quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Curtinhas - 6 Atitudes do Trabalhador Padrão

 Feliz ano novo, ando meio sem saco pra escrever porém fuçando nos rascunhos acabei achando vários posts incompletos que acabei cozinhando e saindo postagens curtinhas. São posts simples, sem edição, sem firula, sem porra nenhuma (Izzy Nobre TM), porém com conteúdo relevante. Toma aí a primeira:

No trabalho as pessoas fazem coisas totalmente sem sentido:

1- Chegam atrasadas. Tem gente que todo dia chega alguns minutos atrasado e isso não faz o menor sentido pra mim. Se você entra às 9h, tem obrigação de estar as 9h pronto para trabalhar e não de chegar 9h 5min, se trocar, mijar, beber água e bater o dedo 9h15min... Se você entra às 9h, tem que chegar uns minutinhos antes pra se preparar e não o contrário.

2- Ficar na firma após o horário do expediente. Vejo que as mesmas pessoas que chegam atrasadas costumam ficar alguns minutos além do expediente, não com o objetivo de compensar os minutos de atraso e sim porque não estão nem aí com a hora de sair, na cabeça delas tanto faz sair 5 ou 10 min depois do horário, mesmo batendo o dedo e ficando lá de bobeira, trabalhando de graça.

Caralho, a hora de sair é sagrada, sempre pensei assim, evitava o máximo possível fechar a loja além do horário, deixava sempre o caixa pra fechar no dia seguinte de manhã. Se a loja fechava às 21h, 21h estava fechando a última fechadura e todos estavam liberados. Hoje, no trabalho, quando dá minha hora paro imediatamente o que estou fazendo, bato o dedo e vazo o mais rápido possível, foda-se quem olhar torto. Tenho casa, esposa e cachorro, não irei jamais ficar além do horário na empresa, nem 1 min a mais.

3- Reclamar de hora extra. Não fico 1 min a mais que o normal mas também não me importo de fazer uma horinha extra de vez em quando SE for avisado com antecedência, porém as mesmas pessoas que ficam as vezes meia hora além do horário todos os dias, reclamam se tem que fazer uma hora extra. As pessoas são engraçadas...

4- Happy Hour: não faz o menor sentido ficar além do horário de trabalho junto com pessoas que você já é obrigado a conviver durante o dia todo, todos os dias e além de tudo gastar dinheiro e ter que cuidar das impressões que pode passar mesmo num ambiente de bar. Por mais agradável que os colegas possam ser, não vejo sentido em passar ainda mais tempo com eles que o imposto pelo expediente.

5- Desespero pelo salário. Isso é justificável, sabemos que a grande maioria das pessoas vive de contracheque à contracheque e vivem precisando desesperadamente de dinheiro. Dia de pagamento lá na firma é um rebuliço, todo mundo desesperado esperando o salário cair e quando finalmente alguém descobre que já caiu é um desespero generalizado para sair para o intervalo e ir ao caixa eletrônico enfrentar fila e sacar todo o dinheiro. Pessoal lá desconhece o fato que você não precisa tirar dinheiro do banco e pode simplesmente pagar suas contas pela internet e usar cartão de débito.

6- Pavor e travamento diante superiores. A grande maioria das pessoas possui um pavor surreal de superiores, é só o supervisor aparecer que as pessoas travam completamente, se comportam como robôs e parecem estar diante do Papa ou mesmo de Deus. É muito engraçado ver aqueles que reclamam o dia inteiro, metem o pau em tudo, possuem um ar de autoridade fora do normal e de repente ficam santinhos e se transformam nos melhores funcionários da empresa. também é engraçado as pessoas mais falantes da empresa se comunicando com monossílabos com os superiores, parecem que tem medo de falar com um ser humano cuja única diferença é ter um cargo superior.

Ser peão está me fazendo descobrir muitas coisas sobre o ser humano, é quase uma experiência antropológica.

73 comentários:

  1. Igualmente Corey, um bom ano para todos nós.

    1 - Atrasos de minutos não fazem a menor diferença. Até porque para quem trabalha 8h, pode-se notar que apenas uma fração desse tempo é realmente produtivo, no meu caso são entre 3 e 4 horas, o resto é apenas tempo passando. Então esses minutos são irrelevantes.

