domingo, 1 de fevereiro de 2015

Resumo - Janeiro/2015

Janeiro voou! Eita mês pra passar rápido! Foi um mês bem intenso, comecei com uma viagem "surpresa" para a Terra do Tio Sam, Bia tocou o foda-se na empresa e arrumou uns dias de folga, compramos tudo para a viagem (avião, hotéis, aluguel de carro) e nos planejamos em apenas 3 dias. Fica a dica, passagens compradas em cima da hora podem ter excelente preço, pagamos bem barato, menos até que no ano passado quando nos programamos com 6 meses de antecedência. Usei cupons de desconto em hotéis, aluguel de carro e até pra pagar gasolina (USD 1,80 o galão, nunca pensei que pagaria tão pouco por gasolina!!!), gastamos pouco e rodamos muito na Flórida, fugimos do circuito turístico, conhecemos cidades interessantíssimas onde só se fala inglês (sim, isso é possível na Flórida) e isso nos deu ainda mais ânimo para trabalhar, levantar grana e deixar o Brasil o mais rápido possível.

As lojas foram muito bem, a antiga teve elevação de vendas em torno de 10% em relação a 2014 o que considero uma vitória, a nova continua crescendo, dia após dia. Estou tendo sérios problemas com equipe, não estou conseguindo equalizar a quantidade de funcionários/funções para rodar legal, acredito que quando o faturamento estabilizar isso será mais fácil. A loja nova já retornou 60% do investimento realizado, o que não quer dizer muita coisa (veja os posts para fevereiro) mas é um parâmetro interessante a ser analisado. Fiz a troca de fachada e nome fantasia na loja antiga para igualar com a nova, usando a marca que eu e meus companheiros criamos, até março pretendemos fazer o mesmo nas lojas deles também, criando uma imagem de rede. A partir do segundo semestre vamos formalizar e investir nisso.

Os investimentos financeiros continuam no piloto automático, continuo consumindo os proventos dos FIIs, isso continuará até eu "retirar" o valor investido na loja nova, de onde não tenho pro-labore, por enquanto. Outros negócios voltaram a aparecer, começo de ano é época que a galera que está com a faca no pescoço decide se desfazer de suas empresas e tentar salvar o ano. Estou analisando, por enquanto, nada excepcional, mas se surgir não pensarei duas vezes pra me desfazer da carteira de FII (mesmo tomando prejuízo), TD e poupança. Eu quero é fazer dinheiro!!!

Infelizmente não consegui cumprir a promessa de postagens em janeiro, então vou colocar as que fracassei na lista junto com mais algumas:
  • Arrendamento de comércios (o assunto que mais recebo emails)
  • Quanto, como e onde investir na reforma, montagem e manutenção de uma loja de varejo (sugestão do BBB)
  • O mito do "Retorno do Investimento" em empresas
  • Quais as diferenças entre uma cidade em desenvolvimento americana e uma brasileira? Ainda existem chances num país já desenvolvido?
Se sobrar tempo, vou tentar falar algo sobre relacionamento ou alguma história de vida. O que vocês preferem?

Bom fevereiro a todos, pelo amor de Deus, usem camisinha no Carnaval!

27 comentários:

  1. Existem chances em todos os lugares... Basta você não querer fazer a regra, mas sim cumprí-la :)

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí! A galera quer moldar as regras de acordo com a necessidade mas o buraco é mais em baixo...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  2. Corey,

    No aguardo por todas essas suas postagens. Sei que deve tá apertado a vida pra você.
    Nossa, viagem assim do nada é a melhor coisa do mundo, espero que tenha dado pra relaxar e dar força pra ficar aqui por mais um tempo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá apertado sim, mas estou conseguindo me organizar pra fazer tudo o que quero. A viagem foi ótima, ainda mais para reforçar meus objetivos de vida.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Vejo aqui um seguidor do Pai Rico. Esse prospera. Abraço

    ResponderExcluir
  4. Corey,

    Desejo sucesso em seus negócios!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá Corey,

    Foi também para o sul em Key West ?

