sexta-feira, 3 de março de 2017

É Preciso ser Rico pra Viver no Brasil

Pablo e Mônica vivem em Portugal a 3 anos, se mudaram logo depois que Pablo conseguiu sua cidadania Portuguesa, queriam ter uma vida tranquila e simples, coisa que o avô português de Pablo jurava ser possível na terrinha. Pablo havia acabado de sair do emprego, tinha uma boa grana de FGTS e algumas economias além do carro quitado, Mônica estava trabalhando num emprego que não necessariamente era o melhor do mundo. Queriam uma experiência nova e a chance de ir pra Europa era absolutamente fascinante. Venderam carro, juntaram toda a grana que tinham e trocaram em Euro. O dinheiro era bom, suficiente pra viver 6 meses no Brasil sem trabalhar, acreditavam que em Portugal essa grana deveria render mais ou menos a mesma coisa.

E assim foram, chegando no Porto ficaram maravilhados com as paisagens, a arquitetura antiga e principalmente com a simpatia dos Portugueses. Alugaram um pequeno T0 (Tê-zero =  apartamento studio, kitnet) por 300 Euros e descobriram que essa com certeza seria a maior despesa quando fizeram sua primeira compra do mês (ou rancho para o pessoal do sul) por 50 Euros. Não cogitaram comprar carro, afinal os autobus (ônibus), comboios (trens), metro (Metrô) e electricos (bondes) davam conta de todo o deslocamento que precisavam ao custo de 30 Euros por mês....

Arrumaram emprego e logo Pablo e Mônica tinham um salário combinado de 1.200 Euros do qual pagavam todas suas despesas e ainda sobrava uma beiradinha pra viajar pela Europa de low-cost ou trem nos dias de folga. A grana que levaram do Brasil? Usaram algumas poucas centenas de Euros e aguardam uma oportunidade de investi-la em imóveis, com grande chance do montante ser o suficiente pra dar até 50% de entrada num apartamento.

A história acima saiu da minha cabeça mas nada impede de ser verdade, o custo de vida em grande parte da Europa é bizarramente barato, Portugal então nem se fala... É caríssimo viver no Brasil! Bia e eu somos simples e minimalistas, mesmo assim temos uma despesa de 4.500 a 5.000 reais por mês, converta pra Euro (a 3,50) e isso dá mais ou menos o que Pablo e Mônica ganhariam com empregos simples em Portugal*! Pra fechar meu raciocínio deixo o vídeo do Rafa onde explica bem melhor isso (aliás, passem no canal dele, tem muito conteúdo excelente).




* Sei que Portugal "está em crise" e que emprego por lá não é exatamente a coisa mais fácil de encontrar, mas é preciso entender alguns detalhes: 1- crise na Europa na prática é bem mais maneira que crise no Brasil, a maldita mídia (que o capiroto leve todos ao inferno) faz tempestade em copo d'água (palavra de quem foi pra Espanha em 2012 e viu de perto o que eles chamam de "crise"). 2- quem tem cidadania Européia tem vida normal e sem restrições por lá, aliás até a CNH brasileira tem valor lá (só trocar pela portuguesa pagando algumas taxinhas), ou seja, teoricamente compete de igual pra igual no mercado de trabalho. 3- Portugal tem mestrados e doutorados por 3, 4 mil Euros por ano e universidades de 500 anos de tradição, ou seja, é um excelente lugar pra se reciclar na profissão e logo melhorar a empregabilidade. 4- troque Portugal por Itália, Polônia, Alemanha e seja feliz.

135 comentários:

  1. Arruma essa primeira frase, cara. O certo é:Pablo e Mônica vivem em Portugal há 3 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corey, quando vc diz "troque Portugal por Itália, Polônia, Alemanha e seja feliz." são ainda mais baratos que portugal para viver

      Excluir
  2. E quem não tem cidadania ?
    Meus avós eram Romênos é pra tirar a cidadania tem que saber falar romeno.
    Caramba porque países facilitam e outros dificultam?
    Afinal quem quer ser romeno???rsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas precisa ser fluente? No seu lugar eu estaria aprendendo o básico de romeno. :) Não parece complicado, lembra um pouco o italiano...

      Abraços,

      IOTR

      Excluir
    2. Existem mil maneiras, em Portugal mesmo existe um visto de investidor que com 5k Euros vc fica legal no país, após 6 anos tem direito a cidadania.

      Excluir
    3. Corey, vc esqueceu que nesse visto tem que transferir 1MM Euros para Portugal.

      Excluir
    4. Estou falando de D2 e não golden visa

      Excluir
  3. Muito bem dito.
    Isto que você falou simplesmente não é visto pela maioria dos brasileiros. Existe uma lente na frente dos olhos que os faz enxergar outros lugares do mundo como inacessíveis e mais caros, quando é justamente o oposto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Caro é viver no Brasil, existem um monte de países com custo de vida extremamente menor.

      Excluir
  4. Poxa,seria mais legal se a história fosse real, e não fantasia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem diversas histórias como essa... só fiz uma média de algumas que já ouvi. Tem muita gente fazendo isso, assista o vídeo.

      Excluir
  5. Fala Corey,

    Realmente em paises de primeiro mundo os itens basicos de consumo sao bem mais baratos mesmo, propiciando uma melhor qualidade de vida.

    Junte o fato de ter segurança e poder sair a noite com o celular na nao sem medo de ser assaltado.

    E o bom da Europa e ter tudo perto, de trem bala ou avioes low cost como easy jet.

    Europa e fascinante mesmo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VdC, comentário perfeito! Segurança, acesso a ítens de conforto, viagens baratas...

