quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

O Mito do Retorno do Investimento

100% dos textos, reportagens, séries sobre empreendedorismo, programas do Pequenas Empresas Grandes Negócios, sites sobre franquias e demais materiais relacionados ao empreendedorismo sempre falam do tal "retorno do investimento" que nada mais é que o tempo necessário pra recuperar o investimento. Exemplo: você investiu 100 mil reais num negócio, ele te dá 10 mil líquido por mês, logo seu retorno de investimento é de 10 meses. Mas até que ponto isso é importante?

Na minha opinião o retorno de investimento é totalmente irrelevante, veja algumas variantes que podem impedir o cálculo correto disso:

1- Qual a maneira de calcular isso? Considerar somente o lucro líquido? E o pro-labore? Desconta o pro-labore? O pro-labore é um valor justo? O proprietário tira pro-labore? O proprietário cumpriu qual função? Qual o salário justo pra ele?

2- O lucro líquido pós pro-labore existiu? Se existiu, sobrou? Ou foi reinvestido na empresa? Esse reinvestimento provocou aumento no faturamento? E nos lucros? Quantos porcento? Considerou esse aumento de lucro no cálculo do retorno?

3- O valor investido no negócio foi fixo? Ou foi preciso investir um "cadinho" mais nos primeiros meses? Esse dinheiro foi contabilizado como investimento na empresa? Você tinha esse capital ou foi um empréstimo? Se empréstimo, o lucro líquido considera os juros ou o principal?

Pode até existir uma fórmula correta, saída de alguma faculdade de empreendedorismo, mas na prática ninguém sabe como calcular isso. Exatamente por esse motivo, é besteira perder tempo com isso, até porque no final das contas, o número que você obtiver não quer dizer absolutamente nada. Por quê?

Dane-se quantos meses você demorará pra recuperar o investimento que fez na compra de uma empresa. Isso é irrelevante! Um negócio é melhor que o outro por "retornar" o investimento antes? Jamais! O que importa é lucro, o resultado da seguinte conta: VENDA MENOS DESPESA FIXA MENOS VALOR DA MERCADORIA. Isso é o que chamo de RENTABILIDADE LÍQUIDA, chame como quiser, mas é o que realmente tem importância numa empresa. Esse é seu lucro, o que você vai fazer com ele não importa. Vai comprar tudo de vinho? Vai fumar de maconha? Vai guardar na poupança? Dane-se, faça o que quiser com ele, mas é esse valor que importa!

Mas a irrelevância do "retorno de investimento" não para por ai. Por que caralhos você quer saber em quantos meses terá o retorno do que você investiu se o investimento ainda estará investido? Confuso? Nem tanto. Digamos que você compre uma empresa no valor de 100k, daqui um mês essa empresa poderá estar valendo os mesmos 100k, você a vende e voilà, você tem o retorno do seu investimento do dia pra noite! Ou melhor ainda, você reinveste um pouco dos lucros e um ano depois ela está valendo 150k, você a vende e tem o retorno do investimento mais 50% de lucro do dia pra noite. O contrário também pode ser verdadeiro... você sugou a empresa e após um ano ela está valendo 50k. Você jura de pé junto que ela retornou o investimento porque você tirou 10k por mês nesse período... será mesmo? Não, amigão, você foi iludido pelo conto do "retorno do investimento". O retorno do investimento REAL é o valor pelo qual você consegue vender a empresa e você só verá a cor dele na hora que vende-la.

Quer outro exemplo de quão besta é esse negócio do retorno de investimento? Você compra um apartamento para locação. Você pagou 200k e alugará por 1k. Qual o retorno do investimento? 200 meses? Claro que não! O 1k mensal é seu fluxo de caixa, o retorno do investimento você terá quando e se vender o apartamento. Uma loja de varejo como uma quitanda, um posto de gasolina, um boteco é um ativo como outro qualquer!