    Aumento de 10% está ótimo para 2014, com certeza precisa ser comemorado.
    Vamos ver o que 2015 nos reserva.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BBB!

      Fui sim, aliás, fui logo que cheguei, o único arrependimento foi não ter alugado um conversível, mesmo com o friozinho tinham vários casais curtindo de Mustang, rsrs! É uma viagem incrível, numa estrada maravilhosa, as Keys tem toda estrutura que vc imaginar, mesmo sendo isoladas. Coisa que só é possível em países de primeiro mundo mesmo!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Infelizmente não tive a oportunidade de conhecer esse lugar, mas sei que é lindo e que a infra estrutura é incrível.

      Abraço

      Excluir
    3. É bem isso que vc disse, lindo e com infra fodástica! Depois os nacionalistas ficam com mi mi mi que nosso país é lindo e tal. Realmente é verdade, temos belezas naturais, mas outros países tb as tem e sabem explorar o turismo em cima delas. Até pra isso somos incompetentes.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Corey estou indo para Flórida dia 14, quais lugares você recomendaria ir?

      Excluir
    5. Depende, vai a turismo? Já conhece alguma coisa? Além do básico que é Miami e Orlando recomendo Key West (alugue um conversível), praias de Boca Raton, mais ao norte recomendo Clearwater (uma das praias mais bonitas que já visitei), Tampa tem um monte de coisa legal pra fazer e é fora da muvuca de Orlando. Se quiser conhecer cidades típicas americanas visite as que ficam em torno da I4 entre Tampa e Orlando, como Lakeland que tem poucos imigrantes. Se gosta de tecnologia e coisas do espaço visite o Kennedy Space Center em Cape Canaveral, vá a Daytona Beach onde vc entra com o carro na praia e tem um autódromo bem legal (e onde o Tim Maia foi preso e deportado). Enfim, tem muita coisa legal na Flórida.

      Excluir
    6. Obrigado Corey, é minha primeira vez, vou ficar pouco tempo 6 dias na Flórida e 6 em NYC.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corey, em respeito a seu pedido, não citarei novamente o nome da empresa.
      Mas entenda que meu comentário não era uma propaganda (essa possibilidade de interpretação sequer passou pela minha cabeça) e sim uma pergunta sincera:
      Por que entende que financeiramente é mais interessante se arriscar empreendendo se hoje você pode comprar na bolsa uma empresa do mesmo setor, bem administrada, com histórico de lucratividade, tamanho suficiente para obter economias de escala, com ROE em torno de 16%, etc, etc, etc, pelo exato valor do patrimônio líquido?
      Tirando o potencial de maior retorno (que pode não se materializar) e a "segurança" de controlar o negócio (que tem como contrapartida maiores responsabilidades, inclusive de ordem patrimonial), não vejo qualquer razão que justifique um microempresário se arriscar enquanto houver uma oportunidade assim dando sopa.
      Se puder fazer uma pastagem sobre isso ou, se preferir, puder fazer pelo menos um breve comentário por aqui, agradeceria muito.

      Excluir
    2. Ok amigo, desculpe, é que interpretei dessa maneira. Para que eu possa responder sua pergunta, seria possível que vc colocasse outros indicadores além do ROE? Assim posso analisar melhor e dar uma resposta mais convincente.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    3. E só um reparo, o ROE atual está em 14,8%, não 16% (mas para isso também existe uma explicação: ROE distorcido pela presença de alguns ativos de valor elevado não relacionados à atividade principal e baixo retorno, como uma fazenda, um minishopping e uma plantação de pinus.

