maioria da população, no meu meio de convivência, 5k é considerado um bom salário. Acontece que o abismo salarial no Brasil é enorme, temos gente ganhando salário mínimo e muitos ganhando 30k por mês e no meio tudo pode acontecer. Quem acha 5k um salário medíocre pode estar certo mas também é sinal que vive dentro de uma bolha, mas quem não vive? Só fui sair um pouco da minha bolha quando vendi as lojas e fui trabalhar de empregado com gente que ganhava 1 ou 2 salários mínimos, tinha filho pra criar e era extremamente feliz. Acho que temos que sair um pouco de nossa bolha de alguma maneira. Por outro lado como também disseram, é relativamente fácil empreender com uns 50k e aumentar exponencialmente a renda. Brasil não é um EUA mas também é uma terra de oportunidades, mas grande parte das pessoas não quer buscar essas oportunidades e não falo isso com tom de crítica, cada um sabe de si. Um casal com carro e casa quitados vive muito bem com 5k por mês, mesmo na região metropolitana de São Paulo, claro que o "viver bem" é totalmente subjetivo e varia de pessoa pra pessoa.

Alguns citaram que viver no interior do Brasil é muito melhor que nas capitais. Digo por experiência própria, quem é da capital não consegue sair da capital. Na minha região é muito comum a galera ter um apartamentinho na praia e o sonho de todos é se mudar pra lá quando os filhos casarem. Muitos realmente fazem isso, grande parte volta um ano depois. Quem sem acostuma com o ritmo de cidade grande dificilmente vai conseguir viver bem em lugares muito pacatos. Um dos fatores que me fizeram quebrar a cara em Portugal foi justamente ter vindo pra uma cidade pequena.

O Aprendiz de Burgues tocou num ponto importante. Falo dos meus antepassados e como eles sofreram pra progredir na vida e que talvez eu acredite que também deva sofrer pra ser uma pessoa melhor. Concordo com ele, acho que uma dose de sofrimento ajuda a fortalecer, aumenta a resiliência. Não é por isso que as pessoas tomam banho gelado e acordam às 5 horas da manhã? Não é pra isso que os romeiros fazem o Caminho de Santiago? Acredito sim que uma dose de sofrimento é importante, por isso critico quem trabalha de segunda a sexta numa sala com ar condicionado. Por isso exalto quem puxa 24h de plantão num PS de hospital.

MMM é o guru da blogosfera, o acompanhei durante anos mas agora não mais, perdeu a graça. Não acho que ele parou de trabalhar, até porque tem vários projetos e faz trabalhos ou negócios remunerados de vez em quando. Sem dúvida o cara é uma fonte de inspiração, mas temos que levar em conta o contexto, não dá pra nos comparar com ele por N motivos.

Ahahaha! Até acharam que estou com problemas de relacionamento! Olha, posso ter feito muita merda na vida, posso não ter a vida fluida que gostaria mas uma coisa o cara lá de cima me fez acertar de primeira: meu casamento. Bia é meu porto seguro. 

Uma coisa me assustou um pouco: qualquer um que acompanha o blog sabe que tenho problemas psicológicos, instabilidade e sou porra louca, mesmo assim algumas pessoas me recomendaram arranjar um filho! Puta que pariu! Esse é o conselho mais temerário que alguém pode dar! Caralho, fico puto como as pessoas acham que um filho é resposta pra tudo, e se não for, devolve pra Amazon? Pelo amor de Deus parem com isso! Cerca de 10 anos atrás eu me vasectomizei porque sempre tive consciência que além de não querer ter filhos eu não tenho saúde emocional pra isso. Se mais pessoas tivessem essa consciência, haveria menos crianças com problemas emocionais no mundo. Entendo o intuito do conselho, com certeza um filho preencheria lacunas na minha vida e me tornaria um homem melhor, mas isso é algo que abri mão desde cedo não só por mim mas principalmente pelo filho que nunca terei.  