      Excluir
    2. O que eu mais fiquei de boca aberta no Canadá, país onde visitei, é que quando eu perguntei se existia saúde privada para alguns habitantes de lá, me olharam como se eu tivesse falado um palavrão, cara feia mesmo...a única coisa que se paga lá em hospital é estética, o resto é 100% público, sistema único de verdade.

      e fora que é um país com indice de liberdade economica que bate na testa...paraíso

      Excluir
  6. Meu caro, como "brasileiro" nao enxerga isso??
    Grecia e espanha tem desemprego na casa dos 20%. Portugal entre 12-15% ate ultima vez que vi.
    E vou mais longe! Ucrânia, que teve inflacao de mais de 50% em 2015 e nos ultimos 24 meses deve estar com um acumulado de uns 20/30%, é tudo ainda muitoooooo mais low cost (detalhe: a carga tributaria e o protecionismo lá sao bem altos).
    Voe poderia ter acrescentado alguma definicao objetiva para ser "rico" aqui no brasil.
    Eu considero que rico aqui poderia ser uma familia com esse gasto seu (wue coincide com o meu, inclusive) e a renda líquida per capita fica na faixa de a partir de 16k mensais.
    Abraco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo na merda esses países são melhores pra se viver que o Brasil no auge. Não gosto muito de definições e o termo "rico" usado pelo Rafa no vídeo foi pra chamar atenção do quão caro é viver no Brasil.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Tirando que 1/4 da população brasileira vive de assistencialismo, ou seja, 25% da população sangrando o país até secar.

      Excluir
  7. Vi esse vídeo aí, gostei muito.
    Infelizmente, o Brasil é um lixo.

    Ou mudamos daqui, ou tentamos fazer nossa parte para mudá-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tentar fazer nossa parte é bonito no papel e inútil na prática, não faço nada pra tentar melhorar o país, faço pra tentar melhorar a minha vida.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. O Conhecimento Financeiro vai se identificar com esse post, a história dele bate muito com a que você narrou.

    É o que dizem por aí: o Brasil não é para amadores. É difícil prosperar com o Estado nos assaltando da forma que nos assalta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muito difícil prosperar no Brasil até pq as ondas de economia boa sempre acabam, não existe uma continuidade....

      Excluir
  9. Minha meta de vida eh ter renda para ir morar em POrtugal e apos 6 anos ter a cidadania!

    Excelente post!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua meta não é difícil, aliás é bem razoável!

      Excluir
  10. Corey,

    Perfeito!

    Eu não sou um grande fã da Europa, acho que os EUA são muito melhores que o Velho Mundo, porém, é óbvio que é melhor morar lá, principalmente se for em Portugal, do que aqui no Bananil...

    E apenas uma correção, mesmo "tendo" dinheiro, na Banânia você não vive, e sim (sobre)vive. O que adianta ficar numa bolha e, ao sair na rua, levar um tiro, ser atropelado, etc?

    Farei a minha primeira viagem para os EUA em breve, e terei a oportunidade de conhecer o primeiro mundo. Depois eu deixo o meu relato para vocês.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IL:

      Já curti mais os EUA, já curti menos a Europa. De uns tempos pra cá tenho valorizado mais a vida minimalista e simples o que se encaixa mais com o padrão europeu porém a economia americana é algo fascinante, o bem estar que o cara consegue simplesmente trabalhando é fora de série.

      Boa viagem e aproveite, garanto que se apaixonará.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, os europeus são realmente mais minimalistas, de forma geral, mas também é uma sociedade muito mais a esquerda que os EUA. As leis trabalhistas e o modelo de assistencialismo colocam a Europa em constante ameaça do ponto de vista econômico.
      Abraços

      Excluir
    3. Sim, eles são mais a esquerda mas não vejo isso como um problema. Não sou socialista mas não fecho os olhos pra alguns governos de esquerda que fazem coisas legais.

      Excluir
    4. Corey,

      O que eu não gosto da Europa é o seguinte:

      1) Fronteiras abertas demais para o meu gosto. Veja o terrorista do caminhão da Alemanha, por exemplo, ele fez aquela barbaridade e fugiu tranquilamente.

      Ele foi encontrado por ACASO pela polícia italiana. Sabe quando isso aconteceria nos EUA?

      NUNCA!

      2) Islamização do continente, principalmente de países como Alemanha, França e Reino Unido, que são as economias mais fortes da região.

      3) O cigarro. Eu odeio, vou repetir, ODEIO cigarro com todas as minhas forças e, pelo que já li, isso virou uma epidemia por lá!

      Todo mundo fuma a toda hora, inclusive crianças e mulheres. Estou fora disso!

      Sobre a América, não é só a economia, como você bem citou, mas o fato deles serem os MELHORES em tudo que fazem.

      Os EUA são os líderes culturais, econômicos, militares, políticos, solidários, etc. Não é a toa que são a única superpotência da terra!

      Obrigado pelos votos de estima, pode deixar que aproveitarei bastante!

      Abraços.

      Excluir
    5. Seu comentário é perfeito, realmente se fuma absurdamente por lá e isso incomoda sim, mesmo eu sendo fumante ocasional tb não suporto ambiente com cheiro de cigarro.

      Os EUA devem ser muitos respeitados, qd falamos isso os pseudo patriotas ficam putos mas esquecem que todo o conforto que temos hoje deve-se em quase totalidade aos americanos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    6. "o fato deles serem melhores em tudo que fazem"

      Muita calma nessa hora.

      Os Estados Unidos não têm a melhor educação do mundo. E estão longe disso. Se educação é m tema relevante pra você, desconsidere a sua frase.

      Excluir
  11. Aposto que Pablo e Mônica estudaram em boas escolas particulares, tinham plano de saúde, tinham um bom meio de locomoção, e depoia falam que eram pobres coitados no Brasil.
    Tenha a santa paciência, antes de dizer a culpa do Brasil é só os pobres, olhem pros atos da classe média também.
    Eles subornam, fazem as piores coisas e quando vão embora do Brasil abrem a boca para dizer que eram verdadeiros santos na terrra no Brasil. Não estou falando que todo pobre é santo, mas que tem gente de classe mêdia que no Brasil é o capeta, mas no exterior vira o expatriado coitado, aí tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não entendeu o texto, não citei nada de coitadismo, tenho nojo disso.

      Grande parte dos pobres são pobres pq querem, essa é a verdade. Pobre gasta dinheiro onde não deve, tem muitos filhos, não se preocupa com desenvolvimento pessoal...

