terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Maldita Burocracia e Regulação !

Estou na correria de começo de mês mas não pude deixar de parar por 2 minutos e postar esse vídeo aqui no blog. Um veterinário de São Carlos começou a atender gratuitamente aos sábados como maneira de ajudar pessoas carentes que possuem animais, adivinhem o que aconteceu? O CRMV o notificou por isso! Sim, isso mesmo, ele foi notificado por atender de graça, por fazer caridade. Segundo o CRMV ele só pode fazer isso se tiver uma ONG com CNPJ... É desesperador saber a que ponto a regulação e burocracia chega! Puta que pariu!!!!

Assistam o vídeo e se possível repassem, abraço a todos e bom fevereiro!


88 comentários:

  1. Gente como essa transforma o serviço de cuidados médicos, seja para pessoas ou animais, em uma prostituição. Por isso a categoria dos médicos ficou tão mal avaliada entre a população, mesmo se sabendo que há muitos profissionais corretos e que realmente exercem a profissão com dedicação e têm sensibilidade pelos problemas que a população enfrenta. Esse lixo regulatório precisa ser moralizado, todas as categorias precisam seguir normas, mas com certeza a mercantilização da atividade não está entre elas.

    ResponderExcluir
  2. Respeitosamente eu discordo.
    Eu entendo que o rapaz especificamente poderia estar nas melhores das intenções, mas deixo um contraponto.
    Hipótese: Profissional habilitado, para prospectar clientes, atende gratuitamente aos sábados para a população de "baixa renda", mas prescreve tratamentos contínuos e permanentes, de modo que esse público precisa retornar ao seu estabelecimento periodicamente, não mais gratuitamente. Conclusões:
    1 - Praticou concorrência desleal;
    2 - Enganou seus clientes;
    3 - Vilipendiou a profissão.
    Não estou dizendo que é o caso desse veterinário, mas isso acontece direto e eu acredito que é o papel do órgão de classe fiscalizar e coibir essa prática. Em favor dos demais profissionais do mesmo órgão de classe.
    Por fim, não podemos esquecer tbm que existem veterinários trabalhando todo dia e pagando imposto pra atender "pessoas carentes que possuem animais". É o caso das clinicas populares, que tem seu mercado e seu nicho.
    Se o objetivo é ajudar, o personagem do video poderia se voluntariar nos centros de zoonoses das prefeituras.
    Abraço!
    Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 - Praticou concorrência desleal; - Por que? Não existe concorrência onde se cobra zero, considerando que ele tenha feito isso como ação de marketing, é insustentável

      Uma coisa interessante, as pessoas vivem apoiando o livre mercado mas na hora que a concorrência bate a porta saem reclamando...
      2 - Enganou seus clientes; - por quê?
      3 - Vilipendiou a profissão. - Por quê?

      Por que caralhos um profissional não pode atender de graça? É o tempo dele, é o conhecimento dele, logo pode fazer o que bem entende.

      Excluir
    2. Corey para de ser ingênuo! O Q o anônimo falou é verdade sim cada prefeitura possui médicos veterinários gratuitos para atender a população se ele quer dar de bom samaritano Q vá na prefeitura atender a grande demanda gratuitamente ! Ele está querendo ganhar nome e fama com isso clientes sim!

      Excluir
    3. Praticou concorrência desleal ?
      Se você concorre com alguém você tem que ser bonzinho com ela? Seu objetivo é ganhar, não perder.
      O que ele fez foi ajudar as pessoas, ele nem chegou a lucrar com isso. E mesmo se lucrasse, qual seria o problema? Se ele tem um preço menor que de outras empresas com um serviço de qualidade tomara que as outras empresas cheguem a falir.

      Excluir
    4. Juliano: "cada prefeitura possui médicos veterinários gratuitos para atender a população" - só se for na sua cidade...

      "Ele está querendo ganhar nome e fama com isso clientes sim!" - e daí? O importante éajudar, tem um monte de gente que se aproveita dos outros pra ter fama, ele ao menos tentou ajudar.

      Anônimo:

      "Se você concorre com alguém você tem que ser bonzinho com ela? Seu objetivo é ganhar, não perder. " - penso da mesma maneira, esse negócio de concorrência desleal é muito relativo, vou escrever sobre isso...