Por deixar cada um fazer o que quer com seu dinheiro é que hoje temos crianças extremamente mimadas e pessoas fodidas. Acho que com o alcance que tenho sobre as pessoas tenho obrigação de falar o que acho, dar minha opinião sobre as coisas e talvez orientar alguém perdido na internet que por acaso caia por aqui. Acho que escrever no blog é uma tarefa social e uma maneira de retribuir tudo aquilo que a rede já me ensinou. Aqui nesse espaço não preciso medir palavras porque não preciso manter aparências, não preciso fazer média com ninguém e também não tem dinheiro envolvido (além das moedinhas do adsense).

Grande abraço a todos e até qualquer dia!

72 comentários:

  1. Corey sempre excelente com sua sinceridade.
    Vejo que vc evoluirá bastante. Foi um excelente momento de reflexão sobre autoconhecimento.

    Boa sorte ao retornar ao Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Caro Corey,
    Não acho que tenha mandado mal com o post mencionado. A questão FIRE x não FIRE é muito subjetiva e pessoal mesmo, até porque o sujeito que pretende ser FIRE precisa saber como vai ocupar seu tempo depois de sair do "jogo". E, creio eu, essa é justamente a etapa mais difícil, uma vez que poucos (realmente muito poucos) têm a disciplina e o auto-conhecimento necessários para estabelecer uma rotina que não envolva trabalho (no sentido de atividade remunerada que toma a maior pate de seu tempo).
    Quanto à discussão de voltar ao Brasil, como dizia o Tom Jobim: "O RJ é bom, mas é uma merda. NY é uma merda, mas é bom". O brasileiro sempre vai viver essa dicotomia.
    No mais, é isso. Boa sorte no retorno ao Brasil.
    Forte amplexo!
    Procurador Pão Duro (procuradorpaoduro.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, mas as pessoas tem uma séria dificuldade em aceitar essas nuances pessoais e que a realidade de cada um é diferente. Minha bronca é por durante anos termos espalhado que FIRE é a solução de todos os problemas, bullshit.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  3. Eu tinha um colega na faculdade que disse que queria ter 6 filhos. O sonho dele era comprar umas terras e ter mão de obra dos filhos.

    Hoje ele esta revoltado, fala que não acha mulher que tope ter 6 filhos.

    Tá virado no diabo, porque o tempo vai passando rs. Anda por ai bufando.

    ResponderExcluir
  4. Fala Corey, acha que vale a pena comprar casa de 70 mil em bairro pra alugar?

    Casa pequena, sabe como é, vai que tenha que fazer muitas manutenções.

    Fora os custos com cartório. Ainda mais pra mim que tenho menos de 100 k.

    Fico com receio de fundos imobiliários pela oscilação dos preços, se não já tinha aplicado tudo neles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preço da sua casa de 70 mil tb oscila por+em vc não consegue acompanhar diariamente o valor dela assim como é possível fazer com FIIs. Fundos Imobiliários são para gerar renda e fluxo de caixa, não pra ficar vendo cotação.

      Excluir
  5. "Não podemos comparar um cara como o Soul com um pacato cidadão que anda de Palio, mora num apê de 45m, tem um filho e renda familiar de 10k"

    Uma renda familiar de 10k pra 3 pessoas não é tão ruim assim rs. Eu mesmo moro com os pais e minha renda é 1,5k.

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre morei na minha cidade de 40 mil habitantes. Não conseguiria viver numa cidade de 15 ou 20 mil habitantes.

    Você acha que pra morar sozinho um dia, melhor pagar aluguel? Mesmo aqui, imóveis são caros pro padrão da cidade, apartamentos em bairros por 120, 140 mil.

    Tem uns ap com 1 quarto, 90 mil, mas me recuso a morar num lugar com menos de 50 m2.

    É aquela história, não adianta nada ter uma grana guardada e dar tudo num imóvel próprio. Ainda se fosse pra alugar, menos mal, mas é muito custo um imóvel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão se vale a pena ou não dar todo o dinheiro guardado num imóvel de moradia é polêmico e ambos os lados tem razão. Na minha opinião todo mundo deve ter um teto pra morar e só então pensar no resto, mas claro que isso é muito vari+avel.

