quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Sobre Casamento, Mulheres e Marriage Strike

Hoje falarei um pouco sobre casamento e como ele pode afetar a vida de um homem de forma negativa, o falado marriage strike. A ideia surgiu com um leitor que fez essa sugestão e se tornou mais forte numa conversa no bar que frequento (todo homem deve frequentar bares, acredite em mim).

Sou casado, mas tenho um casamento totalmente fora da "normalidade social": não queremos filhos, não tenho crises, minha esposa é realmente uma companheira e, desculpem o clichê, somos como uma só pessoa, um indivíduo. Conseguimos resolver nossas desavenças de maneira adulta e dificilmente temos discussões, um ajuda o outro SEMPRE que necessário independentemente das circunstâncias. Um sempre traz o outro pro mundo real quando ocorrem ideias viajantes. Portanto acho que tenho uma visão diferente dos homens casados padrão e dos solteiros convictos.

Primeiramente gostaria de falar que não acredito em casamento perfeito, amor pra toda vida, blá blá blá... Também não acredito que exista um padrão ideal de casamento ou formação de casal que possa ser melhor sucedido que o outro. Acho que o fator principal num casamento é sorte! Eu dei sorte, tem gente que não, tem gente que tinha tudo pra dar certo e a sorte não cooperou, simples assim... Acredito que o cara de 30 anos casado, com filhos, financiamentos e tudo mais que a classe média costuma ter possa ser feliz, por que não? O cara de 30 anos solteiro convicto que foge de relacionamentos também pode ser feliz e continuar sendo pro resto da vida. Sinceramente não vejo nada de errado com isso, apenas não são situações que eu gostaria de passar.

A pergunta do leitor foi: Corey, você acredita em marriage strike? A resposta é sim, sem sombra de dúvidas! Aliás acredito que a partir da hora que você escolher casar, as chances de você quebrar a cara, financeiramente ou psicologicamente são muito superiores que do casamento dar certo. Não é preciso ser gênio pra chegar a essa conclusão, basta olhar para o lado, veja quantos casais se separam, quantos maridos possuem amantes porque suas esposas são uma pedra de gelo na cama ou não são capazes de manter um diálogo decente. Ou quantas esposas possuem amantes porque seus maridos as consideram depósito de porra, não são capazes de manter uma relação sexual decente, pelo tempo suficiente para faze-la gozar ou porque não depilam o saco, usam desodorante barato (ou não usam) entre outros "detalhes". Enfim, casamento tem tudo pra dar errado, os que dão certo, são exceção.

Hoje consigo enxergar dois grupos de mulheres. O primeiro é o grupo de mulher folgada que não trabalha ou trabalha em emprego de merda e não tem a menor vontade de crescer. O segundo é da mulher que se deu bem na vida, tem um emprego bacana, um cargo bacana mas normalmente se acha a fodona, "a" importante e acredita que todo homem é um bosta que deve ser submisso a ela. Qual grupo você escolheria pra arrumar uma esposa? Eu nenhum! Na minha opinião a resposta está sempre no meio, nesse caso entre o machismo e o feminismo. Esposa não deve ser nem submissa nem dependente do marido. Se você casar com qualquer uma desses dois grupos, meu amigo, você estará perdido... Se casar com a folgada vai levar um golpe dolorido no bolso, porque pode ter certeza, ela vai largar o emprego de merda na primeira oportunidade. Se casar com a segunda vai se foder psicologicamente porque será humilhado por ela, pelas amigas "fodonas" e sabe-se lá de que outra forma. Isso não é marriage strike?

Acontece que o feminismo é algo importante, mas essa doença feminista, junto com outras doenças como o esquerdismo, pseudo-racismo em tudo que contem as palavras preto e branco, pseudo-preconceito contra homossexuais está destruindo a relação social entre seres humanos. Não adianta mulher querer igualdade, isso é a coisa mais idiota que existe! Mulher não é nem nunca será igual a homem, não será melhor nem pior, apenas será mulher!

