quarta-feira, 13 de junho de 2018

Portugal, o Paraíso na Terra?

Daqui em diante escreverei bastante sobre a odisseia que é mudar de país, mas antes de mais nada decidi escrever esse post para deixar algumas coisas bem claras.

Quando você está em busca de informações para imigrar se depara com todo tipo de coisa, normalmente as informações sobre um mesmo tópico são completamente opostas e a tendência é que as pessoas tomem partido pelo lado otimista ou pelo lado pessimista, são raros os relatos equilibrados.

Exemplo 1: Emprego em Portugal.

Experiência do João: "não existe trabalho em Portugal, e quando você consegue será explorado pelo patrão, trabalhará 18 horas por dia pra fazer serviço braçal e sequer vai receber salário. Um advogado não ganha nem 1000 euros, médicos ganham 1500..."

Experiência da Maria: "há trabalho em todo lado, se você escorregar na frente de um restaurante consegue emprego ao menos de lava pratos, e o salário nem é tão ruim. Se você conciliar com outro trabalho consegue fácil tirar 1000 euros por mês".

Experiência do Corey: "após uma semana que chegamos em Portugal Bia já tinha 2 propostas de emprego, eu consegui proposta de emprego até do vendedor do meu carro, fiz 3 entrevistas e fui chamada para as 3, acabei escolhendo aquela que deixa os finais de semana livres."

Perceba que nesse caso João é o pessimista, Maria é otimista e o meu relato ficou mais para o otimista (sim, o relato é real, detalharei mais no futuro).

Exemplo 2: Custo de Vida em Portugal

Experiência do João: "impossível um casal viver com menos de 2 mil euros por mês, gasolina é muito cara, há pedágios até pra ir na esquina, carne bovina é um absurdo de caro, carros são caros, pago 900 euros de aluguel no meu T0 em Cascais, enfim, tudo é caro!"

Experiência da Maria: "nossa, é de graça viver em Portugal, com 100 euros você faz mercado para um casal e ainda consegue comer umas besteiras, meu marido e eu pagamos apenas 150 euros no aluguel de um quarto aqui no Algarve (com despesas incluídas), dá pra sobrar muito dinheiro.

Experiência do Corey: "não é tão barato viver em Portugal como muitos dizem, gasolina é cara, há pedágios em quase todas as rodovias, a carne bovina é mais cara (nem tanto) porém porco, peru e peixes são muito baratos e de qualidade. Moro numa cidade no interior, pago 400 euros num excelente T1 na zona nobre da cidade. Pra quem tem filhos e paga escola e plano de saúde no Brasil, aí sim aqui é praticamente de graça"

Agora fiquei para o lado pessimista do grupo porém percebam que ponderei o porquê disso (a carne é questão de hábitos de consumo, o aluguel é questão de região onde se escolhe para morar e o custo de vida geral é relativo ao padrão que a pessoa tinha no Brasil).

Vejam que tudo é questão de ponto de vista e não podemos usar nossa realidade como verdade absoluta. João provavelmente quer trabalhar na sua área, afinal tocou no assunto serviço braçal, mora em Cascais que é uma cidade praiana das mais caras do país, quer continuar comendo carne vermelha todos os dias, não está disposto à mudar hábitos.

Maria, por outro lado, parece deslumbrada e disposta à sacrifícios pra fazer a vida girar. Não se importa pelo tipo de trabalho que irá fazer, mora num quarto e provavelmente tem uma alimentação bem simples. Tudo ela vê pelo lado otimista da coisa.

E aí tem eu, que vou tentar de qualquer maneira ser o mais imparcial possível, elogiando quando necessário e descendo o cacete se for preciso. Não quero que o leitor pense que estou deslumbrado por agora ser europeu (!?) e também não quero que pensem que estou desdenhando do país que escolhi para viver. A verdade é uma só, não existe paraíso na terra, nenhum lugar é perfeito assim como nenhum lugar é um completo lixo, nem o Brasil. Vou passar  minhas experiências sempre contextualizando mas tenho certeza absoluta que muitos virão descer a lenha me acusando de ser puxa saco do Brasil/Portugal, se desdenhar o Brasil/Portugal, de ter esquerdado ou de ter endireitado. Enfim, sabemos como vai o nível de interpretação das pessoas e ao tratar de um assunto que exige mais de 2 neurônios para ser compreendido pode bugar o cérebro de muita gente que sairá vomitando merda nos comentários, é justamente isso que pretendo minimizar com esse post explicativo.

