sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Sucesso é Pra Quem Merece

Muitos de vocês devem conhecer o "Carlinhos Troll", um brasileiro que emigrou aos Estados Unidos em 2011, começou a fazer vídeos para o YouTube como uma maneira de passar o tempo e registrar seus primeiro dias na América. O canal cresceu devido aos interessantes vídeos de comparações entre EUA X Brasil e seus vlogs registrando o dia-a-dia da vida de um casal de brasileiros na América.

Carlinhos foi privilegiado, desembarcou nos EUA já com o Green Card em mãos (sua mãe é casada com um americano e aplicou para seu green card, que saiu 7 anos depois), mas nem por isso é menos merecedor da vida que tem. No Brasil o cara estava na pindaíba, foi parar nos EUA porque não tinha muito o que perder, foi tentar a sorte, uma vida melhor. No começo trabalhou pesado, na construção civil, empurrando carrinho no estacionamento do Wal Mart em baixo de sol e neve, lavou carros e paralelamente a isso começou um pequeno negócio de importação e exportação. Mandava itens como celulares, relógios e óculos para o Brasil. O negócio foi crescendo junto com o canal. Ano passado com o lançamento do PlayStation 4 a coisa explodiu, o cara foi sem dúvidas um dos maiores vendedores de PlayStation do Brasil! Fruto claro aos R$ 4 mil cobrados pelo aparelho no país das bananas, mesmo pagando tributação, o importado direto sai mais barato (isso vale para várias coisas).

Quando chegou aos EUA Carlinhos morava no sofá da sua irmã e andava a pé, foi presenteado com uma bicicleta, comprou um Pt Cruiser financiado. Mudou para um apartamento pequeno, depois para uma casa geminada, trocou o Pt Cruiser por um Corolla, a casa pequena por uma casa grande na Flórida e novamente o Corolla por um Prius. Em breve comprará sua casa na Flórida. Seus negócios vão muito bem, obrigado, recentemente contratou seus primeiro funcionários, está pensando em alugar um galpão para sua empresa até então sediada na sua casa.

Hoje o cara tem 300.000 inscritos no YouTube, uma marca considerável. Assista o vídeo comemorativo desse milestone abaixo:


Me identifico muito com o Carlinhos e a Carol, sua esposa. Ela foi a responsável por mante-lo de pé durante os momentos de depressão no começo de sua vida na América. Ele sempre conta de um episódio onde ela ficou 12 horas seguida no telefone enquanto ele trabalhava sinalizando o caminhão que tira neve das ruas na Virgínia, em baixo de temperaturas negativas. É galera, ainda existem mulheres bacanas....

Outra identidade que tenho com ele é o fato de termos mudanças de vidas mais ou menos na mesma época. Enquanto ele chegava nos EUA, eu vendia minha primeira loja e estava no período sabático. Nesse meio de tempo ambos conseguimos ter um progresso de vida considerável. Coincidência? Não, é trabalho mesmo! Ambos trabalhamos para chegar onde estamos, não esperamos cair do céu, o governo criar uma bolsa ou os "alfas" terem misericórdia da gente. Nossa principal diferença é que ele está num país onde se valoriza o empreendedor, onde há liberdade pra ganhar dinheiro, onde o sistema tributário é claro, onde há segurança... Pra você ter uma ideia, o cara consegue comprar direto da Sony! Porra, quando que no Brasil um empreendedor de garagem (literalmente) consegue ter a Sony como fornecedor?

O sucesso só vem pra quem merece (leia trabalha), pra quem vai pra cima, encara de frente sem mi-mi-mi e frescurite. Se você ficar se vitimizando será um bosta pro resto da vida, se você se mexer corre o sério risco de ter sucesso.

Espero sinceramente que o Carlinhos continue cada vez melhor, ganhando mais dinheiro e sendo mais feliz, ele merece, eu também!

13 comentários:

  1. Nós merecemos, ótimo post corey!

    ResponderExcluir
  2. Pois é caro colega

    Já morei nos EUA por 4 anos ilegalmente (era menor de idade e foi decisão dos meus pais irem para lá assim) e me arrependo muito de ter voltado.

    Se tivesse ficado lá mesmo como ilegal hoje teria 10X mais coisas e qualidade de vida do que tenho no Brasil.

    As vezes penso em voltar e ficar ilegal, mas não me encanta a ideia se não ter nenhum direito. Por isso estou trabalhando e empreendo no Brasil para juntar pelo menos uns U$250mil e ir para lá comprar um Apartamento e montar uma empresa pequena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom relato! Todos falam que a vida do indocumentado não é tão ruim quanto pintam por aí... Desde que o cara viva num estado favorável, não faça cagada e trabalhe honestamente dificilmente terá problemas.

      Boa sorte nos seus planos!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Os países cujos governos interferem menos na vida do cidadão são os que mais prosperam.

    O sucesso de um país é fruto direto do sucesso dos seus habitantes.

    ResponderExcluir
  4. Grande Corey. Quanto tempo!

    Ótimo texto e vídeo excelente! É isso mesmo, merecermos ser felizes! Um abraço.

    Guimarães.

    ResponderExcluir
  5. Nao consigo entender porque as pessoas se apegam tanto ao emprego. Se voce for despedido acabou! Não importa se vc trabalha no Goldman Sachs... Uma hora a casa vai cair pra esses concurseiros, essa estabilidade q o estado brasileiro criou eh insustentável...

    Essa ideia de depender somente do emprego eh abonimavel para mim, apesar de ter emprego tenho outras fontes de renda como investimentos e um microsite de revendas. Essas duas fontes de renda me geram atualmente 40% do salário. Mas pra isso, enquanto as pessoas vao descansar apos o horário de trabalho eu continuo trabalhando. Ja ouvi uma frase que o que te diferencia das pessoas eh o q vc faz a noite, pq de dia tds são iguais

    Cada vez mais me tento a largar o emprego e me dedicar somente ao meu projeto, alem de ganhar as retiradas mensais (como o Sr. fazia com sua empresa) ainda ganhamos a variaçao no crescimento da empresa. Pretendo fazer isso quando meus aportes nesses projetos me gerarem o valor igual ao meu salário.


    Um abraco e excelente fds!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensamos de maneira bem semelhante. Não sei pq as pessoas se apegam com qq coisa! Tem gente que trabalha 30 anos na mesma empresa apertando o mesmo parafuso, tem gente que mora a vida toda no mesmo país, estado, cidade, rua, casa, quarto!!! Meu Deus, isso não entra na minha cabeça.

      Tb acho que todos devemos ter ao menos 1 fonte de renda além do emprego, isso é segurança.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Parabéns! Cheguei pelo google pelo seu artigo do Visto L1 e estou degustando da sua fibra moral. Parabéns pelo vlog

      Excluir
  6. Muitas pessoas se prendem em apenas uma coisa ,um emprego, não procura nada a mas além disso, o mundo é grande e temos muito a desfrutar, so ter força de vontade e buscar sempre o algo (A MAS),, isso te faz diferente no meio da mutidão,...

    abrcs Corey

    ResponderExcluir
  7. Interessante história. Parabéns ao Carlinhos.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.