      Excluir
  3. E os outros veterinários que se ferrem? É isto?

    ResponderExcluir
  4. Não leva a mal não, mas o CRMV tá mais do que certo. Não é possível numa sociedade cada um fazer o que bem entende sem pensar nas consequencias pros outros. Pode parecer bonitinho o camarada atender pessoas de graça mas o buraco é mais embaixo. Se quiser pesquise no goolge a respeito do assunto. Os países desenvolvidos só são desenvolvidos porque exitem leis QUE SÃO CUMPRIDAS POR TODOS. O Brasil tem excesso de burocracia porque tem um povo desonesto, logo é preciso haver milhões de garantias burocráticas pra isso aqui não virar uma terra de ninguém de uma vez por todas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cumprir leis como cordeirinhos sem questiona-las... Não me parece muito legal.

      Excluir
    2. Dirceu eu gostaria de uma lista bem extensa sobre todos efeitos negativos gerado por médicos que fizessem a mesma coisa(atendimento gratuito) com um pouco do seu tempo livre

      Excluir
    3. "Cumprir leis como cordeirinhos sem questiona-las... Não me parece muito legal."

      Questioná-las como? De acordo com a sua vontade subjetiva? Obviamente que não se pode concordar com leis que atentem contra a integridade física e a dignidade do ser humano, mas leis que regulem o funcionamento da sociedade tem que ser cumpridas sim. E novamente, o Brasil tem excesso de burocracia porque tem um povo desonesto, logo é preciso haver milhões de garantias burocráticas pra isso aqui não virar uma terra de ninguém de uma vez por todas.

      Excluir
    4. Concordo que te os burocracia demais pq somos desonestos demais, mas tudo deve ter um limite, o limite do bom senso

      Excluir
    5. dirceu, eu trabalho com politicos(ratazanas) e se eles lessem seu comentário iriam adorar

      Excluir
  5. Culpa dos empresários espertos...

    ResponderExcluir
  6. É o tipo de coisa que falando ninguém acredita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabo de falar isso pra minha professora de inglês (americana), me conto um "causo" bem interessante que vou falar aqui no blog depois...

      Excluir
  7. Aqui é assim mesmo. Se não está na lei então é proibido, exceto: Você seja do próprio governo, empresário amigo do governo (corporativista) ou sindicalista/conselho profissional.

    Aí supomos que o amor dele por animais é tão grande que ele resolve criar um CNPJ para isso.
    Não daria um mês para algum parasita estatal bater na porta dele falando que ele está devendo X em impostos, mesmo fazendo caridade e não cobrando nada por isso.

    Dúvida? Olha o caso da suípa!
    Justiça determina bloqueio de contas da ONG SUIPA no RJ

    A classe médica é muito egoísta, mas é claro, a grande maioria vem de família rica e liga logo o alerta de pobreza quando há qualquer ameaça de mercado para abaixar seus salários. Por isso que temos um sistema de saúde tão precário tanto no publico quanto no privado.

    Reserva de mercado só traz escassez! Que venha a concorrência para a melhoria dos serviços e preços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Aqui é assim mesmo. Se não está na lei então é proibido, exceto: Você seja do próprio governo, empresário amigo do governo (corporativista) ou sindicalista/conselho profissional." - perfeito Pobre, é exatamente isso que eu penso.

      "A classe médica é muito egoísta, mas é claro, a grande maioria vem de família rica e liga logo o alerta de pobreza quando há qualquer ameaça de mercado para abaixar seus salários. " - tb concordo, é mesquinhes.

      Que venha a concorrência para a melhoria dos serviços e preços!!! - palmas!!!

      Excluir
  8. https://medium.com/@carvalho.icaro/porque-a-indústria-do-empreendedorismo-de-palco-irá-destruir-você-3e18309ab47f#.knoplb4gx

    Lembrei de vc qnd li esse artigo
    Alex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Alex, parece que foi eu quem escreveu aquele texto, concordo com tudo. Vou falar disso aqui no blog. Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Discordo, Corey. Na maioria das profissões há um manual ou de código ética que foi trabalhosamente discutido pelos conselhos em suas diversas esferas por muitos anos; seja para o esteticista, psicólogo, médico, contador, advogado; etc.