      Excluir
  7. Tirado do fundamentus:
    DY 4%
    Margem bruta:50%
    Margem líquida:14,3%
    Giro do ativo: 0,73
    PSR: 0,93

    Se gostou das margens, recomendo a leitura do livro do antigo presidente (já falecido, mas não citarei o nome pois, como, expliquei, meu objetivo não é divulgar nada, só entender). Não é uma obra-prima literária (e nem se propõe a ser), mas expõe conceitos muito interessantes para quem é do setor (inclusive a lógica por traz desta margem bruta, que é bastante estável ao longo da última década)
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São números bem interessantes, mas qual negócio vc proporia? Um all in nesse papel? Particularmente eu me manteria fora simplesmente por não entender tudo o que preciso entender sobre o negócio, além dele ser negociado em bolsa, o que complica ainda mais. O fator controle também não pode ser desprezado, veja que é isso que Buffet sempre quer: ter tantas ações de uma determinada empresa que conseguirá controla-la.

      Veja que hoje consigo uma margem líquida acima dos 15%, caso necessário posso apertar isso e chegar a 20% (diminuição de funcionários, controle mais ativo sobre compras, etc). Na minha loja antiga hoje tenho uma valorização acima de 400% em pouco mais de 3 anos, a loja nova já dobrou de valor venal em menos de 6 meses, isso sem contar que se eu fosse vender hoje conseguiria valoriza-las ainda mais. Tudo isso pq tenho controle sobre a situação.

      Por outro lado, minhas empresas são exceções, vejo gente investindo 500k em loja de shopping, com uma despesa altíssima e sem saber ao certo se e quando terá retorno. Isso é loucura. (inclusive esse é um dos posts propostos para fevereiro.

      Cada um tem uma preferência, eu, mesmo com todos os problemas inerentes do empreendedorismo não abriria mão de ter uma empresa para investir a mesma grana na bolsa. Isso é uma questão de zona de conforto e conhecimento, não de certo e errado.

      Ah! Mais uma coisa, veja por exemplo minha loja antiga. Entrei no negócio com pouco mais de 30% do valor total, o resto foi alavancado e pago pela própria loja. Como fazer isso com ações?

      Obrigado por contribuir, abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Eu é que agradeço pela disposição em compartilhar conhecimento.
      Não proporia all in nessa e em nenhuma outra empresa (o que, aliás, é mais um ponto a favor do investimento nesta ação X empreendedorismo, já que posso comprar ações no exato montante do capital que desejo comprometer, )
      Mas com os retornos que você obtém em seu negócio, a resposta a minha dúvida está mais do que explicada.
      Quem me dera minhas ações me proporcionassem metade deste retorno.
      Abraço.

      Excluir
    3. Brother, nem pode ser diferente, se for pra trocar cebola ou ganhar merreca jamais iria ser empreendedor. Empresa tem que dar lucro, muito mais que qq outra modalidade simplesmente pq é arriscadíssimo, por 10% ao mês eu nem saio de casa...

      A relação empreendedorismo X bolsa é complicada, são coisas bem diferentes para tentar chegar a uma verdade sobre qual modalidade é melhor. Cada um na sua...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Fala Corey

    Cara, vc chegou a ir numa cidadezinha chamada Pensacola? Fica bem ao norte da Florida, à oeste. É sensacional. Também já fiz uma viagem dessas fora do circuito Miami - Orlando. Foi excelente.

    Belo post. No aguardo sobre o post do varejo.


    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rover!

      Passei por Pensacola em 2013/2014 qd fui de Orlando pra LA, pela I10, nem entrei na cidade. Esse ano fiz de Tampa pra baixo, vou falar a respeito.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Corey, seja sincero: o que acha de (não você, eu) vender software para o governo (pequenas prefeituras do interior)? Estou falando de vender na honestidade, sem pagar propina e o caralho...

    Tenho umas idéias na área de educação e fiscal (mas só apostaria por ora na fiscal, já que é algo que o governo nunca deixaria de lado)...

    Vejo que é o único caminho (para mim) para empreender sem gastar muito inicialmente, já que já possuo o conhecimento e equipamentos necessários... Óbvio que para apostar na idéia mesmo, eu precisaria de uma graninha...

    Abs

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.