Amigo, se você tem seus 30 anos, é solteiro, pense bem antes de casar. A probabilidade de você se meter numa furada são enormes, muito maiores do que se dar bem. Não case por motivos cretinos como ter sexo todo dia (isso não existe) ou para ser pai. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu sou um excelente exemplo: casei novo, pelo motivo que a gente se curtia e não tínhamos bons relacionamentos com nossos pais, estávamos ambos trabalhando na mesma cidade, longe dos nossos pais, então foi o útil ao agradável. Se não desse certo, a gente se separaria e pronto. Deu certo, mas foi pura questão de sorte e a sorte não bate em todas as portas.

Nem vou entrar no mérito financeiro da coisa, aconselho uma leitura no blog do Rover aqui, ele fez um excelente texto sobre o mesmo assunto e destrincha melhor do que ninguém o baque financeiro que um casamento padrão pode causar no bolso, na maioria das vezes, do homem. Já ouvi de um amigo: "Ah, vou dar uma festa de casamento para reunir meus amigos, curtir, não é porque ela quer, é por mim..." O cara gastou 30k numa festa bosta e se separou meses depois. Não é possível que uma pessoa financeiramente educada não consiga enxergar o quão idiota é fazer festa de casamento.

Ao mesmo tempo que marido e esposa devem ser companheiros para todas as horas, eles também possuem suas individualidades, lembre-se, mulheres e homens jamais serão iguais. É necessário respeitar isso e ter tempo para desenvolver essa característica. Não faz o menor sentido rolar crise porque o cara quer tomar uma breja com os amigos ou a esposa quer fazer um happy com as colegas de trabalho. Amigo, chifre pode acontecer com qualquer um, por qualquer razão, de um lado ou do outro e não há nada que você possa fazer para impedir e muitas vezes uma pulada de cerca pode ser boa para o casório, seja para apimentar a relação ou para descobrir que o relacionamento não mais dará certo. É burrice tentar impedir!

Casamento não tem absolutamente nada a ver com festa, assinatura de certidões, padres, bispos, pastores ou similares. Também não tem a ver com um apartamentinho da MRV com sanca de gesso, lava-seca de inox e piso laminado. Não tem a ver com joguinho americano na mesa, comidinha feita na panela de fundo triplo e tapete na sala. Casamento é quando um não se incomoda de limpar o vômito do outro, quando um passa a noite junto do outro no velório de um parente, quando os dois não precisam abrir a boca para se comunicarem; é não ter dinheiro dele, dinheiro dela. Casamento é respeitar quando o outro não quer sexo, é realizar as fantasias sexuais do outro. Enfim, casamento não é o que costumam considerar e também não é algo para todos, tampouco ser casado não quer dizer ser melhor nem pior, é somente uma escolha de vida ou ao menos deveria ser.

77 comentários:

  1. Que bom que você tem essa visão também.

    Marriage strike é absolutamente vital para qualquer homem com um mínimo de respeito e segurança de seu patrimônio mental e financeiro. Não é possível assinar um contrato com o governo para ficar com uma mulher. É ser muito burro.

    Sem falar que é um ato de betismo tosco.

    É hilário ver um monte de marmanjo falando de investimentos, de diversificar, de contas e cálculos complexos matematicos pra ganhar dinheiro e quando chega na hora de decisão mais importante financeira e mental da vida ele caga tudo casando e assinando contratos, fazendo de mel, festa de casamento.

    E é o que mais tem na blogosfera de finanças, um monte de betas cuckolds.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Pobreta!

      Acredito que o grande golpe financeiro não é o casamento e sim os filhos. No casamento o cara pode se foder, mas se separar terá chances de começar novamente, filho não, filho é eterno, sempre dará despesa, isso falando apenas do lado financeiro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, concordo contigo. Também sou casado, sem filhos, e nenhuma vontade de tê-los. O risco do casamento eu aceitei, o dos filhos não.

      Excluir
    3. O risco do casamento é ínfimo perto do risco de ter filhos, além disso casamento é reversível, paternidade não.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Pobretão,

      Quais betas cuckolds você vê na nossa blogosfera? Fiquei curioso.

      No mais, excelente texto Corey. Assim como o Sovina, também não concordo muito com o socialismo do $ não, pode dar certo pra você mas abre espaço pra muita confusão.