      Excluir
    2. Anon, eu também apostaria, é sem dúvidas uma aposta mais segura. Mas pelo que conheço, levando em conta a minha própria história isso ai não passa de lógica de latino coitadista perdedor.

      Excluir
    3. Parece até eleitor do PT. Já vi várias vezes esse discurso vindo deles. "A classe média é o grande mal". A classe média é a grande otária, que sustenta todo esse país, todos os burocratas, todo o assistencialismo.

      Excluir
    4. "Aposto que Pablo e Mônica estudaram em boas escolas particulares, tinham plano de saúde, tinham um bom meio de locomoção, e depoia falam que eram pobres coitados no Brasil."

      Notem que o proselitista citou apenas coisas que, se "Pablo" e "Mônica" tivessem, seriam coisas oriundas de seu próprio esforço, sem benesse estatal. Aliás, eles pagariam imposto para financiar os péssimos serviços públicos e ainda, por fora, pagariam esses serviços particulares.
      Leve seu ranço ideológico para outra freguesia!

      Renato

      Excluir
    5. Excelente! Parece que é errado ser classe média, é errado ter dinheiro!

      Excluir
  12. País desenvolvido não é onde as pessoas ganham bem, mas onde se vive bem ganhando pouco.
    Um colega de trabalho estava contando de um primo dele que é professor de jiu jitsu. O cara morou 10 anos na Austrália. Conseguia manter um bom padrão de vida lá dando aula.
    Durante a bolha lulopetista ele via aquela falsa propaganda de que o Brasil tava crescendo, sobrando vagas, brasileiros viajando pro exterior, real valorizado, resolveu vir embora e abrir uma academia aqui.
    Disse que o cara está tão arrependido que está deprimido.
    Disse que teve logo um baque na chegada com a burocracia pra se abrir uma academia, alugou um espaço pagando módicos 8 mil de aluguel e passou 4 meses pagando aluguel para segurar o ponto enquanto resolvia a parte burocrática.
    No início a academia bombou, mas hoje ele mal se mantém. O pior é que ele investiu a grana que tinha toda no negócio e foi morar de aluguel. Se vender a academia não recupera o dinheiro investido e teria que voltar pra Austrália com bem menos do que o que veio pra recomeçar.
    Situação da porra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "País desenvolvido não é onde as pessoas ganham bem, mas onde se vive bem ganhando pouco. " - isso resume tudo que penso.

      Conheço uma história parecida com seu amigo e garanto que o pior de tudo não deve ser a porrada financeira e sim psicológica de sair de um país descente e pastar tudo isso por aqui...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey, até pouco tempo atrás você só falava bem dos EUA...Criticava quem elogiasse Portugal.rsss

    Que houve?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc deve estar se confundindo, eu SEMPRE elogiei Portugal, aliás fui eu que coloquei Portugal como ótima opção na blogosfera. EU AMO Portugal!

      Excluir
  14. Corey, realmente nosso país é bem complicado, principalmente pelos custos dobrados em bens que deveriam ser providos pelo estado (afinal pagamos por isso) como saúde, educação e segurança.

    Infelizmente aqui pagamos uma alta carga de impostos e ainda temos que dispender altos valores para bancar estes itens de forma privada.

    Por outro lado, me parece que os custos de vida na Europa não são tão baixos assim. Podem ser em cidades pequenas (e o Porto, talvez, pode ser considerada pequena), onde não tem tanto emprego disponível para estrangeiros (mesmo sendo cidadão europeu você não deixa de sofrer o preconceito de ser "estrangeiro"). Comparar os seus custos de vida em um grande centro como São Paulo com uma cidade pequena na europa é totalmente injusto. No interior de SP, por exemplo, você tem possibilidades de ter uma boa vida como um custo muito inferior ao da capital.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI:

      Porto é uma cidade grande, custo mais ou menos igual a Lisboa. Sobre emprego tudo isso que vc disse é verdade porém relativo, tem gente que consegue trabalhar na própria área, outros não, uns ganham salário mínimo, outros mais... Vamos esquecer o emprego, digamos que vc viva de renda em REAIS, ou seja, tem que converter e pagar taxas de remessa, mesmo assim mora-se de maneira mais digna por lá com o mesmo dinheiro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, não quero discordar de você, mas a parte "mora-se de maneira mais digna por lá" é bem relativa.

      Morar em uma kitnet por EUR 300/mês não me parece tão digno. Para morar em um apartamento ou casa na Europa, em geral é bem mais caro que no Brasil (fazendo a conversão direta da moeda).

      Tenho colegas vivendo em Londres e o custo de vida por lá é altíssimo (10x maior que SP), portanto tudo é muito relativo.

      Na Europa o cidadão pode abrir seu MacBook no onibus ou em praça pública e se sentir seguro, mas em compensação é ele quem limpa os banheiros da própria casa.

      Sem dúvida é um modo de vida mais realista e com menor desigualdade (eu sou cidadão Europeu), mas tem prós e contras. No Brasil (como em outros países subdesenvolvidos) a desigualdade joga à favor dos mais ricos. Neste aspecto, quem tem um pouco mais se aproveita das classes mais baixas pagando pouco para serviços "menos dignos". desta forma, uma pessoa no topo da pirâmide no Brasil (não estou falando de ultra-ricos) tem uma qualidade de vida melhor. Esta mesma pessoa teria menos luxo na Europa, por estar em uma posição menos avantajada socialmente.

      Abraços

      Excluir
    3. EI não seja louco... morar em Londres é caríssimo, mas morar bem e ter qualidade de vida em São Paulo também é caríssimo. Alguém classe média em São Paulo não passa de um pobre, já em Londres vive bem.
      Convertendo dinheiro, só sendo Portugal mesmo pra viver bem com 5 mil reais. O resto vai ficando mais caro.

      Excluir
    4. EI:

      Eu morei 2 anos numa kitnet em SP e pagava 3 mil reais de aluguel+condomínio. Muita gente mora em kitnet por opção (hoje moro num 2 dorm mas sinto muita falta da simplicidade do studio). Isso de "dignidade" é muito relativo, pra mim é mais digno andar de transporte público de qualidade, pra outros é andar de carro blindado...

