terça-feira, 2 de junho de 2015

Resumo - Maio/2015

Se abril foi corrido, maio foi uma loucura! Acho que nunca trabalhei tanto na minha vida! Muito trabalho para levantar as lojas do meu amigo, mas como missão dada é missão cumprida, me sai melhor que a encomenda, tenho orgulho de ter feito um trabalho muito bom. Até uma proposta de continuar com eles apareceu, mas é humanamente impossível abraçar o mundo, logo tive que recusar.

A melhor coisa desse trabalho foi a possibilidade de conhecer novas pessoas, novos métodos de trabalho, novos fornecedores, novos tudo! Aprendi muita coisa, passei muita raiva, me frustrei, mas no fim das contas foi uma experiência maravilhosa. Até parei pra repensar várias coisas que eu tinha como verdade absoluta e vários planejamentos que me pareciam racionais mas que na realidade não faziam muito sentido. Outra coisa interessante é que aumentou ainda mais minha vontade de renovar a vida, trabalhar com uma equipe, ter alguém acima de mim, não ser o principal tomador de decisões. Quando você é microempresário, como eu, convive com poucas pessoas além de seus clientes, o número de funcionários é restrito, e esses poucos são funcionários, não colegas. Após mais de uma década tive o prazer de ter colegas de trabalho novamente e isso foi muito legal! Estou pensando seriamente em colocar em prática ainda esse ano a ideia de trabalhar na minha área de formação, vamos ver...

As lojas tiveram um ótimo desempenho, mesmo com minha ausência. Fui nas duas lojas quase todos os dias, mas não consegui ficar muito tempo, foi tudo muito corrido, priorizei o outro projeto. Resumo: bom faturamento, uma avalanche de problemas pra resolver, principalmente na loja nova. Coisas que ninguém pode fazer por mim, burocráticas, que demandam tempo, paciência e dinheiro pra no final das contas não acrescentar em nada na empresa. Mais uma vez a ideia de tocar as lojas de maneira remota dos EUA me parece mais impraticável...

As lojas estão maduras, estáveis na medida do possível. Vou me livrar delas no médio prazo, portanto agora chegou a hora de me preocupar mais com meu bolso e menos com o crescimento delas. Chegou a hora de aumentar gradativamente as retiradas ao mesmo tempo que não investirei mais. Vou falar mais sobre isso em outro post, mas basicamente vou iniciar uma fase de "sangue-suga" das lojas.

Estou tendo que ter um sangue frio que jamais tive na vida. Tenho vários colegas com problemas em suas empresas, um pessoal do ABC está pra fechar uma pequena rede porque o faturamento caiu 70% em relação ao ano passado, graças as demissões e metalúrgicas em layoff. Conheci um gringo no meu prédio que está voltando pra "gringa" porque a empresa decidiu cortar os investimentos no Brasil. Preferiram amargar um prejuízo agora que investir em algo subjetivo. Enquanto essa quebradeira rola solta, minhas lojas vão muito bem, tenho até medo disso!!!

Espero dar mais atenção ao blog durante junho. Estou muito contente com os papos e o tipo de gente que tem aparecido por aqui (excluindo a galerinha vitimista do alfa X beta). Manter esse blog é uma das coisas mais legais que já me aconteceram, com certeza o que conversamos aqui influencia muito minha vida e as tomadas de decisões. Obrigado a todos!

53 comentários:

  1. Parabens Corey,

    Voce é um cara muito experiente, muito bom ser pé no chão e já se preocupar antecipadamente mesmo que suas lojas estão indo bem.

    Boa sorte na etapa "sangue suga" e espero o proximo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo, se todos estão indo bem e vc mal, ago está errado. O contrário tb é verdadeiro! Temos que ter um pé atrás e não empolgar por nada.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Boa tarde.
    Bacana seu blog. Voce tem lojas de que? Quando fala que vai se livrar delas refere-se a venda-las? Se for este o caso, o que pretende fazer a seguir?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não divulgo o ramo, tenho planos de emigração, por isso da venda das lojas. Dá uma olhada aleatória no blog que vc entenderá melhor.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. No meu prédio tem um engenheiro de minas australiano. Vai embora para o Chile devido ao custo das coisas no Brasil. Tem um belga que trabalha com comércio exterior e está indo embora para a França (foi demitido).
    E tem um engenheiro da Vale que foi demitido e um funcionário da Vale que está com o c... na mão.
    Não está fácil não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo fugindo de notícias como o diabo da cruz eu estou com medo, tá muito estranho o que está acontecendo...

