quarta-feira, 24 de junho de 2015

Progredindo Dia a Dia

Meu amigo BBB escreveu dois excelentes posts recentemente sobre a importância de se progredir e nunca retroceder no que diz respeito aos aspectos financeiros e de conforto e sobre a "pseudo-frugalidade" de alguns caras ricos. Recomendo a leitura de ambos antes de continuar lendo o meu:

http://byebyebrazil.blogspot.com.br/2015/06/progredir-sempre-retroceder-jamais.html
http://byebyebrazil.blogspot.com.br/2015/06/frugalidade-de-rico.html

Pois bem , concordo completamente com meu amigo BBB, tanto que já toquei nesse assunto diversas vezes nesse blog, veja alguns posts a respeito:

http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2014/04/um-tranco-pra-sair-da-zona-de-conforto.html
http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2015/04/ate-quando-frugalidade-vale-pena.html

Acredito 100% que devemos gastar dinheiro pra ter dinheiro. Essa história de que todo rico é frugal, que rico de verdade não gasta dinheiro com luxos e coisas supérfluas é coisa de livro de auto-ajuda. É fácil convencer uma pessoa que o Fulano ficou rico morando na casa dos pais, andando de Mille pelado e com roupas puídas. Isso realmente acontece, conheço vários casos assim, mas na minha opinião essas pessoas são pobres com contas bancárias gordas o que não faz o mínimo sentido.

Quando adolescente trabalhei alguns meses pra um cara que estava criando um império de lojas, inaugurando 2 ou 3 lojas por ano, empregando um monte de gente, as lojas viviam cheias de clientes... O cara tinha seus 35 anos, casado, morava num quartinho na casa de 70m² dos pais numa periferia barra pesada. Andava de Gol "a ar" podre, de roupas puídas e levava marmita todo santo dia dentro do carro (comia na loja onde estivesse na hora do almoço). Saí da empresa do cara justamente por causa da mendigagem dele: atrasava salários, pagava menos que a média, exigia mil coisas que ele mesmo não dava exemplo, etc. Soube através de ex colegas que ele só foi mudar da casa dos pais uns 3 anos depois, passou a usar um carro decente (e blindado) após sofrer tentativas de assalto. Ok, o cara venceu, criou uma rede consolidada de lojas, mas nessa ânsia de ser o frugalzão perdeu mil bons funcionários, foi roubado por gerentes picaretas e pior, achou que poderia dar um nó na receita federal, levou uma cacetada de uma multa que estima-se ter sido na casa do milhão de reais. Resumo da ópera, hoje tem somente 3 lojas meio capengas. Cabeça de pobre!

Tenho nojo de pessoas mesquinhas, cara que tem grana, situação financeira bacana e estável e fica mendigando merreca. Cara que anda de carro sem itens de conforto e segurança só pra economizar gasolina, que como o próprio BBB disse, não dá gorjeta pro entregador de pizza numa noite chuvosa de sábado. Eu normalmente levo marmita pro trabalho mas isso não tem a ver com economia e sim com gosto mesmo, seu fresco com comida, prefiro comer aquilo que cozinhei e evitar surpresas. A economia é secundária. Claro que já levei marmita por economia, mas não preciso mais disso. Ter grana no banco não te faz ser rico, o que te faz ser rico é saber como gastar essa grana.

Infelizmente grande parte das pessoas não entende que não há absolutamente nada de errado em ter e gastar o dinheiro que você ganhou com seu trabalho. Tudo na vida é questão de equilíbrio, se você gasta dinheiro de maneira equilibrada está tudo certo. O fato é que todo mundo quer torrar dinheiro, todo mundo quer andar de carro legal, morar numa casa bacana e voar de executiva. O problema é que quem tem dinheiro pra fazer essas coisas é visto como criminoso, a não ser é claro que essa grana venha de meia dúzia de chutes que você dá, caso você seja jogador de futebol; ou 2 ou 3 shows que você faça caso seja cantor sertanejo. Aí tá tudo certo, você pode gastar. Mas ai de você, empresário, executivo fodão ou investidor se quiser comprar um Corolla zero... Você será tachado de prepotente, metido, esbanjador... Inversão de valores, a gente vê por aqui.