      Hoje o homem tem que subir no altar com os dois pés atrás e os olhos bem abertos, de preferência protegido por um pacto antenupcial, a mulherada tá esperta e não hesita em ferrar o cara via divórcio e/ou filhos.

      Abs,

      VR.

      Excluir
    5. Grande VR!

      Prazem em te-lo aqui. Concordo que esse negócio do socialismo do casamento é complicado, pode não dar certo pra todo mundo. Já tivemos nossas rusgas a respeito mas no final nos entendemos.

      Concordo plenamente com relação ao pacto pré-nupcial, principalmente em casos que uma das partes tenha mais patrimônio que a outra. No meu caso, qd casamos Bia tinha uma moto nova e uma poupança, eu tinha uma moto velha e um carro velho. Dava na mesma, tudo o que temos foi construído junto. Ela não participa ativamente da maior parte dos ganhos? Não, porém participa me apoiando e ajudando-me psicologicamente. Isso pode não ser importante pra todos, mas é pra mim. Se um dia nos separarmos não vejo o menor problema numa divisão half/half. Seria o mais justo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    6. Isso ae VR, falou tudo. Como falei, os caras fazem tudo que é cálculo e decisão minuciosa financeira e vão lá e metem tudo na mão da mulher via contrato com governo. Acham e tem a visão estúpida de que mulher é menos corrupta e mais correta que o sexo masculino e portanto não irão se ferrar. É ridículo e estes caras confundem tal crítica e conselho como "misoginia", "pega ninguém", etc, etc, ou seja, ad hominem pra fugir da realidade, ad hominem pois seus cérebros inebriados pela química cerebral do "amor" não os deixam enxergar a realidade.

      Sobre os betas cuckolds da blogosfera, tem um bem aqui, o Guardião do Mobral.

      Mas falando sério usei a palavra cuckold é muito forte mas betas submissos tem muitos mas não quero iniciar guerra de novo de blogs.

      Excluir
    7. É isso aí, pobreta. O certo é fazer como você faz, morar com os pais tendo quase 30 anos de idade, gastar o tempo com playstation 4, fazer all-in em eletropaulo, não namorar com ninguém e sonhar com camaro amarelo. Agora deixa eu guardar minha placa de sarcasmo.

      Excluir
    8. Por que não é certo? Questão de escolha! Mania de julgar as decisões alheias!!!

      Excluir
    9. então falei isso para o pobretão também:
      "Não é possível assinar um contrato com o governo para ficar com uma mulher. É ser muito burro.
      Sem falar que é um ato de betismo tosco."
      O cara te chama de burro no seu próprio blog.

      Excluir
  2. Concordo com quase tudo que vc falou, menos: "é não ter dinheiro dele, dinheiro dela". Eu acho realmente importante cada um ser dono do seu próprio dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sovina!

      Entendo, mas acho que o casamento é o único sistema socialista que pode dar certo, mas essa é uma questão delicada. Uma das partes pode ganhar mais e a outra se acomodar... Cada caso é um caso!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Fala Corey,

    Disse tudo!
    Acho que as pessoas casam muito mais por pressao social do que porque realmente querem. Ja vi dois amigos meus de 20 e poucos anos casarem e depois de 3 anos se separarem. Casaram porque ja fazia N anos que namoravam.

    Vontade de procurar uma boa mulher nos lugares corretos e sorte com certeza fazem toda a diferenca. :)

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Estagiário!

      Tb tenho vários exemplos assim, o casal namorou durante 10 anos e depois de casado só ficaram juntos alguns meses. Vc disse outra verdade, o lugar onde se procura/acha uma namorada faz muita diferença e pode dizer 50% sobre a mulher.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  4. Fala Corey, tem tempo que não visito seu blog.

    E... uau, pensamos muito diferente!

    Não que ache que estou certo ou que você está equivocado. Cada um tem sua verdade, e esta serve para si apenas, portanto nada de regras.

    No meu ponto de vista o casamento e os filhos são condições saudáveis, que fazem bem ao coração e à alma, e que farão falta enorme num futuro após os 50 ou 60 anos. Mais do que um custo, vejo como um investimento para a vida. Não podemos nunca esquecer que o dinheiro não é o fim, mas o meio para obtermos aquilo que nos faz feliz.

