sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Vídeo - "Por que eu não vivo no Brasil?" - por Alex

O Alex é dono de um interessante canal no Youtube chamado America Uncut, ele mora nos EUA a muito tempo, ficou fora de status, se legalizou por casar com uma cubana e hoje leva uma vida tranquila trabalhando na construção civil no sul da Flórida. Seus vídeos são interessantes porque ele não é um vislumbrado recém chegado aos EUA que acha tudo perfeito, como o próprio nome sugere, ele conta a verdade, sem cortes, do que é viver na América (mi mi mi, Brasil também é América! Vai se foder!).

Esse vídeo que apresento a vocês hoje é o mais recente onde ele argumenta o porquê não quer mais voltar a viver no Brasil. Contra fatos não existem argumentos, e é impossível não concordar com as razões relatadas por ele. Esse vídeo veio a calhar com o assunto debatido aqui nesse blog nos últimos dias após minhas postagens sobre os empresários que estão deixando o sucesso financeiro no Brasil e mudando pra outros países e minha breve análise das cidades pequenas da Flórida. Alguns comentários questionaram-me da vida "sem graça" que se vive nos EUA, onde as ruas são limpas, planejadas, sem buracos; onde as pessoas não ficam se agarrando e gritando umas com as outras nas ruas; onde você não frequenta a casa dos amigos com tanta frequência como no Brasil; onde supostamente a comida é ruim, etc.

Acredito que tudo é uma questão de valores e preferências, tem gente que realmente gosta de bagunça, gosta de viver rodeado de "amigos", de beber 3 vezes por semana, de frequentar a casa do vizinho, de fazer churrasco todo domingo e chamar quem quiser ir, que gosta de carnaval e suas consequências como praias e estradas lotadas, disseminação de DSTs, de desfiles repetitivos das escolas de samba, etc. Essas pessoas estão erradas? Não, claro que não! Há gosto pra tudo... Particularmente eu prefiro uma vida "sem graça", pagar que seja 50% de impostos mas ter retorno, viver numa cidade planejada onde é possível se deslocar sem GPS porque a localização das ruas é óbvia; eu jamais recebo amigos em casa, fazemos reuniões em bares e restaurantes. Aliás, nem tenho tantos amigos, boa parte dos meus amigos de verdade não estão mais no Brasil (seria coincidência?), portanto fazemos "churrascos virtuais por Skype" pra confraternizar...

Eu sempre digo uma coisa: se você visitar um país de primeiro mundo, seja EUA, Canadá, países da Europa (por mais fodidos são melhores que o Brasil) e não sentir a mínima vontade de morar lá é porque seu lugar definitivamente é o Brasil. E se você está morando num país desses e só reclama, se tudo está ruim, se você não consegue conviver com pessoas "frias" (eu prefiro chama-las de educadas), fique a vontade, o Brasil te espera e ao menos que você renuncie a cidadania brasileira, você poderá morar aqui a qualquer momento. Faça esse favor pra você, pra sua família e amigos (tenho certeza que eles sempre preferirão que você esteja por perto) e também aos brasileiros que querem e gostam de viver no exterior, deixe-os viver a vida por lá em paz.

Segue o vídeo do Alex, insisto para que assistam até o final, vale a pena pra todos, para reforçar a ideia de sair do Brasil para quem, como eu, deseja e também para abrir os olhos dos vislumbrados pelas terras tupiniquins.


23 comentários:

  1. Corey,

    Não assisti o vídeo ainda, contudo, é fato que o Brasil é um lixo. Não precisa ser um gênio para perceber isso. Nunca fui aos EUA, mas meu irmão trabalha em uma grande empresa americana e vai para lá frequentemente.

    Enfim, assim como você, sinto-me um peixe fora da água aqui. Eu não gosto de Carnaval, sou uma pessoa discreta, reservada, séria, que respeita o próximo, ou seja, nós não somos os típicos brasileiros médios HUEHUEHUE.

    É uma pena que moremos nessa porcaria chamada Brasil, cuja população é a mais analfabeta, burra e ignorante do mundo. O fato é que os EUA são o país mais foda do MUNDO! Eles tem que bater no peito e ter muito orgulho disso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala IL!

      Assista, é muito bom!

      Sou totalmente um peixe fora d'água, não me sinto parte dessa cultura e desse lugar, não dou o mínimo valor pra coisas que a maioria dos brasileiros idolatra e não entra na minha cabeça como podem ser tão mal educados e topeiras, o jeito é se mandar mesmo.