Já gastei e gasto dinheiro em prol de progredir minha qualidade de vida. Pago 3k de aluguel num apê de 1 dormitório pra poder morar bem, mas esse simples gasto já me proporcionou mais dinheiro que valor propriamente gasto com aluguel (veja os posts passados a respeito dos negócios que fiz com pessoas que conheci na região). A grana que já "torrei" em viagens (como meu familiares classificam essas despesas) me fez abrir a mente e ver que não sou obrigado a morar no Brasil pra sempre. Alugar um carro de luxo no exterior me fez perceber que itens de segurança não são frescuras, hoje não ando num carro que não tenha no mínimo 2 Air Bags e ABS. Por ter essa cabeça consegui convencer um parente próximo dessa importância, ele acabou comprando um carro com esses itens que considerava supérfluos, 2 dias depois eu estava visitando-o no hospital, com alguns ralados e dores pelo corpo por ter sobrevivido a um gravíssimo acidente que provocou perda total naquele mesmo carro.

Vejo pessoas com boas condições financeiras dizendo: "ahhh, só vou comprar um carro bom quando estiver rico", "ahhh, vou morar nesse apartamentinho da Cohab porque é barato", "não vou comprar esse vinho de R$ 30, prefiro tomar Tang"... Isso é ridículo e vergonhoso! Você não precisa esperar ficar rico pra usufruir das coisas boas e de qualidade. Você pode e deve começar a fazer isso agora mesmo, de maneira controlada, mas deve. A felicidade e bem estar são feitas de pequenas coisas, veja alguns exemplos de coisas simples que transformaram minha vida e me deixam mais contente:
  • Aquecedor de água a gás: banho de motel todo dia na sua casa
  • Cadeira de escritório tipo presidente: trabalhar sentado é um saco, que tal melhorar o conforto pra sua bunda?
  • Ar condicionado e aquecimento: conforto térmico faz toda a diferença! Tenho ar condicionado em casa, nas lojas e no carro. Pago a conta de luz com gosto sabendo que trabalhei melhor devido a esse conforto.
  • Carro com itens de conforto: ar, direção hidráulica e principalmente câmbio automático. Dirigir em São Paulo é um saco, então que seja da maneira mais confortável e de menor esforço possível.
  • Amaciante de roupas de qualidade: isso pode parecer ridículo, mas investir num amaciante de roupas bom, cheiroso e eficaz pode fazer diferença na sua vida. Vestir uma roupa cheirosa me deixa mais confiante. O mesmo serve pra perfume e estado de conservação das roupas.

Você vê que não é preciso grandes investimentos pra melhorar sua vida. Esses foram exemplos de coisas relevantes pra mim o que pode não ser pra você. Veja, meu amigo BBB só viaja de classe executiva, pra mim isso não é relevante. Cada um sabe onde consegue melhorar sua vida.

Sou minimalista, quer dizer que vivo com o mínimo de coisas necessárias, usufruo tudo o que tenho 100% e troco por algo de boa qualidade somente na quantidade que necessito e quando é necessário. Tenho um smartphone pré-pago de 300 reais que me atende 100%, ele já tem 1 ano e meio e continua totalmente funcional. Meus computadores também não são nada foda porque não tenho essa necessidade. Pra outra pessoa ter um celular bacana pode ser algo relevante. Se ela tiver dinheiro então por que não comprar um celular top? O que há de errado nisso? Nada minha gente, nada! Essa história de minimalismo também tem um viés muito chato. A maioria dos sites gringos relatam histórias de pessoas que vivem com 100 coisas ou possuem listas de coisas que possuem ou não, que possuem metas de colocar todas os bens em mochilas, etc. Esse tipo de coisa não é viável no longo prazo, não perca tempo com isso da mesma maneira que não perca tempo com essa história que você só pode ter um carro após a IF...