67 comentários:

  1. Legal Corey.

    Com apenas o salário do seu trabalho vai ser possível cobrir todas as suas despesas?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Excelente postagem amigo, acompanho seu blog parabéns e sucesso na sua caminhada em portugal.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Corey, do seu ponto de vista teremos uma visao clara da situação de um recém chegado ai. Pode se aprofundar mais na questão salarial e no que esta trabalhando? Abraços! Seu jejum de posts está valendo a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou me aprofundar sim mas os posts sobre salário e despesas vão demorar a sair pq quero ter uma boa base antes de falar.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  4. Legal Corey, vendo sua resposta para o Cowboy, o casal precisa trabalhar ai para poder se virar, um só não é o suficiente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende de muitos fatores sendo o principal o valor gasto com habitação, mas pode ser possivel sim.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  5. Acredito que portugal seja a primeira saída para brasileiros, inclusive tenho amigos que largaram o emprego e estão trabalhando em obra aí e outros que conseguem se manter com os investimentos e também mudaram, trabalhando apenas para complementar renda.
    Um abraço,
    Investidor doméstico.
    https://investindonaif.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o fato do idioma já conta muito. A construção aqui está se profissionalizando a cada dia, isso reflete em melhores salários.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  6. Parabens por sair da zona de conforto, Corey!

    Minha principal preocupação quando penso que seria legal mudar de país é com relação a sensação de segurança e respeito ao próximo. Você já consegue sentir até que ponto isso ocorre? Sente-se seguro de andar a noite, sair com dinheiro na carteira e coisas corriqueiras que no BR causam um certo desconforto?

    Outra coisa, agora que esta fora pretende abrir um pouco mais sobre o que fazia aqui no BR? sempre fiquei curioso para saber o negocio em que atuava e como fazia a gestão de uma forma um pouco mais detalhada.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sensação de segurança é algo inacreditável pra quem vem do Brasil. Simplesmente fantástico.

      Sim, detalharei um pouco mais.

      Abraço

      Corey

      Excluir
    2. Portugal seguro? kkkkk

      Até pelos islâmicos esse país já foi invadido e tomado. Hoje continua sendo aliás, milhares de imigrantes africanos/islâmicos (ou ambos) ajudando a piorar uma economia já em frangalhos e uma das mais fracas da Europa.

      Excluir
    3. De qual Portugal vc está falando?

      Excluir
  7. Corey,

    Gostei da sua ideia de ser mais imparcial em suas impressões - acredito que ajudará muitas pessoas assim.

    Sucesso!
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, imparcial porém baseado na minha realidade sem puxar sardinha.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  8. Estou curioso para começar a ver números concretos do custo de vida por aí. Se possível faça um post detalhado sobre isso, não descarto a idéia de ir morar aí um tempo depois que "cansar" da Ásia.

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pensando em fazer posts mensais com receitas e despesas, vamos ver. ..

      Abraço

      Corey

      Excluir
  9. Corey, vc sentirá a diferença no quesito custo de vida/poder de compra principalmente com relação a gêneros alimentícios e básicos quando for ao mercado. Procure uma das redes pingo doce ou minipreço. É incrível como os preços são baratos (proporcionalmente aos salários, mas às vezes até convertendo) comparados ao Brasil.
    Mesmo em relação à França, quando fui a Portugal achei muit obarato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu mercado do coração é o Lidl, Deus o abençoe , rsrs!

      Mercado é realmente muito barato, estamos comendo muito melhor que no Brasil e gastando proporcionalmente bem menos.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  10. Legal a sua postura. Ansioso para os próximos tópicos. Ir para Portugal é um desejo de minha esposa, mas não tenho coragem de abandonar meus pais - muito apego.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apego familiar é algo que deve ser trabalhado por todos, a vida fica muito mais leve assim.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  11. Salve, Imperador!