      Eu limpo o banheiro da minha casa, eu limpo o banheiro das minhas lojas. Limpar banheiro é digno, muito mais digno que explorar mão de obra barata pra esses fins.

      A comparação correta é de salário mínimo, um casal que ganhe salário mínimo tem uma vida muito digna em qq local da Europa, já no Brasil não vive bem nem no interior mais barato.

      Vive-se melhor com 5 mil reais em Portugal que no Brasil, mesmo convertendo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    5. EI,

      Eu ia responder esse absurdo que você escreveu sobre Londres, porém, o CF foi mais rápido, rsrs.

      Aonde que morar em Londres é 10x mais caro que São Paulo? Você esqueceu que lá as pessoas ganham em LIBRA, que é uma moeda tão forte como o dólar?

      O fato é que tanto na Europa como nos EUA você ganha bem e as coisas são baratas. Já no Bananil, você ganha mal e é tudo o olho da cara.

      Abraços!

      Excluir
    6. Por mais caro que seja o custo de vida vc ganha proporcionalmente. Tenho alguns amigos em Londres, todos trabalham em "subemprego" (odeio esse termo, se eu for falar o que considero subemprego, ou seja, emprego inferior, capaz de ser prezo...) e se sustentam com muita dignidade e qualidade de vida.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    7. Qual o absurdo sobre Londres? Pegue o contexto e quando eu disse 10x mais caro estava falando na conversão direta da moeda (era parte do tema do comentário anterior do Corey). Fui pra Londres recentemente e tudo é um absurdo lá, até mesmo para quem ganha em Libras. Conheço pessoas que moram em Londres, assim como tenho parentes que vivem no interior da Espanha e em San Francisco, California, portanto não estou falando sobre algo sem conhecimento de causa.
      O ponto é que o custo de vida relativo, este sim, pode ser equiparado ao que temos no Brasil. Mesmo algumas coisas sendo mais caras lá, como moradia e alimentação, em comparação com a renda, eles não tem muitos custos que temos aqui como por exemplo com segurança pessoal (condominio), seguros, educação e saúde. Em comparação ainda alguns itens são relativamente mais baratos como carros e eletrônicos, graças a menor carga impostos.

      O ponto principal, nos países desenvolvidos, é que a desigualdade é menor. Um gerente de uma empresa multinacional ganha poucas vezes mais que uma faxineira, situação oposta ao que acontece no Brasil ons o gerente ganha 20 vezes mais.
      Abraços

      Excluir
    8. Eu concordo com o EI. E acho que houve um pouco de erro de interpretação do que ele escreveu.

      Conheço pessoas que moram em cidades do interior e possui uma boa qualidade de vida e que certamente não teriam essa qualidade de vida se mudassem para outro país, pelo menos não num primeiro momento.

      Isso acontece porque no interior a maioria dos serviços são mais baratos, aluguel também. As vezes os produtos podem ser um pouco mais caros, mas isso pode ser resolvido comprando pela internet. Já em relação a renda, o capital é bem remunerado em cidades do interior. Muitos comerciantes, industriais e até mesmo prestadores de serviços conseguem fazer uma boa renda porque a mão de obra é barata, a concorrencia é menor e poucas pessoas possuem capital para investir. Essas pessoas já construiram uma marca em suas cidades. Já possuem muitos contatos. Se elas mudassem para outro país, levaria um tempo para construir sua reputação. E a concorrencia seria maior também.

      É claro que se vc for uma pessoa que ganha salário não vale a pena continuar no Brasil, nem na capital e nem no interior. Mas para quem já possui um bom capital, vale muito a pena sim morar no interior do país, exceto insegurança que tem atormentado todo o país, de norte a sul.

      Excluir
    9. Sinceramente não vejo tanta diferença de custo de vida entre capitais e interior até pq os salários são diferentes. É exatamente o mesmo que disse sobre Portugal, ganha-se pouco e gasta-se pouco, portanto não serve de comparação. Vamos comparar São Paulo com Lisboa e ver no que dá...

      Excluir
  15. É já passou da hora de fazer as malas.

    ResponderExcluir
  16. O Dimitri do Canal Canadá Diário às vezes diz que viver no Brasil é como viver na dificuldade "hard". Quanto mais a gente se informa, mais a gente vê que ele está certo.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AdP, ele tem razão (aliás gosto muito dos vídeos dele).

      Excluir
  17. Excelente post Corey.
    Aqui no Brasil é tudo caro. Esse vídeo é muito bom.

    O Brasil também é desse jeito (ruim) por causa dos brasileiros. Falei que não tenho coragem de comprar um sanduíche (do Out Back) por R$41,00 e os meus colegas caíram em mim com aquelas frases de retardado. Dizendo que sou pão duro, que dinheiro é para gastar. Realmente dinheiro é para gastar, mas eu gasto numa coisa que vejo que tem um valor justo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porra Cowboy, já passei e ainda passo pela mesma situação, principalmente relacionado a comida.

      Corey, e o plano de imigração, já era?

      Excluir
    2. Confesso que sou mão aberta com comida, mas acho que só, rsrs! Por outro lado sou extremamente pão duro com outras coisas, fui ter TV led ano passado, por exemplo.

      Lá fora é muito mais fácil ter acesso a um "lanche de 40 reais" do aqui...

      Excluir
  18. Retornei ao post pra contar sobre uma coincidência. Um casal de brasileiros entrou na minha loja hoje. Estavam na Irlanda e decidiram tentar buscar emprego em outra região do país. Outra coincidência é que eram da mesma cidade que eu morei. Ótima sorte à eles.

    A sorte favorece os audazes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas histórias estão cada vez mais comuns...