      Excluir
  7. É isso mesmo, Corey.
    Hoje em dia as pessoas estão muito imaturas. Ofendem-se por nanda.
    As pessoas têm suas neuras, sombras, raivas, etc, etc,
    Além disso querem justificar ou acha que o outro tem que justificar a sua opinião.
    Por exemplo:
    "Você gosta de cebola?", resposta: "não"... aí perguntam: "mas porquê você não gosta de cebola?"
    Quer deixar alguém maluco? Faça o teste! Quando lhe perguntarem alguma coisa que a resposta seja "sim" ou "não", apenas responda "sim" ou "não". VocÊ vai ver que a pessoa irá repetir a pergunta feita pelo menos umas duas vezes, como se não tivesse entendido a sua resposta.
    Abs!
    IM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, isso realmente acontece. Outro experimento é chegar numa festa e dizer que não vai beber, nêgo vai surtar e não vai te deixar em paz enquanto não te fizer tomar uma latinha.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  8. Uma conta básica pra todos morarem sozinhos fecha em 1.300 reais com todos os custos mensais.

    Bota entre aluguel, condomínio + água e gás: 700,00
    Comida: 300
    Luz: 100
    Internet: 100
    Combustível ou vale transporte: 100

    Ai se tu alugar casa, geralmente a água é separada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluguel e condomínio com água e gás por 700? Só se for na periferia da periferia. 300 reais com comida? Só se for miolo e ovo o mês inteiro. Sei que tem muita gente que vive com isso aí, mas sinceramente, é uma vida muito limitada. Pra viver com qualidade a conta fica bem mais cara.

      Excluir
  9. Eu comprei um video game, mas não consigo jogar o dia inteiro nele. Comprei uma Tv smart pro meu quarto, mas jamais conseguiria ver filmes o dia inteiro. É bom ter, mas se aposentar e ficar nisso é loucura.

    Saber que tem gente que não trabalha pra viver assim...

    ResponderExcluir
  10. Cara, esses fundos imobiliários são legais, tenho 97% do capital em renda fixa, 3% em criptomoedas. Só que tenho menos de 100k, seria legal receber renda mensal, mas olhar cotação é complicado.


    Se for pra investir, tinha que investir tudo da renda fixa em fundos. Pegar um aluguel mensal nem que seja de uns 400 reais já seria legal. Já é um imóvel pequeno em bairro descontada a comissão da imobiliária.

    ResponderExcluir
  11. A renda fixa esta complicada, mas tomará que a taxa selic suba, porque renda variável não é pra todos os perfis. Melhor gerar renda com tesouro selic rendendo pelo menos 0,50% ao mês.

    Uma selic de 6,5% já basta.

    ResponderExcluir
  12. Cara, eu acho o seguinte. As pessoas devem buscar significado na vida, tendo IF ou não. Pós IF é importante continuar buscando um sentido e um significado. O problema é que a grande maioria considera sentido e significado apenas algo que vem do trabalho. Mas por que se limitar ao trabalho? Como eu disse, hoje eu tenho IF e o significado que faço da vida vem da minha família (tenho um bom casamento e filhos) e dos meus hobbies. Eu trabalhava com TI em escritório antes, e depois da IF fiquei muito mais feliz, e juro que não coloco um pé em escritório mais.
    Muitas coisas podem trazer significado para as pessoas fora do trabalho. Os relacionamentos e as artes são um exemplo. Cuidar de um sítio. Cuidar de animais. Cultivar cogumelos, enfim são inúmeras possibilidades.
    Ver o trabalho como a grande finalidade da vida que é algo limitador. É algo herdado da cultura luterana, a ética protestante do trabalho. As pessoas vestem essa roupa e nem percebem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa cultura de valorização do trabalho é algo universal, acredito que em maior ou menor porcentagem é algo que acontece no mundo inteiro então quem quer viver de maneira diferente deve se conformar com isso e tocar pau.