Comprei meu primeiro carro com 16 anos, desde então jamais fiquei a pé um dia sequer na minha vida. Cheguei a ter 3 carros, hoje tenho 1 mas não considero isso um regresso, muito pelo contrário, naquela época os 3 carros que eu dirigia pertenciam ao banco, hoje o meu carro (usado, 2009 porque não QUERO comprar um zero agora) foi comprado literalmente em cash. Progredi! Se você gastar dinheiro com sabedoria não terá grandes problemas, não sentirá muito no bolso ao comprar algo. Enfie na sua cabeça que "ser rico" é muito relativo, você precisa saber o significado disso pra você e então trabalhar em torno disso. Não esqueça que ter um emprego é sinônimo de ganho limitado, se você quiser ganhar mais dinheiro terá que empreender de alguma forma e dessa maneira alguns gastos são ainda mais irrelevantes. 

Progrida sempre, nunca regrida. Olhe sempre pra frente, pra cima, deseje mais, estipule uma meta e corra atrás dela. Se não tem dinheiro pra algo que você muito quer, descubra uma maneira de fazer esse dinheiro. Se dar por contente por ter algo razoável mas que não é necessariamente o que você quer é ser fracassado. Por outro lado passe por degraus intermediários antes de chegar no topo, não tente pular todos os degraus de uma só vez. Se você tem um Gol e quer ter uma BMW, trace um plano pra ter a BMW mas compre um Civic no meio do caminho, sinta o gostinho da melhora, isso te motivará. Se você mora em Guaianases e quer morar em Higienópolis, mude para a Mooca, depois pra Vila Mariana... Entendeu onde quero chegar?

Vamos jogar aberto aqui: eu e você gostamos de dinheiro, gostamos de luxo... Não vamos ser hipócritas em dizer que pensamos naqueles menos abastados porque não pensamos! Quando comprei meu primeiro sedã japonês  não fiquei pensando "ah, esse carro tá ótimo, tem gente que nem carro tem...", eu pensei: "esse carro é legal e confortável, mas uma série 3 não deve ser nada mal...". Isso não quer dizer que considero aqueles que andam de carro popular inferiores. Absolutamente! Eu respeito as pessoas e por trabalhar em comércio sei exatamente que o carro que você tem, as roupas que você veste não tem nada a ver com sua condição financeira e principalmente intelectual (necessário explicar porque muita gente não consegue entender isso).

Faça uma experiência. Vá ao melhor super-mercado da sua região, se você gosta de carne compre uma bandeja de filé mignon, se gosta de vinho compre um cabernet sauvignon chileno da casa dos R$ 40 pra acompanhar, uma taça nova, um prato branco novo. Compre uns temperinhos importados. Chegue em casa, coloque o melhor álbum da sua banda preferida (considerando que você é uma pessoa do bem e gosta de rock, claro, rsrs), tempere o bife, grelhe numa frigideira bem quente ou num grill elétrico. Sirva o bife para você mesmo no prato novo, experimente o vinho com carinho, tente identificar sabores... Você não gastará nem R$ 100... Depois você me conta...

Pra terminar acredito que devemos levar mais a sério nossas emoções e desconsiderar grande parte dos conselhos e ensinamentos de gurus e principalmente do que a massa pensa. A massa normalmente estará errada e você é senhor das suas decisões e desejos.

39 comentários:

  1. Grande texto corey , ando meio triste , tenho um primo que acabou de entrar em uma universidade federal , e logo de cara virou um comunista ferrado , tentei argumentar com ele como o comunismo é uma infecção na sociedade atual , e ele vendo como não poderia rebater meus argumentos , começou a falar que os capitalistas burgueses odeiam as minorias , e falou que por eu ser pardo ( filho de pai negro com mãe branca ) deveria ser um seguidor de marx e começou a falar sobre escravidão , burguesia , e a guerra civil americana e etc .