      Excluir
  19. É por essas e outras que pobres não esquerdistas sem ancestralidade europeia como eu pensam em suicidio.
    Sério. O cara se esforça, mas não tem apoio, tem família para sustentar, näo consegue aprender outro idioma porquê é tanta preocupação que não dá.
    Acho que o pior castigo para mim foi ter nascido em uma família tão ruim e numa situação tão deprimente.
    Desejo sorte para quem pode e quer, coisa que eu nunca vou experimentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pobreta, é você?!

      Excluir
    2. Infelizmente vc tem razão, tem gente que nasceu em família muito ruim mesmo e qd consegue enxergar um pouco fora da matrix sente desespero e fica deprimido.

      Excluir
    3. Exatamente como eu. Meus pais me jogaram no mundo achando que seu único dever seria o de dar a ração, todo o resto como vestimentas eu mesmo tive que conquistar desde a infância. Chega uma hora que você cansa, trabalhar, trabalhar e trabalhar e não conquistar nada, pois tudo foi gasto apenas para a sobrevivência.

      Moro com uma típica família chimpa brasileira que tem coragem de dar 50k em um seminovo para se mostrar para os parentes, mas não tem coragem de dar R$ 10 em um podrão.

      Excluir
    4. Até que tive sorte nesse aspecto, meus pais sempre se preocuparam e me dar uma boa educação (estudei em escola particular a vida toda) e alimentação (sempre comi muita carne de qualidade o que na cabeça do meu pai (com razão) seria bom pra minha saúde como um todo), mas de resto tive que me virar sozinho e como acontece na grande parte das vezes meus pais não tinham muito preparo pra serem pais...

      Excluir
    5. Cuidado com esse negócio de comer muita carne. Eu toda semana como peixe, carne saudável. Gosto de frango, gado só de vez em quando em churrasco.

      Fico com ovo e batata doce geralmente. Acompanhados de peixe, saladas...

      Excluir
  20. O custo de vida, no caso de Portugal, é realmente bem baixo. Viajei pra lá há algum tempo e ficava super feliz com uma alimentação considerável a preços jamais imagináveis aqui no Brasil. E o pior é que as coisas aqui só vão piorando, mesmo com inflação em queda no momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alimentação lá é fantástica e ridiculamente barata, na prática não há queda de inflação (por isso não acredito em dados)

      Excluir
  21. Se é tão bom viver fora do brasil corey porque vc não vai viver lá ? O brasil tem muitos problemas, mas pior que isso é ficar lambendo o saco de outros países e falando sempre mal. Da o fora cara e vai se feliz como vc que deve ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa reação é típica de quem não quer aceitar a verdade, aposto que vc briga por causa de futebol...

      Respondendo sua pergunta:
      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2016/09/e-sobre-o-sonho-de-morar-no-exterior.html

      Excluir
    2. Aceito a verdade sim eu só acho que invés de falar vc deveria ir experimentar se der certo ou não é outra história. Vc chove demais no molhado. Eu sou mulher e brigar por futebol meu querido, fala sério....

      Excluir
    3. Tipica mentalidade bostileira onde o ser abjeto acha que é só pegar as malas e ir para outro país. Ta achando que o Corey é um macaco cuzileiro feito você sua bonoba, ele tem planos e reservas para qualquer merda que possa acontecer. Para que ele não volte com as mãos abanando.

      Excluir
  22. Caro corey, antes da europa se afundar com esses imigrantes, eu concordaria com você, porém, atualmente eu recusaria uma cidadania europeia e ficaria no Brasil só para fugir desse socialismo à la Admirável mundo novo/1984 e os seus imigrantes.
    O Brasil não está menos merda do que lá, a questão é que aqui há meios mais eficazes de se fugir da violência, só precisando de dinheiro, o que pra uma pessoa com o mínimo de bom senso é possível.
    Agora, me ofereça uma cidadania Americana que eu não exitarei nem mesmo 1 segundo, mesmo uma cidadania russa seria interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, vc não sabe o que diz. Concordo que esse lance dos "refugiados" já passou dos limites mas mesmo assim a EUropa ainda é muito mais digna pra se viver que o Brasil.

      Se vc não vê problema em usar dinheiro pra tentar escapar da violência, ok mas fico triste por esse tipo de pensamento... Segurança pública deve ser algo natural e não comprada, até pq é impossível comprar segurança plena.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  23. Aqui é o anon 19:28.
    Não sou o pobreta e nunca li nenhum texto dele, só ouço falar dele. Na verdade é deprimente minha vida não por causa da matrix, mas da minha vida que parece história de novela. Muito dramática de contar. Não estou fazendo humor com minha situação. Quando vejo alguém jogando oportunidades no lixo dá vontade de chacoalhar a pessoa.
    Meu sonho seria ir para algum país como Canadá, Inglaterra, EUA, Austrália mas parei de pensar nisso porquê tenho muitas dificuldades e obstaculos intransponíveis.
    Mas, para quem quer e pode, deve sim ir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja as oportunidades que vc tem e agarre-se a elas, podem não ser as melhores mas com certeza há algo que vc possa mudar.

      Excluir
  24. Proselitista? Por acaso é obrigado ser de esquerda falar a verdade?
    Eu odeio a esquerda, mas também odeio quem fala que a classe média brasileira é a "representação oficial da honestidade e verdade na face da terra".
    O que eu não suporto é a futilidade de Classe Média Brasileira. Existe pobres ruins, covardes e desonestos? Existem ao montes. Pessoas de classe média verdadeiras e que só querem um bom padrão de vida? Existem também. Mas nem a Classe Média Americana (que é o melhor exemplo) é tão fútil como a brasileira. Para entender o que eu estou falando leiam esse texto:

    http://www.executivosincero.com.br/2013/12/09/o-perfeito-idiota-de-classe-media-brasileiro/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sabe que, pelas estatísticas do IBGE, muito provavelmente você é da classe média? O mero fato de ter acesso à internet e saber se fazer entender através da escrita já aponta nessa direção. Pra mim, você é cria da Marilena Chaui com o Sakamoto, acusando os outros do que você faz, chamando-os do que você é.