      Excluir
  13. Esse comentário no blog do soulsurfer aqui faz a análise perfeita do post do Corey. Recomendo: http://pensamentosfinanceiros.blogspot.com/2020/01/independencia-financeira.html?showComment=1580573092557#c1323517954480990629

    ResponderExcluir
  14. Corey, creio que seja a primeira vez que comento aqui. Gosto muito dos seus textos, gostava bastante dos antigos em que você abordava empreendedorismo.

    Não vou entrar na discussão RE X NOT RE. Acho que cada conhece de si, ou vai se conhecendo no decorrer da jornada.

    Assim como você, considero trabalho essencial. Considero que devemos ter um objetivo nessa vida. Objetivo este que deve ser maior que acumular 1 milhão de reais e ficar sentado procurando pêlo em ovo.

    Eu penso que quem acumulou um patrimônio considerável a ponto de se aposentar, é um mestre na arte de fazer dinheiro. E muitas das vezes, a frustração está em deixar esta arte de lado. Se vc é um cara foda na sua profissão, procure ser melhor a cada dia que passa. Eu acho um erro largar tudo e procurar outra coisa para fazer quando vc eh foda exatamente nisso que faz agora.

    Sucesso e paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Se vc é um cara foda na sua profissão, procure ser melhor a cada dia que passa." - exatamente!

      Excluir
  15. Fala Corey!

    Bem legal sua reflexão! Acompanhei seu post sobre FIRE, vi também alguns que a galera fez em cima do seu e até fiz um com minha opinião.

    Em resumo, o problema não está com a FIRE e sim o que fazer ao atingi-la. Pois nesse momento surgirão n ideias tipo;

    - Atingi a FIRE, será que eu paro de trabalhar? Pois ao ser independente financeiramente temos essa opção a nossa escolha
    - Ao parar de trabalhar, vou fazer o que? Já que a vida inteira aprendi que viver = trabalhar

    Enfim, é um momento PESSOAL que cada um terá que descobrir o que quer fazer.

    E como tudo na vida, a escolha terá seus prós e contras.

    Sobre a questão do respeito quanto a opinião, isso é algo que veremos por muito tempo, se é que algum dia mude isso.

    Interpretação de texto é complicado, muito complicado.

    Abraço e escreva mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser uma escolha mas insisto que na minha opinião parar de trabalhar com 40 anos é uma bosta.

      Excluir
  16. Olá Corey! Obrigado por dar essa chacoalhada na Blogosfera. Tava tudo muito parado. O que eu acho que a maior parte da galera tem dificuldade de entender é que o melhor da IF é ter tempo e ter poder de escolha. Você escolheu a experiência de trampar de peão numa cidadezinha de Portugal. No começo tava legal, mas agora enjoou. Então é só partir pra próxima. Não precisa nem olhar pra trás. Que coisa maravilhosa é não ter que prestar conta pra ninguém. São apenas contratos de aluguel e trabalho. É só acionar as cláusulas de rescisão. Espero que continue compartilhando as próximas experiências com a gente. Boa sorte pra você e a Bia.

    ResponderExcluir
  17. Depende de propósito. Vida sem propósito não tem significado. Se o propósito é FIRE logo quando alcança o propósito tende a mudar se não muda logo a pessoa fica louca, pois a vida perdi o sentido.

    Pergunte a eles sobre propósito e acredito que a resposta deles nos trará mais esclarecimento do que discussões.


    Tem uma frase bem interessante que diz o seguinte: "Se você para de fazer o que faz hoje por que ganhou 1 milhão então o que você faz hoje não é seu propósito de vida"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o propósito for FIRE, e depois?

      Excluir
    2. Ai é que vem o x da questão. Na hora que vc alcança seu propósito você é obrigado a criar outro.

      Duvido alguém que foi tão determinado a ponto de conseguir a FIRE ficar sem fazer nada o dia inteiro.