      Excluir
  4. Fala grande corey, você acha que mesmo se você colocar um gerente comercial em cada loja e um diretor pra ambas supervisionando o trabalho destes e comandando a parte burocrática, você não consegue ir pros EUA e comandar seu negócio por lá?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digamos que a empresa consiga absorver esses custos, mesmo assim ainda é muito difícil pq não é o tipo de mão de obra que se encontra em qq esquina e é uma relação de extrema confiança, coisa que não se constroi do dia pra noite. Sem contar as burocracias governamentais que só o dono resolve. Dar uma procuração de plenos poderes pra alguém é complicado...

      Excluir
  5. Faço o mesmo caminho para o trabalho há anos e nunca vi tanta placa de aluga-se no percurso como tenho visto neste ano, fico impressionado.

    No próprio prédio onde minha empresa funciona eu conheço dois caras que estão entregando a sala e fechando suas empresas. Quando olho pro prédio de longe vejo várias placas de aluga-se pendurada nas janelas, umas 6 ou 7 só nas janelas da frente.

    Não senti os efeitos da crise na pele, mas ver os outros sentindo já me incomoda o suficiente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Madruga!

      Vejo o mesmo e assim como vc não senti a crise e tb me incomodo com a quebradeira alheia. Estou a meses pra visitar um colega que está quebradão, não fui ainda pq tenho vergonha alheia da situação dele. É triste!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Parabéns Corey,

    acompanho seu blog há muito tempo já, desde o início. Vc já reparou que nesse meio tempo você já mudou de ideia em relação a muitas verdades que você tinha como absoluta? O que a gente pode tirar de lição disso é: não existe verdade absoluta. Quando alguém nos apresenta um novo ponto de vista, mesmo que seja comprovadamente péssimo pra nós, pode ser ótimo pra outra pessoa (e vice-versa).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, mudei mesmo e continuo mudando, não tenho vergonha disso. Acho que hj sou uma pessoa melhor que a 3 anos e ainda tenho muito o que melhorar. Sempre gosto de ouvir o outro lado, como vc disse não há verdade absoluta.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Fala Corey!!

    Sou o cara que trabalha repassando serviços... Não sei o que está acontecendo também.

    Tenho amigos construtores, que dizem que é a pior fase que já passaram, vendas estagnadas, tenho amigos comerciantes, desde loja de roupas, sapatos, até floricultura, e dizem que as vendas minguaram, tenho amigos no mesmo negócio que eu, e dizem que está meio parado também.

    Mas eu nunca estive melhor.. como explicar isso? É claro que não fico me gabando por isso, mas crise é uma coisa que não existe pra mim (por enquanto, diga-se de passagem)

    As coisas são muito estranhas, eu tenho medo de falar que as coisas estão boas, mas a realidade é essa, sempre fui uma pessoa organizada, financeiramente falando, e parece que o momento está me presenteando. Estou até investindo, comprando terrenos.

    Acho que meu diferencial, é que eu não acompanho notícias. Não leio jornal, não vejo tv, apenas filmes, e vida que segue.

    A crise é psicológica.

    Me sinto confiante "sem saber" o que acontece ao meu redor.


    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, não sei se a crise é 100% psicológica, mas que isso influencia muito eu concordo. No livro O Poder do Hábito o autor relata que sempre as pessoas tentem a se sensibilizar em grupo, então se um grupo está em crise, o vizinho tende a acreditar que tb está e assim por diante. Faz sentido no momento que estamos passando...

      Fazer dieta de informação é subsistência hj em dia. Se vc começar a tomar decisões baseadas nos noticiários, o suicídio começa a parecer uma boa saída.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Investidor Libre2 de junho de 2015 23:10

    Corey,

    A fase de "sangue-suga" das lojas, não irá ocasionar em uma depreciação das mesmas? Já que você esta com o intuito de se livrar delas, quando isto ocorrer você não irá perder capital ao passá-las por um valor menor, já que elas estarão "no osso"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim e não. Depende de como isso é feito. Aguarde...

      Excluir
  9. Corey,

    Que ótima notícia que sua loja, mesmo no meio da crise, tem aumentado faturamento. Pouquíssimos negócios no Brasil hoje estão nesse ritmo. Tenho certeza que tudo isso é fruto de muito trabalho e dedicação da sua parte. Parabéns!
    No mais, é realmente visível os efeitos da crise. Tanto no percurso do trabalho, como o Seu Madruga falou acima, quanto na própria empresa em que trabalho. Todos com medo, todos comentando que o mercado tá ruim, que empresa X Y Z tá demitando X Y Z funcionários, que empresa A B C tá quase pra fechar. Até mesmo na própria empresa as pessoas tem a percepção de que as coisas visivelmente estão piorando. É muito complicado, chega até a ser um pouco assustador.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PR!

      Não sei se é somente fruto de um trabalho racional, acho que o fator sorte tb entra nessa equação com peso importante.