    2 - É um mecanismo de compensação para os retardatários. E tem mais, pelo menos aqui no mundo corporativo de SP, sair no horário é pessimamente visto por todos. Você pode ter cumprido tudo com extrema eficiência, mas sair no horário pega mal, aos olhos iluminados da turma parece um descompromisso, uma afronta. Aqui impera a cultura workhabolic.

    3 - Nem todos os cargos permitem isso, para peões é mais fácil sair no horário. Para trabalhos intensivos em conhecimento e cargos mais altos complica. Se for remunerado ok até um limite pessoal, mas banco de horas é um insulto.

    4 - Não participar pega mal. Parece que você não está integrado na equipe e blablablá isso prejudica promoções. O "carinha social" te dar um bypass, se você focar apenas em produtividade e resultado. Essa é uma das maiores canalhices no MCSP(Mundo Corporativo SP, inclusive no DF também é assim). As vezes rola algo com uma subalterna e isso pode te ferrar ainda mais, eu que o diga. Além do financeiro como bem colocado.

    5 - Nada a declarar. São os "ratos do sistema", somos(galera que aporta, visa IF, frugalidade, simple life, etc) a contracorrente, visamos Liberdade, eles no piloto automático.

    6 - Medo de perder o emprego ou cometer algum deslize e ficar queimado com o Boss imediato. Posição de submissão, bate continência ao cargo e não a pessoal que o ocupa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Faz sim, na minha empresa alguns cargos é necessário esperar o colega chegar para sair, então atrasa o lado do outro. Sem contar que independente de tudo, horário é horário.

      2- Retardatário foi boa, rsrs! Concordo com vc, sempre saio na hora e sempre tem gente que olha torto, mas foda-se.

      3- Gostaria muito de ter banco de horas, prefiro que ganhar extra, mas são poucas as extras que faço.

      4- Sim, happy hour faz parte da "integração", acho isso cretino demais.

      6- Engraçado que justamente por tratar meus chefes como gente normal é que sou respeitado, vou até fazer um post sobre isso.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, pegando gancho nessa discussão de horário de trabalho...

      Sou autônomo (Projetos de Engenharia), e as vezes percebo que estou procrastinando tarefas simples, e outras vezes estou a todo vapor, e vejo o quanto rende trabalhar focado. Sem dúvidas é muito melhor.

      Foco é muito bom, Você só começa a pensar em fazer, e de repente já está fazendo e já terminou de fazer, simples assim, quando se dá conta, já passou. Muitas vezes quando lembramos de fatos da nossa vida, não sabemos como fomos capazes (no bom sentido) de fazer tal coisa.

      Mas o ponto principal que eu quero implantar, caso eu contrate funcionários, é a questão de horário de trabalho.

      O padrão, 8h de trabalho por dia é algo ridículo caso a empresa não seja comércio.

      Eu quero implantar algo que já li na internet também, contratar funcionários para trabalharem 5h ou 5:30h direto, sem intervalos, sem internet, sem celular, nada de distrações, e fazer testes.

      Nada de ambientes decorados, muito menos com objetos de funcionários. Acho isso escroto também, trabalho é lugar pra fazer dinheiro e só isso, não pra fazer amizades e se apegar. E depois do horário, nada de ficar falando sobre trabalho. Claro que o proprietário não pode trabalhar tão pouco por dia, pois ainda precisa ir nos órgãos públicos e atender clientes, mas a parte de produção do escritório, pode ser otimizada e trabalhar independente.

      Se você tiver um tempo, aqui vai um blog excelente e um artigo legal também sobre horário de trabalho:

      https://medium.com/o-novo-mercado/o-que-diabos-aconteceu-com-gera%C3%A7%C3%A3o-y-73cd16ccc5c9

      https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:qhB0IrJa_1QJ:https://exame.abril.com.br/pme/este-ceo-instituiu-uma-jornada-de-5-horas-resultado-mais-lucro/+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br



      Abraços


      Att,
      Pretorian

      Excluir
    3. Essa história de horário flexível é totalmente fora da minha realidade, por ter trabalhado a vida inteira em comércio não entra na minha cabeça, rsrs! Porém concordo que em muitos casos não faz o menor sentido, é igual usar gravata dentro de escritório, coisa tosca e sem necessidade.