    Então, em respeito a classe de profissionais veterinários e ao conselho, ele deveria ter agido de forma correta, explicar nas redes sociais que existe um processo para chegar aos atendimentos gratuitos, e, a partir daí fazer o que ele considera utilidade pública.

    Deveria ter legalizado, aberto sua ONG, CNPJ, aí sim, eu entenderia perfeitamente.

    É uma questão muito mais além do que fazer o que quiser fazer, existem normas. Imagine se todo profissional quisesse fazer o que se enquadra útil ou ético conforme seu pensamento, poderia gerar atrito e bagunça.

    Se ele quisesse realmente fazer o atendimento, teria se adequado, mesmo que ainda sim demorasse ou passasse por alguns tramites. Vejo ainda que em situação de risco, urgência, não seria problemático um ou outro atendimento. Contudo, não sabemos qual a intenção do ''bom moço''.

    Como nosso companheiro -Anônimo2 de fevereiro de 2016 13:37- perfeitamente pontuou. A saúde animal também precisa de cuidados que não se manifesta somente na clínica, necessitando talvez, acompanhamento extensivo. Sendo assim, e então ? Sendo que os atendimentos eram realizados aos sábados, quem iriam pagá-los futuramente ? Fica a dúvida...

    Apenas uma ótica diferente, opiniões divergentes de forma saudável, é assim que na maioria das vezes chegamos a um consenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Como nosso companheiro -Anônimo2 de fevereiro de 2016 13:37- perfeitamente pontuou. A saúde animal também precisa de cuidados que não se manifesta somente na clínica, necessitando talvez, acompanhamento extensivo. Sendo assim, e então ? Sendo que os atendimentos eram realizados aos sábados, quem iriam pagá-los futuramente ? " - brother, já é um começo, o cara faz o mínimo, o que já é muito!

      "everia ter legalizado, aberto sua ONG, CNPJ, aí sim, eu entenderia perfeitamente." - e da-lhe burocracia, isso tudo pra ser rastreado, pagar imposto, ter trabalho...

      Excluir
  10. então ele que passe a cobrar 5 centavos .... não sei porque tanta revolta....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faria o atendimento gratuito na surdina, sem falar pra ninguém.

      Excluir
    2. Infelizmente não pode porque tem um valor mínimo de tabela.

      Excluir
    3. anon 17:10
      Código de ética não deixa cobrar preços muito abaixo dos praticados pelo mercado. veja pelo menos o vídeo.

      Excluir
    4. Esse negócio de preço mínimo é outra coisa a ser questionada. É um protecionismo que beneficia a baixa produtividade.

      Excluir
  11. Ah ja virou palhacada mesmo. Abrir Ong ta de brincadeira mesmo. Pais desanimador mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é VdC, e tem gente que ainda defende essa palhaçada toda.

      Excluir
  12. Sindicatos e conselhos regionais viraram prostibulos politicos. Não tem função para a sociedade nem para os "associados". Viraram instrumentos politicos e instrumentos de extorsão financeira. Na faxina que o Brasil precisa tem se se acabar com o maldito imposto sindical e reformular os conselhos profissionais.

    ResponderExcluir
  13. Ao colega que disse "e os veterinários?" eu digo f*da-** eles (com educação, explicarei abaixo)
    eu sou dentista, aqui no Brasil se concentra 25% dos dentista DO MUNDO!!Isso mesmo, ou seja tem muito dentista ai cobrando menos que manicure pra procedimentos cirurgicos (aqui mesmo em minha cidade hoje tinha uma panfletera berrando aos cantos "dentista com extração a 35,00), agora me pergunte se eu acho ruim???q resposta é simples, nessa conta quem se da mal, somente os dentistas (ou seja vamos ser otimistas mas chuto uns 600mil no brasil) quem se deu bem TODO O RESTO DA POPULAÇÃO ou seja burro é quem insiste em entrar nessa profissão.
    Baiano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Baiano, excelente ponto de vista, concordo com vc. Se a profissão está "prostituída" que não entre nela.

      Excluir
  14. Não entendo como tem gente que defende o conselho, a não ser é claro aqueles que se beneficiam com isso. Os mesmos devem apoiar impedimentos de abertura de novos cursos e impedir de toda forma que for possível a entrada de novos profissionais no mercado, dessa forma ficando com o mercado reservados somente a eles, prejudicando os clientes que terão menas opções de profissionais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo, defender conselhos ou defender o PT ou o cara é ingênuo demais ou está levando algum...

