sexta-feira, 10 de julho de 2015

Lasers, Balões e Impunidade Brasileira

Leiam a seguinte notícia (resumo em português abaixo)
As game, pals aimed lasers at Orange sheriff's copter, officials say 
They had a friendly competition going: Who could hit the most airplanes with the green laser light?The only problem is, pointing lasers at aircraft is illegal — and dangerous, officials say.And the two friends happened to flash the lights into an Orange County Sheriff's Office helicopter, deputies said.
Florida is known for its bizarre inhabitants. From the infamous "zombie" attack to the crack-smoking woman who burned down The Senator, here are some of the strangest stories. Rolando Espinoza, 22, and Shannan Winemiller, 21, told deputies they were messing around with new laser pointers early Tuesday morning and wanted to test the distance, so they pointed the green lights into the sky, according to an arrest report. Bystanders told them to point the lights at airplanes, the report states.Winemiller's laser hit an airplane first, Espinoza told deputies. That started a competition to see who could hit the most.
At one point, both of their lasers hit an aircraft, which turned out to be a Sheriff's Office helicopter being flown by Jason Sams and Master Deputy Patrick Deans, the report states. The pilots immediately alerted deputies on the ground, who arrested the friends outside a house on Stonewall Jackson Road off South Semoran Boulevard.
Espinoza told deputies he thought he heard that it's illegal to point lasers at airplanes, but he wasn't sure at the time.
Pointing a laser at an aircraft is a state and federal crime, punishable by up to five years in prison and a fine of up to $250,000, according to the FBI. Special Agent Dave Couvertier, spokesman for the FBI in Tampa, said lasers create several issues, including permanently damaging a pilot's eyesight or temporarily blinding them, which could lead to a loss of control or even a crash.
The laser starts as a small stream of light coming out of the pointer but expands as it travels before hitting an aircraft and reflecting throughout a flight deck, Couvertier said. "Many times, people think it's funny to do it and just don't realize the consequences," he said. "It is a serious federal offense, and ignorance of the law is not going to be an excuse for anybody."
Sheriff's Office Lt. Nate VanNess oversees the department's aviation section and said he had a laser pointed at him about five years ago while flying recreationally. He said the light is disorienting, distracting and blinding as it floods the flight deck. "Imagine you're going down a dark road, it's nighttime, and you come around a curve, and there's a guy in on-coming traffic, and he will not turn off his high beams," VanNess said. "… Now multiply that several times, and you'll get the factor of what it's like. You can't see the road or, in this case, the runway or an obstruction."
On average, VanNess said the Sheriff's Office investigates two or three reports per week of lasers pointed at airplanes. Generally someone from the plane's flight crew will report the incident to the control tower, which then lets the Sheriff's Office know. Depending on the weather, time of day and other factors, the Sheriff's Office will then launch a helicopter to investigate, VanNess said.
So far this year, the FBI has received 47 reports of laser incidents in Central and Southwest Florida, including 16 in the Orlando area, Couvertier said. The Federal Aviation Administration reported 37 incidents from airliners in the Orlando area in 2014, data show. No injuries were reported in any of those cases, and all but two involved a green laser.
Couvertier said those numbers are most likely low, as laser-strike incidents are typically underreported, especially when it happens to small aircraft or private pilots.The FBI is asking anyone who sees a laser being pointed at an aircraft to call 911 immediately.
"I know people don't really understand and think it's not a big deal," VanNess said. "They've never had it done to them." (Fonte: Orlando Sentinel)
Resumo: Policiais da região de Tampa, Flórida prenderam dois caras apontando lasers para aviões. O infelizes tiveram a "sorte" de apontar o laser justo para o helicóptero do xerife que mandou um rádio para a polícia em terra que prendeu os dois moleques que estavam brincando de "qual laser vai mais longe" apontando para aviões. A pena pra quem faz isso é de USD 250 mil, 5 anos na prisão além de se enquadrar em crime federal por colocar em risco o tráfico aéreo.

Agora vamos traçar um paralelo ao Brasil. Todo domingo de manhã sou acordado as 6h com barulho de fogos de artifício vindos de balões voando bem na rota das operações do aeroporto de Congonhas, um dos mais movimentados do país de onde operam todos os voos da rota mais conturbada da América Latina, a ponte aérea Rio-São Paulo. O simples fato de alguém lançar no céu um balão, uma coisa sem propósito algum além de incendiar coisas e fazer barulho de fogos numa manhã de domingo já deveria ser motivo suficiente pra cadeia, o agravante de fazer isso na rota de aviões então... Nem sei qual seria a melhor punição pra uma imbecilidade dessas. Aliás, isso é sim motivo pra cadeia, mas quantas pessoas são realmente presas fazendo isso? E se são presas, quantas ficam na cadeia? Esse é o grande problema do Brasil, não é a falta de leis, é a impunidade delas.