    Penso ainda que caso a pessoa casada se considere como um só corpo quando em conjunto de seu cônjuge, como disse você no texto, não há razão para buscar apimentar a relação com terceiras pessoas. Aliás, sobre isso concordo que chifre pode ocorrer em qualquer momento ou mesmo que seja “vigiada” a pessoa amada, mas se não houver brechas concedidas bobamente pela própria pessoa as chances diminuem. Se ao invés de sair para beber com os amigos você encontrar uma atividade que seja prazerosa para ambos os membros do matrimônio evita-se comentários, cobranças e influências de pessoas que buscam o mesmo bar por estarem numa sintonia distinta do cônjuge. Acredite, essas idéias colocadas por pessoas infelizes em seus relacionamentos batem forte e são muito perigosas.

    Por fim, vejo com frequência a finitude da vida das pessoas idosas sem família e daquelas amadas pelas suas famílias, e acredite, é muito, mas muito diferente. É a hora mais clara para convictos como você perceberem que faltou algo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Guardião!

      Cara, respeito a sua opinião que é a mesma da maioria das pessoas mas tenho que discordar de alguns pontos.

      Primeiramente vc colocou todo mundo no mesmo balaio, como se as vontades, gostos e desgostos fossem iguais para todos. Veja, como posso ter certeza que filhos me farão ou não falta daqui a 50 anos? Como arriscar com algo que não tenho certeza em prol de uma dúvida futura? Isso não faz sentido. Ter uma família padrão não é pra todos e isso não quer dizer que seja errado.

      "Penso ainda que caso a pessoa casada se considere como um só corpo quando em conjunto de seu cônjuge, como disse você no texto, não há razão para buscar apimentar a relação com terceiras pessoas." - desculpe, mas essa é uma visão extremamente ingênua. Sexo e amor são coisas complementares, não a mesma coisa.

      Sobre traições não acho que deve ser uma coisa podada, muito pelo contrário, se for pra acontecer, que assim seja, como disse no texto, será bom de qq jeito... Sobre beber com os amigos concordo que opiniões tortas podem influenciar as pessoas mesmo que indiretamente, por isso é importante escolher as companhias certas (assim já dizia minha mãe a 20 anos atrás e continuo concordando com ela). Preciso escrever sobre isso...

      Suas ideias me parecem muito controladas e nem sempre controle é salutar.

      Posso me arrepender de não ter filhos? Claro que posso! Porém tb poderia me arrepender de te-los e aí? O que fazer com eles? Jogar na primeira lixeira? Vender? A paternidade é a única coisa irreversível que existe no mundo e também a coisa que exige mais responsabilidade, não entendo como que as pessoas levam isso de maneira tão banal... Eu assumo o risco do arrependimento de não ter filhos em prol de uma vida com valores que acho mais interessantes dentro da minha realidade de vida. Ter filhos esperando ter companhia na velhice é uma das atitudes mais mesquinhas que uma pessoa pode ter. Filhos não tem a menor obrigação de cuidar dos pais, tampouco serem amigos de seus pais se eles não merecerem. Se fosse assim não existiriam trocentos abrigos de idosos ou então esses idosos em abrigos seriam todos childfree.

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. "No meu ponto de vista o casamento e os filhos são condições saudáveis, que fazem bem ao coração e à alma, e que farão falta enorme num futuro após os 50 ou 60 anos. Mais do que um custo, vejo como um investimento para a vida."


      Olha esse comentário..

      Excluir
    3. Corey, arrebentou! O Guardião parece ter saído da Matrix financeira mas ainda tá na Matrix da vida. Tudo o que ele falou é lindo na teoria, mas na prática não é assim. Sou casado, não tenho filhos, meu casamento é muito feliz. Já pulei a cerca, fez bem pra nós e se minha esposa tb me chifrou, nem quero saber, o que importa é que somos felizes.

      Excluir
    4. Acredito que existe uma supervalorização da fidelidade sexual, como se sexo fosse uma ciência exata e como se fosse possível ter 100% de controle sobre o desejo sexual.

      Excluir
    5. Nem um nem outro, dinheiro é apenas uma ferramenta.