      Excluir
  15. Acho q ele leu aquele seu post de caridade e deu nisso dai... rsrs. Brincadeira. É um absurdo vc ser proibido de fazer o bem. Incrível como até caridade aqui no BR é difícil de dar certo..

    ResponderExcluir
  16. Art. 5º DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL XIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer;

    No meu ponto de vista. Exigir abertura de CNPJ como condição para exercer a profissão, ainda que gratuitamente, atenta contra a Constituição Federal.

    Cabe processo dele contra a CRMV. E não o contrário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que entendi no vídeo, nem a regra do CRMV é claro a esse respeito.

      Excluir
    2. E só complementando o Anônimo 13:39, a qualificação profissional, quando assim requerida, é para a pessoa e não para o local onde ela exercerá a profissão. Ele poderia poderia atender numa barraca, se fosse possível. Vão exigir alvará da barraca? Palhaçada esse país!

      Corey, tô contigo na emigração. Só que minha bagagem é um pouco maior: tenho filhas - rsrs

      Excluir
  17. O que mais me deixa 'abobado' é ver como pessoas nos comentários acham normal e até apoiam a situação. Depois que o absurdo não choca mais a sociedade, significa que o trem descarrilhou.

    "ah, mas precisa ter regras" - Regras pra fazer caridade? Se a pessoa procura um tratamento a custo zero significa que ela não pode pagar. Se ela não pode pagar a consulta inicial, é obvio que não fará um tratamento prolongado, exceto se continuar sendo gratuito.


    Quando disseram ai em cima que é concorrência desleal, fiquei sem entender. O que ele fez qualquer veterinário pode fazer sem nenhum custo adicional, então se estiverem incomodados, que façam igual..."Ah, mas não é sustentável" - então deixa o cara se foder sozinho.

    Essa burocracia irrita, e o fato de as pessoas apoiarem essa baboseira me deixa desanimado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O que mais me deixa 'abobado' é ver como pessoas nos comentários acham normal e até apoiam a situação. Depois que o absurdo não choca mais a sociedade, significa que o trem descarrilhou." - isso resume me sentimento ao ler os comentários.


      Excluir
  18. Vendo este video, me lembrei do médico baiano que fez campanha para arrecadar fundos para reformar o hospital de Feira de Santana e foi duramente criticado pelo "governo", além de ser notificado:

    http://noticias.r7.com/bahia/medicos-e-pacientes-fazem-vaquinha-para-reformar-hospital-em-feira-de-santana-28082015

    http://noticias.r7.com/bahia/apos-arrecadar-dinheiro-para-reforma-de-hospital-medico-e-notificado-pela-sesab-28082015

    ResponderExcluir
  19. Brasil sendo Brasil! Só rindo mesmo.

    ResponderExcluir
  20. Como diria Mr. Roover "meu pau de gravata borboleta" para a fiscal, o conselho, ong e o caralho a quatro. Se o cara quer atender de graça a população carente, que atenda!!! O cara fez uma faculdade dificil, tem amor pelos animais, é o meio dele ganhar a vida. Se isso servir de divulgação para que ele tenha mais clientes "pagos", ótimo!!! Se eu morasse na cidade dele certamente levaria meu cachorro para consulgas durante a semana e pagaria o valor sem problemas. Paisinho de merda.
    Outro assunto off topic é você nao poder ter carro preto nas grandes capitais. Taxistas bandidos (nem todos) estao atacando motoristas que não são do Uber. Nojo do Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Se isso servir de divulgação para que ele tenha mais clientes "pagos", ótimo!!! " - exatamente! Na gringa é muito comum vc ter esse tipo de abordagem, um procedimento gratúito em troca de clientes. Justo, muito justo!