      É assustador mesmo, além de tudo isso q vc disse tenho percebido um número maior de curriculos deixados nas lojas nesses últimos dias.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Pra quem não curtia trabalhar, agora vc ta trabalhando sem parar e ainda por cima curtindo o momento.
    Parabéns e abraços Corey.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá S&P!

      Olha, pra falar a verdade eu ainda "não me encontrei", mas realmente hj em dia trabalhar está bem mais tolerável que a 4, 5 anos atrás. Atribuo isso a maturidade e experiência além, é claro, do maior ganho financeiro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Corey como vc faz pra colocar o lucro sobre determinada mercadoria?
    Coloca sempre 100%?
    Leva em consideração outra coisa além do preço de custo?
    Sou iniciante,essas coisas me confundem muito.
    Eu vendo mochilas,capas e acessórios pra moto,na net o lucro é menor,mas na rua to pensando em colocar um livro maior.
    Você acha que pro comércio aparência é bem fundamental? Chama vendas? Propaganda na porta tem que ser chamativa e tals?
    Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, esse negócio de 50, 100% não existe! Cada ramo tem uma margem média, cada produto tem uma margem média. Mesmo dentro de uma loja de um único segmento cada produto costuma ter uma margem diferente dos outros. Isso é baseado no mercado, desconto ganho do fornecedor, impostos, considere outras coisas como valor agregado (subjetivo), exclusividade, etc. produtos best-sellers costumam ter margem pequena e as vezes até negativa, produtos desconhecidos costumam ter margens maiores.

      Não manjo de e-commerce mas sei que na net o lucro sempre será menor por unidade, mas a despesa teoricamente tb é.

      Aparência é sim fundamental, aumentei bastante o faturamento de uma das lojas somente trocando a fachada. Propaganda no meu ramo não é muito relevante.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Obrigado. Eu percebi que tênis de marca, por exemplo,a margem é menor que produto de marca desconhecida. Só não sabia disso de margem negativa,pra mim nem existia, afinal como um comércio lucra com isso?
      Acho que propaganda é relevante o cliente vê e sente curiosidade e acaba entrando.
      Valeu

      Excluir
    3. A margem negativa acontece normalmente nas grandes redes em produtos como Coca-Cola, leite, gasolina. O objetivo é chamar atenção do público. Quem vai no mercado dificilmente compra só aquilo que tá em promoção.

      Sim, a propaganda é importante, eu disse que no meu ramo é pouco relevante.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Corey, me interessei pela fase "sanguessuga" pq tb estou entrando nela agora. O que me entristece é ver que minhas vendas caíram pela metade esse ano, Justo agora que vou apenas investir na aposentadoria e viagens.
    Ass. Rock

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queda de 50% é assustado, eu reveria a viabilidade do negócio.

      Excluir
    2. Estou no ramo há dez anos... Fiz vultosos investimentos e o ponto é excelente e fácil de gerenciar.
      Chega um ponto na vida do homem que ele percebe que não precisa mais correr riscos desnecessários e sim formar um pool de investimentos conservador. Vou ficar na expectativa dos posts sobre sanguessugas.
      Ass. Rock

      Excluir
    3. Leia o post do Soul: http://pensamentosfinanceiros.blogspot.com.br/2015/06/o-dinheiro-pode-aprisionar.html

      tem tudo a ver com isso!

      Excluir
  13. Coery, pela tua experiencia, dá pra tocar negocio sendo assalariado com horarios fixos em empresa? Digo isto porque queria uma fonte de renda extra e pensei em montar um negocio utilizando meu tempo livre. ABraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com toda certeza é possível, porém não dessa maneira que vc está querendo. Eu recomendo dedicação integral a empresa até ela se consolidar e vc ter experiência, depois arrume um trabalho por fora se quiser. Quase ninguém segue essa ordem por isso a maioria que tenta fazer isso acaba quebrando a cara.

      Excluir
  14. Corey, como é comprar ou vender uma empresa já existente? Pergunto isto porque eu sempre fico pensando que, se estão vendendo, é porque o negócio é furada. No Brasil é tudo muito escondido, não dá para o vendedor maquiar dados para passar a perna do comprador? Como não comprar "gato por lebre"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2012/04/empreendedorismo-comprando-uma-empresa.html

      No rodapé dessa postagem tem os links para as demais da série.

      Sim, dá para o vendedor maquiar os dados sem muita dificuldade, o mais importante é feeling. Infelizmente não tem muito o que fazer.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Força, Corey, o post está bacana.


    Rapaz, estou adotando sua dieta de informação, no meu caso compro o jornal Valor Econômico para saber dos balanços das empresas. Mas da imprensa comum é distância.