      FIRE é muito mais do que liberdade não é sobre parar é começar a fazer o que vc sempre sonhou.

      Excluir
  18. O homem é uma mudança constante, faça o que achar melhor Corey, você tentou e viu que nao era pra você, é assim que nos aproximamos do 'melhor para nos', nao necessariamente o melhor para todos mas para nós. Boas vindas de volta ao BRASA!

    ResponderExcluir
  19. Um pena vc ter deletado os posts antigos. Tinha marcado seu blog para ler depois. A forma que vc pensava faz parte da sua construção como pessoa e o fato de mudar de opinião não faz com que seja errado ter pensado de forma diferente no passado. De qualquer forma desejo sorte e bons investimentos no retorno ao Brasil. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " A forma que vc pensava faz parte da sua construção como pessoa e o fato de mudar de opinião não faz com que seja errado ter pensado de forma diferente no passado." - concordo com vc mas manter os posts ativos acaba indo contra o que penso hoje e isso me incomoda, não por ser contraditório e sim por continuar espalhando aquilo que já não acredito mais, entende?

      Excluir
  20. "Caralho, fico puto como as pessoas acham que um filho é resposta pra tudo, e se não for, devolve pra Amazon? Pelo amor de Deus parem com isso! " cara, me deu uma luz
    tava pensando nisso hoje
    vou continuar apenas como comedor de buceta até a morte e serei feliz com a vida que tenho

    ResponderExcluir
  21. Eu percebi que os posts antigos foram apagados, iria até comentar no post anterior sobre isso, mas achei melhor ficar quieto. Particularmente fico triste pelos posts apagados, tenho alguns salvos aqui num word e ainda extraio coisas boas de vez em quando.

    Acompanho o blog como leitor desde 2013 e "vi" você passar por muitos momentos, que foram refletidos nos posts.

    "Vi" inicialmente como empreendedor, fazendo posts sobre como é ter loja, comprar outras lojas, contar pérolas, falar de tipos de empregados e de um pedreiro diferenciado, depois vendendo as lojas e virando empregado (e estando satisfeito com isso por um tempo).
    Na vida pessoal falando sobre apego familiar, bichos de estimação, mudar para bairro chique, depois mudar de país, virar baladeiro, depois sair das baladas, vender o carro para um negócio, depois comprar um carro velho e até sobre caridade.

    Enfim, tudo isso fez parte da jornada para chegar até aqui.
    Realmente recomendaria que caso vc ainda tenha acesso ou salvo, olhasse para o retrovisor e relesse algumas coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engenheiro, vejo que vc realmente acompanhava o blog pq comentou sobre tudo o que escrevi até hoje, como disse para o colega acima o motivo de apagar é para não continuar espalhando aquilo que já não acredito mais.

      Tenho tudo salvo, nada foi deletado e antes de tomar essa decisão reli uns 70% dos posts e isso corroborou ainda mais com a decisão de tira-los do ar. Grande parte nem parecia ter sido escrito por mim. Quem sabe eu me empolgo e faço uma releitura de alguns...

      Obrigado por acompanhar, abraço!

      Corey

      Excluir
  22. Ainda acho q vc deveria engravidar a Bia.
    rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  23. tem maluco achando que ter uma renda de 6k é fudido ? RAPAZ ... vocês estão muito alienados na bolha que os envole heim ...

    ResponderExcluir
  24. Só tenho palmas pra dar pra esse post! Sensacional, muito bom Corey.
    Continue com o Corey 2.0 por favor rsrs!

    ResponderExcluir
  25. Sério eu não vi nada d+ no seu post.
    Não vi motivo para a galera sair igual o meme da turma da Mônica correndo e gritando.
    Para quem te acompanha ficou claro seu momento e o contexto daquela reflexão.
    E NINGUÉM vai na casa de ninguém proibir de continuar aportando ou sonhado com aposentadoria precoce.
    No mais Corey, continue falando, dando sua opinião, acho que todo mundo aqui é adulto e capaz de fazer suas próprias reflexões lendo seus textos.