      Excluir
    6. Então Corey é o meio! É exatamente isso. Meio, a forma de se conseguir, ou se preferir a ferramenta. Invisto para isso, e não para eternamente correr atras de numeros cada vez maiores, pois do contrário seria para mim o "fim" ou a única finalidade de investir.

      Se alguns sonham na vida em ter seus bens materiais o dinheiro é o meio para isso. Aqui entra um colega agrandado e não respeitoso da blogosfera, de uma mente ainda muito aquém daquelas evoluídas, mas enfim, que a vida ensinará!

      Se outros conseguem ver felicidade em estruturar uma família saudável, o dinheiro será o meio que permitirá uma vida desse tipo e de forma confortável.

      É assim, faço votos que esteja no lado certo do que espera para seu futuro! E estou seguro que os anseios de uns são bem distintos do de outros!

      Excluir
    7. E ai Corey, vou fazer meu primeiro post no seu blog. Acho que cada pessoa tem que fazer o que acha correto e calcular os riscos de acordo com os objetivos. Eu acredito em Marriage Strike mas namoro a muito tempo, não escondo nada dela, nem os blogs que leio sobre finanças e ela sabe que vou proteger meu patrimônio de todas as formas possíveis. Após tudo isso estamos juntos então, sigo correndo riscos calculados porque ela é uma mulher muito amiga e companheira. No meu caso quero ter um filho e quero simplesmente pra sentir na pele essa experiência mas, estudo, trabalho e me esforço para poder arcar com esse objetivo sem me atolar em dívidas. Se não der, não deu e pronto. Aprecio seu trabalho Corey e obrigado pelas informações.

      Lobão.

      Excluir
    8. Guardião:

      "Se alguns sonham na vida em ter seus bens materiais o dinheiro é o meio para isso. Aqui entra um colega agrandado e não respeitoso da blogosfera, de uma mente ainda muito aquém daquelas evoluídas, mas enfim, que a vida ensinará!" - esse colega sou eu?

      Desculpe, mas vc deu uma viajada no comentário e não entendi onde vc quer chegar...

      Lobão:

      O que vc falou sobre calculo de risco faz muito sentido. Pelo jeito vc tem uma relação preto no branco, coisa rara de se ver, a sinceridade é o primeiro passo pra ter um relacionamento feliz, se ela aceita sua blindagem financeira, tem grandes chances de ser uma pessoa bacana.

      Só uma alfinetada: vc disse que quer ter um filho simplesmente pra sentir na pele a experiência. Agora vai uma pergunta: vc não acha isso um tanto egoísta? E se vc não gostar da experiência?

      Abraço a todos!

      Corey

      Excluir
    9. Não meu amigo, esse colega não é você.

      Se fosse não estaria comentando no seu blog. Como disse respeito muito sua opção e opinião, apenas exclamei no primeiro comentário essa diferença que temos.

      Faça o seguinte, esqueça o assunto, porque o mesmo não levará à nada. Foi elucubração de alguém que apenas vê arrependimentos de pessoas na finitude da vida com mais frequência que os demais colegas, incluindo o "agrandado"!

      Abraços!

      Excluir
    10. Corey, acho que é egoísta sim mas, acho também que estamos nessa terra para ter experiências diversas. Se não gostar da experiência vou arcar com o erro disso e bola pra frente. É loucura mas "me faz feliz" e sei bem que muitas pessoas não seriam fazendo o mesmo.

      Lobão.

      Excluir
    11. Lobão, quem vai sofrer com seu egoísmo é seu filho não vc, acorda!!!!

      Excluir
    12. Guardião, fica de boa, nada contra vc...

      Excluir
    13. kkkkkkkkkk foi mal não estava entendendo seu ponto de vista Corey mas, a que ponto você se refere quando diz sofrer?

      Lobão.

      Excluir
    14. "quem vai sofrer com seu egoísmo é seu filho não vc, acorda!!!!"

      Experiência própria: às vezes tenho certeza de que eu mesmo fui resultado de uma dessas tentativas frustradas de pessoas que "têm filhos pra saber como é a experiência" e para "não morrerem sozinhas na velhice".

      Ter filho por essas motivações é uma atitude extremamente egoísta e certamente reservará um futuro de muitos sofrimentos emocionais, tanto para os pais quanto, PRINCIPALMENTE, para o filho.