      Renato

      Excluir
    2. sobre o link que você mandou, o autor retrata o perfil de um idiota, pura e simplesmente. O fato de atribuí-los à classe média é só uma amostra de seu rancor, talvez inveja, por não ter conseguido o que queria na vida, embora seja o sabidão, o iluminado que não teve o reconhecimento que merecia enquanto pessoas menos nobres tiveram.

      "Adriano Silva 12 de dezembro de 2013 às 10:58
      Hey, Cláudio. Tudo bem? O blogueiro é um fingidor que chega a fingir que é amargor o amargor que deveras sente. 😉 Abração."

      Enfadonho! Será que ele (o autor) bola essas frases de efeito entre o carregar da brita e o do tijolo?

      Excluir
    3. As questões abordadas pelo texto não são apenas da classe média ou média alta.
      Tudo que foi abordado esta no subconsciente de muitas pessoas Independente de classe no Brasil. Tem muita gente de classe média baixa que faria a maior parte das coisas que estão no texto se ganhassem hoje na loteria.
      Pessoas de classe média baixa também tem seus preconceitos etc. Isso tudo é muito mais uma questão humana do que de classes sociais.

      Excluir
    4. Concordo com o primeiro anônimo que colocou o link. A classe média brasileira é tosca demais (me incluo nisso, claro), o texto é um pouco forçado mas é verdade, não tem como dizer o contrário. Os pobres e classe média se entopem de dívidas pra ostentar e isso é ridículo.

      Já comentei aqui no blog sobre o "idiota paulistano" que gasta 50 reais num café da manhã na padaria da modinha e 10 mil reais na bicicleta pra andar na Paulista de domingo, mas fui crucificado como se tivesse inveja (justo eu que provavelmente tenho mais patrimônio que boa parte desses "idiotas paulistanos" mas não o uso pra ostentar).

      Concordo que muito pobre tem inveja da classe média mas muita classe média tem inveja da classe acima. Isso é natural e mais um motivo pra não ostentar, independente da classe que está.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  25. Corey,


    Gosto do canal do Rafa - eu o acompanhava desde a época da Austrália, os vídeos dele me ajudaram a melhorar no inglês.

    E essa é a realidade. Nosso país tem uma renda baixa em comparação aos países de primeiro mundo. E nossa economia é toda travada, com vários conchavos pró-grandes empresas. É protecionismo, regulamentações mil, vários tipos de burocracia, muitos tributos e impostos, enfim, muitos custos para a economia.

    Na Europa, além da moeda forte e da economia sólida - em vários países, não em todos -, há ainda uma tributação mais simplificada e menor sobre os bens de consumo. Parece-nos bizarro observar os preços de lá, é tranquilo vestir-se, comer e consumir vários produtos. É tão interessante que vemos os refugiados bem vestidos, e aí a pessoa diz: "Mas como eles se vestem assim, sendo tão pobres e sem renda, emprego e tal?". Isso é porque é barato vestir-se... com algumas dezenas de euros dá para pôr uma calça, camisa, meia e sapato. Claro, há vestimentas caríssimas por lá, mas é que tem mercado para tudo, desde gente com pouca grana a gente com muita grana.

    Abraço!


    Anderson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson, conheci o Rafa qd ele estava morando em Portugal e me identifiquei pq assim como eu ele não tem muita tolerância com gente burra e ostentadores de merda.

      Sim, na Europa se paga muito tributo mas ele é distribuído de maneira mais uniforme e existe retorno, aqui a gente nunca sabe qto paga de imposto em porra nenhuma e claro, não sabe pra onde esse dinheiro vai. Particularmente prefiro um sistema mais americano onde "vc paga por tudo" ao sistema europeu onde "o governo se intromete em tudo" mas não dá pra negar que na Europa existe um retorno tributário legal.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  26. A mentalidade tupiniquim é vulgar e pobre. Tanto o rico quanto o pobre esta vulgar em sua maciça maioria. Somos uma nação dividida e fragmentada. Uma nação assentada na zona de conforto e corrupção. A classe politica esta lá porque o povo a escolheu como representante delas mesmos. "Todos" falam que odeiam politica mas a politica acontece em todos os setores da vida de um ser humano. Vejo esta nova geração 2000 mais burra, violenta e sexualizada do que as anteriores. A escola publica se tornou um hospício, os loucos tomaram conta. A escola privada é um paliativo educacional que nem sempre da certo. Minha Mãe é professora pública no interior de SP, o estado dito mais rico do Brasil. Ela disse que tem dó da enxurrada de aulos (a) que estão migrando das particulares por os pais não terem dinheiro para pagar. Histórias repletas de abusos sexuais, drogas e violência. Imagine ministrar aula para 45 alunos em uma sala de aula quente e abarrotada. Salve se quem puder e querer. Aqui é um país repleto de condenados querendo te devorar, um país que foi estuprado durante 13 anos por zumbis vermelhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há como discordar das suas palavras, se qd era moleque escola pública já era um lixo, imagino hoje com tamanha sexualização e mimimi politcamente correto...

      Excluir
  27. Corey

    Se poder dá uma olhada nesse artigo que comparei meu custo morando em Dublin ano passado com os meus gastos no Brasil
    http://viverdedividendos.org/custo-de-vida-na-irlanda-vs-brasil/

    Esse ano quero ver se faço de Frankfurt

    De modo geral o custo por lá é bem menor do que aqui. Mas vc apelou um pouco pq Portugal tem um dos piores salários da Europa rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VdD!

      Vou olhar sim. Portugal tem salários baixos mas custo compatível então se o objetivo não é acumular é uma excelente alternativa.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  28. Imagine a tragédia de ter 15 anos e ser pobre, feio, pardo e homossexual? Dá vontade de se matar...Nunca vou ter um bom emprego nem uma boa renda, pois vou ter que sustentar minha família e meu irmão deficiente...As vezes eu queria sumir do mundo ou ter nascido em outra família...Desgosto de mim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e tem gente nessas condições que ainda veneram pai e mãe sendo que eles são o culpados.

      Excluir
    2. Corey, o que tu acha que eu deveria fazer? Eu não quero esse futuro para mim não. Eu sei que esse blog não é para pessoas como eu mas eu acho vocês inteligentes que eu queria um conselho.