    Abraços

    Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Sandra, o problema é a dificuldade de interpretar texto e principalmente de empatia pra entender o ponto de vista alheio.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  26. SoulSurfer, trabalha de certa forma.
    Ele tem aquele lance de leilão de imovéis e o livro.

    O IF365 ainda está desfrutando do ócio. Vamos ver até qdo.

    ResponderExcluir
  27. Corey pra mim é normalzão o que ta passando com você !! Ser humaninho tem que ter em mente esse ciclo aí pra não fazer cagadinhas na vida que muito brasileiro de classe média anda fazendo !! Você pelo menos teve sorte e largou tudo num ponto que da pra volta pro Braza e retomar sua vida de dono de loja sem grandes perdas.

    - Mas o que tem de brasileiro largando emprego bom em cargo publico ou empresa pra ir pra país de primeiro mundo fritar hamburguer ou trabalhar de peão…
    - nego largando emprego pra tentar empreender na pura aventura, tipo comprando franquias, ou investindo uma bala sem antes ao menos fazer estágios em negocios mais simples que de pra tocar part time.
    - ou nego com negócio bom rentável fazer downsize, ir trabalhar de empregado ou imigrar porque não aguenta mais o ritimo pesado e burocracia etc.

    Eu mesmo andava numa bad vibe porque estou há mais de uma década em um emprego que as vezes fica até muito tranquilo, ai me sinto muito sub-utilizado, pouco inovador faço tudo com olhos fechados e sei tenho capacidade pra fazer muito mais… Horários rigidos, pouco tempo livre não consigo fazer minhas coisas particulares, chefe que as vezes enche o saco, colegas de trabalho que as vezes enche o saco… essas coisas. Ai começa dar as neuras de largar tudo !! Ir empreender !! Mudar pra outro país !! Mas tem um porém aqui consigo tirar uma boa grana em um trabalho que pra mim é fácil. Preciso ficar mais alguns anos pra atingir minha IF digamos. Estou investindo em alguns negocios proprios simples em paralelo (o que aumenta minha necessidade de grana) mas demora um pouco até acertar na veia. Tenho uma oportunidade de negocio na minha área madurando…

    Enfim tem que saber o momento certo de sair e você soube. Eu sei que o meu problema é a rotina, monotonia, marasmo !! Quero mudança na minha vida !! Mas que provavelmente depois de 1 ou 2 anos sabáticos, mudar um pouco de lugar, vou querer voltar a fazer alguma coisa.

    Muita gente que busca IR geralmente tem as mesmas neuras que eu tenho e que você teve !! Mas quando chegar na IF vai se dar conta que o problema era só necessidade de um pouco de mudança de ares, sair da vida de rigidez de escritório ou chatices de ser empreendedor etc.

    Acho que isso é da natureza de muitos, o ser humano sempre migrou muito e se reinventou muito. Estamos numa era domésticada que nem nossos país viveram. Muitos viviam trocando de emprego e de cidade e país era normal.

    Fui pros EUA e conversando com os gringos eles falam as mesmas merdas que falamos aqui, que o país é um lixo cheio de problemas e se tivessem a opotunidade iriam pra everywhere. Mas quando pisam fora de lá e vêem o vidão que tem sendo nativo dos EUA e como é a vida em muitos locais fora querem voltar rapidinho.

    Mesma coisa você idealizou ser pião, idealizou viver na Europa mas quando viveu tudo isso viu que sua vidinha de merda de dono de loja na merda de SP na merda do Brasil é muito melhor.
    Eu com as experiencias que estou tendo empreendendo já me vejo muito mais feliz que trabalhando para os outros, afinal tudo que perfomo é pra mim, todo meu esforço e idéias dão resultados pra mim, meu tempo administraria como quisesse.

    Tem muito nego largando emprego CLT pra fazer Uber só pela flexibilidade.