      Concordo que esse circo de empresa parecer parque de diversões é ridículo, mas tb acho desnecessário engessamento de vestimenta, por exemplo, como disse acima do caso da gravata. Nem 8 nem 80.

      Li os links q vc sugeriu e achei muito bom, principalmente o primeiro. Pessoal anda muito bitolado mesmo e como disse, antigamente existia diferenciação entre vida pessoal e profissional. Nêgo acha legal responder email às 3 da manhã, aff...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Excelente post Corey.

    Eu nunca gostei de fazer horas extras. Fiz poucas. Sempre inventava desculpas para não fazer.

    Como aqui o horário é flexível. Então não tem problema com atraso.
    Raramente vou para boteco com colegas. Não estou nem aí o que eles vão pensar sobre mim.
    Nunca tive medo de superior. Atualmente meu superior (imediato) ganha menos que eu. Ele é chato demais.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb não curto HE não, faço qd é solicitado com antecedência e não vai me atrapalhar, caso contrário nego na cara dura mesmo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. 1. Chegar atrasado faz toda a diferença. Eu tenho a impressão de que a pessoa é desorganizada e preguiçosa. Ao longo da vida vi gente até competente que não subiu de cargo por não se importar em como esse tipo de detalhe influi na sua reputação. Depois falam que são perseguidos. No meu atual emprego tem uma jovem que se diz perseguida mas a real é que ela caga pros detalhes por ainda ser amadora no jogo.

    2. Não me importo com o que pensam. Sou o primeiro a sair na hora e isso já deu stress no meu atual trabalho (caixa num restaurante). Mas eu sou caixa e não faxineiro, copeiro ou seja o que for e não vão me pagar mais pra perder tempo com a família. As pessoas reclamam disso mas é uma questão que se resolve logo no primeiro dia de trabalho. As pessoas ficam esperando o patrão liberar como crianças na escola, depois reclamam. Tudo porque não tem respeito próprio.

    3. Hora extra é outro ponto que trás sofrimento a quem não tem respeito próprio. Se me avisarem na hora, desculpe não posso. Com antecedência? Sem crise, só quero saber se vou receber ela em grana ou saindo mais cedo no outro dia. Se for "daquele jeito" não faço e pronto, acabou.

    5. Happy hour não vou em praticamente nada, mas tenho uma ótima desculpa que é trabalhar lá somente meio turno, então falo que estou apertado de grana. "huebr tu me paga depois" digo não.

    7. Não me importo quem seja o homem/mulher na minha frente, trato igual sem medo algum. Claro que respeito a hierarquia. Até por isso me sondaram pra virar gerente, iniciando a ira de uma colega que está a 10 anos na empresa. A diferença é que ela só trata bem quem está acima na hierarquia.

    A chave nessas questões é respeito próprio. Você diferencia em um dia aquela pessoa que só escorrega na vida daquele que arruma sua casa e olha nos olhos das pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Concordo com vc, atraso é sinônimo de descaso. Foda-se se vai atrapalhar ou não, hora é hora. No Brasil negligenciamos muito esse tipo de coisa.

      2- Prefiro fazer meu trabalho com excelência e quando der minha hora sair imediatamente, assim deixa menos margem pra cara feia. Sua analogia com crianças na escola é perfeita.

      3- Nem relógio trabalha de graça, ou vc da corda ou coloca bateria.

      5- Se passar por quebrado é sempre uma excelente tática, sem uso isso.

      7- Parece que qd vc trata superiores como pessoas normais e não como a rainha essas pessoas passam a te respeitar mais.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. azedume da porra cara

    que que tem tomar uma com gente da empresa, tenho alguns como amigos pessoais.

    sobre horario de chegar e sair, cada um sabe do que é melhor cara, as vezes espero por causa de rodizio, ou pra buscar minha filha enfim, tem mil motivos PESSOAIS que não são da tua conta julgar.

    enfim

    post meio azedo tipo uma criança de 15 anos que só quer criticar outras pessoas sem mto argumento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué porque isso? vestiu a carapuça de alguma coisa? deve ser daqueles caras que demoram para chegar para o seu turno (por motivos pessoais) e dai fazem o colega ficar esperando igual um idiota sem ganhar nada com isso.

      Excluir
  5. Eu poderia ter ganho uma grana preta se tivesse investido em bitcoin e raiblock começo do ano passado. Eu poderia estar aqui em janeiro de 2017 dizendo que iria investir nessas moedas.