      Excluir
    3. Cara, não posso te dar um conselho, desculpe

      Excluir
    4. tão está bem Corey, mas eu vou fazer o possível para sair daqui, melhorar de vida.
      Vai ser muito dificil mas eu vou fazer de tudo para sair desse inferno.
      Nem que eu saia de casa e vá para uma cidade grande e comece de baixo esquecendo que um dia eu tive essa família.Eu não quero esse fututo de esgoto para mim, e vou estudar, trabalhar e fazer de tudo para alcançar meis objetivos, nem que eu deixe para trás essa "família".

      Excluir
  29. Me aposento daqui a alguns anos e desde já estou pesquisando sobre o visto D7 em Portugal. É certo que não vou ficar no Brasil, principalmente pela insegurança geral no país.

    ResponderExcluir
  30. Excelente vídeo! Obrigado por compartilhar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  31. É tudo isso que vc falou e mais um detalhe: temos a cultura de acumular passivos para parecer bem sucedidos. O cara sai da faculdade e se sente na obrigação de ter um carro, as pessoas levam a sério a ideia de que marca é status e compram um iPad enquanto não tem carne pra comer, a cultura de comprar casas sem ao menos pensar se seria mais vantajoso viver de aluguel ainda é muito difundida. As pessoas querem um padrão de vida caro quando sequer conseguem bancar bem um padrão mais simples.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, e muitas vezes caímos nessa armadilha sem pensar (eu mesmo já fiz isso "sem querer") tamanha a relevância disso na sociedade.

      Excluir
  32. Olha, gostaria de ver como nossos investidores se sairão em outros países com arrecadação tributária muito mais forte que a do Brasil. Procurem saber o que a Receita Federal americana faz com quem deve impostos, corrente de 30 metros na loja que só é retirada depois de pagar o que deve, cadeia forte para sonegador.

    Muita gente reclama daqui mas lucra muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já foi a época que era fácil sonegar, hoje em dia é impossível fazer isso se deixar marcas na maioria dos ramos, o meu mesmo é assim, pago substituição tributária, o governo sabe quanto comprei mesmo antes de receber mercadoria na loja...

      E o problema não está em pagar imposto e sim no retorno dele. Não me importo em pagar desde que haja retorno o que não acontece por aqui.

      Excluir
    2. Olá, Corey,

      Você fala que prefere os EUA onde se paga por tudo e depois solta essa: "o problema não está em pagar imposto e sim no retorno dele. Não me importo em pagar desde que haja retorno"

      Gestão eficiente dos recursos públicos não existe. Existem países cujo estado é mais eficiente que o Brasil sim, mas nem de longe podem se comparar a uma gestão privada.

      A máquina burocrática em si é um custo muito grande para se manter como extra além dos serviços em si, coisa que não existe na iniciativa privada. Outra é que serviços públicos não seguem as leis econômicas de lucro/prejuízo. O que em si já é um convite ao desperdício e ao serviço porco.

      Abçs!

      Excluir
  33. Corey, seus negócios demoram para dar retorno? Já vi você falando que suas lojas sempre deram lucro, desde o primeiro dia. Qual o segredo? Vejo todo mundo falando que demora para entrar dinheiro, no mínimo 6 meses.

    ResponderExcluir
  34. Todas as lojas que tive foram compradas já em andamento, nunca comecei uma loja do zero, além disso sempre comprei lojas que estavam quebradas, injetei dinheiro e reabri, ou seja, não tinha muito como dar errado.

    Abraço

    Corey

    ResponderExcluir
  35. Corey, recentemente andei dando olhada nos vistos de moradia em portugal e existe para aqueles que sao rentistas (aluguel, investimentos fianceiros, aposentadorias...) pra um casal com um filho por exemplo basta uma renda de 1000 euros se nao me engano. Me interessei bastante ja que eu e esposa (33 anos) ja passamos bem esse valor, abraços .

    AGE DF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E com uma rendinha de 1000 euros uma família com 1 filho vive com dignidade, claro que não um com nível elevado, mas consegue tudo o q precisa pra viver. Só não sei como fica a questão da idade, acho que esse visto exige certa idade. ..

      Excluir
    2. li no consulado e nao tem idade
      "http://consuladoportugalsp.org.br/visto-de-residencia-para-aposentados-ou-titulares-de-rendimentos/"

      Hj temos uma renda passiva em torno de 3k euros...pensando seriamente em pedir licença de 2 anos sem remuneração do serviço publico e zarpar...

      Age DF

      Excluir
    3. Interessante, pra mim tinha que ter certa idade. Se vc tem essa chance, pq não?

      Excluir
  36. Corey, apesar de eu já estar velho, sou de 1995, tenho poupado mais de 22k. Parece que a IF está tão longe, mas dizem que com o passar do tempo tendo aportes aumentados o capital vai tomando corpo meio que sozinho...

    Acha isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velho com 22 anos? Nessa idade meu patrimônio era de -300k.

      Excluir
  37. Corey, é melhor arrumar uma namorada com mais estabilidade financeira? Se eu tivesse uns 35,40 anos por exemplo, eu optaria por uma namorada de 20,21 por ai.

    ResponderExcluir
  38. Corey, o que você acha do negócio de papelaria? E de gráfica? (já perguntei outras vezes em outros posts, mas nunca consegui resposta). Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha visão de papelaria é que tem forte concorrência dos Kalungas da vida e tb da internet, além de tert ticket médio baixo, ou seja, não sei se entraria.

      Gráfica pode ser uma mina de dinheiro se vc entregar no prazo e tiver um preço bom. É mais um ramo infestado de incompetência.

      Excluir
  39. Caro, pode dar uma olhada nesse banco e avaliar?

    https://www.wb21.com/fees/

    Tem sede em Cingapura, e é possível transferir R$ por uma conta que eles têm no Itaú. As taxas de conversão parecem ser bem baixas, e as de transferência têm abertura para negociação.