      Os EUA tb tem defeitos, e não são poucos, mas lá se consegue ter uma vida digna muito mais facilmente que aqui.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Coreu, pode levar mais uns 5 anos, mas definitivamente vou sair do Brasil. Isso aqui é a escória do mundo. Estou na Holanda, parece quem estou em outro planeta. Transporte público funciona, bicicletas aos milhares, povo educado, nunca fui tão bem recebido por um oficial da alfândega em toda minha vida: sorriso no rosto, dando informações aos turistas e super simpático com toda minha família. Igual quando chego nos aeroportos do Brasil (aeroportos? Não, nós temos chiqueiros caros e ineficientes).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande HM!

      Amsterdã é uma cidade muito especial mesmo, não me imagino morando aí, mas é de uma singularidade muito interessante. Não dá HM, a gente é diferente, a gente não compactua com a palhaçada toda que vivemos aqui.

      Abração e boa viagem!

      Corey

      Excluir
  3. Desculpe pelos erros de digitação, saiu "Coreu", saiu "quem estou"... kkkkk, maldito corretor ortográfico...

    ResponderExcluir
  4. Sabe Corey, esses dias eu estava pensando justamente isso que o Alex falou no vídeo. Mesmo sem ter visto o vídeo anteriormente, eu estava pensando: Por mais que você tenha dinheiro no Brasil, você continuará a viver... no Brasil. Estará sujeito a violência (tanto do governo com suas extorsões na forma de impostos, quanto da violência das chamadas vítimas da sociedade), sujeito a má educação do povo brasileiro, sujeito ao desrespeito e a má estrutura do país em diversos setores. Eu, como agente de segurança pública, comecei a refletir que, infelizmente, não existe mais nenhum lugar em que você possa viver com uma boa qualidade de vida como a descrita pelo Alex. Nem os condomínios, outrora sinônimo de segurança, de um um ``mundo a parte´´ à realidade brasileira a alguns tempos deixou de ser toda essa fortaleza que tanto falavam. Para você ter ideia caro amigo Corey, enquanto grande parte do povo brasileiro se preparava para o carnaval hoje a tarde. Eu estava atendendo uma ocorrência de um roubo (assalto ``a mão armada´´) de uma residência dentro de um condomínio dito de alto padrão. Entraram na casa do sujeito e roubaram joias,dinheiro, pertences, enfim fizeram uma verdadeira limpa na casa dessa pessoa. E o pior, o proprietário, não sei se já anestesiado diante de tanta violência ou pelo conformismo da situação do caos da segurança pública, ainda nos falou que ficou no lucro, porque nem ele, nem sua mulher e nenhuma de suas duas filhas estava em casa na hora do roubo. Situações de assaltos, tráfico e consumo de entorpecentes acontecem em condomínios quase que com a mesma frequência de um bairro ``comum´´, detalhe que isso não foi nem em São Paulo e nem Rio e sim no Interior. Ou seja, se você quiser ter um carro importado você tem blinda-lo. Se quiser morar em um condomínio, você deverá ter os mesmos cuidados com sua segurança do que num bairro de periferia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensamos de maneira semelhante, o que vc disse é igual o cara que ganha dinheiro mas continua vivendo na favela, não tem o que justifique isso, acho que a pessoa tem sempre que buscar algo melhor pra sua vida.

      Olha, eu nem gosto de comentar sobre crimes pq sou supersticioso. Infelizmente existe um limite do que podemos ter no Brasil, mesmo se tivermos dinheiro pra ter um carro top, não podemos pq a bandidagem não deixa e como vc disse, a hora que dá uma merda todo mundo ainda acho normal... tudo errado!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Tenho vergonha de ser bostileiro(brasileiro) , um país infelizmente dominado pela bandidagem , máfias , corrupção , políticos aproveitadores , traficantes , drogados , estupradores , pedófilos , ignorâncias mil , etc., etc.. Aqui , não tem cadeia para tanto bandido! Se enforcassem todos , mesmo assim , apareceriam outros tantos...enfim, sem falar na Saúde , educa
    cão precárias ,imposto encima de imposto , cagadas monumentais de governo ,sistemas falidos(carcerário etc, etc...) Ufa vou parar por aqui pois senão fico mais louco ainda!!! Quem puder sair disso aqui , que o faça imediatamente e com certeza será mais feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nada que vc disse que não seja verdade, infelizmente!