    Corey, entendo que o fator fundamental de você ter imigrado para Portugal foi a segurança, você fez essa transição de maneira estruturada e razoavelmente planejada, contudo, o que vejo na maioria dos blogueiros que almejam a IF e em você mesmo é o desejo de mudança, mas ninguém sabe o que nem o porque.

    "Esta vida é um hospital onde cada doente está possuído pelo desejo de mudar de leito. Este gostaria de sofrer em frente a um aparelho de calefação, aquele outro crê que se curaria em frente à uma janela. Parece-me que estarei sempre bem lá onde não estou, e essa questão de mudança é um assunto que discuto sem cessar com minha alma."

    Um abração e ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom texto, é isso mesmo, pelo menos comigo é assim e sinceramente acho um problema, as vezes penso que seria melhor a vida sem esse desejo todo de mudança.

      Abraço

      Corey

      Excluir
    2. Perfeito, é bem por ai mesmo.

      Sandra

      Excluir
  12. http://coreyinvestidor.blogspot.com/2018/06/imigrar-para-os-estados-unidos.html?showComment=1528481672578#c4916423604230423036
    Haaa termos um "XEROQUEROMES" aki .
    Boa Corey é mais fácil conhecer a EUROPA de trem inteira do que ao Brasil.Se não me engano é possível ir de Portugal a Londres somente de trem apesar de avião ser mais barato vale a pena a viagem. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A europa é inteira acessível por terra ou ar, existem estradas e ferrovias que ligam tudo e há muito mais aeroportos espalhados pelas cidades que facilita o escoamento

      Abraço

      Corey

      Excluir
  13. Oi, Corey.

    Você usou algum site para pesquisa de imóveis?

    O que você acha da Ilha da Madeira?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Olx, Imovirtual, Idealista ...

      Ainda não conheço as ilhas mas não acho que moraria nelas pelo fator isolamento do resto da Europa.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  14. O problema de Portugal são os alugueis que são caros

    A questão dos alimentos que são baratos pq os salários são baixos também

    Corey vc não falou em preços. Quanto se tá gastando para se manter ai em 2 pessoas (Com aluguel, comida, transporte, internet, agua, gas, telefone) ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluguel é relativamente caro, porém financiamento imobiliário é muito barato, consegue-se parcelas baixas pq os juros são baixos. A verdade é que um casal onde os 2 trabalhem e ganham um salário mínimo já conseguem viver com conforto.

      Os posts sobre despesas virão mais pra frente, quero ter uma média melhor para poder contar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Eu (Falo eu) minha opnião. Não teria coragem de fazer uma imigraçao dessas. A menos que eu estivesse totalmente sem rumo e essa fosse a ultima saída. Penso que no Brasil , se voce tiver dinheiro viverá bem. Não me vejo estabilizado financeiramente e sendo Livre para fazer oque quiser se aventurar em outros país para trabalhar para os outros.. Enfim , mas cada um é cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é algo muito pessoal mesmo, não existe certo ou errado.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  16. Em relação a salário, se não tiver curso, a maioria dos empregos que vai encontrar é com a proposta do salário mínimo 580 euros e você trabalhará 8 horas por dia (trabalhará mais que isso). Se tiver curso (se for reconhecido) e se trabalhar na sua área, ai sobe para cerca de 1000 mil, ou se tiver muita experiência talvez mais.

    Em relação a casa é isso mesmo o aluguel, se não for em Lisboa ou Porto, se for numa cidade média o aluguel fica a volta de 400 euros.

    A gasolina é mais cara do que no Brasil, por isso, metade dos carros em Portugal são a Diesel porque é mais econômico de combustível.

    Comida a carne de Porco e o frango são mais baratos, o Bacalhau é um preço ótimo e o Vinho também. A carne de vaca é mais cara.

    Em relação a escola das crianças é gratuita e a saúde também, apenas tem de pagar pequenas taxas quando for atendido.

    Essa é a minha opinião dos vinte e muitos anos que morei em Portugal.

    Bom post, foi interessante conhecer a sua visão de Portugal.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DIL,

      aqui cabe a pergunta. Pq vc voltou? Pergunta séria.

      Família? Frio?