    Mas não, eu nem conhecia. Tenho 22 anos, capital atual girando entre 35k a 40. Enquanto isso, Marina Ruy Barbosa tem 175 milhões de patrimônio.

    Não me contento com mais nada. Não quero saber de ficar rico via aportes. Quero algo que vire 100,200k em questão de meses.

    Vergonhoso. Vergonhoso! Deixei de ganhar uma fortuna. Poderia ter investido em 2015 em bitcoin também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você e todo mundo, Anon.

      Excluir
    2. Para de chorar sobre o leite derramado. Eu concordo que é normal se arrepender de algo que fizemos, mas nossa, ficar se castigando por isso não vai melhorar em nada a sua vida, o preço das cripto que você está investindo não irá subir se você ficar pensando nisso, sua vida não irá melhorar caso você continue pensando nisso, nada vai melhorar se você continuar remoendo isso na sua mente.
      Perdeu essa oportunidade ? Lide com isso! Todo mundo já se arrependeu de ter feito ou de não ter feito algo, pare com isso de ficar reclamando sem parar que isso não vai conseguir mudar o passado.
      Aceite a "derrota" e pense no futuro.

      Excluir
    3. Todo mundo queria ter investido em BTC no passado, a diferença é que alguns choram e outros ligam o foda-se (me incluo no segundo grupo)

      Excluir
  6. Moedas digitais estão com tudo. Jovem de sucesso ganhando 300 mil por mês, Mestre dos centavos prevê seu milhão até julho, Pobre Sofredor chegando nos 200k em 1 mês, O Carinha bateu 100k em 3 semanas.

    Temos que comprar moedas que valem menos de 1 centavo e esperar valorizar. Moedas com menos quantidade disponíveis.

    ResponderExcluir
  7. Cara, ninguém quer saber sobre coisa de empregado. Tira isso da cabeça. Temos que pensar como peixes grandes.

    Tem que falar de milhões de reais, não de centavos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, não gostou, não venha aqui. Obrigado pela audiência!

      Excluir
  8. Vc é outro que deixa de ganhar muito dinheiro por não investir em criptomoedas.

    Viver de renda saiu dos 4 milhões pros 7 milhões em dois meses.

    Ele mesmo disse que tem grana parada na conta corrente e já nem sabe mais onde gastar.

    Dinheiro, dinheiro, dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, todo mundo que não entrou nessa onda no começo se fudeu, assim como está se fudendo quem acredita que isso é "investimento". Criptomoedas são apostas, casino, nada além disso.

      Excluir
  9. É mais fácil ficar rico com moedas digitais do que com concurso público.

    Nunca imaginei que falaria isso. Tem que mandar esses professores/trabalhadores em geral que mandam a gente fazer concurso tomarem no cú.

    Nego investindo 5 reais em critpomoedas e uma semana depois com 5 mil na conta. Vão pro diabo, desgraçados.

    ResponderExcluir
  10. Estou super mal por não ter investido em certas criptomoedas. Todo santo dia eu sonho que estou voltando no passado, PRA INVESTIR.

    E nem precisa voltar tanto assim, janeiro de 2017 bastava. Se eu comprasse 10 mil reais em Raiblocks em janeiro de 2017, hoje, janeiro de 2018 estaria milionário.

    10 mil virando 1 milhão em 1 ano.

    Vou vomitar.

    ResponderExcluir
  11. Eu me enganei Corey, se eu tivesse investido 10 mil em RAIBLOCKS em janeiro de 2017, eu teria 2 milhões de reais hoje.

    10 mil virando 2 milhões em 1 ano.

    O que que eu fiz da minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tu for um troll, não foi muito engraçado.

      Se for sério, vai buscar tratamento médico.

      Excluir
  12. Estou fazendo all in numa moeda chamada b3coin. Investi até agora 34 reais, comprei pouco mais de 13 mil moedas.

    É uma moeda com menos unidades que doggecoin, dentre outras.
    Se o mercado a aceitar, o preço sobe mais. Ela teve queda de 97% nas últimas 24 horas. Semana passada teve aumento de 6 mil porcento.

    Saiu dos satoshis para os surpreendentes 0,9 centavos em uma semana. Agora voltou a valer menos de 1 centavo. É assim mesmo.

