sexta-feira, 13 de julho de 2018

Carro em Portugal - Parte 2

Continuando o post sobre carros em Portugal, hoje vou detalhar como foi o processo de compra.

Saindo dos combustíveis e voltando à minha busca pelo carro ideal: olhei vários carros de particular, sendo que a maioria deles foi de roleiros de carro, você sabe, a segunda profissão mais antiga do mundo. Olhei "viaturas" à diesel e gasolina, um dos vendedores era o próprio estereótipo de negociante picareta: terno de cor escandalosa, falando pelos cotovelos e teve a cara de pau de aumentar € 100,00 no preço do carro, sim é isso mesmo que você leu, eu barganhei e ele veio com uma história que na verdade o preço do carro era "a partir" de € 2.000,00 mas que na verdade era € 2.100,00. Desnecessário dizer que não comprei.

Por fim achei um carrinho aparentemente muito bom, um hatch pequeno europeu, 2003, à gasolina, com 150.000 km por € 1.350,00, barganhei e esse sim abaixou € 100,00. Fechamos em € 1.250,00. Assim como meu carro de R$ 12.000,00 acabei por pagar um pouco mais que a média (uns € 200,00 a mais) por acreditar que o carro estava em bom estado e devido à baixa quilometragem, que creio eu pela pouca experiência que tenho, ser verdadeira. Sim aqui também se volta o velocímetro. O vendedor me pareceu ser honesto e me disse o que havia de problemas no carro: o motor de arranque estava falhando e estava quase na hora de trocar óleo e filtros. Por outro lado a inspeção anual e o "selo" (imposto anual) estavam em dia e com um ano de validade então acabei achando que valeria a pena por ficar um ano sem se preocupar com isso.

A compra foi realizada em cash, porque afinal não é só no Brasil que se sonega um cadim e o vendedor pediu que fosse assim. Fomos até a loja para fazer a transferência e então o paguei lá dentro. O cara largou o envelope com dinheiro em cima da mesa e foi tomar café e conversar com um amigo, depois saiu com esse envelope na mão mesmo... coisas de Portugal.

Eu queria mesmo um diesel e um carrinho com ar condicionado (o meu não tem), porém os diesel nessa faixa de preço tinham dado umas 20 voltas ao redor da terra, sério, vi um Golf com 700.000 Km (SETECENTOS MIL QUILÔMETROS), então mesmo sabendo que os motores a diesel são muito mais duráveis preferi não arriscar num carro tão rodado, afinal, carro não é só motor. Outro fator é que naquela altura não sabia qual uso daria ao carro, se usaria muito ou pouco, então decidi arriscar e pegar esse, caso precisasse trocar o prejuízo seria menor. Poderia ter comprado também um a gasolina mais cansadinho por uns € 500,00 ou € 700,00 mas no fim das contas gostei muito desse, inclusive o modelo me atrai, andar com um carro que você gosta com certeza é mais legal.

Mas você deve estar se perguntando: Corey, seu orçamento não era € 3.000,00? Por que comprar um bem abaixo disso? Pelo mesmo motivo descrito acima: não sabia o uso que daria ao carro mas precisava ao menos ter uma condução, além disso € 3.000,00 não seria o suficiente para comprar um com a mesma Km, diesel e alguns luxos. Falando em luxo, o carrinho tem direção hidráulica, vidro elétrico, limpador e desembaçador traseiro e mais nada. O ar condicionado está fazendo um pouco de falta agora que o tempo está esquentando, mas como não há trânsito e nêgo vindo de assaltar no farol, não é tão essencial assim. Outra razão de ter abaixado o orçamento é a possível necessidade de comprar um segundo carro no inverno para a Bia.



Meu carro é muito econômico, creio que graças à gasolina de boa qualidade e com pouco álcool misturado, além do fato de rodar bastante em auto-estrada. Já atingi consumos de 20 Km/L mas nunca abaixo de 17 Km/L. Estava até pensando em troca-lo por outro à diesel ou GPL devido ao deslocamento diário ao trabalho ser grande, porém arranjei um sistema de "boléias" (carona) e agora só irei com meu carro uma semana no mês. Quando compra carro velho e começa à confiar nele, pensa-se 10x antes de troca-lo.