      Aos que estão convictos em não ter filhos, acredito que seria uma boa "pedida" fazer vasectomia (inclusive há um tipo que é reversível, caso bata o arrependimento depois de um tempo). Eu mesmo faria, mas como transo apenas com GPs - e consequentemente sempre com camisinha - não se faz necessária.

      Excluir
    15. Guasca, obrigado pela informação. Gostaria de ler mais opiniões sobre isso se o pessoal não se importar.

      Lobão.

      Excluir
  5. Bom, tenho 31 anos, casei com 28 depois de 9 anos de namoro, hj sou pai de um menino de 2 anos que me faz feliz demais.
    Sempre fui bastante individualista, assim como a maioria dos que aqui frequenta. Nao queria casar e nem ter filhos, mas....coisas da vida... Casei com separação de bens com acordo pré-nupcial. Hj tenho cerca de 700k em ativos e um apt de 3 qts quitado no DF, que alugo... Ela tem um apt de 1 qts que alugamos tb, Nossas contas sao separadas e ela entra com 30% das despesas em casa, trabalha fora (tem uma empresa), cuida de casa e nao me lembro se alguma vez tenha me negado Sexo... O lado negativo é que, como 99% a mulheres atualmente, é doida, louca de ciume ...kkkk, o que acaba me privando de prazeres bobos, como beber umas com os amigos.
    Hoje lembrando o passado custo lembrar como era a vida antes de ter meu filho, é muito doida a sensação (mesmo que antes eu nao queria te-lo), só quem é pai (aquele que participa mesmo da criação) pra entender. Quem sabe algum dia , acontece um "desastre" e vc acaba sendo papai tb...rs...vai ver que nem tudo na vida é dinheiro e a tal "liberdade" pra fazer o que quiser...abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, se vc está feliz com sua vida, ótimo! Só não pode achar que sua vida é melhor que a dos outros e aí está meu ponto. Eu estou feliz com minha vida childfree, vc tem filho e está feliz. Maravilha! Não existe certo ou errado, existem escolhas. Se fosse assim médicos deveriam falar para advogados cursarem medicina...

      Quanto ao desastre, se acontecer não serei o pai. Sou vasectomizado.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, vc quase chega a acusar o rapaz daquilo que você mesmo faz. Você se acha o maioral e o banbanban porque não quer ter filhos. "Nossa como sou diferente de todo mundo, e tenho um casamento diferente (e deve pensar até que é mais feliz por não ter filhos)"

      Excluir
    3. Onde está escrito que me acho melhor por não ter filhos? Eu disse que tenho um casamento "diferente" não "melhor". Desculpe, mas sua interpretação de texto vai mal...

      Excluir
    4. Anônimo, ninguém é melhor ou pior por ter ou não ter filhos. É a mesma coisa do cara preferir usar roupa azul, gostar de futebol ou até mesmo ter prazer em dar o cú. Cada ser humano é diferente e os gostos pessoais não fazem ninguém melhor ou pior.

      Abs,

      VR.

      Excluir
    5. Sim, diferente, e melhor sim, pois se acha uma exceção no conjunto de casamentos que você vê. Você olha para os casais com filhos e sente uma ponta de orgulho por não ter o "trabalho" te ter filhos, por supostamente "aproveitar a vida" melhor do que eles.

      Excluir
    6. Isso é vc que está falando... Não sinto orgulho, mas sinto um alívio enorme qd vejo que não tenho que lidar com problemas de paternidade e, sim, aproveito a vida melhor que eles, lógico, dentro do que é aproveitar a vida no meu conceito.

      Excluir
    7. Pois é... "você aproveita a vida melhor que eles", suas palavras.

      Mudando de assunto, para onde vão seus bens quando você morrer? Para um irmão?

      Excluir
    8. "hurr durr eu tive filho e minha vida mudou hurr"

      Todo papai e mamãe falam isso. Passam o dia inteiro falando dos filhos e exibindo os rebentos uns pros outros contando vantagem. Haja saco.

      30% das despesas? Porque não 50% amigão? Isso é relação correta?

      Você se acha o bambambam porque casou (todo casado se acha porque uma mulher o escolheu) e depois ainda fala do Corey, meu deus do céu.