    Na hora fiquei sem reação ja que , desse assunto ja não manjo muito , tenho o sonho de um dia virar um empreendedor e sair desse bostil , mas dessa vez fiquei com esse complexo de vitimista que não conseguirei acender socialmente , em um dos posts acho que você falou que era pardo , será que teria alguma dica para me dar nesse momento ? Me afastar desse meu primo ? Tentar afastar esses pensamentos vitimistas da mente etc .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que merda, essas universidades lavam os cérebros da molecada. Infelizmente é difícil argumentar com essa galerinha, eles são estudados, sabem discutir e levar o papo pro lado deles e aí está o perigo... Eu já elimino logo do meu ciclo de amizades e deu!

      Cara, eu sou preto (como diria minha avó (negra), passou de branco é preto) e nordestino (não tenho sotaque pq vim criança pra cá). E o que posso dizer é o seguinte: o preconceito vem sim de dentro da pessoa. É preciso aprender lidar com algumas situações, um pardo tem sim mais chance de ser seguido por segurança dentro de loja e levar canseira da polícia. Preconceito? Claro que não! Isso é estatística, matemática pura. Mais pardos cometem merdas, logo os que não o fazem serão mal vistos...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Cara, esquece essa besteira de pardo, de negro, de minorias, de racismo, ou qualquer outro vitimismo que apareça
      Você pode até se sentir escanteado, ou sofrer bullying por isso, mas a única coisa que você precisa se lembrar é que você é homem e o que tem nas suas veias é sangue vermelho (não confunda com sangue petista pelo amor de deus)

      Cor só deve ser levado em consideração na hora de usar protetor solar se você for branco, e se for negro, nem tanto, mas é bom usar

      Senta a bunda na cadeira estuda pra caralho, no trabalho trabalhe pra caralho, e sempre tenha receitas > despesas
      você estará numa posição muito melhor em breve

      Excluir
    3. Eu também sou filho de um negro com uma mulher branca. Estudei a minha vida inteira em escola pública e quando fui fazer vestibular fiquei desesperado achando que eu não iria passar, tinha que fazer cursinho pra ter alguma change, mas não queria dar essa despesa pros meus pais. Minha mãe teve a ideia de alugar o meu quarto pra pagar o cursinho (nós morávamos próximo a uma universidade particular), eu topei e fui dormir onde era a despensa, logo surgiu a oportunidade de eu montar meu próprio negócio, um pequeno estacionamento próximo a faculdade, agora eu mesmo podia pagar pelo cursinho e nós tínhamos percebido que ter um pensionato de estudantes poderia ser muito lucrativo. Meus pais ganharam dinheiro com o pensionato e investiram em quitinetes para alugar para estudantes, o que garantiu a aposentadoria deles. Depois de um ano e meio de estudos eu passei no curso que eu queria em uma universidade pública. Trabalhei e estudei o tempo todo e hoje eu também tenho meus imóveis e estou buscando minha independência financeira com um padrão de vida bem mais elevado do que os meus pais conseguiram. As dificuldades muitas vezes aguçam nossa visão para as oportunidades que estão a nossa volta. Esqueça esse negócio de se vitimizar e pense em como atingir seus objetivos, como superar as dificuldades.
      Capitalistas burgueses não gostam e nem desgostam de minorias, a maioria das pessoas não dão a mínima pra sua cor. O capitalismo premia a produtividade e a inventividade, seja produtivo, identifique as necessidades das pessoas e provavelmente será um bom empreendedor.

      Carlos

      Excluir
    4. Bixo, eu tenho aquela cara de esteriótipo de baiano, baixinho troncudo e com cara de pobre.

      Na boa, relaxa, com esforço vc vence na vida. A única coisa boa da minha aparência é que os ladrões não se interessam por mim.

      Já sai de forró no meio da madrugada, bêbado e sem camisa. Os nóias nem ligam pra mim. A polícia passava devagar, como viam que eu não estava nem aí, continuavam a ronda.

      Estou bem até aqui e não me desgracei como a maioria dos meus amigos. Me baseando na idade e renda, estou até bem.