      Excluir
  21. Sei que não é o assunto da discussão. ...mas,de uma olhada em luis miranda usa,no youtube. E sobre a imigração para EUA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço o canal dele, acho um pouco forçado e falso, mas mesmo assim acompanho

      Excluir
  22. Olá Corey vi o video duas vezes para entender e também discordo de você. Primeira grande fato estranho que eu entendi foi o veterinário ter divulgado amplamente em sua rede social o que iria fazer (isso me cheira uma tentativa de ação de marketing), com certeza devido esse fato foi denunciado para o conselho. Segundo que ele não precisa "criar" uma ong para tal, pode se filiar a alguma, e registrar tal fato no conselho como apontou a fiscal. Ou como o colega citou se voluntariar em um centro de zoonoses, mostrando assim o chamado serviço de utilidade pública. O comentário do Pascácio foi bem argumentado no quesito código de ética do profissional. Outro fato foi exposto não sei de forma proposital de que a clínica do cara apresenta irregularidades de trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires!

      Com todo o respeito que tenho por vc, uma comentarista educada e sensata, permita-me copiar e colar o que um comentarista disse acima:

      "O que mais me deixa 'abobado' é ver como pessoas nos comentários acham normal e até apoiam a situação. Depois que o absurdo não choca mais a sociedade, significa que o trem descarrilhou."

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Tamires, deixa eu tentar te esclarecer uma coisa:

      Nós temos direito de exercer qualquer profissão por qualquer preço, desde que atendidos os requisitos mínimos de qualificação. Quem diz isso é a constituição.

      Essas manobras dos conselhos, incluindo a necessidade de cadastramento, são mero corporativismo visando unicamente a estabelecer reserva de mercado.

      Ao fazer isso, um profissional deixa de concorrer com o outro e a qualidade do serviço se mantém baixa.

      O profissional divulgou e quis obter fama e ganhos futuros? Ótimo! Isso incentiva outros profissionais a fazerem o mesmo. Isso é concorrência. Sem concorrência os veterinários vão continuar parados no tempo minha cara.

      Você está apoiando a repressão corporativista, nada mais.

      Excluir
    3. Nicolau, tenho certeza que a Tamires vai entender, ela é uma das comentaristas mais sensatas por aqui. A gente acaba se acostumando com esse corporativismo dos conselhos e nem contesta mais. É novamente a história do sapo na panela de água.

      Excluir
    4. Caros colegas Corey e Nicolau, obrigado por apresentarem seus argumentos de forma educada e respeitosa, estou pesquisando mais sobre o tema e analisando os diferentes pontos de vistas e semelhantes ao meu, aqui apresentados.

      Excluir
    5. Eu sei que a discussão tem alguns meses, mas quero mostrar um exemplo do que aconteceu com uma clínica filiada a uma ONG com voluntários que cobram um valor abaixo do mercado para castração de animais.

      Na cidade onde eu moro existe a ARPA e umas poucas clínicas são vinculadas à ela. Então, a castração da minha gata foi feita pela ARPA. Os requisitos: gato de rua, sem raça definida, idade mínima necessária, saúde boa, peso ideal. Minha gata foi resgatada da rua mesmo, estava com idade, saúde e peso adequados e era SRD. Então eu paguei apenas R$ 100,00 para castrar, o que equivale aos medicamentos, sedativo, internação e recursos utilizados (material descartável, principalmente), tendo um desconto grande na "mão de obra", o normal de castração de fêmea é R$ 220,00, mais que o dobro.

      Eis que quando fui castrar o outro gato de rua que resgatei (eu não sou protetora, mas só pego bicho da rua para mim), macho, o preço da castração subiu para R$ 150,00 (era R$ 80,00) porque o CRMV caiu matando visto que era concorrência desleal. E estamos falando em uma ONG que tem vários pré-requisitos para aprovar a castração e que só da desconto nesse procedimento.

      Depois dessa, parei de fazer doações para a ARPA. Tenho uma amiga ativista e protetora dos animais que pega os bichinhos na rua para castrar e consegue bons descontos do veterinário conhecido dela. Estou fazendo doações diretamente para ela agora.

      Fico revoltada com os brasileiros.

      Excluir
  23. Isso se chama de Máfia do corporativismo. OAB, CRM... conselhos em geral, sindicatos o único e exclusivo objetivo é garantir benefícios. Absolutamente nenhum pensa em ética, país, solidariedade. Qualquer ação contrária aos próprios interesses financeiros será rechaçada. Sabe qual a arma? A regulação. Não pode por que tá no código de ética. Muito triste esse país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado que no começo das profissões o "código de ética" era somente o juramento. Qd colei grau fiz o juramento que resume muito bem o que devo ou não fazer como profissional, se eu tocar minha vida profissional somente focado naquele juramento (que tem séculos de idade) estarei fazendo um trabalho ético. É mito simples, mas os burocratas adoram complicar...