      Excluir
  6. Fala Corey

    O video desse cara ai, como de muitos outros brasileiros que estão vivendo lá fora mostra mais do mesmo. Segurança, qualidade de vida, meritocracia, etc. Tem certos brasileiros que não servem pra viver em um ambiente assim, não tem como. E é bom mesmo que fiquem por aqui, tanto que eu nem fico fazendo muita propaganda de EUA e Canadá no meu blog, pois sinto que se começar a encher muito de brasileiro, a coisa piora.

    Aqueles que gostam de ser patriotas, barulho, bagunça, feriado, carnaval, não gostam de "chatisse", etc, como vc citou, merecem ficar por aqui mesmo. Eu não conhecia o canal desse cara. Vou ver outros videos dele depois.

    Bom post. Pra calar a boca dos brasileiros patriotas.


    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Rover!

      Vc tem razão, não tinha parado pra pensar nisso, o lance é não fazer propaganda mesmo... Qd eu for pretendo ficar o mais distante possível da colônia brasileira, tenho consciência que no começo pode ser necessário, mas assim que possível sairei fora.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  7. Não sei se você acompanha o blog www.oantagonista.com , mas ele postou exatamente o mesmo post que o seu, sobre o Rolando Massinha. Passa lá pra ver depois.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Corey. Concordo 100% em tudo que você escreveu. Por ter um ponto de vista igual ao seu, me sinto um ET morando no Brasil. Eu não gosto de carnaval, futebol e bebedeiras e por isso sou diariamente criticado por não ser igual a todo mundo. Enquanto tiver carnaval, putaria e BBB o brasileiro vai estar satisfeito, porque isso é tudo que lhe interessa.
    Prefiro 1 mil vezes, morar num pais seguro, calmo, “sem graça” do que morar aqui.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Confesso que fiquei surpreso com a informação do video de que um plano de saúde custaria U$ 50.00 mensais.
    Isso de fato é verdadeiro?
    A pergunta pode parecer boba, mas o "boato" é que planos de saúde nos EUA seriam até mais caros do que os bananenses.
    Att,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb achei estranho, mas o sistema de saúde lá é tão complexo que não duvido que exista algo assim, sem esquecer que a esposa dele é cubana e que cubanos muitas vezes tem mais direito que os próprios amercianos...

      Excluir
    2. Os planos de saúde de lá são focados nas empresas. Planos empresariais. Então quem tem emprego paga bem pouco. Quem estiver desempregado, se for cidadão legalizado, tem acesso aos subsídios do Obamacare. Mas quem é imigrante ilegal se ferra, tem que pagar caro. Um plano equivalente aos brasileiros (ampla cobertura, sem carência, sem co-participação) pode custar 200 a 600 dólares a depender do local e da idade. Entretanto, mesmo nesse terceiro caso que são os mais prejudicados ainda ficam em situação BEM melhor que o brasil porque: a) esse custo equivale a metade do salário mínimo, ou seja, pesa no bolso do americano menos do que pesa no bolso do brasileiro; b) Mesmo que você não tenha plano de saúde e não tenha dinheiro para pagar a conta, se sofrer um acidente você VAI SER ATENDIDO e depois eles vão cobrar a conta, que vai ser cara. Mas a pessoa não vai nunca morrer por falta de atendimento como ocorre no Brasil. Como se pode ver o capitalismo selvagem, afinal, trata as pessoas com muito mais dignidade do que o socialismo paternal que temos no Brasil de "saúde gratuita para todos" (leia-se: sistema de saúde a preço de "saco sem fundo" insustentável, burocrático, corrupto e que só tem como piorar)