Outro exemplo mais palpável. Vejam como foi a compra da minha loja nova aqui. Quando comprei a loja do Seu João, paguei a ele Ba$ 75 mil (75 mil bananas , lembrando que Ba$ 1 não vale R$ 1, ok?), gastei mais Ba$ 30 mil na reforma. Logo o investimento total que fiz na loja foi de Ba$ 105 mil. Atualmente o faturamento bruto da loja é Ba$ 110 mil mas não tirei Ba$ 0,01 dela ainda... Como ficaria o retorno do investimento no meu caso? Ainda não tive o retorno porque não fiz retiradas? Os lucros reinvestidos entram na soma do valor investido? Foda-se! A loja vale Ba$ 600 mil, se eu vender hoje, coloco os Ba$ 105 mil que tirei do bolso novamente dentro dele e ainda coloco o troco. Se não vender e decidir parar de reinvestir os lucros colocarei pelo menos Ba$ 15 mil mensalmente no meu cofrinho e os Ba$ 105 mil continuarão lá, investidos. Deu pra entender?

É por essas e outras que sou extremamente cético com textos sobre empreendedorismo. Se as pessoas consideram essa besteira como algo relevante e esquecem do que realmente importa, que é a rentabilidade líquida, não posso dar credibilidade a esse tipo de matéria. Aí você pode me perguntar: "Corey, todo mundo usa esse parâmetro pra analisar uma empresa, só você está certo e todos errados?" Eu respondo: Posso estar errado, mas não estou sozinho, o português da padaria, dono de metade do bairro está comigo, o japonês dono da quitanda também, o Seu Jorge da farmácia também está pouco se lixando pro retorno do investimento... Você, sabichão de internet pode não dar valor pra esses caras, mas são eles que durante décadas fizeram e continuam fazendo muito dinheiro com comércio. Jamais desvalorize essas pessoas, elas podem ser simples, sem conhecimentos sobre siglas da Bovespa mas sem dúvida, sabem ganhar dinheiro. Aprenda mais com elas e menos na internet. Arrisco dizer que 95% do material sobre empreendedorismo que achamos na rede é totalmente irrelevante se não errado e utópico. Na prática, o buraco é mais em baixo...

31 comentários:

  1. Corey sendo Corey. Simplificar e focar no que realmente é importante é o segredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, amigo, simplicidade é a última fase da sofisticação!

      Excluir
  2. Corey, acho que o ROI é um conceito criado justamente para simplificar. na minha visão ele funciona muito bem para grande empresas (capital aberto, etc), mas para pequenos negócios realmente a análise tem que ser mais cuidadosa, como você bem alertou.

    Aproveitando, tô com um capital na RF (120k), franquia é um bom negócio pra empreender com esse capital?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ROI é uma medida interessante, mas novamente, não me em quantidade de dinheiro, logo é irrelevante pro empresário nanico, até pq é difícil saber ao certo o valor investido. E se o cara financia a empresa? Qual o valor usar? A entrada ou integral? Entende... O ROI é irrelevante no dia-a-dia de um comércio, por exemplo, o que vale é quanto dinheiro sobra.

      Sobre sua pergunta, franquias podem ser boas alternativas e com esse dinheiro dá pra pegar algo que preste, veja os repasses, que são lojas já montadas...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Fala Corey,

    Estou na corrida, mas gostei tanto desse post que precisava escrever algo. rs

    Deixa eu te contar uma história que fecha com o que você falou:
    O meu estoque ficava nos fundos de uma loja minha. Um belo dia a prefeitura proibiu estacionar caminhão naquele local em horário comercial. Logo, só recebia os produtos após as 19:00 horas.
    O depósito era um lixo, estava lotado, mal organizado e ainda existia o risco de dar um curto e pegar fogo naquela porcaria.
    Então resolvemos construir um galpão para botar ordem na casa.
    Aí pergunto:
    Qual o retorno sobre o investimento para a empresa de algo que não gera faturamento?
    Na visão de um financista, melhor seria ficar do jeito que estava e botar a grana numa aplicação financeira.
    Normalmente esse pessoal só sabe dizer:
    Não dá
    Não vale a pena
    Não é seguro

    Então, o Zezinho que não faz muita conta mas que tem coragem e põe a mão na massa vai lá e faz, e ganha uma grana que o teórico nunca imaginou ganhar um dia.