    Quero moedas desse tipo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está fazendo all in investindo 34 reais ? Me desculpe, mas eu ri muito disso.

      Excluir
    2. Sim, all in. Você precisa considerar o preço dela. Hoje vale menos que 1 centavo.

      Previsão de chegar facilmente até 1 dólar durante esse ano, ai sou eu quem vai rir muito.

      O máximo que essa moeda pode atingir são 120 dólares, devida quantidade disponível.

      Excluir
  13. Cara das criptomoedas, resuma sua opinião num post só. Para de poluir o blog.
    Infelizmente tem alguem ou algumas pessoas fazendo comentários sem nexo nos blog e isso vai prejudicar os anônimos que comentam em ordem.

    Com relação a ficar depois do trabalho daço uma observação:

    Vocês já repararam a quantidade de hoens casados que ficam investando desculpas pra não voltar pra casa depois do trabalho, ou mesmo investando churrascos e coisas do tipo em fins de semana.
    A maioria dos caras que ficam inventando essas enrolações são casados.
    Os caras depois de um temo casados parecem que querem distância da esposa. Depois ainda querem bancar os maduros só por serem casados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade. E os casados têm mania de "convidar" os colegas pra todo tipo de festa particular (aniversário dos filhos, da esposa, do cachorro, do papagaio), além de ficar inventando um monte de situação pra confraternizar com os colegas.

      Eu já aprendi a dizer não, nem desculpa dou mais. Simplesmente digo "não posso ir", quando pessoalmente. E nem respondo, quando o convite é por email/whatsapp etc.

      Excluir
    2. O cara percebeu que o casamento é furada, mas já é tarde e se separar vai ter que dar metade do que tem. Aí fica querendo ficar longe da mogoronga da esposa. Só na desgraça da periferia que vc o povo querendo casar cedo.

      Excluir
    3. Pior que é verdade, tem um na empresa que diz amar mais a empresa que sua própria casa pq a esposa é um demônio (na verdade ela é uma santa por aturar o cara).

      Casamento em 90% dos casos é furada mesmo, mas os 10% que dão certo funcionam como um booster de vida.

      Excluir
  14. Quando eu era mais jovem, fiz uma burrada grande. Não ter investido em moedas digitais. Quando eu tinha 18,19 anos em 2013,2014, poderia ter aplicado em bitcoin.

    Agora aos 22, preciso buscar moedas mais baratas. O problema é minha idade mais avançada, tem a questão do risco tbm.

    Não adianta, milhão é até os 20.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não adianta, milhão é até os 20."

      Pule na frente de um trem e resolva seus problemas. VTC, isso tá chato pra caralho, se esses seus posts realmente refletem a realidade é bom vc se cuidar, a vida te bate por todos os lados.

      Excluir
  15. Esse anon vai se matar por causa dessas criptomoedas kkkkk

    ResponderExcluir
  16. Fora tudo isso o que vc citou, ainda tem as pingas enrustidas, rifas de algum trambolho, biscatinhos (algum serviço ou algo surrupiado da empresa), fingir alguma doença pra ganhar o dia...é foda, peão é uma merda, tem um ditado que diz; "peão é a raça do cão"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem contar a famosa "rádio peão" onde vc fica sabendo quem come quem, entre outras coisas, rsrs!

      Excluir
  17. Anon clássico da blogosfera, o anon milhão até os 20 / milionário das criptomoedas kkkkkk

    ResponderExcluir
  18. Belo post. Estou coom pressa.. dps comento novamente...
    Mas EU nao fico 1 minuto a mais, principalmente se não me pagarem e eu nao tiver cargo de gerencia.
    Ou eu saio antes do horario ou eu saio no horario.
    E hora extra eu nem gosto de fazer... prefiro sair e ficar com tempo... tempo vale mais q dinheiro pra mim... tempo eu só arrumo 24horas por dia... dinheiro eu posso ter mais e de várias formas
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mineiro, tb prefiro meu tempo, ainda mais na minha situação...

      Excluir
  19. A questão da hora depende muito do que você faz. Se seu trabalho é por produtividade, não importa a hora que chega e a hora que sai, o que importa é entregar. Agora, se for atendimento, concordo que deva existir uma preocupação.