      Excluir
    5. Quem para com essa frescura de preto/branco/baiano/viado vai longe...

      Excluir
    6. Somos brasileiros, somos vira-latas, pois somos miscigenados como povo.

      Alegrias,
      Maluco

      Excluir
  2. Oi Corey, muito bacana e esclarecedor esse post... Irei compartilha-lo agora com os mês amigos.

    Abs

    ResponderExcluir
  3. Mestre Corey,

    Agradeço o apoio e também por citar meus posts aqui no seu nobre espaço.

    Era para ser um simples post motivacional, assim como você já havia escrito muito antes de mim, o problema é que muitos interpretaram isto como ostentação.

    Acredito que com tudo isso que você escreveu agora, a questão foi realmente fechada com chave de ouro.
    Mas enfim, cada cabeça uma sentença.

    Grande abraço e boas vendas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BBB!

      É um prazer cita-lo! A galera não consegue interpretar as coisas de maneira racional, acho que devemos sempre tentar abrir a cabeça dos outros.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Cara, até pouco tempo n sabia nada de politica. Aprendi muito gastando 10-15 min do meu dia assistindo um vídeo no Youtube, lendo alguma noticia nas horas vagas e pesquisando oq n sabia. Hoje em dia é difícil eu ser precionado por um marxista. Acredite, é incrível como um pouco estudo diário te muda em menos de um ano. Pergunte a opinião do seu primo e leia sobre o ocorrido quando tiver tempo. No final, o capitalismo tem seus problemas mas, o comunismo só espalha miséria. Bons estudos!

    Lobão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Lobão!

      Eu sinceramente não quero entender mais do que já sei (que é bem pouco). Não quero ocupar o espaço do meu HD cerebral com essas merdas.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Minha cabeça está assim sobre o Capitalismo x Socialismo x Comunismo: Mercantilismo, Revolução Industrial, Livre Mercado, Karl Marx, Welfare State, Guerra-Fria, Muro de Berlim. Pronto. Caiu o muro. Toda essas coisas perdem o seu valor para os dias de hoje no ano de 1989.

      Só existe uma coisa agora, chama-se: Sociedade de Consumo. Aplica-se tanto no Brasil, nos EUA, na China, no Zaire, em Cuba, na Finlândia.

      A escola do seu filho é particular porquê lá tem oferta de serviços na qual você opta por comprar, como escolas preparatórias para o vestibular ou escolas ensino médio-técnico. A escola do seu filho é pública porquê eles oferecem o básico de serviços necessários para o seu filho. E escola mesmo pública é paga, na dúvida pergunte aos 6,4% de impostos dirigidos a educação.

      Para mim Comunismo X Capitalismo X Socialismo são coisas do tempo em que "Eternal Flame" - The Bangles fazia sucesso. Infelizmente tem muito professor preso no tempo que perpetua a relevância dessas coisas obsoletas.

      @Lobão
      "A desvantagem do capitalismo é a desigual distribuição das riquezas; a vantagem do socialismo é a igual distribuição das misérias".
      -Winston Churchill, 1874-1965. O período histórico dele foi diferente do nosso.

      Abraço,
      Maluco

      Excluir
    3. E ai Corey,

      Considero responsabilidade de todo cidadão entender de política e economia cara, pra mim, o ensino médio deveria ter essas duas disciplinas. Como o povo pode exercer o seu poder, garantido pela constituição se não entende dessas coisas?

      Um abraço meu caro!

      Lobão.

      Excluir
    4. Maluco,

      A frase que vc deixou no final resume tudo, realmente muito boa mas, os professores das escolas públicas, nossos políticos e maioria da população vivem no "passado" que vc citou. Nossos políticos estão trazendo todo tipo de atraso pra nossa vida baseada nos ideais de ditadores sanguinários. Creio que é responsabilidade nossa travar essa guerra que, até agora, é ideológica (apesar do ditador Maduro já ter avisado que se a revolução falhar por causa do imperialismo Americano, virá um tempo de morte e massacre).

