segunda-feira, 9 de julho de 2018

O Carro de R$ 12.000,00, Season Finale

Quem me acompanha deve se lembrar que de quase 3 anos para cá, mais precisamente até deixar o Brasil, eu estava usando um carro velho que paguei R$ 12.000,00. Hoje o post é sobre o desfecho do pau véio, incluindo o que todos adoram: números.

Para entender melhor como tudo começou leia esse post:

O Carro de R$ 12 mil

Para entender minha opinião atual sobre carros, leia estes:

Manual de Uso do Carro Velho
Carro (Revisited, versão 2017)

Um beater não precisa ser todo destruído, meu pau véio até que
estava bonito, melhor que esse da foto (aliás, seria essa foto
uma mensagem subliminar sobre o modelo do meu carro?)
Mas se você não quiser ler, vou resumir em duas linhas: em 2015 eu havia entrado num negócio e estava descapitalizado e sem carro, meu carro na época custava uns R$ 30.000,00 e entrou no rolo, fiquei só com a moto porém precisava de um carro. Ponderei se devia entrar num financiamento porém acabei optando por comprar um pau véio à vista. Me apaixonei pelo carro e virei advogado de carro velho. (ok, foram mais de duas linhas).

Bem, antes de vir para Portugal me desfiz de tudo, inclusive do meu amado "beater car". Posso dizer que além de ter sido um dos melhores carros que já tive (por diversos motivos), foi também um dos melhores negócios que já fiz, entenda o porquê com números.

Total rodado em aproximadamente 36 meses: 22.000 Km (600 Km/mês em média)

Preço pago pelo carro: R$ 12.000,00
Preço vendido: 24 x R$ 500,00 = R$ 12.000,00: vendi o carro fiado, somente pelo fio do bigode à um amigo, acabei ajudando o cara que estava sem grana e precisava de uma condução e conseguirei recuperar 100% (sem contar a inflação) do valor que paguei no carro.
Despesas com IPVA: R$ 0,00
Despesas com seguro: R$ 0,00

Esse carro me deu pouquíssima despesa de manutenção, lembre-se que sou daquelas pessoas que não tem muito carinho com carro, acredito que carro é pra usar e não pra lamber como cria. Não fico caçando defeito, não faço manutenções preventivas mirabolantes nem arrumo tudo o que quebra, portanto meu gasto tende a ser bem menor mesmo. Veja os números:

Manutenção preventiva:

Troca de óleo nº 1: R$ 80,00 (óleo e filtro)
Troca de óleo nº 2: R$ 93,00 (óleo e filtro)
Compra de óleo para reposição: R$ 40,00 (4 litros, carro velho queima óleo)
Lavagem: R$ 5,00 (lavei o carro (ou melhor, dei uma ducha grátis) uma única vez  porque estava muito sujo de lama por ter ido à um sítio, valorizei o trabalho do lavador do posto e dei R$ 5,00 de caixinha)

Manutenção corretiva:

Lanterna: R$ 15,00 (fiquei desesperado quando Bia navalhou e quebrou uma lanterna do carro, achei que jamais iria encontrar tal peça à venda já que importados dos anos 90 tem fama de não existir peça disponível no mercado, que nada, no primeiro desmanche achei uma lanterna compatível. Sorte?)
Mangueira: R$ 90,00 (uma mangueira de água furou e o motor virou um chafariz de água quente, sorte que aconteceu perto de casa, caso contrário a dor de cabeça seria certa)
Alternador: R$ 85,00 (precisei retificar o alternador que não estava carregando direito a bateria)
Ar Condicionado: R$ 90,00 (ao consertar o alternador o ar condicionado pifou por algum motivo, noventinha para arruma-lo, porém ficou tão gelado que parecia Boston em dezembro)
Espelho: R$ 9,00 (o vidro do espelho retrovisor do lado direito simplesmente caiu com o carro em movimento, como não achei pra comprar (óbvio), precisei mandar um vidraceiro cortar sob medida)
Vela: R$ 0,00 (uma das velas pifou, o mecânico substituiu gratuitamente por uma velha para eu "rodar até segunda feira". Andei mais uns 10.000 Km)