Vamos às despesas que tive com a compra do carro:

Valor pago pelo carro: € 1.250,00
Transferência de propriedade e novo documento: € 64,00
Seguro para 1 ano: € 80,00 (!!!)
Manutenção (troca de óleo e filtros, conserto do motor de arranque): € 85,00

Despesas anuais futuras:

Inspeção anual: € 31,08
Selo (imposto anual): € 36,38

  • A transferência é feita tanto na Loja do Cidadão (uma espécie de Poupatempo, pra quem é de São Paulo) ou por € 1,00 a mais pode ser feita nas lojas que vendem seguro ou despachantes. O vendedor e comprador assinam um papel simples, impresso no computador e o comprador sai com um documento provisório também impresso no computador. O documento original (livreto) chega por correio dias depois.
    Modelo do documento do carro
  • Fiz o seguro on-line pela seguradora ligada ao Jumbo (grande rede de mercados). É um seguro simples, contra terceiros, somente o obrigatório por lei. Custou € 80,00 para um ano e conversando com meus colegas de trabalho descobri que esse valor é absurdamente caro, acabei pagando "tudo" isso porque ainda não tinha carta portuguesa à altura da contratação nem histórico. Acredito que ano que vem esse valor pode cair para uns € 50,00. Uma curiosidade, se você cotar o seguro para um carro zero, de uns € 12.000,00 o valor será muito próximo, na pior das hipóteses não chegará à € 100,00. No momento da compra é enviado por email um documento provisório do seguro, após alguns dias recebe-se a "carta" verde que é o documento propriamente dito, escrito além de português, em francês e inglês. Somente com esse documento é permitido deixar o país.
  • Deve-se colocar os selos referente à inspeção e seguros no para-brisa do carro. Isso é obrigatório. Os tais selos são impressos junto com o documento da inspeção e a carta verde do seguro, você destaca e cola no para-brisa, as próprias seguradoras fornecem uma espécie de envelope de plástico para essa finalidade.
    Modelo de selos da inspeção e seguro
  • A inspeção e pagamento do selo só saberei como funciona em abril, quando chegar a vez de fazer do meu carro.
Bom, é isso. Dúvidas postem nos comentários. Abraço a todos!

29 comentários:

  1. Bom dia Corey, para quem é muito fã de carro, com um valor entre € 5 e 10 mil da pra comprar um seminovo top por aí, tipo um bom suv para fazer longas viagens pelo continente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus o câncer chamado SUV não é popular entre os europeus, rsrs! Eles gostam muito de SW, praticamente todos os modelos existem na versão SW. 5k dá pra comprar um bom carro sim, ainda mais à gasolina.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Sim Kleber, com 10 mil compra um, já, considerado bom carro (principalmente, como refere o Corey, a gasolina)

      Excluir
    3. Obrigado pela resposta. Falei em suv só por questão de viagem mesmo, mas acredito que em razão das boas estradas, um Sw já é suficiente. Um amigo meu esse ano vai realizar um sonho em comemoração à IF dele, comprou uma Toyota sw4 e vai passar 2 meses viajando pela América do Sul, e vai curtir uma boa temporada no Chile, mas de forma bem minimalista.

      Excluir
    4. Um SUV faz sentido pra viajar pela América do Sul pq querendo ou não vai ter que encarar alguma precariedade nas estradas, mas EUA e Europa é burrice.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Corey,

    Interessante o seu post, gostei!
    Os preços... não dá nem para comparar.

    Um bom final de semana,

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelas valiosas informações e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Corey, uma dúvida nada a ver com o post. Aí na Europa tu vê gente pedindo no farol??? A última vez que fui aos EUA vi moradores de rua pedindo andando pelo meio dos carros e pedindo.... nunca tinha visto isso lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca vi pedintes em Portugal, na Espanha e Itália sim. Pedinte de farol nos EUA é super comum, ainda mais com aquelas plaquinhas de veteranos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Fala corey, meu amigo juntou um dinheiro e quer começar a colecionar carros. Ele quer gastar toda a grana que juntou até hoje pra comprar 4 carros de 10 mil reais.

    O objetivo dele é juntar dinheiro pra comprar vários carros.
    Até hoje não entendo essa ideia. Vai continuar poupando
    pra aumentar a coleção de carros.