Lá em Tampa a molecada foi pega mirando laser em avião! Pare pra pensar o quão mais difícil é isso que pegar nêgo que solta balão. A galera do balão é organizada, tem comunidade em Facebook, moram na mesma região... Não tem dificuldade alguma pra coibir isso mas mesmo assim ninguém se importa. Sem contar que o risco de um balão atingir um avião é muito maior e mais perigoso que um laser, que embora possa cegar um piloto, o avião tem condições de manter a rota sozinho.

No Brasil não existe investigação policial. Você sofre um crime, vai pra delegacia, encara horas de fila  num ambiente lixoso, faz um BO e fim. O caso morre ali, não há investigação pra pegar o criminoso e coibir reincidências. Do que isso adianta?

É por essas e outras que chegamos onde chegamos...



15 comentários:

  1. Cara, estou feliz que consegui entender esse texto em inglês. Acho que estou progredindo. rs

    Sobre o texto, bem, não sei se você já teve a oportunidade de presenciar um atendimento feito pelo 911. É uma coisa muito louca, vêm duas ou três ambulâncias, uns 10 carros da polícia, tudo em questão de segundos.

    No Brasil, uma vez, percebi que um cara entrou armado na minha loja e liguei para a polícia. Os caras demoraram 4 horas para aparecer.
    A minha sorte é que naquele momento tinha muita gente na loja e o cara desistiu do assalto.

    Tá brabo o negócio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BBB!

      Legal cara, o inglês fica mais natural a cada dia que passa...

      Já tive sim, eles mandam carros de polícia, ambulância e bombeiro para todas as ocorrências, é impressionante a eficácia, parece que estavam na esquina ao lado tamanha a rapidez que aparecem.

      É foda, aqui é cada um por si e Deus por todos...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  2. Mas será por que existe a impunidade? Qual ideologia fez com que essas coisas existissem hoje? E será que vc apoia parte dessa ideologia? Sim, estou falando do progressismo-marxista.

    ResponderExcluir
  3. Corey,

    O Bostil é um grande depósito de lixo, de norte a sul do país, como bem definiu o Mr. Rover. Além disso, é o país da impunidade, que é exatamente o que leva as pessoas a cometerem atos ilícitos.

    Em resumo?

    O pior do Bostil é o bostileiro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala IL!

      "O pior do Bostil é o bostileiro." cada dia que passo tenho mais certeza disso. A impunidade é incrível, não há investigação, não se pune nem quem confessa ou é pego em flagrante.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Sabe o que eu acho estranho, a lei é tão maluca que um ladrão de comida fica anos numa prisão enquanto um assassino muitas vezes se livra.
    As cadeias podres já deveriam ser um temor para o cabra não fazer merda e ir parar lá, realmente não dá pra entender a cabeça dessa tigrada.

    Pensando melhor dá para entender sim, o crime é um ótimo negócio para quem está disposto a correr o risco, por ex a venda de drogas, o cara pode tirar por mês facilmente mais de 20.000,00 ou você acha que ralar todo dia 10 horas pra tirar míseros 1.500,00 vale a pena na cabeça dessa galera?

    Abraços e continue o bom trabalho Corey.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulista:

      Vai um cidadão de bem andar com o extintor de incêndio do carro vencido... é perigoso até ir por xadrez por causa disso, enquanto isso os criminosos carregam drogas e armas sem problema algum. Sofremos uma inversão de valores tremenda e sem fim. Se for por na ponta do lápis o crime compensa sim pq o risco de ser pego em muitos casos é ínfimo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Fazer o que né.. nascemos nesse lixão... quando ocorrer um acidente as autoridades vão começar a investigar, vão ter reportagens repetitivas na TV, as pessoas vão se comover com as centenas de mortes e depois de alguns meses volta tudo ao normal, inclusive os balões...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita explanação, é exatamente dessa maneira que a banda toca!

      Excluir
    2. A explosão do avião da TAM anos atrás em Congonhas, deu no quê? NADA. Ahhhh, esqueci, a culpa foi do piloto que morreu no acidente!
      O Brasil é uma grande latrina, onde quem consegue se limpar e livrar da merda que aqui escorre, muda de país. O resto, fica aqui sofrendo ou escrevendo blog passeando pelo mundo do surf... Das Alices, do socialismo fajuto... BANÂNIA, that's where we live...

      Excluir
    3. Verdade HM, todos saíram impunes como sempre

      Excluir
  6. Cara, você ainda tem esperança nessa latrina? Eu tenho 19 anos e já me liguei que isso aqui não tem mais jeito, ou você se junta a esse circo ou sai daqui.

    ResponderExcluir
  7. Fala Corey


    Nego solta uma merda de balão, ai cai numa "comunidade" pega fogo em tudo e é a prefeitura que não faz nada e não sei. Desde que sou criança vejo as autoridades falando pra parar de soltar balão, que é perigoso e etc. O que se passa na cabeça das pessoas nesse país?


    Abs

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.