      Excluir
  24. Quanto comentários de pessoas que apoiam este "CÓDIGO DE ÉTICA " , e isto e porque são pessoas aparentemente bem informadas . O principal do problema não é atender de graça , mas sim não ter um documento !!! É a mentalidade que atrasa o Brasil , o pais do CARIMBO !!!

    ResponderExcluir
  25. Caraca Corey! Você está atraindo um monte de burocrata e outro monte de mesquinhos pro seu blog. Eles querem ser você ("empreendedor"), mas com essa cabeça fechada, eles não chegam lá não! Abraços! Gaivotao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, com essa cabeça fechada é difícil empreender, aliás é difícil trabalhar em qq coisa. Depois surgem as reclamações...

      Excluir
  26. É um absurdo uma situação dessas. Esses conselhos só existem e só atuam para preservar a reserva de mercado.

    Olhem só, mesmo que o profissional queira usar sua caridade para fazer seu nome, que mal há nisso? Quem ganha é a população e, por que não, o profissional também.

    Não entendo como a constituição pode ser tão ignorada por normas inferiores. A CF traz claramente o princípio da livre iniciativa. Se a norma infralegal (abaixo da lei) está dizendo que oferecer "amostras" do serviço à população carente é proibido, essa norma vai contra o princípio constitucional de liberdade de trabalho.

    Se eu quero oferecer meus serviços sem cobrar ou cobrando abaixo do que o conselho acha que devo, eu tenho liberdade constitucional de fazê-lo, ora bolas! Não importa o que diz um livrinho auto intitulado ética.

    E a ética do conselho para com o mercado? manipulando artificialmente a oferta para subir o preço? Não conta como falta de ética?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que vc escreveu, tenho o mesmo ponto de vista mas nunca havia pensado por esse lado da constituição (não manjo absolutamente nada de leis).

      "Olhem só, mesmo que o profissional queira usar sua caridade para fazer seu nome, que mal há nisso? Quem ganha é a população e, por que não, o profissional também." - é o que eu disse acima: muita gente fala de livre mercado, concorrência mas qd o livre mercado bate na bunda aí começa a reclamar.

      abraço!

      Corey

      Excluir
  27. Fala Corey


    Esse é um dos patamares de fundo do poço em que chegamos. Como vc disse em um dos comentários acima, eu atenderia na surdina, em dias aleatórios.

    Isso vai fidelizar clientes? Vai, mas e dai porra? Antes ele atender um animal que precisa de ajuda de graça e "ilegalmente" do que a família não ter condições e acabar abandonando o animal como acontece muito.


    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rover!

      Pois é, chegamos no fundo do poço onde um profissional é multado por fazer caridade com seu conhecimento/tempo. Foda!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  28. Eu discordo de vc! se um cara recém formado tem uma família rica que pode manter ele vai lá e monta um escritório e atende um mês grátis, com ctz vai fazer seu nome e tal, mas ai tem outro que não tem condições de fazer isso vai ter que cobrar e como fica? E a lei já da essa possibilidade de atender de graça como vc msm mencionou no post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brother, o grátis é insustentável, o grátis atrai cliente do grátis, ele fideliza clientes que não vão querer pagar, logo fideliza nada.