      Excluir
    2. Perfeito DIL, é bem isso mesmo.

      Excluir
    3. Olá

      Eu voltei por causa da minha mulher, que é Brasileira. Ela já morava a mais de uma década fora do país.

      Então, estava com muitas saudades da familia, por isso, decidimos passar uma temporada aqui no Brasil.

      Em relação ao frio, na maioria das cidades, nos 3 meses de inverno (Dezembro,Janeiro e Fevereiro) as temperaturas mínimas andam em torno de 0ºC a 5ºC.

      No verão, tem 3 meses de muito calor, Junho, Julho e Agosto, as máximas de 30ºC a 35ºC.

      Durante o resto do ano a temperatura mínima gira em torno de 10ºC e a máxima de 25ºC

      Abraço.

      Excluir
  17. Bom relato.

    Pô cara, não tinha me dado conta disso mas a localização geográfica de Portugal é espetacular.

    Vc tem toda a Europa continental de trem e os vôos para os EUA devem ser mais baratos daí.

    Planejando direitinho, vc consegue viajar muito.

    e para alugar foi dificíl?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação à viagens acho que Espanha e principalmente França estão melhores localizados por serem mais centrais porém a localização de Portugal permite um clima muito bom.

      Trem já foi mais barato, hoje em dia vale mais a pena avião ou ônibus.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  18. Corey,

    Putz que legal. Te acompanho desde o blog da dona Ostra...rsss

    Esses dias conversando com a patroa, apenas pensando alto, falei pra ela se fosse pra mudar de País iniciaria por Portugal. E agora vc vem com este Post.

    Já estou curioso pelos próximos capítulos.

    O custo de vida é realmente um dos assuntos mais esperados.

    Mas gostaria de saber se já bateu aquela saudade dos amigos e parentes do Brasil. A impressão que tenho que esse é um dos principais obstaculos. Muita gente fala assim "É maravilhoso morar no Canadá, é maravilhoso morar na Australia, é maravilhoso morar em Portugal"... Aí a gente pergunta. Pq voltou? a resposta é quase unânime: "saudade dos amigos e da família.

    O frio é algo que incomoda? Quantos graus tem enfrentado?

    Quais foram os critérios que utilizou para escolher a cidade que iria morar?

    Brasileiro sofre algum preconceito? Não digo aquele brasileiro folgado estilo carioca que nem nós brasileiros aguentamos, mas o brasileiro trabalhador, que usa o bom senso.

    Relacionamento com os Portugues. É facil fazer amizade? Os portugueses são receptíveis?

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades da Dona Ostra e daquele tempo... (sou saudozista mesmo, rsrs)

      Não tenho saudade de ninguém, amigos trouxe todos que tenho de verdade (Bia e o cachorro) e meus pais cortei o cordão umbilical à mais de 30 anos atrás. Pode parecer rude mas é a verdade. Por outro lado não sou daqueles que dizem que jamais voltarão ao Brasil, nada a ver isso...

      Quando chegamos pegamos por volta de zero graus, mas agora está melhor. Na verdade deveria estar mais quente, essa primavera está demorando para esquentar. Hoje mesmo foi um dia muito agradável.

      Sobre a escolha da cidade farei um post específico.

      Ainda acho que esse lance de preconceito está dentro da cabeça das pessoas. A impressão que tenho é que os portugueses cagam e andam pra onde vc nasceu, tratam todos da mesma maneira. A diferença é a maneira que eles tratam, que realmente é mais direta e talvez mais fria que os brasileiros, daí pode muita gente achar que é preconceito.

      Os portugueses no geral são muito receptíveis e gostam de conversar, pelo menos é isso que percebo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Tem muitas figuras da velha blogsfera que sumiram...
      Será que conseguiram seus objetivos?
      Como estarão hoje?

      Sr. Foda Low Cost, Dimarcinho, Pobre Requenguela, Pobre Catarrento, guitarrista econômico e tantos outros blogueiros ou comentaristas que nunca mais deram as caras.

      Excluir
    3. FLC de vez em quando aparece, os outros sumiram mesmo. Figuras importantes foram o Parar de Trabalhar, o Rover, o Pobretão...

