domingo, 2 de dezembro de 2018

Receitas e Despesas Novembro/2018 + Investimentos + Vida Pessoal

Bom dezembro à todos!!! Como estão? Ansiosos para ter um novo presidente?

Novembro foi um mês meio complicado pra mim, aliás, todo novembro é assim, sempre tenho até medo do que possa acontecer e por isso mesmo acaba sempre rolando umas coisas sinistras na minha vida. Mas antes de mais nada vamos aos números...

Receitas e Despesas


Novembro foi um mês atribulado, principalmente em relação à saúde. Todos em casa ficaram doentes, destaque para as despesas com veterinário que ficou altíssima porque além de doente e precisar de diversos exames além de uma visita do vet à domicílio, o cachorro também precisou de rações especiais. Mais uma vez repito: pense 1 milhão de vezes antes de arrumar um pet. Bia teve problemas gástricos graves o que requeriu uma visita de emergência ao hospital, resumidamente o serviço de saúde pública português é satisfatório, ela ficou umas 8 horas no hospital porém foi medicada logo que chegou, o tempo de demora foi para obter o resultados dos exames e um diagnóstico definitivo. Pelo menos o médico não disse que era virose e mandou pra casa... Ela saiu de lá até com o nome da bactéria que tinha pêgo, pagou € 23,75 pela consulta, todos os exames e medicação que tomou no hospital.. Quase todos os remédios que ela precisou foram subsidiados, inclusive um antibiótico que ela chegou a pagar quase R$ 100,00 no Brasil, aqui saiu por € 1,78. Embora tenha pêgo a mesma bactéria que a Bia não cheguei a ficar tão ruim e não foi preciso recorrer à emergência, o médico da empresa me examinou, receitou medicamentos que ele mesmo tinha de amostra grátis (não paguei nada) e me deu 5 dias de baixa em casa, custo zero. Agora Bia e eu estamos bem, o cachorro nem tanto mas se recuperando.

Decidimos tirar o escorpião do bolso e investir um pouco no nosso conforto, compramos alguns móveis e tranqueiras pra casa, por isso os € 450,01 nessa categoria. Embora já tenha pêgo frio de 5ºC ainda não comprei nenhuma roupa de inverno pra mim além de uma pantufa, as do Brasil estão dando conta por enquanto. Bia comprou algumas com a "mesada" dela (categoria outros). Esperamos um aumento na conta de luz e gás devido ao uso do ar condicionado e aquecedor de água, porque ninguém merece lavar louça no inverno usando água gelada. Sempre fui amante de calor porém esses dias de outono onde a temperatura não passa de 15ºC estão deliciosos. As coisas mudam...

Recebi esse mês o proporcional do subsídio de natal (13º) e o de férias, Bia já o recebia em duodécimos então não houve aumento no valor, muito pelo contrário, o contrato dela terminou e decidiu não renova-lo (devido à diversos motivos), então houve uma queda no valor recebido por ela. Ano que vem procurará outra coisa, sem stress.

Investimentos

Mesma coisa do mês passado, sem novidades. Entretanto a ideia de comprar um imóvel aqui em Portugal tem voltado à minha cabeça. Mesmo se me mudar do país isso pode continuar a ser um bom negócio. Vamos dar tempo ao tempo.

Vida Pessoal

Como disse, esse mês foi tenso principalmente em relação ao fator saúde, mas também houve outras coisas que não vem ao caso agora. Tudo é uma questão de ter paciência, coisa que nunca tive muita mas agora estou sendo obrigado a aprender a ter. Novembro é um mês complicado e dezembro também costuma ser porque não tenho muito saco pra essa época de festas, vamos ver como será aqui em Portugal.

Falando em Portugal, estou novamente de bem com a imigração, acho que a bad que bateu dois meses atrás foi embora e a vontade de voltar ao Brasil diminuiu muito. Estou mais de boa com isso. No trabalho tudo continua bem, estou cada dia mais entrosado com os colegas de trabalho, mais adaptado às minhas funções, etc. Mais uma vez a tal paciência tem se mostrado o melhor remédio.

Mês passado recebi um comentário muito pertinente o qual gostaria de dar uma breve resposta aqui nesse post:
Corey, a pergunta é realmente por curiosidade e não tenho o intuito de te ofender, no entanto é algo que vejo em muitos brasileiros morando na Europa. Não acha que é um pouco de hipocrisia viver na Europa, onde nos países o Estado garante tanta coisa para o cidadão, e votar em uma pessoa que é contra tudo isso ?Não acha meio hipócrita viver num lugar que tem um governo de esquerda, tipo Portugal, e votar num cara de direita? Sendo que você foi aí porque escolheu e sabia que o governo era de esquerda, ou seja, você escolheu morar num país com governo comunista.Votei no B17, mas estou com a consciência limpa por morar nos EUA.MAKE BRAZIL GREAT AGAIN!
Vamos lá, isso é bem simples de responder: não sou "de esquerda" nem "de direita", sou "de qualidade". Portugal tem um governo de esquerda e políticas de esquerda como a maioria dos países europeus entretanto possui uma esquerda de qualidade. Não sou contra políticas de esquerda, pelo contrario, discordo de muita coisa que acontece nos EUA mesmo sendo paga pau assumido deles. 
Um exemplo é a saúde americana que é uma pouca vergonha em todos os aspectos, veja que uma das maiores preocupações dos blogueiros de finanças americanos é a saúde, nêgo se caga de medo de ter um câncer não pelo risco iminente de morte e sim pela conta que deve pagar. Medicamentos nos EUA são descaradamente caros, outro dia vi um vídeo sobre os americanos que vão comprar remédios no México, uma senhora paga USD 45,00 em 1 comprimido que no México custa USD 1,00 (em Portugal é € 0,20 sem subsídio do governo!!!). Os direitos trabalhistas americanos também são uma piada: quase não tem férias, uma mulher acaba de parir e deve voltar ao trabalho, nêgo que tiver uma doença incapacitante está quase sempre fodido, etc... 

O que quero dizer é o seguinte: não existe lugar perfeito e devemos focar naquilo que valorizamos mais em determinado momento. Aqui em Portugal acho legal ter um governo mais paternalista porque estou numa fase da vida que não quero ter muitas preocupações, logo se tiver alguém cuidando de alguns aspectos da minha vida, ok, é um favor. Portugal oferece um custo/benefício muito bom em todos os aspectos. 

Mas isso tudo que disse acima não explica o real motivo de alguém como eu apoiar o Bolsonaro. Se trata de uma batalha do bem contra o mal, é tão óbvio que acredito ser desnecessário explicar. Muita gente votou no 17 não por apoia-lo e sim por não aguentar mais o PT e ver nesse cara algo diferente que pode sim trazer algum sopro de ar fresco no cheiro de esgoto que o Brasil tem. E veja que o caboclo nem assumiu e já está mexendo os pauzinhos... A esperança continua.

O que muita gente não entende é que não é preciso apoiar completamente algo, ser "torcedor" de algo para ficar daquele lado. Sou 100% a favor do aborto  e mesmo assim apoio o Bolsonaro. Não sou comunista e apoio o governo de esquerda português. Somos uma geração mimada com uma mania nojenta de querer tudo do nosso jeito. Não é assim que funciona, temos que nos adaptar e achar um caminho que mais se aproxime com nossos objetivos. Resumindo: não é hipocrisia, é racionalidade e desapego de crenças.

Feliz Natal à todos! Grande abraço!

Corey
Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.