      Abraço,

      Lobão,

      Excluir
  5. Legal seu Post meu amigo Corey. Parabéns.

    Abracos e Deus te abençoe.

    S&P

    ResponderExcluir
  6. Texto perfeito! Equilíbrio e aproveitar as coisas boas que o dinheiro proporciona. Não penso duas vezes em pagar caro para comer e beber, desde que isso não impacto nos meus aportes e metas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos 2, adoro comer aquilo que tenho vontade o que não necessariamente tem que ser caro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Não faço questão de câmbio automático por gosto. Quando dirigi um achei estranho, dava tranco toda hora e senti que tinha pouca liberdade ao dirigir. Mas faça questão de ar, air bag e ABS. E gostaria daquele Controle de Estabilidade (ESP), mas parece que isso ainda é muito caro no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo como uma pessoa possa preferir se esforçar na hora de dirigir, não entra na minha cabeça... mas respeito, tem doido pra tudo, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Há a questão da necessidade e gosto. Uso um smartphone de 1500 reais, mas pq uso internet nele pra tudo, uso gps, wpp, facebook, email, fazer anotações rápidas, uso pra tirar foto e gravar reuniões/palestras. Gosto de um smartphone moderno e bom. E ainda uso como relógio e calendário, já que não gosto de relógio de pulso. Já meu pai usa um celular caixote de 150 reais pois só uso para ligações e sms. E ele tem bem mais patrimônio do que eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nesse ponto que quero chegar, se um celular de 1,5k é necessário pra suas utilizações e vc tem grana pra compra-lo porque caralhos vc teria que se contentar com o meu de 300 reais? Não faz sentido!

      Excluir

  9. Bacana o post, Corey.

    A questão é saber usar bem o dinheiro. Isso é tão importante quanto saber escolher boas ações.

    No meu caso, pretendo morar em frente ao mar com duas mulheres ao mesmo tempo, na mesma casa.É uma fantasia que pode ser extravagante para alguns, mas que pode ser proporcionada pelo dinheiro. Também quero correr na praia todo dia. Os proventos de fiis e os dividendos servem para me dar mais qualidade de vida.

    Num primeiro momento, em torno de 8 a 10 anos, será necessário aportar forte, plantar as sementes dos dividendos, mas depois haverá a colheita. Sem stress, sem trânsito.Tudo na vida tem seu tempo. A hora da fortuna chegará.


    Corey, o legal da Análise Fundamentalista é que ela foi inventada por um gênio, um liberal poliamorista, Benjamin Graham, professor do Buffet. Ele morou com duas mulheres, depois foi imitado pelo próprio Buffet. Esses, para mim, souberam usar o dinheiro.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua ideia pode parecer maluca num primeiro momento, mas no fundo é factível. Por que não?

      Excluir
  10. Carro é uma ilusão, certamente você é um dos inúmeros brasileiros fisgados por este mercado... pra mim não faz diferença, eu não passo nem meia hora por dia dentro do carro.

    Posso dizer com certeza que bens materiais são fundamentais para a felicidade, mas a maior parte do que as pessoas compram é futilidade e não agrega em nada, gasta-se muito e não se aproveita nada.

    A maioria das pessoas aqui no Brasil pensa justamente assim e é por isso que mais de 40% das pessoas estão endividadas e não conseguem pagar, o pior é que nem aproveitam o bem, simplesmente compram por apelo comercial. Sendo o carro o maior exemplo desse bem inútil, o trouxa compra o carro e não anda por não ter dinheiro pra gasolina.

    Sou favorável ao consumo sustentável, certamente progressivo, porém nunca fútil e inútil.

    Sobre o seu parente, certamente com o carro antigo não estaria se achando em alta velocidade e não teria se envolvido no acidente gravíssimo (suposição minha, pelas estatísticas provavelmente real), futilidade gera futilidade... ademais todos esses itens ajudam, entretanto não fazem milagre, vide esse cantor que morreu esses dias em um carrão cheio de airbags.