      Excluir
  19. já dava para vc criar um canal no youtube ou pelo menos já ir gravando os vídeos para um possível futuro canal.

    poderia ser mais um capítulo do futuro livro sobre o corey empreendedor ou mesmo o começo de um livro sobre o tema.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho saco para gravar, arquivar, editar, etc... Bem que gostaria, mas não curto.

      Excluir
    2. Então recomendo esse tipo de vídeo:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com/2016/06/como-falar-com-voce-no-futuro-2016-by.html

      Excluir
  20. Legal essa iniciativa de compartilhar os pontos positivos e negativos, Corey!
    Confesso que nunca passou pela minha cabeça mudar de país, porém viajar é uma coisa que pretendo (pretendemos, né) fazer e muito para lugares diversos. A respeito de eu não pensar em mudar de país, digo que realmente amo o meu Brasil e que aqui tem tudo para dar certo (território, clima, recursos naturais, mentes criativas etc) se não fosse a mentalidade da maioria das pessoas, que fazem o errado considerando como se fosse o correto, infelizmente!
    Mas tenho realmente fé de que um dia isso muda, basta mudar o pensamento e, consequentemente, as atitudes de pouco mais de 200 milhões de pessoas; moleza. xD

    Abs!
    http://papaidosinvestimentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não amo país nenhum, nem Brasil nem Portugal, vou para o lugar onde me sinto bem e ponto final. Não me amarro à esse tipo de sentimento que na minha opinião não faz sentido algum.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  21. Oi Corey,

    Com relação à procura por empregos em Portugal, como é que vc e sua esposa fizeram? Já tinham uma noção de como procurar emprego em Portugal, de como era o mercado de trabalho?

    ResponderExcluir
  22. Acompanhando e achando excelente esta fase do blog. Corey tenho muitas dúvidas, quem sabe já nao chegou a minha hora de arriscar tambem. Abraço

    ResponderExcluir
  23. Já foi à Espanha ou outro país da Europa?
    Como vê a situação dos imigrantes aí em Portugal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, fui. A Europa inteira é uma mistura, imigrantes em todos os países, é algo bem comum.

      Excluir
  24. MT bom, vou lhe acompanhar sempre, quero emigrar prai, mas atualmente sem dinheiro até pras passagens... Kkkkk

    Vc precisou se naturalizar ou aceitam Brasileiro de boa?

    Dps posta os custos iniciais (papelada, aluguel...)

    Valeu gajo

    ResponderExcluir
  25. O mais realista e sensato do post é o João. Vc foi exceção da exceção Corey.

    ResponderExcluir
  26. " nenhum lugar é perfeito assim como nenhum lugar é um completo lixo, nem o Brasil"


    O Brasil é. Só SP, PR, MS e SC que se salvam um pouco, o resto é uma Bolívia.

    ResponderExcluir
  27. Corey, qual visto pegou? Vi que o D7 no caso de receber aposentadoria seria tributado em 25% (deixando de lado o incentivo dos 10 anos de isenção). Esses 25% seria 27.5% no Brasil + 25% em Portugal? Ou somente os 25% após o período de isenção? Outra coisa, no caso do visto D7 como recebedor de dividendos, também seria tributado nos 25% ou somente quem receber a aposentadoria em Portugal? Teria como viver em Portugal sem fazer a saída definitiva do Brasil? Nem que tivesse que viajar algumas vezes durante o ano. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anon, acredito que nesse caso tenha algum tratado entre Brasil e Portugal para que não ocorra a bitributação, teria que pesquisar mais a fundo mas geralmente é isso que acontece.

      Excluir
  28. Não sei muito sobre o D7 mas os que conheço estão indo anualmente para fazer a prova de vida.

    Sobre a saída definitiva é igual cabeça de bacalhau, sei que existe mas nunca vi ninguém que o tenha feito.

    Abraço

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso indo fazer a prova de vida no Brasil vc diz? Aposentados né?

      Excluir
  29. seu blog ta uma bosta

    ResponderExcluir
  30. Não existe mesmo paraíso na terra, você tem razão. Porém cada vez mais me convenço de que se existisse, seria bem longe do Brasil.

    Parabéns pela mudança e boa sorte na nova vida.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.