Total gasto com manutenções: R$ 507,00

Considero que as despesas que esse carro me deu foram bem baixas, ainda mais se você considerar que se trata de um carro "de luxo" importado dos anos 90, automático e com motor relativamente potente que fazia a média de 10km/L de gasolina comum (sou pé leve, os carros tendem à gastar pouco comigo, esse consumo despencava pra 7 quando a Bia dirigia). Talvez você não concorde e queria me convencer que proporcionalmente o carro me custou caro, que carro velho é imprevisível (concordo mais ou menos) ou usando qualquer outro argumento, ok, sem problemas. Não estou aqui pra convencer ninguém a andar de carro velho, só estou mostrando os números, blz?

Antes que me atirem pedras, o cara que comprou o carro é meu amigo e sabe exatamente a maneira que tratava o poisé, aliás entreguei o carro sujo e com o tanque na reserva. Ele está pagando certinho as prestações e acredito que não terei problemas com isso, vender um carro um ano e meio depois de compra-lo e perder somente a inflação é uma sensação muito boa, é a primeira vez que não introduzo uma quantidade enorme de dinheiro no orifício anal ao negociar um carro.

Continuo advogando pelo uso de pau véio e para vender meu argumento vou dar algumas razões:

1- Total desprendimento em relação à pequenos acidentes: carrinhos de mercado, batidas misteriosas que acontecem com o carro estacionado, raladas no trânsito, nada disso me preocupa. Se ralar vai ficar ralado, são cicatrizes que demonstram a experiência.

2- Segurança: questão importantíssima no Brasil, se você dirige um pau véio nem os vendedores de farol te enchem o saco, que dirá nêgo querer te roubar. Estar dentro de um carro velho dá mais sensação de segurança que num blindado.

3- Passar totalmente desapercebido: se você gosta de discrição, ter um carrinho velho é ótimo, as pessoas nem reparam em você e se repararem vão te ver como um quebrado, o que infelizmente é algo muito bom no Brasil.

4- Liberdade de manutenção: se você tem um carro zero, fica sempre preocupado em fazer as revisões overpriced da concessionária com medo de perder a garantia, carro velho você escolhe a frequência das revisões ou escolhe não fazer revisão alguma e andar até o carro desmanchar.

Aqui em Portugal também comprei um pau véio, o melhor que consegui encontrar por € 1.200,00 (post específico em breve), estou muito contente com o bichinho, é divertido de dirigir e continuo desapegado, inclusive já bateram uma vez nele enquanto estava no estacionamento da empresa e olha minha cara de preocupação:

"Aimm, encostaram no meu carro, vou agora no
martelinho de ouro"



45 comentários:

  1. gostei do final dessa temporada.

    abs!

    ResponderExcluir
  2. Jurava que Portugal tinha ou um sistema de transporte público bom o suficiente para não precisar de carro ou então as cidades fossem pequenas a ponto de poder ir a qq local de bicicleta....
    Sonho quando poderei vender meu carro aqui p comprar um bicicleta em Bali.


    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb poderia jurar que moraria na Europa e não precisaria de carro... Pelo menos aqui na minha cidade só existe ônibus e nem sei como funciona, pra falar a verdade se vi esses ônibus umas 10x foi muito... Infelizmente corro o sério risco de ter que comprar um segundo carro no inverno. Faz parte, nem tudo é perfeito.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Corey essa questão do carro velho pra não chamar atenção e ter meis segurança chega a ser bizarra e ridícula, mas é verdadeira.
    Ter que se pessar por alguém quebrado financeiramente para não atrair a cobiça de bandidos é triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, é ridículo, mas infelizmente pode ser uma arma contra a violência brasileira.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Corey, confesso ser fã dessa estratégia. Se tivesse conhecido a blogosfera a uns 3 anos atrás estaria até melhor pois não teria torrado dinheiro em 3 trocas de carro. Mas é aquela, vivendo e aprendendo...