      Admita que você cagou-se na vida.

      Excluir
    9. Pobreta, cada um tem que se orgulhar de algo na vida senão não sai do quarto afundado em depressão. Aposto que tem mendigo que se orgulha de ganhar mais esmola que os outros. Você com certeza se orgulha do que sabe e de não seguir uma vida de bonobo brasilis mas, o cara pode ter orgulho de ser pai e gastar 100% da renda com os filhos, os hormônios cuidam disso facilmente e, existe a possibilidade dele ser mais feliz que qualquer outra pessoa.

      Lobão.

      Excluir
    10. Lobão, acho que tem coisas que devemos sim nos orgulhar, agora orgulhar por ter ou não filhos, ter o não dinheiro, ter ou não esposa não fazem sentido. Orgulho pra mim tem mais a ver com capacidades, skills e inteligência. Eu por exemplo me orgulho de estar falando inglês cada vez melhor...

      Excluir
    11. Você está olhando pelo lado mais inteligente da coisa mas, os instintos muitas vezes nos dão felicidade mesmo cobrando seu preço depois. Não é questão de ser mais sensato, simplesmente é do ser humano se orgulhar de coisas estúpidas. Não estão dizendo que vale a pena também seguir uma vida sem se importar com planejamento, só que tem coisas burras que nos fazem felizes.

      Lobão.

      Excluir
  6. Otimo post corey! Acho que muito do que vc escreveu serve também para nós mulheres. Vejo como foi o casamento da minha mãe e meu pai (que hj são separados e pouco falo com meu pai), o que ela conseguiu construir de patrimônio, foi basicamente ela quem conseguiu, meu pai sempre foi acomodado e nunca nem tentou se educar financeiramente. Quando se separaram ele disse que os filhos eram dela, então ela que se virasse. Ela nunca pediu pensão, e ele ainda ficou com um terreno que vendeu por trocados e não sei o que foi feito com o dinheiro.
    Eu hj estou nas vias de morar com o namorado, vou largar minha vida e mudar de cidade, mas estou planejando essa mudança pra justamente não depender dele. Filhos? Cada dia quero menos, se eu os tiver será mais pelo sonho do parceiro do que por mim, pois concordo que maternidade é uma responsabilidade sem volta.

    Abcs
    Maria frugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!

      Tem muito homem folgado por aí, não são poucos. Tem muita mulher que carrega a família nas costas e ainda tem que trazer o provento pq o desgraçado do marido é um encosto. Infelizmente essa é a realidade e tenho nojo desses caras.

      Se a ideia de ter filhos me é assustadora imagino se fosse mulher que herda muito mais trabalho, por mais presente que o pai possa ser... Nem pensar!!!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Cada um pensa como tal e se é feliz é o q importa. Ser pai só se sabe quando o é, ao mesmo tempo que só se conhece a vida de casal sem filhos vivendo assim... portanto, cada um decide seu caminho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, simples assim, não sei pq complicar ou tentar enfiar ideias goela abaixo.

      Excluir
  8. Fala Corey


    Concordo em tudo. Eu mesmo, posso dizer que tenho um relacionamento muito saudável com uma mulher que considero e sei que é diferenciada. Mas mesmo assim não penso em me casar com ela. Tanto é que nos meus objetivos futuros eu não a envolvo.

    Pretendo sair do país como vc bem sabe. Nos planos estão eu e meus país. E ela sabe disso. Eu disse que se ela quiser vir junto, para que nosso relacionamento continue, ótimo. Até pesquisamos juntos as possibilidades. Mas casamento e filhos está fora de questão. E ela vai ter que sair daqui com as próprias pernas.

    Acho que se o cara achar uma mulher decente, vale a pena ter um relacionamento duradouro com ela. Mas ele precisa se proteger financeiramente, legalmente e emocionalmente desse relacionamento. E é bem difícil achar uma mulher honesta o suficiente para aceitar uma situação assim, já que ela precisa ser independente tbm e saber muito bem o que quer.

    No mais, o melhor conselho é realmente não casar. Parabéns pelo artigo, ficou excelente. E obrigado por citar meu artigo.


    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rover!