    O importante é saber porque sentimos taís sentimentos e colocar a razão acima da emoção, fica muito tranquilo lidar com isso tendo conciência do porque sentimos isso. (Desculpem o português escrevi numa paulado só e nem revisei) SR. FODA LOW COST.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Low Cost, sempre bom te-lo aqui.

      Vejo muita gente fazendo o que vc disse, nêgo largando emprego público, empresa e vindo pra cá simplesmente por causa da segurança. Não que segurança seja besteira mas não enche barriga nem preenche coração.

      Eu pensava que ter um trabalho qualquer me satisfaria por acreditava (e ainda acredito) que todo trabalho é importante porém uma vez que vc faz algo que gosta e se sente bem é difícil fazer outra coisa sem muito sentido.

      Seu caso é típico de quem acaba fazendo merda grande e se arrepende depois, tome muito cuidado pra não cair no conto de fadas da imigração ou do empreendedorismo. São ótimas opções mas não são para todos e muito menos em qq momento da vida.

      "Mesma coisa você idealizou ser pião, idealizou viver na Europa mas quando viveu tudo isso viu que sua vidinha de merda de dono de loja na merda de SP na merda do Brasil é muito melhor" - exatamente! A merda não era tão mal cheirosa e o paraíso não era tão belo.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
    2. O shade pro Frugal Simple...Deus tá vendo (e eu também).

      Ass.: Francisco

      Excluir
  28. Talvez o seu grande erro pessoal tenha sido ir para um país muito parecido com o Brasil e não para o país de fato melhor como os EUA, acompanhando seu blog há vários anos sei que você deve achar Portugal uma lixeira só um pouco menos pior que aqui, mas não quer criticar para não parecer um ingrato e reclamão.
    Se vocês tivessem ido a um país diferente para melhor creio que sua sensação seria totalmente diferente.
    Portugal é extremamente atrasado e burocrático se comparado a outros países de primeiro mundo, além de ser estagnado e ultrapassado. Apesar de ser clichê não podemos esquecer de onde o Brasil e toda sua merda veio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não brother, Portugal não é uma lixeira, Portugal é um excelente país, cheio de gente acolhedora e amigável, duvido que em termos de qualidade de vida os EUA sejam melhor que Portugal. Graças a Deus não fui para os EUA!

      Excluir
  29. Corey não exclui os posts antigos, minha pagina inicial é o mito da concorrencia

    ResponderExcluir
  30. Corey, a vida é cheia de descaminhos e é foda acertar sempre, pelo menos muitas coisas dá pra voltar atrás, inclusive se mudar de volta pro BR. Você foi, tentou e voltou, e teve a oportunidade de ver mt coisa nova. Fica o aprendizado, o autoconhecimento, as viagens para a Itália, a vivência em Portugal e do trabalho aí, além de outras coisas que aconteceram.

    O Brasil é essa coisa mesmo, não vai melhorar e nem piorar tanto.
    O Brasil é ruim, mas é bom, não tem como explicar. Temos ligação com nossa terra e nossa língua, nossa cultura, quem pensa que não tá muito enganado e irá sofrer. Eu já morei nos EUA e em Israel, é tudo e todos muito diferente do que imaginamos.

    Boa sorte na volta e fique em paz. Continue com o blog pq a galera realmente gosta disso aqui e acho que lhe faz bem também desopilar um pouco por aqui e escutar centenas de opiniões, pode ser que algumas realmente lhe ajude.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Frugal!