    Hoje sou totalmente fã de carro velho. Tudo bem que meu atual carro não é tão velho assim (2007) :P

    Para se ter uma ideia, penso vira e mexe em pegar um importado até 98, ou um tempra ou vectra haha de mesmo ano. Assim me livro de IPVA e ainda fico com um carro dos sonhos. Só não fiz isso ainda pois meu carro atual ainda tem pouco tempo comigo (1 ano)

    Tentarei resistir ao máximo com esse possante. No mínimo uns 5 anos. Vamos ver...

    E curioso em saber o carro que pegou ai... É um europeu ou oriental?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No seu caso eu ficaria com esse 2007, casaria com ele. Acho mais negócio que pegar um mais velho, ainda mais importado como eu fiz (e não recomendo).

      É europeu.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Muita bom!

    Meu único receio seria em ficar sem seguro. Não por medo de baterem em mim, mas por receio deu bater num carro foda. Tipo, vai que bate numa Mercedes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dono da Mercedes vai ter seguro, e se der alguma merda às pessoas, existe o DPVAT. E na pior das hipoteses, vc já ouviu falar de alguém que se fodeu por causa disso? Eu nunca!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Não conheço ninguém que se fodeu por causa disso. Mas *eu* não dormiria tranquilo. Enfim, é uma decisão de foro íntimo, não tem muito certo nem errado pra isso...

      Não estou dizendo que você está errado, nem que estou certo. Só estou comentando mesmo. Abraço.

      Excluir
    3. Entendi, tem razão! Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. carro Europeu abaixo da decada de 90 por 12 mil? Só pode ser peugeot! rs

    Conta que carro é esse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não. Europeu é o que comprei aqui em Portugal, o do Brasil era oriental.

      Abraço

      Corey

      Excluir
    2. Ele já contou em um post anterior. É um Honda Accord.

      Excluir
  7. Muito bom post. Seu carro é um Corolla ou um Civic, visto que você disse que comprou por reputação da marca.
    Pqp, só o alternador do meu carro passado, 2005, foi o dobro do teu gasto com todas manutenções.
    Eu sou defensor do carro usado e não fazer dívidas. Meu primeiro carro era 2005 comprei em 2009 e troquei agora por um carro 2013. Ambos são carros bacanas na época que eu comprei, mas a um preço menor que o 1.0 mais barato de mercado. Gosto de pegar carros bons e desvalorizados pelo mercado para ficar bastante tempo.
    Seguro só contra terceiros. Do meu carro eu assumo o risco.
    Abraço.

    Obs: Vi agora q vc disse que o carro eh europeu...pqp é um Volvo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O atual, aqui em Portugal é europeu, o brasileiro era oriental. O atual é um europeu simples.

      Sua estratégia é excelente. Já gastei muito dinheiro com carro novo, besteira.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  8. Carro contra a violência?

    Quem vê pensa que TOYOTA no Brasil é carro de pobre, por mais que seja um modelo do fim dos anos 90/início dos anos 2000

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso que o meu era, 1995.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  9. O duro é colocar carro sem revisão em estrada. Haja coração...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheguei a fazer viagens com esse de 12 mil mas por fim preferia alugar, a diferença de consumo e o fato de usar álcool compensava o aluguel.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  10. No meu caso estou longe de ser fanático por carro, mas gosto bastante. Tenho um popular 2011.

    Quando comprei ele usado, em 2014, era o que tinha condições de comprar e pretendia dentro de pouco tempo mudar para um de nível superior. Acabou que me acostumei com a discrição dele nas ruas.