    Achei ontem, ainda estou vasculhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li relatos na internet de se tratar de uma fraude este banco.

      https://www.reddit.com/r/Bitcoin/comments/4otttw/do_any_of_you_have_any_experience_with_the_bank/

      https://ftalphaville.ft.com/2016/10/18/2177180/the-founder-of-digital-bank-wb21-was-previously-sued-for-allegedly-stealing-millions-of-dollars/

      Excluir
  40. Banco internacional que permite transferência gratuita entre contas Itaú, pagamentos presenciais e virtuais, além de saques em ATM, sem cobrança de taxas. Para receber o cartão de débito cobram US$ 8,00. Conversão de moedas (umas dezenas, inclusive BRL) a 0,25%.
    Abertura de conta com Passaporte e comprovante de endereço, online.
    Parece uma boa opção para quem vai viajar a turismo. Como sou inexperiente nisso, gostaria que avaliasse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece interessante, se tiver todas essas qualidades e cobrar pouco pode sim ser uma boa idéia. Tenho uma conta nos EUA que faz basicamente o mesmo, transfiro através do meu banco brasileiro, como faço uma operação a cada 3 ou 4 meses o custo acaba sendo diluído, mas sei que existem maneiras mais baratas. Vou olhar melhor. ..

      Excluir
  41. Corey você já disse que fica pouco tempo com suas lojas, compra lojas prontas dá um melhorada nelas, ganha uma certa quantia e vende. Pelo que diz você é uma espécie de trader do comércio.
    Te pergunto o seguinte:
    Na sua opinião o Sebrae realmente é um bom parceiro do empreendedor? Você já tem uma boa experiência nessa área, pode ter uma opinião mais realista do que analistas teóricos.
    Outra questão, o empreendedorismo mostrado pela mídia em veículos como: PEGN, revista Exame etc está próximo da realidade ou há muito sensacionalismo/gourmetização dessas informações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joga "pegn" ou "sebrae" na caixa de pesquisa do blog e veja minha opinião, mas basicamente acho sim fantasioso, gourmetizado e principalmente temerario.

      Abraço

      Corey

      Excluir
  42. Corey,

    Aberto a parcerias?Se sim, qual seu email de contato.

    Abraço

    ResponderExcluir
  43. Grande Corey!
    Ano que vem estou planejando uma viagem para conhecer a Europa! Mas nao sei se Portugal vai entrar na lista. Quero ver aquilo ali com meus olhos. Estou pensando em rodar escandinávia + Russia na época da Copa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FS!

      Ainda estou conhecendo o basicão (tem muita coisa pra ver), depois partirei pra esses países, digamos, exóticos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  44. https://www.youtube.com/watch?v=BHJlEZa0UHY

    ResponderExcluir
  45. Amigo, voltei com o blog reformulado.

    Vou postar apenas em inglês, mas você pode ver em português traduzindo com o plugin do Google que coloquei lá.

    O intuito da mudança é pra eu me forçar a escrever em inglês e também para o blog ganhar o mundo.

    A linha do blog continua a mesma: ações, ETFs, investimentos no exterior, John Bogle, comportamento pessoal, biografias, livros, sites, dicas de economias pessoais, superação, trabalho e estudo, Jéssica Chastain também.

    Atualização mensal e resultado anual continuam. Análise de resultados de ações brasileiras sempre que sair o anual.

    Mudei o sistema de comentário para o sistema do Disqus (lê-se “Discuss”), essa é uma ferramenta muito bacana pq assim vc vai ver todos os seus comentários e suas respostas e discussões num canto só, se não conhece se cadastre no site Disqus.com vale a pena sim.

    Agora dá pra treinar o inglês lá e deixar sua participação. Você está no meu blogroll.

    Grande abraço,

    Frugal Simple.

    ResponderExcluir
  46. Tenho ascendência ucraniana e russa. São países que valem a pena viver? Não são. Olhei o noticiário da cidade natal da minha mãe e vi 4 assassinatos em uma única terça-feira, detalhe, em uma cidade de 40 mil habitantes. E olha que apesar de estar na Ucrânia, ela não foi afetada pela guerra.
    Na Rússia nem me fale.
    Eu também jamais moraria em Portugal. Meu pai foi professor de língua russa em uma comunidade do interior da Dakota do Norte durante 4 anos, final dos anos 90. Eu fiquei surpreso, porquê eles só falavam em inglês, circulavam entre todos os tipos de nacionalidades, mas era uma cidade pobre, violenta e sem futuro.
    Um amigo de infância dessa cidade veio transferido para o Brasil, ele disse que havia morado também em Rússia e Portugal, mas tinha planos de imigrar definitivamente para a Alemanha. Enfim, para mim, esses países da moda para imigrar, tipo a Austrália, que hoje é um país dos sonhos, mas daqui uns 50 anos serão países medianos.
    Não existem países perfeitos, mas eu imigraria para países como Suiça, Noruega, Luxemburgo...

    ResponderExcluir
  47. Opa! Se puder adicionar meu outro blog no blogroll, ficarei grato: Porta dos Investimentos (http://portadosinvestimentos.blogspot.com.br)

    Adicionarei seu blog neste novo blog também!

    Muito obrigado e um abraço!

    Ps.: Desculpe a mensagem fora do tema, blog novo, tem que pedir aos amigos ajuda! Valeu!

    ResponderExcluir
  48. Corey, obrigado pelo post. Foi através dele que cheguei ao visto D7 de Portugal, conhece?

    ResponderExcluir
  49. Corey, sabe alguma coisa sobre o Japão? Já viajou para lá? Pergunto por que é um país com bom padrão de vida, boas tradições, baixíssima violência, sem invasão islâmica, sem multiculturalismo, etc. Acha que é uma boa para quem fala japonês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe me intrometer, mas...

      Com certeza"

      Se você não se importa em trabalhar braçal em fábrica, pode ir que terá um bom padrão de vida.

      Só que até onde eu sei, você precisa ser descendente de japonês ou casado com um.

      Excluir
  50. Ótimo post corey, os comentários estão bem ricos, e justamente quando estava procurando informações do assunto, abraços.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.