    Quanto à questão de curtir 100% do que você tem eu apoio totalmente, inclusive a degustação da boa carne e vinho, logicamente pra quem aprecia esses itens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A intolerância e incapacidade de analisar a realidade dos outros achando que somente a própria realidade é a certa estão destruindo o mundo.

      Se pra você carro é inútil, ok, ótimo pra vc! Eu até invejo essa situação, meu sonho é não precisar ter carro, porém entre carro e moto eu ando cerca de 3000km por mês, logo... Meu carro tem ítens de conforto e segurança e custa menos que um popular zero pelado. Devo ser burro mesmo pq paguei em dinheiro vivo.

      Quanto ao meu parente ele realmente estava aproveitando toda a potência do seu ultra mega master super foderoso 1.0 quando um caminhoneiro dormiu ao volante e o atingiu de frente...

      Excluir
    2. Tanto é que ítens de segurança não fazem milagre nem diferença que o motorista do tal cabra que morreu se salvou por estar usando cinto...

      Excluir
    3. Pois é Corey, desculpe minha exaltação no post, foi mal.. é que fico meio irritado com essa super cultuação do carro e do consumo.

      No seu caso, andando tudo isso, acho que tá certo em investir em um veículo bom mesmo...

      Abraço

      Ps.: acho que seu parente tem é sorte, sorte no azar, mas sorte.

      Excluir
  11. Gaste seu dinheiro aonde gasta seu tempo.
    Vc dorme 8h por dia, o colchão é mais duro que o chão, não pode ligar o ar, não compra uma cortina com blackout, nem outros mimos para conforto...trabalha horas sentados e sua cadeira é aquela mais barata do walmart/extra...seu banheiro é um lixo, não compra uma grelha elétrica, microondas ou air fry, pra facilitar a vida na cozinha.....
    Tudo isso pra ter um carro parcelado, sair pros lugares mais caros, enfim, sacrifica seu conforto pra aparecer pros outros. Cada um tem seu jeito, sua rotina, então tem que avaliar aonde gasta o tempo, para gastar o dinheiro.
    Dessa subjetividade, vemos que o valor é subjetivo e pessoal, o Corey da o exemplo do carro, alem de horas sentados no engarrafamento, quem precisa tem que ter um carro confortável e seguro. Eu não preciso, então, um Porsche ou fusquinha são gastos supérfluos, independente do valor. Por outro lado, em um ano, comprei um Wii U, montei um PC de uns 4k, comprei uma TV Sony de alto nivel, headphones da superlux/Akg e todo mês compro jogos, pro Corey isso é dinheiro jogado fora, hj, pois amanhã ele pode tá gastando mais que eu , e eu com uma lamborghini. Subjetivo, mudanças devem ocorrer, antes disso eu tava comprando jogos de tabuleiros, jogando com os amigos, gastei uma nota importando vários jogos, ta tudo guardado agora.

    Anon Foda-se Foda-se Foda-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente ponto de vista! É bem por aí, vc deve sim gastar dinheiro naquilo que é relevante pra sua vida, naquilo que pode trazer melhoria na qualidade de vida. Eu preciso de um carro, além de me deslocar entre uma loja e outra Bia e eu viajamos bastante, logo ter um carro confortável e seguro é fundamental, pra quem não precisa de carro, tanto faz.

      Não digo que grana gasta com games é dinheiro jogado fora, eu não gosto mas isso não quer dizer que vc não deva gostar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Concordo que a gente tem que gastar com coisas que acrescentam a nossa vida. Como sou uma pessoa simples quero só ter liberdade pra cuidar do corpo, fazer alguns hobbys e empreender em algo que gosto mas, tem gente que só é feliz se tiver atividades que custam mais (como meus hobbys são artes marciais, música e desenho/pintura n preciso de muito pra viver). Isso é de cada um no final das contas.

      Lobão.