    Gostaria de ter um "carrão" pelo meu prazer, mas aqui no Br é foda, pessoal já acha que é ostentação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, gosto de carrões porém em lugar nenhum eles são práticos. Desisti, acho q sempre terei um velhinho mesmo.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  11. Tenho 2 carros, um deles com 11 anos de uso 300 mil rodados, muitas aventuras a algumas (varias) cicatrizes da experiência.
    O outro é popular e fica com a minha esposa, ano 2012 mas em estado de novo, 80 mil rodados e apenas um arranhão.
    É incrivel a sensação de invisibilidade e também de segurança quando ando no véio de guerra.
    Acredito que deva trocar de carro no próximo ano, ou 2020 no maximo. Quem vai para o rolo é o popular, o velhinho a mulher já disse que queria para ela... espero que dure até lá :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa! Conserve seu velhinho, ele merece!

      Abraço

      Corey

      Excluir
  12. Corey, acertei seu importado oriental dos 90's abaixo? rs

    - Mazda MX3
    - Lada Niva
    - Toyota MR2
    - Honda Civic Hatch
    - Mitsubishi Colt
    - Mitsubishi Eclipse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá parecendo que seu carro era um Camry, superior ao corolla e na década de 90 vendeu bem (para os parâmetros é padrão do carro). Acertei?

      Excluir
  13. Gosto de postagens nesse estilo de ter o mínimo e obter o máximo proveito daquilo.
    Corey, estando aí em Portugal você sente necessidade de ter uma moto? Aqui nas regiões metropolitanas considero como a melhor alternativa para deslocamentos, inclusive você Corey já fez uma publicação a respeito de ter uma moto em São Paulo.

    Sucesso e felicidade,
    Maluco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia e eu adoramos moto, mas não pra viajar porque achamos muito desconfortável, então estamos sim pensando em comprar uma motinha pra curtir um pouco no verão. O problema é que moto é mais caro que carro.

      Em SP moto é questão de necessidade, tb acho a melhor opção de deslocamento.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  14. Corey,
    Há pouco tempo fiz uma postagem no meu blog defendendo a ideia de que o carro frugal deve custar no máximo 3 rendimentos mensais líquidos da pessoa.
    http://alemdapoupanca.blogspot.com/2018/01/quanto-custa-o-carro-frugal.html
    E na postagem me atentei apenas no quesito preço e nem citei questão de assalto ou olho gordo alheio, como você citou.
    Meu carro é estilo o seu mas bem básico. Tem um ar condicionado que não funciona e não conserto. Tem também suas cicatrizes mas não me importo. Só me importo quando escuto algum barulho diferente e com as manutenções preventivas que todo carro deveria ter. Também tenho o pé leve.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande AdP, concordo com sua posição. Sou um pouco mais radical que isso mas gastar 3 salários num carro é bem coerente.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  15. O que acha de comprar um carro semi novo de entrada como um GOL, mas completo e com motor 1.6?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil opinar sem conhecer detalhes.

      Excluir
    2. Entendo. Mas quero dizer o seguinte:

      Uma opção pra quem não quer chamar muita atenção comprando carros mais caros, é comprar carros mais "populares", como Gol por exemplo, só que comprar o carro pouco rodado e completo.

      Excluir
    3. Sim, sim. Nesse caso eu iria de Sandero automático

      Excluir
  16. Fala Corey,

    Também já tive carro velho e é uma ótima opção. Agora estou sem, mas até o fim do ano devo comprar um pau velho. Só para viagens longas não sinto segurança, daí costumo alugar.

    Uma dúvida, você ficou com o carro durante 36 meses ou um ano e meio.

    Abraço


    ResponderExcluir
  17. Fugindo um pouco do tema, como vc escolhe uma casa ou apartamento para comprar? Escolhe a faixa de preço primeiro? Escolhe o local? Ou as caracteristicas do imóvel? Espera um caso de oportunidade? Considerando um imóvel para moradia própria. Fica dica também para um post, tendo em vista que você esta considerando comprar um imovel em Portugal.
    Esse questionamento advém da concordancia com sua escolha de carro. Gostaria então de saber em relação à imóveis.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela sugestão. Basicamente é um mix entre oportunidade e localização.

      Excluir
  18. Corey, sugiro que vc passe o carro logo para o cara.
    Carro no nome dos outros, os caras arrepiam nas multas.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.