      Excluir
    2. E quem não quer comprar alguma coisa sem pagar?
      O cabeça dura parece q não são os burocratas.
      Deixa eu desenhar...
      Imagina que tu é dono de uma lojinha, fez de tudo pra azeitar o negócio, sem ajuda de ngm. E até mesmo contra a burocracia do Estado, que só atrapalhou. Ótimo! Parabens, precisamos de mais gente assim!
      Só que daí vem o filho do papai cujo hobby é vender a mesma coisa que nosso herói.
      O playboy monta uma lojinha do lado, vende as mesmas coisas que o vizinho pela metade do preço ATÉ QUE a primeira loja quebre. Daí, eliminada a concorrencia, ele cobra o preço que lhe convém e domina o mercado.
      Adote o mesmo raciocionio pro veterinario solidário, q tu verás que nada é tão simples como tu imagina.
      Como és grande fã dos states (eu tb sou), deverias estudar sobre a briga deles (da sociedade) contra os oligopólios e concorrencia desleal dos grandes titãs (rockfeller, madison, morgan, etc)....eles se viram obrigados a regular os mercados..
      E digo mais, essa crise financeira mostra q um Estado MINIMAMENTE regulador é necessário (Veja a Grande Aposta, no cinema) (não vale baixar pirata, já q todo mundo aqui é tão honesto)
      Sou contra a intervenção bolivariana, mas anarquismo tbm não dá.
      Abra sua cabeça, blogueiro.
      Abraço!
      Pepe

      Excluir
    3. Cara, entendo seu ponto de vista mas vamos lá...

      Usando o próprio exemplo dos EUA, se vc teve a oportunidade de visitar e reparar na maneira que os comércios funcionam lá vc percebeu que há uma concorrência extremamente feroz, nada, absolutamente nada comparado com o que temos no Brasil e esta é a principal razão deles terem um comércio tão vasto e desenvolvido. Eles tem gente disposta a pagar 4 dólares por uma garrafa de água enquanto o mercado vende por 10 centavos, o mercado amadureceu e chegou nesse ponto. Existem pouquíssimas empresas pequenas, mom and dad, as que ainda sobreviveram é por causa de nichos específicos, eles simplesmente não conseguem concorrer com os grandes.

      Meu modelo de negócios seria insustentável nos EUA, só consigo mante-lo no Brasil devido a ineficiência da concorrência, do estado e do próprio consumidor que é pouco exigente. Se vc me perguntar se eu gostaria de concorrência "desleal" perto das minhas lojas é óbvio que eu responderia não, porém tenho consciência que se isso acontecesse eu teria que me virar pra ser mais eficiente o que no longo prazo traria benefícios para a população. Por essa razão eu não acho que o "playboy" que abre uma loja pra vender tudo com 50% de desconto deve ser eliminado do mercado. Se ele conseguir se sustentar, eu também posso, se não posso devo fechar as portas e sair do mercado, é simples!

      Leia a biografia do Sam Walton e vc vai entender o que estou falando...

      "Estado MINIMAMENTE regulador é necessário " - com toda a razão, tb concordo com isso!

      Obrigado por contribuir com um comentário agregador, mesmo tendo uma dose de arrogância.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Desculpa se pareceu arrogância, mas acho que o tom não destoa dos demais comentários deste espaço.
      Acredito que é questão de opinião mesmo, acho que nenhum de nós dois está disposto a (pelo menos agora) mudar de ideia.
      Concordamos em discordar, portanto.
      Só um último pitaco:

      "Existem pouquíssimas empresas pequenas, mom and dad, as que ainda sobreviveram é por causa de nichos específicos, eles simplesmente não conseguem concorrer com os grandes.
      Meu modelo de negócios seria insustentável nos EUA, só consigo mante-lo no Brasil devido a ineficiência da concorrência, do estado e do próprio consumidor que é pouco exigente".
      É exatamente disso que eu to falando.
      Você acha certo, mas eu to defendnedo que esse é o grande problema.
      Acho que to netflix tem um documentário sobre isso (e q tem mais a ver com o q eu to falando), q conta a história da chegada do wallmart em cidades do interior dos usa e as local stores quebrando uma a uma.
      São substituidos os negocios familiares e geradores de renda e empregos locais, por grandes corporações que vendem produtos importados da china e dão sub-empregos, em codições tão ruins que as pessoas tem que viver com ajuda do governo (eles tem uma espécie de bolsa familia lá tb).
      De outro lado, temos paises europeus com regras justas e claras q favorecem o pequeno comercio e permitem q haja lojas familiares q sobrevivam à concorrência predatória.
      Ja conheci as duas realidades pra poder comparar e formar essa opinião. Eu, inclusive, já fui empregado nos eua de uma grande corporação por 2 meses durante, pra entender um pouquinho sobre o sistema deles.
      E acredito que isso tem tudo a ver com o caso do veterinario do video e reforça a necessidade do controle das atividades profissionais.
      Nosso amigo constitucionalista ali de cima não reparou que a CF não da liberdade incondicional para exercer as profissões.
      Essa é um norma de eficácia contida, que dá à lei a ordem para tratar das limitações. E o respeito a essas limitações são fiscalizados pelos órgãos de classe. CRMV, no caso.
      E lei, em qualquer país civilizado, não se discute, se cumpre. Se não vira baderna (no Brasil parece que já virou né?)
      Se ela for passível de discussão, o local adequado pra questionar é no tribunal.
      Abraço
      Pepe

      Excluir
    5. Pepe, não precisamos concordar pra sermos amigos, rsrs!