      Excluir
  12. Se você não precisa do carro para trabalhar, mas apenas para ir ao trabalho, recomendo muito experimentar ir um dia de bicicleta.
    Comecei mês passado e percebi que é um caminho sem volta.
    Antes de tentar, tinha todos os receios ou ressalvas de quem nunca tentou: não é seguro em SP, a topografia da cidade não ajuda, vou chegar suado, etc, etc.
    Percorri o caminho em um final de semana, por causa do menor trânsito, e me surpreendi ao ver como era fácil, rápido, seguro e divertido.
    Hoje em dia, quando tenho que ir de carro (dias em que tenho de levar as crianças ou fazer um trajeto mais longo), sinto uma profunda tristeza de não estar na bicicleta.
    Ainda que você seja fã declarado do carro e do conforto, sugiro fazer o mesmo pelo menos uma vez para experimentar.
    Se não gostar, é só voltar para o carro no dia seguinte e tudo volta ao normal.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes eu faço isso, mas só é possível pra uma das lojas pq ela fica relativamente perto e com uma topografia aceitável, pra outra loja não rola, é preciso subir e descer morros, encarar túnel... enfim... não é factível. Recentemente comprei uma moto pequena o que ajudou muito no ganho de tempo.

      Tenho chuveiro nas lojas e incentivo os funcionários a usar bike, aos poucos eles vão aceitando a ideia. O cenário ideal pra mim seria usar apenas bike e transporte público.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Legal saber.
      Apesar de não ser o foco do blog, escreva um post sobre isso.
      Usar mais a bicicleta e menos o carro não deixa de ser uma das muitas formas bacanas de se economizar.
      Seria legal ver esta discussão pipocar nos blogs de finanças.

      Excluir
    3. Não só economizar, fazer exercício e aumentar a energia.

      Excluir
  13. Concordo com o Anon de 13:22. Quando tiver grana terei duas mulheres na mesma casa ou esposa que aceite minhas amantes e aventuras.

    Bu... (plural) são dinheiro mais bem gasto. do mundo. Entrei na bolsa para pegar várias.rssss

    Por isso o Warren Buffet vive rindo nas fotos, teve duas mulheres ao mesmo tempo, o coroa investiu em xo......rsssss

    Abs, Corey,

    ResponderExcluir
  14. Corey,

    A maior pobreza é a de espírito. Eu adorava comer em Belo Horizonte num restaurante muito famoso chamado Bolão. O nome do prato era "ROCHEDÃO" (um prato feito, ou PF, de uns 5 reais que era delicioso! Ovo, bife, arroz, feijão, tomate, alface) e que gente graúda ia lá para conhecer, como a galera do Skank, do Sepultura, Dadá Maravilha... e o o local é um bar limpo, mas de aspecto extremamente simples e de periferia! Com samambaias penduradas, KKKK. Cara, comia como um rei! Comida da melhor qualidade e preço. Nem por isso deixava de ir num bom restaurtante, mais chique.

    A vida é isso: levamos dela aquilo que procuramos. Quem procura avareza e pobreza sempre, vira um pobre também. Dinheiro tem que trazer conforto, ele não não trás felicidade mas pode potencializar a felicidade. Ter dinheiro implica em poder usufruir do mesmo, frugalidade serve como maneira de se aumentar patrimônio evitando gastos supérfluos, mas o que é supérfluo para mim pode não ser para você!!! Eu não ando de skate, para mim comprar um é burrice... mas para o cara que gosta, ele ficaria extremamente feliz com um skate Powell Peralta!

    Para quem tem 2 milhões de reais de patrimônio e tem educação financeira, comprar um carro de 1 milhão é loucura. Mas se você tem 20 milhões, gasta por mês 40 mil reais de despesas fixas, ganha de proventos 200 mil reais, pode muito bem comprar um carro de 1.000.000,00 em 10 parcelas fixas de 100.000,00 reais RINDO A TOA!

    Tudo é questão de tempo, preferência, necessidade e as vezes, de se dar um belo presente! Quem não enxerga isso ou é cego ou bitolado. Sou frugal, pois se guardo mais de 50% do que ganho todos os meses, não posso ser chamado de algo diferente. Parabéns pelo post. Tamo junto!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.