      Vou manter o blog sim, sem compromisso, mas vou mante-lo. Como vc disse é uma maneira de desopilar e ter opiniões diversas.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  31. sua inconstancia é interessante, por acaso tem TDAH? Acompanho seu blog desde a criaçao, qdo eu tb tinha o meu, venho aqui de tempos em tempos e observo que a cada momento sua vida esta com um direcionamento diferente. Nao vejo problema algum, esta vivendo, aprendendo, amadurecendo, agradeça por nao ser o mesmo Corey de 8 anos atras, se ainda fosse é pq estacionou em algum momento da sua vida e nao se moveu.
    Um dia escreveu nos comentarios no meu blog p eu simplesmente ir p os EUA, ilegalmente, matricular minha criança em uma escola e pronto, viver fora do Brasil. Hoje percebe que nao é dessa forma que as coisas funcionam, ate p imigrar precisamos de um plano concreto, que alias, foi o q fiz. Deixar a familia não é egoismo, é opçao, principalmente quando é no futuro dos filhos que estamos pensando, assim como meus pais pensaram no meu ao meu criarem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Um dia escreveu nos comentarios no meu blog p eu simplesmente ir p os EUA, ilegalmente" - não me lembro o contexto mas ainda acho que isso pode fazer sentido em alguns casos.

      Excluir
  32. Poxa Corey, fiquei triste em ler que você fez vasectomia, isso atenta contra as leis da natureza, todos devem se reproduzir, você está pecando contra o criador, sugiro que você faça a reversão.
    Se você não engravidar a Bia, outro homem fará isso, não sei se você está preparado pra criar um filho biológico de outro homem, mas se você não tiver problemas com isso, tudo bem.
    Enfim, é só um alerta espiritual, pois todos devem contribuir com o criador gerando uma extensa prole, não deixe que o pessimismo tome conta da sua vida, filhos são uma benção na vida do homem.
    Por favor, não leve meu comentário pelo lado negativo, ou que eu sou alguém querendo te trollar, não é nada disso, sou apenas alguém que está te enviando uma mensagem espiritual e que quer ver o seu bem, o bem da Bia e de toda a sua família.
    Um grande abraço, sucesso e progresso pra você.

    ResponderExcluir
  33. Olá Corey, acompanho seu blog desde 2013 e li todos os seus posts. Não sou empreendedor, não sou fire nem tenho salário e estilo de vida suficientes nem pra sonhar com isso, pois, mesmo tendo um salário bacana para o lugar onde moro, eu mantenho um estilo de vida acima do que seria o limite pra poupar e acumular um valor ideal. Bem, não vi aqui falar da minha biografia, vim dizer que gosto do seu blog porque, ao meu ver, ele reflete o que você está vivendo ou sentindo e me identifico muito com sua maneira de ver o mundo. Também sou meio que uma metamorfose ambulante, hoje tenho tudo que eu sempre quis na vida: família, um certo patrimônio e um emprego relativamente estável, mas e daí? Essa constante vontade de se mexer pra mim é a marca dos seus posts! Parabéns pelo blog e por sua determinação em mudar sempre!

    ResponderExcluir
  34. Aposentar cedo e ficar atoa é um conceito completamente esdruxulo para mim. Se eu ficar dois dias parados eu piro, e não me refiro necessariamente a estar atuando em meu trabalho remunerado, me refiro a fazer qlr coisa util e produtiva, dando algo em troca ao mundo. Jogar videogames e assistir filmes é bom, mas fazer somente isso me traria uma sensação de vazio, mas aparentemente traz felicidade a muitos, cada um é diferente, um dia tento entender como essa gente consegue ser tão hedonista.

    ResponderExcluir
  35. Como está a situação com o corona vírus aí, Corey?
    espero que esteja bem!
    abs!

    IM.

    ResponderExcluir
  36. Olá Corey, ainda estás em Portugal?
    Mande notícias, aparentemente o Coronavirus está bem forte por aí.

    ResponderExcluir
  37. Caro Corey, um post com sua ótica a respeito do coronavírus cairia como uma luva, ainda mais estando em Portugal.

    Aqui Errejota, parece que nada está acontecendo, segunda-feira praias da barra lotadas, shopping, restaurantes...

    Abraço e se cuida!!!

    ResponderExcluir
  38. Corey, tá tudo bem por ai?

    IM (investidor mineiro)

    Abs!

    ResponderExcluir
  39. Se depois do ultimo post ainda tem coragem de escrever mais e ainda comentar os comentários é pq é pirado da cabeça mesmo, pqp.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.