      Esse documentário é ótimo, até comecei a escrever um post sobre ele tempos atrás e acabei deixando no rascunho. Basicamente não tenho opinião formada...

      "São substituidos os negocios familiares e geradores de renda e empregos locais, por grandes corporações que vendem produtos importados da china e dão sub-empregos, em codições tão ruins que as pessoas tem que viver com ajuda do governo " - a população quis assim, caso contrário a empresa não teria crescido. Veja o caso das cidades que lutaram contra a chegada do WalMart, eles decidiram que pra eles era melhor manter os comércios locais. A culpa da destruição do comércio local não é 100% do capitalismo selvagem, a população tem parte da "culpa". Qd digo que não tenho opinião formada sobre isso é o fato da exploração asiática, do extensivo controle do WM sobre os funcionários impedindo-os de formar uma união (uniões são quase sempre sangue sugas mas acredito que ao menos algum tipo de organização é um mal necessário, ainda mais pra empresas tão grandes). Quanto ao capitalismo selvagem da coisa, eu concordo que deve ser assim...

      Veja, minha empresa é do estilo mom and dad, vivo disso mas qd vou comprar algo quase sempre prefiro as empresas grandes por diversas razões. Assim como eu muitas pessoas são assim, compram nos gigantes mesmo que não tenham a melhor qualidade/preço. Há vários fatores envolvidos...

      A Europa regula mais, eu sei, há incentivos a pequenos comércios e eles estão lá, cada vez mais socialistas e estagnados. Gosto do estilo de vida europeu, mas acho que o caminho da prosperidade (econômica, pelo menos) é o formato americano.

      "E lei, em qualquer país civilizado, não se discute, se cumpre. Se não vira baderna" - concordo, eu mesmo já disse isso aqui no blog, porém como vc mesmo disse: "em qualquer país civilizado". Não me parece ser nosso caso...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    6. É verdade.
      Sejamos amigos então! ;)
      Eu so gostaria (utopia, eu sei) Q o capitalismo selvagem tivesse apenas 50% dessa culpa, dividida igualmente com os consumidores.
      Hoje Acho Q da pra botar na conta do "sistema" uns 90%.
      Mas seu ponto só reforça meu argumento...as pessoas não querem pagar caro pra comprar suas coisas.
      Logo, se uma mega empresa ganha terreno pra instalar sua loja em certa cidade, incentivos fiscais pra "gerar empregos", mesmo Q em péssimas condições, as pequenas lojas vão fechar mesmo. Pq não há quem consiga concorrer dessa forma.
      Mas enfim...acho Q ainda nos resta a opção de escolher entre morar nos EUA ou na Europa no futuro. Tem pra todo gosto.
      Abraços
      Pepe

      Excluir
  29. É corey, é triste mas é verdade. Esse país até pra se comer está burocrático, quem dirá para ajudar alguém.

    Como sei que seu blog tem posts em emigrar, gostaria de usar este espaço e deixar o post que fiz sobre emigração.

    Valeu e abraços.

    http://vidasemsentidodebeta.blogspot.com.br/2016/02/meu-objetivo-de-emigrar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brother, desculpe, mas esse discurso de "beta" eu não curto...

      Excluir
  30. Bizarro como conseguem complicar tudo que é simples por aqui.

    Curto muito seu blog, está no meu favorito a tempos. Resolvi criar o meu agora também.

    www.viralatainvestidor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Não sabia que era proibido trabalhar de graça no Brasil. Este país cada vez me surpreende mais.

    ResponderExcluir
  32. Parece que o o conselho voltou atrás e deixou o cara fazer a caridade dele. Concerteza só fizeram isso devido ao bafafá que deu.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.