    Quanto ao happy-hour, discordo. Como algum anon disse ai em cima, existem alguns que são amigos e acho válido de vez em quando tomar uma cerveja juntos (se eu estiver com vontade, óbvio). Também é super necessário para o relacionamento.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se já fico 8h por dia com o cidadão pq caralhos vou querer ficar mais tempo com ele? Ainda não entra na minha cabeça...

      Excluir
  20. Farmacêutico Investidor10 de janeiro de 2018 23:45

    Olá Corey! Parabéns pelo post, um ponto de vista bem válido. Em relação a hora de sair, infelizmente o mundo corporativo exige que o funcionário "vista a camisa" da empresa, sob pena de ser repreendido nas reuniões de desempenho ou ser preterido em alguma promoção. Engracado que muitos supervisores na minha antiga empresa faziam horas extras até madrugada e grande parte foi demitida com a crise.

    Para quem exerce funções burocráticas, uma possibilidade é empregar esse tempo "perdido", aprendendo coisas que agreguem - um idioma, alguma leitura da área de atuação ou finanças - e extrair algo positivo. Claro que sair todo dia meia-noite não é factível, mas quem se foca na carreira tem que se atentar ao que os pares pensam de você, infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma cultura de hora extra indica uma empresa mal administrada. Hora extra não indica produtividade, muito pelo contrário. Indica desorganização.

      Excluir
    2. Farmacêutico Investidor11 de janeiro de 2018 19:04

      Isso é verdade - são coisas de bananalandia. Gestores gostam de ver o funcionário ali, mesmo que a produtividade seja quase nula. Essa cultura é parte do custo Brasil também.

      Excluir
    3. Na Europa civilizada vc quando é contratado já é avisado para não ficar no trabalho depois do horário de saída. Aqui no Bostil que tem essa cultura imunda.

      Excluir
    4. Farmacêutico, no frigir dos ovos todo o tempo a mais investido acaba não valendo a pena, como vc disse, na primeira oportunidade é rua. Acho muito mais válido fazer seu trabalho de maneira excelente.

      Anônimo, nem sempre é desorganização, às vezes HE se faz necessário devido à imprevistos.

      Uma das grandes bostas do Brasil é a inexistência do regime part time e da flexibilização dos temporários, se essas duas coisas fossem trabalhadas a produtividade seria maior e o custo, menor.

      Excluir
  21. É cara eu penso que esse pessoal que fica até depois no trabalho, na verdade prejudica todo mundo. Porque isso acaba se tornando um padrão e quem não faz fica mal visto.
    Na verdade o correto seria que se cumprisse estritamente o combinado, nada de atrasar, mas também nada de ficar fazendo coisinhas a mais sem ganhar nada em troca porque essa cultura workaholic além de ser autodestrutiva para o corpo ainda desequilibra as coisas tornando as exigências do mercado cada vez mais insanas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou em cheio anon.
      Esse comportamento, aliado ao puxa-saquismo de algumas pessoas deixam o ambiente de trabalho péssimo pra quem só quer trabalhar.

      Excluir
    2. Exatamente, esses cretinos acabam fodendo com todo mundo.

      Excluir
  22. Corey, sua visão em relação ao horário de trabalho é muito engessada, teoricamente ter horário flexível é benéfico para empresa, eu por exemplo sempre tive horários flexiveis, o importante era cumprir as horas do dia. Na justiça do trabalho e o espelho de ponto estiver com horário britanico, toda entrada as 08:00 e saída as 17:00, a empresa é condenada pro fraude no ponto, tanto é que nas empresas sempre me falaram para não marcar o ponto no mesmo horário rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tirando algumas pessoas que trabalha em alguns escritórios a esmagadora maioria das pessoas deve seguir escala e não existe possibilidade de flexibilização de horário simplesmente pq a empresa tem que cumprir horários: hospitais, farmácias, comércio em geral. Nada disse permite flexibilidade de horário.

      Excluir
    2. Concordo com o anônimo, aliás esse negócio de trabalho por produtividade nem entra na minha cabeça. Sou old school e todo trabalho que conheço exige horários rígidos, talvez o pessoal da TI (área totalmente misteriosa pra mim) consiga fazer isso mas a maioria das pessoas possuem trabalhos onde o horário é importante.