    Parabéns pela retorno na loja nova.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande BBB!

      Exemplo perfeito! Nêgo que só pensa em números jamais construiria o galpão e continuaria colocando a segurança do estoque em risco e perpetuaria a ineficiência. Isso vale pra tudo na vida, já perdi dinheiro por pensar somente nele.

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Caraca que saudades do BBB. Esse safado nos abandonou.
      Corey vc ainda tem contato com ele?
      S&P

      Excluir
  4. Vou colocar aqui uma visão alternativa.

    Quem quer crescer, em algum momento pode precisar de empréstimo. Nesse caso, o retorno do investimento faz parte de um bom plano de negócios.

    Existem vários tipos de empreendedor. Começando pelo Manuel da pandaria até o Ermínio da Votorantim.

    No meio desse, tem um lojista desconhecido com 10 lojas precisando de empréstimo. Esse sim vai precisar de um plano de negócios com ROI para abrir uma nova loja, obviamente em caso de empréstimo.

    Mas certamente seu texto vale para 99,9% dos novos empreendedores. Estes devem se preocupar com outras coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi seu ponto de vista, mas como vc mesmo disse, o texto vale pra 99% da galera que, assim como eu, é pequena. Por outro lado, esse lance de empréstimo é muito relativo, minha loja nova, por exemplo, foi 100% paga a vista, fiz tudo com dinheiro próprio, sem recorrer a empréstimos. Assim como eu tem muito comerciante que faz exatamente a mesma coisa.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Corey, estudo muito finanças e também acho que retorno do investimento é difícil de aplicar em pequenas empresas. Por enquanto trabalho em empresa privada, mas talvez um dia eu saia para empreender.
    O anon de cima menciounou grandes empresas, e isso é mesmo bastante utilizado para avaliar projetos. Mas é difícil para avaliar uma opção de abrir uma empresa para pequenos empresários.
    Mas como você disse, é muito difícil sendo um negócio próprio pois a conta da empresa se mistura muito com a conta do dono.
    As retiradas contam como dividendos ou você tem pró-labore? E o valor que você reinvestiu dessa retirada? Geralmente empreendedor tem pouco tempo pra fazer tanta conta porque está no dia a dia da empresa que é muito puxado. Ritmo de vida para poucos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo amigo, o texto é voltado pra micro-empresas, claro que não desconsidero a importância do cálculo do retorno do investimento na análise de empresas grandes, mas pra realidade do micro empresário isso é irrelevante. Empresas grandes possuem pessoas especializadas em tudo, logo fica fácil ter esses números. Como o micro empresário vai arrumar tempo pra adquirir conhecimento pra fazer isso no meio de tanta coisa mais importante que ele deve fazer na empresa?

      Eu tenho pro-labore, pago o IR em cima dele, por enquanto só tiro pro-labore da loja antiga e reinvisto o resto nas lojas.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Olá Corey,
    Não vou discutir sobre o retorno do investimento, mas uma coisa que é muito difundida e na realidade não é a mesma coisa é o fato de o Sebrae, PEGN, divulgar que o empreendedorismo é algo "fácil" e o sucesso virá com certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico emputecido com isso! Na verdade as chances de dar errado superam muito as de dar certo. Empreendedor que obtêm sucesso é minoria, existe muita coisa que pode dar errada no meio do caminho.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Guitarrista Econômico:

    "Eu respondo: Posso estar errado, mas não estou sozinho, o português da padaria, dono de metade do bairro está comigo, o japonês dono da quitanda também, o Seu Jorge da farmácia também está pouco se lixando pro retorno do investimento... Você, sabichão de internet pode não dar valor pra esses caras, mas são eles que durante décadas fizeram e continuam fazendo muito dinheiro com comércio. Jamais desvalorize essas pessoas, elas podem ser simples, sem conhecimentos sobre siglas da Bovespa mas sem dúvida, sabem ganhar dinheiro. Aprenda mais com elas e menos na internet.

    Olá Corey, essa visão sua é a que já notei atuando no mercado. Agora estou com cnpj e revendendo eletrônicos/informática (hds, Sds, equipamento de som, celulares etc), continuo também atuando em sociedade focado no gesso ok!