    Vai ter que alugar garagens pra guardar carros. O que acha disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, pode não ser uma ideia tão ruim quanto parece, desde que ele compre carros que podem se tornar clássicos em alguns anos e assim ganhe na valorização. Uma kombi daquelas bem antigas pode chegar a valer 100k!!!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Se for possível ficar usando carro dos pais, é melhor esperar pra comprar um carro.

    É a mesma coisa com imóvel, se a pessoa não vai casar e nem ter filhos, pode esperar um pouco mais pra comprar um imóvel, isso se quiser comprar, talvez pra pessoa nem valha a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz todo sentido financeiro e nenhum do ponto de vista de desenvolvimento pessoal, vai de pessoa pra pessoa. Me arrependo de não ter saído da casa dos meus pais antes (e olhe que saí com 21).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Eu me arrependeria se tivesse saído da casa dos pais aos 21.

      Faz sentido quando se tem condições pra sair. Não é qualquer salário de 5 mil que vai proporcionar isso.

      Excluir
    3. 20 anos e salário de 5k? Não pensaria duas suas vezes!

      Excluir
  7. O Alexandre Tasca, que faz vídeos pro you tube, comentou muito sobre carros em Portugal num vídeo do canal dele. Canal pequeno, é um cara bem interessante.

    Ele tem 42 anos, sempre teve muito dinheiro, tem um Camaro 92/93 e mora com a mãe numa casa grande.

    Imóvel próprio não significa nada. Junta 4 salários de 2k e você não compraria a camisa que ele estava usando num vídeo.

    Ele compra tudo que é exclusivo, se não me engano, igual o modelo do camaro dele só tem mais 1 no Brasil todo.

    ResponderExcluir
  8. Salve, Imperador dos tugas!

    Corey, em uma situação hipotética: Recomeçar a vida sem R$1,00 com a bia ou recomeçar ganhando 30k mês sem ela, qual você optaria?

    Abc e bom fds.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomeçar a vida sem R$1,00 com a bia

      Excluir
    2. When a Man Loves a Woman13 de julho de 2018 17:19

      When a man loves a woman
      Can't keep his mind on nothin' else
      He'd trade the world
      For a good thing he's found
      If she is bad, he can't see it
      She can do no wrong
      Turn his back on his best friend
      If he puts her down


      ***

      Beto, o último dos românticos

      Excluir
  9. Um cara de 42 anos, que não é casado e não tem filhos, não pode ser considerado fracassado por morar na mansão da mãe, ou por ter nascido muito rico (Comprar Ferrari é como comprar carro popular) e transar com várias mulheres quando quer, sem precisar pagar garota de programa.

    Ai um zé ruela se considera mais bem sucedido por ser casado ou então por morar sozinho e ter adquirido um imóvel e carro.

    É deboche, é piada de mau gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Buceta e carro qualquer um tem, basta dinheiro.

      Excluir
  10. Corey, no Br. ar condicionado é necessidade por conta do calor e da violência.

    A violência não vai ser problema e não deve ser tão calor qto aqui no Br. Então precisa mesmo do ar?
    Agora ar quente deve ser necessidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje mesmo está 33 graus e são 18:45. Aqui a temperatura é extrema. Sim, o ar faz falta mas nem tanto pq há muita sombra, não fica parado em trânsito e não há violencia.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  11. Corey, nunca saí do Brasil. Mas acredito que a forma como o Europeu lida com carro é bem diferente da forma como o americano o faz.
    Parece que europeu não liga muito pra carro.
    Vejo imagens de cidades européias na TV e vejo um monte de carro simples e baratos. Parece que mesmo tendo boa renda per capta, carro não é algo que entusiasma muito o povo daí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem por aí mesmo, o diretor da empresa onde trabalho vai pro serviço com um Peugeot dos anos 90 podrão. No geral a molecada é que curte mais colocar dinheiro em carro. Muita, mas muita gente compra carro e fica décadas com ele.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. É incrível como somos estuprados aqui no Brasil. Esses preços em Portugal (carro, seguros, impostos, etc) são muito em conta proporcionalmente aos salários quando comparados ao Brasil. O comparativo deve ser traçado levando em conta o poder aquisitivo daí e a proporcionalidade em relação aos salários (que estão longe dos mais altos da Europa), não convertendo euro pra real. No entanto, percebo que mesmo convertendo, esses valores ainda são bem mais baratos do que pagamos aqui no Brasil.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.