      Excluir
  23. Bom dia Corey,
    Primeiro post meu no seu site. Muito bom o conteudo.
    Partilho das mesmas opinioes que você no assunto informado.
    Esses dias estava conversando com um conhecido meu sobre a reforma trabalhista e cogitando a ideia do homeoffice,
    já que no meu ramo de atuação é bem possível executar as tarefas de casa, ele me fala "É uma boa, mas homeoffice tem seus contras,
    como a sociabilização", lembrei desta conversa após ler seu post. Quando ele falou isso eu retruquei, mas isso é algo positivo
    e não negativo, em muitos casos o ambiente de trabalho é bem tóxico e desestimulador, com picuinhas, fofocas e coisas do tipo, tal como
    você comentou sobre o famoso happyhour, coisa que tambem não compreendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo com as podridões do ambiente de trabalho ainda acho válido a socialização, vejo aqui mesmo na blogosfera gente que por trabalhar em home office ou em trabalhos onde não lida com gente simplesmente não sabe como conversar, o computador está destruindo a socialização de muitas pessoas. É no trabalho que vc aprende a lidar com gente cretina, faz amizades, conhece o amor da sua vida... O ambiente de trabalho por pior que seja te faz crescer como ser humano e te ensina muito sobre a psicologia e como lidar com o ser humano.

      Excluir
  24. É a corrida dos ratos: trabalhar duro para receber o provento para pagar as contas para depois receber uma promoção / aumento para depois pagar mais contas e aí está fechado o círculo vicioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, infelizmente essa é a realidade da maioria.

      Excluir
  25. Minha situação
    Trabalhei em uma empresa terceirizada por 3 anos,essa mesma empresa
    perdeu o contrato e o serviço foi primarizado,ate ai tudo bem mas como meu ex-chefe roubava horas extras usando o cartão de ponto que os outros peões batinham o cartão pra ele.Como abertamente era contra isso adivinha oque aconteceu?Isso mesmo estou desempregado,e todos os outros peões ate os com menos de 6 meses de experiencia estão la de boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinceramente já deixei de lutar contra o sistema faz é tempo. Teria muito mais saúde e dinheiro se tivesse entrado na dança antes...

      Excluir
  26. cara! eu tinha certeza que vc faria um post desses kkkk

    trabalhar em empresa privada um negócio muito louco, tudo isso que vc falou ai a gente que sempre trabalhou em empresa privada sabe bem como é.

    Eu tenho certeza absoluta que em breve vc vai abandonar essa forma de ganhar a vida.


    Abraço e parebens pelo post

    ResponderExcluir
  27. So mimimi.
    Cada um faz o que quiser.
    Cada um abaixa ou levanta a cabeça pra quem quiser.
    Voce tece esses comentários com a segurança psicologica de quem pode jogar tudo pro alto a qualquer hora...
    Engraçado ver libertários reclamando do comportamento de outros, seja por causa do sistema ou cultural.
    So porque alguém pertence a finansfera nao significa que poupar/aportar/investir/IF seja a coisa mais certa do mundo que um ser humano possa fazer nessa vida.
    Como o cara falou acima, um post meio 15 anos, com influência de seriado americano ou Peter Parker marvel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Cada um abaixa ou levanta a cabeça pra quem quiser." - se vc acha que "abaixar a cabeça" pode ser algo natural em qq situação, sinto muito por vc.

      "Voce tece esses comentários com a segurança psicologica de quem pode jogar tudo pro alto a qualquer hora..." - se eu consegui chegar a esse ponto, qq um consegue, basta querer, pensar e tentar não fazer muitas cagadas.

      Excluir
  28. Excelente Corey.
    O povo faz isso e depois ainda reclama que "o mundo não ajuda", que não é reconhecido, etc...
    Tive um chefe que sempre dizia que ficar depois do trabalho (sempre) demonstra incompetência, já que você nunca faz seu trabalho dentro do horário disponível para trabalhar
    abc

    ResponderExcluir
  29. Corey,

    Em relação a horário, alguns momentos fico querendo mais tempo para resolver as pendências, em outros, quero sair correndo da empresa. A questão é que gosto de trabalhar no trabalho (que fique claro!), quando há serviço a resolver, fico muito focado e só penso em resolver, gosto desses desafios que não são estressantes. Mas quando não tem trabalho, cacete, fico doidinho para terminar o expediente; é que não me faz sentido... e não consigo ficar vagabundando ou fingindo trabalhar, logo começo a pensar nas minhas coisas (meus hobbies, casa e outras coisas). Queria ter mesmo é um contrato que não me sujeitasse a horários improdutivos...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  30. Fala Corey

    1 e 2 eu não me importo muito se o cara chegou atrasado ou saiu minutos depois, claro a menos que seja do suporte pois aí tem o compromisso com o cliente. De resto o importante é ele entregar resultado.