    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoal dá pouca importância pro conhecimento empírico, que na prática vale muito mais que o teórico, por melhor que esse seja. Se o conhecimento empírico não fosse importante, não existiria estágio.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Corey excelente ponderações...

    TRI é mais uma invenção dos tecnocratas... sem nenhuma relevante importância.

    Credo.. vc deve ser meu irmão, pensamos muito parecido

    Grande Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Catarrento!

      Pois é, os tecnocratas pira! Acho que a galera aqui da blogosfera tem as ideias bem semelhantes, afinal, pensamos fora da caixa.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  9. Ótimo post Corey. Acabei de criar um blog quem tiver interesse em acessar segue o link.

    http://relatosdareal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. O ROI (Return On Investiment) é uma das formas que aqueles detentores dos conhecimentos acadêmicos (professores, consultores, especialistas) proliferam como verdade científicas para toda a sociedade acadêmica e empresarial. Na verdade eles são todos um bando de bosta, se dizem ser experts em BI (Business Inteligence) mas se falar em execução técnica eles sabem porra nenhuma. São homens que se dizem ser aptos a dirigir uma grande empresa metalúrgica, sem saberem como funciona o chão de fábrica. São homens que fazem planos de negócio para a empresa baseados em 5 anos, por exemplo, sem ter uma noção real do que aconteceria com a empresa hoje.

    Na minha percepção uma empresa formal é uma instituição jurídica orientada a prover lucro aos seus proprietários. Simples. Lucro = Receita - Custos. Se a porra da empresa não é capaz de prover lucro hoje como se espera que ela sobreviva 6 meses, 2 anos, ou sei lá quanto tempo sem dar lucro. Mas na cabeça mágica desses gurus é tudo estratégia de gestão empresarial.

    Para mim o know-how do ROI é uma das armadilhas mentais para dificultar a decisão de investidores e empreendedores. Não conheço uma história de empresa de sucesso que comece assim: a empresa começou tendo prejuízo, teve mais prejuízo, então milagre.

    Tem uma amiga da minha mãe que fatura líquido aproximadamente R$4.000,00 vendendo churros, tendo apenas o nível médio de instrução. A matriz BCG, o ROI, estrutura de mercado dela funciona assim: todo o dia pela manhã ela move a bunda dela e vai trabalhar, aprendendo e se aprimorando através da própria experiência.

    Desabafos a parte. Gosto deste blog pois mostra empiricamente como as coisas funcionam, sem utilizar modelos científicos que se aplicam apenas ao mundo da fantasia.

    Um beijo no coração de todos, cansei de mandar abraços,
    Maluco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Maluco!

      Concordo com vc, essa galera sabe muito na teoria, falam bonito, mas na hora do vamo vê, de encarar as ineficiências do estado, de lidar com funcionário preguiçoso, ter jogo de cintura... quero ver!

      Tb sou meio radical com essa história de empresa que não dá lucro, até entendo que qd a empresa é muito grande consegue lidar com isso através de alavancagem (vide o caso das aéreas), mas não vejo nada de saudável nisso. Como vc disse, é tudo uma questão matemática.

      Esse seu exemplo da vendedora de churros é bem comum, o cara tem empresinhas que os sabichões olham com desprezo, mas faturam alto se vc considerar o valor da empresa.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  11. Corey, o que vc acha da franquia 5asec(lavanderias). Pelo que consta, o faturamento médio é de 35 mil e investimento de 400k, lucro médio de 30%.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucro líquido 30%? Mesmo se for isso acho um investimento muito alto pra pouco retorno, com 400k dá pra comprar empresa que deixa 20k por mês.