      Excluir
  10. Olha, eu acho que o que mais me preocupa é o tipo de sociedade que estamos construindo, baseado na inversão de valores. Eu não sou contra os programas sociais, temos uma dívida enorme com setores da sociedade que realmente foram desfavorecidos pelos seguidos governos corruptos e ladrões que tivemos através das décadas, não é de agora que o Brasil massacra os seus cidadãos, isso é histórico. Mas o que mais me preocupa é que, quer queira ou não, houve melhora significativa do padrão de vida do brasileiro e isso não se reflete em um comportamento de quem saiba viver em sociedade. Hoje temos mais da 90% da população frequentando a escola, mas não vemos essa mesma escola formando cidadãos pensantes e que saibam formar a própria opinião, mas sim mão-de-obra barata para movimentar a economia e serem submissos, enfim, trocamos o analfabetismo clássico(o que não sabe ler/escrever) pelo analfabetismo funcional(completa alienação do sentido da sociedade). Outra preocupação é o cartaz que se dá para a vagabundagem e a bandidagem, enquanto o cidadão comum trabalhador e pagador de impostos é tratado como um imbecil. Não é admissível um cidadão que comete um crime hediondo e de grande comoção merecer um bloco inteiro de um programa como o Fantástico ou o Domingo Espetacular, não é admissível existirem programas como o do Datena ou o Cidade Alerta, não é admissível um funkeiro que canta obscenidades receber o interesse de tantas meninas(e não estou falando de faveladas, tem muita menina criada com lenço umedecido nessa leva) e ser decantado como um representante da cultura nacional, não é admissível um traficante ou um assassino preso ter fila de garotas querendo transar com ele, não é admissível uma mãe fazer festa ao receber a notícia de que a filha adolescente vai ser mãe solteira, não é admissível a vida de um cachorro causar mais comoção nacional do que uma vida humana ceifada pelos altos índices de violência, não é possível criarem leis para protegerem determinadas categorias/minorias da sociedade e assim criarem grupos de diferenciados, enfim, etc e etc... Enquanto isso, porra, o que sobra para o cidadão comum? Ter 70% do seu salário consumido por impostos e contas intermináveis? Ser destratado por um funcionário público(sei que há os bons) vagabundo que caga e anda para o fato de que o salário dele é pago por nós? Viver com medo, enclausurado? Passar intermináveis horas preso em congestionamentos por culpa de governantes que estão se lixando para a falta de infraestrutura? Ser obrigado a pagar escola particular para o filho com mensalidades altíssimas porque tem medo que seu filho sequer volte vivo da escola pública, que por sinal tb é paga com os nossos impostos? Ser obrigado a pagar um plano de saúde com valores abusivos por medo de morrer em um corredor de hospital público? Cara, é tanta coisa errada que realmente é de se entender quem quer sair daqui. Eu não tenho opinião formada sobre isso, gosto muito do Brasil, mas confesso que a idéia de sair daqui vem com força de tempos em tempos e não duvido nada que essa idéia venha a prevalecer no futuro. Não sei, gostaria de ajudar a mudar as coisas aqui, mas sei que pertenço a uma minoria e está cada vez mais difícil remar contra a maré. O caminho para mudar isso seria a política, mas não vejo nenhum partido capaz de operar essa mudança e as poucas pessoas capazes que temos estão no limbo. Enfim, é um desabafo, desculpe pelo longo comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, desabafe a vontade, compartilho com sua opinião e assino em baixo em quase tudo o que vc disse...

      Excluir
  11. Olá Corey, obrigado por compartilahr meu vídeo, nem sabia que tinha tanta gente (entre blogueiros, jornalistas e anônimos) compartilhando o vídeo.
    Obrigado pelo apoio!
    Ah! E o meu plano de saúde é mesmo $100,00 pra duas pessoas, o temos através da empresa que minha esposa trabalha que é um ótimo trabalho por sinal e como foi dito no comentário ali pra cima se a pessoa tem um bom trabalho tem muitos direitos à benefícios, e este ótimo seguro e barato para nós é parte destes direitos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Alex!

      É um grande prazer te-lo por aqui, eu é que não fazia ideia que vc iria encontrar meu blog, rsrs!

      Engraçado que no momento que vi seu comentário eu estava assistindo seu vídeo sobre a chave do Mini, muita coincidência. Continue fazendo os vídeos do jeito que vc os faz: verdadeiros!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Surpresas né, o mundo é pequeno demais... rs
      Obrigado pelo apoio lá no canal e por colaborar!
      Muita coincidência mesmo que estamos na página do outro, eu vi seu comentário lá, valeu!
      Continue o bom trabalho por aqui também amigo!
      Abraço!
      Alex.

      Excluir
    3. Melhor parte do seu post foi: "...ele não é um vislumbrado recém chegado aos EUA que acha tudo perfeito, como o próprio nome sugere, ele conta a verdade, sem cortes, do que é viver na América (mi mi mi, Brasil também é América! Vai se foder!).
      Hahehaehaehehaheah

      É exatamente essa a pessoa que sou e a idéia que quero que os espectadores entendam sobre minha pessoa e meu canal.. E acredite, muita gente até hoje não entendeu..

      Excluir
    4. Pois é Alex, estamos em países diferentes e por fim temos muito em comum. É essa sinceridade que eu gosto em vc, não fica de frescurinha como vários youtubers na América. Quem não quiser te entender, que não entenda, vc tem uma galera que te acompanha pq gosta de vc do jeito que é.

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.