    3 se reclamar de hora extra eu já peço pra passar na sala do rh e assinar revisão.

    4 concordo mas eh muito legal ficar depois do horário trocando ideia das merdas que rolaram durante o dia.

    5 isso eh default e não tem oq possamos fazer. Sempre foi e sempre será assim.

    6 isso acontece muito eh uma merda isso. Basta chegar na cozinha da empresa e todo mundo trava. Derrepente fica todo mundo mudo kkkk isso quando não tem problema e alguns funcionários pedem pra outros irem falar comigo porque o cara parece ter medo de alguma coisa. Aí fica aquele maldito telefone sem fio.

    ResponderExcluir
  31. Corey, no seu post "Recomeçando a vida do Zero" vc fala que estaria nos planos tirar "Férias bacanas porém bem frugal" a tempo que acompanho o blog e vejo que vc fala muito das viagens ao exterior, especialmente aos EUA e a tempos estou por perguntar, como são essas viagens? vc poderia falar mais sobre como faz o planejamento como um todo? vc viaja pras cidades mais turísticas mesmo ou vai desbravando cidades menores? vc vive como turistão ou tenta adaptar aos costumes nativos? sobre roteiro, hospedagem, alimentação, o espírito das viagens como um todo.. se der faça um post com suas dicas de viagens. Abraço

    ResponderExcluir
  32. Eu concordo com o extinto blog pobretao de vida ruim

    Trabalhar na privada é ruim pra caralho, é horrivel, é uma das piores coisas que se pode fazer na vida, depois de doença e casamento com a "pessoa errada" é a pior coisa que existe no merdil

    Em um país desenvolvido talvez seja bom (nao tive essa experiencia ainda) mas aqui na terra das bananas, é muito ruim, salarios horriveis, sugaçao por parte das empresas, pressão por produtividade, colegas retardados queimando/prejudicando uns aos outros, puxaçao de saco, puxaçao de tapete, desepero por uma vaguinha 500 conto melhor, desemprego nas alturas aumentando a disputa por uma vaga e fzd as empresas exigir insanamente de vc ja que ela tem uma oferta gigante de desempregados pra colocar em seu lugar

    Olha se eu for enumerar tudo que vi de ruim em meus 15 anos de empregado de empresa privada aqui, passo o dia todo digitando

    Graças a Deus consegui meus alugueis e os pequenos negócios pra fazer uma grana, pq trabalhar em empresa privada é do caralho

    Saudoso pobretao ja dizia, empresa privada é o caralho!


    Como eu odeio a vida de trabalhador escravo moderno!


    Grave a ordem que vai atrapalhar a sua vida e FUJA, eu disse FUJA delas

    doença > casamento errado > empresa privada/clt


    Abraço Corey

    ResponderExcluir
  33. Corey, o post sobre as profissões vai sair?

    ResponderExcluir
  34. Acho que no trabalho você deve se importar só consigo mesmo. No máximo se importar com o que o outro faz, se você depende do serviço dele pra fazer o seu.

    Aqui onde trabalho tem uns caras que eu não vejo há mais de um mês, todos fazendo home office. De vez em quando eu faço também. Tem outro carinha que aparece todo dia por volta das 10 da manhã e fica até mais tarde.

    O bom daqui é que abominam qualquer tipo de hora extra. Se fizer vai pra banco de horas e é obrigado a folgar. A cada 4 meses pagam algum resíduo que tenha ficado em banco. Hora extra é sinônimo de falha no planejamento. Empresa que paga muita hora extra tá perdendo dinheiro. As coisas têm de ser feitas dentro do prazo durante o horário normal.

    Todo mundo fala do funcionário do Brasil que é malandro. Mas grande parte dos empresários brasileiros também são uns bundões. Aceitam pagar hora extra e nunca procuram resolver essas questões de hora extra. Isso é um ralo que suga dinheiro sem parar.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.