    A ideia de ficar longe de tragédias dos jornais e revistas é boa, muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ouso dizer que a dieta de informação está salvando minha vida e meus negócios, no momento atual, só assim pra não sair fazendo merda por aí...

      Excluir
  16. Fala, Corey,

    Existe "aluguel" de lojas? Pergunto se é possível um dono de loja alugar seu comércio para um outro comerciante. Dessa forma o dono poderia ficar recebendo aluguel e tocar a vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, existe, chama-se arrendamento. Tem post sobre isso aqui no blog, dá uma procurada...

      Excluir
  17. As crises serão ótimas oportunidades para quem tem um dinheiro guardado, uns fiis vai ser uma oferta de maravilhas.

    Quem não juntou na Renda Fixa vai sofrer. É a lei das finanças. Vai ter de vender carro bom, apto em bairro bom e ir morar mal e andar de ônibus.

    Tenho parente dono de empresa que está sofrendo na mão dos donos da Ambev, elogiada por muitos. Os donos da cervejaria eles são ótimos para dar calotes nos pequenos fornecedores.

    Os pequenos fornecedores de empresas grandes, em geral, são meio bestas, já que não compram fiis, Lcis. Eles ficam com a mentalidade idiota de que todo o lucro deve servir para comprar máquinas, ativos fixos que depreciam.Tudo existe para aumentar a empresa.

    O melhor é ser um pouco "sanguessuga" da empresae comprar ativos financeiros, pois estes não depreciam e têm pagam proventos todo santo mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FIIs são lindos até o dia que o governo taxar os proventos, aí virarão uma bosta do dia pra noite... Tenho vários, adoro a renda passiva deles mas tenho medo de aumentar a carteira por causa disso.

      Concordo, a maioria investe até as cuecas na empresa só pra faze-la crescer. Isso até faz algum sentido durante algum tempo, mas pra sempre é burrice. A empresa deve gerar renda não sugar grana do empresário.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Que calote a ambev dá nos fornecedores?

      Excluir
  18. Se a coisa apertar até quem é contra concurso pode vir a querer passar para o serviço público para escapar da fome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas isso já está acontecendo, basta ver o tanto de gente que quer a moleza dos empregos públicos.

      Excluir
    2. Acontece que se o governo vai mal eles vai abrir menos vagas.

      Excluir
  19. Quem tem dinheiro guardado costuma fazer a feta nas crises, pois compra muita coisa barata.Estoques, empresas são oferecidos com descontos maravilhosos.

    ResponderExcluir
  20. Corey, Você é do ramo farmacêutico?

    Tenho 3 farmácias de pequeno porte, e elas tem registrado um leve aumento no faturamento. Sou de SC, não sei se o mercado é parecido com o de SP, mas aqui vai bem.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não divulgo meu ramo. É o que sempre falo, esses ramos tradicionais como farmácia, mercado e açougue sofrem menos a crise pq vendem produtos que todos compram independente de crise ou não. Esses ramos não possuem boom mas tb dificilmente quebram.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  21. É muito bom saber que seus projetos estão indo de vento em popa. Acho que você deixou de sr endividado de uns 5, 6 anos para cá, não? Se for, foi um grande upgrade de vida em um curto prazo. Parabéns.
    Consegiui incluir de volta a sua rotina a academia e o inglês?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Adp!

      Bom te ver por aqui. Isso mesmo, mais ou menos esse tempo. Acredito que tive um bom progresso principalmente nos últimos 3 anos. Sim, voltei pra academia e inglês, estou todo dolorido e com a boca travada qd falo, mas isso já já passa.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  22. As pequenas coisas é que fazem a diferença, não faço questão de pagar mais, contanto que eu tenha um bom atendimento, e isso esta cada vez mais dificil, diariamente lido com funcionários desmotivados que nos atendem com mal humor. Isso é horrível, parece que eles estao nos fazendo um favor!

    Do jeito que você descreve o comprometimento que você tem com esses valores, talvez esteja aí o segredo do seu crescimento enquanto o Brasil enfrenta essa recessão.

    Abraços, sucesso!

    Adriano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou do mesmo jeito Adriano! Não me importo de pagar um pouco mais e ser bem tratado e comprar um produto de melhor qualidade. Um monte de gente é assim tb e com certeza esse é um dos motivos pelos quais meus negócios vão bem.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  23. Amigo o que acha pra um iniciante de investir em tesouro direto?
    Tenho um super cdb da geração de valor que me rende uma merrequinha,to pensando em investir em tesouro direto por lá mesmo.
    Acha furada essas corretoras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até onde sei se a corretora quebrar seu dinheiro continua intacto, mas é legal se informar direito. Tem gente muito mais gabaritada na blogosfera.

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.