      Excluir
  12. Ola Corey,
    Concordo e discordo do seu post, mas independente da minha opinião e dos motivos foi muito bem escrito.
    Acho que o problema do Brasil, não é muito o acreditar ou não no conhecimento empírico ou em formulas importadas e traduzidas, mas sim a inércia do aprendizado de empreendedorismo aqui no país, a falta de conhecimento faz o Manoel sempre investir em novas padarias, sem nunca diversificar o ramo diluindo o risco do ramo, ou misturando as contas pessoais das contas da empresa, pagando impostos mais altos no CPF do que pagaria no CNPJ, ou mesmo faz o cara que nunca gerenciou nada na vida, pegar o FGTS e ir ao Sebrae perguntar se é melhor abrir um curso de Inglês, um bar ou comprar um ônibus de turismo, sem ter noção alguma sobre os ramos, do que é capital de giro ou luvas ou do que ele sabe fazer na vida.
    Acho (eu) que as formulas dão um norte no retorno do investimento, tentando comparar ramos diversos, sendo uma luz e não o caminho, acho valido saber se o retorno será em 10 meses ou em 18 meses, é um numero assim como o DY de uma ação, apenas mais um índice, mas acho (eu) que é sempre melhor conhecer um índice e depois ignorar por escolha do que não conhecer os dados do negocio.
    Parabéns pelo post, da um bom papo de buteco acompanhado de cerveja e tira gosto.
    Abç
    Rudi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudi!

      Discordo em partes, o que vc diz ser falta de diversificação eu vejo como foco. Um exemplo: eu poderia comprar lojas de um ramo diferente do meu, mas prefiro não fazer isso pq sendo tudo do mesmo ramo é possível dividir funcionários, aumentar poder de compra com fornecedores, trabalhar com um contador especializado no setor, etc. Não faz sentido ter várias empresas, de vários ramos e ser medíocre em cada um deles, é melhor fazer uma coisa só e bem feita.

      Uma coisa completamente diferente é a diversificação em ações, onde vc não precisa ter o expertise pra ser proprietário. Não dá pra misturar as coisas, ter uma micro empresa é uma coisa, ações é outra coisa completamente diferente.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Discordo meu caro... a diversificação de ramo em negócios traz muita proteção.
      O dono do posto abriu a loja de conveniência
      O dono do supermercado abriu a padaria
      A padaria agregou os produtos do mercado
      O dono da loja de moveis vende telefone
      O dono da franquia da Arezzo eh o dono da Levis
      O Manoel da padaria eh dono do restaurante da esquina
      O dono do armarinho comprou a loterica
      A diversificação de ramos eh muito boa, e nada tão difícil de gerenciar.
      abc
      Rudi

      Excluir
    3. Na teoria sim, Rudi, mas na prática o buraco é mais em baixo, a maioria não faz diversificação pra evitar dores de cabeça, é complicadíssimo pegar as "manhas" de um ramo, que dirá de 2, ou 3... o cara fica louco e nem sempre terá mais segurança, pq replicando um só ramo, ele cria força, pode criar uma rede, ganhar mercado e ter segurança através disso, entende?

      Excluir
  13. E lá vão os empresários indo embora hehe http://www.queroumnegocio.com.br/anuncio/bar-restaurante-no-eng-de-dentro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Restaurante que fatura 35K dá lucro?
      O cara precisa ter cozinheiro, auxiliares de cozinha, garçom, caixa, alguém para ficar no bar, mais todas as despesas relacionadas ao estabelecimento, sei não.
      Espero que nos EUA ele tenha mais sucesso.

      Excluir
    2. O ponto é bem fraco mesmo. Quanto disso ele deve ter de LL? Uns 10%?

      Excluir
    3. Acho que essas perguntas estão todas respondidas nessa frase: "Motivo: mudança para os Estados Unidos."

      Acredito que ele deve tirar uns 4, 5k, mas como o BBB disse, é trabalho pra kct, é o tipo de estabelecimento que o serviço não acaba nunca!

      Excluir
  14. Ótimo Post e eu até salvei como favoritos pra ler de vez em qdo.
    Teno um amigo que trabalha com frete praq decoradores de festa e ta me chamando pra abrir negocio com ele de aluguel de cadeiras. Ele cansa de ver seus decoradores alugando de outras empresas e agora quer entrar no ramo.
    Custará uns 40k mas (se eu entrar) devo entrar com apenas 20k (10 em dinheiro e o resto no cartao). Vamos ver.

    Abracos,
    S&P

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.