      Cada um é cada um, entendo perfeitamente sua posição, eu por outro lado, coloco a Bia em todos os meus planos e meus pais não. Quem está certo? Quem está errado? Ninguém! Cada um sabe da sua vida e de seus relacionamentos...

      Tb acho difícil achar uma mulher honesta assim, infelizmente o nível não só das mulheres mas do ser humano está caindo cada dia mais. Sim, o melhor conselho é não casar, pelo sim ou pelo não é a decisão menos pior em caso de dúvida.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Parabéns pelo blog, Corey.

    Na minha opinião o mais coerente de toda a blogosfera por não ficar de ladainha impondo que sua opinião é a correta, sempre estando disposto em debater o que propôs.
    Continue assim, sempre adicionando.
    Espero que não pare de escrever tão cedo, como chegou a fazer uma vez.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo, fico aliviado de pessoas entenderem que não tento impor nada, somente levantar discussões.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Respostas
    1. Grande UB!

      Meu casamento tem crises, claro, mas o que quis dizer é que conseguimos rapidamente resolver as crises, não empurramos nada com a barriga. Nunca fomos dormir um emburrado com o outro em todos esses anos, temos a máxima que não sabemos se o outro amanhecerá vivo na manhã seguinte e caso a gente vá dormir chateado corremos o risco de jamais ter a oportunidade de nos desculparmos. Bobeira? Pode ser, mas funciona.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Entendi, bom das crises é que terminam em sexo, rs.

      Excluir
  11. Bom dia, Corey

    Devido a algumas circunstâncias, não tenho grande experiência no trato com mulheres "civis" (tenho 25 anos e me relaciono quase que exclusivamente com GPs desde os 19). Realmente, essa questão de relacionamentos afetivos é muito lotérica! Se algum dia eu vier a ter um relacionamento sério, tentarei seguir essa lógica do texto, é como eu me vejo mais satisfeito dentro de uma relação. Apenas discordo em pequenos detalhes, como na situação do "chifre" (concordo que pode acontecer e que não se pode fazer muita coisa para impedir, mas SE ocorrer, na minha visão, significa automática ruptura do relacionamento, independentemente de que lado parta a "guampeada") e também na questão da "socialização do dinheiro" (acredito que cada um deva arcar com suas despesas, aquelas que forem destinadas ao uso comum de ambos que sejam rachadas meio-a-meio). Difícil é encontrar uma guria que pense e aja assim e que ainda, no mínimo, tenha uma beleza mediana kkkkkk... como falei é uma LOTERIA!!!

    Saliento que de nenhuma maneira me acho inferior nem superior a ti por pensar assim, apenas são visões diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guasca!

      Cara, não critico que não tem relacionamentos com civis, consigo entender o que se passa, mas acredito que isso é importante para o desenvolvimento como ser humano. A relação cliente-prostituta é uma das mais honestas que existem e não vejo o menor problema nisso, mas ter um relacionamento nos faz crescer não só nessa parte da vida.

      Cara, cada um tem uma visão, eu não vejo uma traição sexual como um desastre, outras formas de traição sim... mas isso é de cada um. A parte do socialismo do dinheiro tb é algo complicado, mas em casa funciona exatamente dessa forma, as despesas são rachadas meio a meio e cada um tem sua grana pra gastar como deseja. O que fazemos além disso é poupar todo o resto da grana de ambos num balaio só.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Muitos caras ficam anos com gps e curtem muito a vida, sem aporrinhação nenhuma, sem cobranças, sem conversa.

      Está dificil para o POBRE encontrar mulher legal, mas quem tem dinheiro não pode reclamar.

      Excluir
  12. Senhores,


    Para variar, todas as inovações prejudiciais no mundo ferram principalmente os homens pobres e os da classe média. Coisas como feminismo maluco, mulheres levando dinheiro dos homens por conta da união estável.


    De outro lado, um homem com mais de 1M sempre vai ter um monte de mulheres gostosas e submissas desesperadas para casar e obedecer. Pois dinheiro domina o mundo, dinheiro abre portas e pernas. É dinheiro que manda. Os homens ricos sempre comeram e sempre vão comer as mais gostosas.

    Quase, todos que estam na bolsa procuram conforto, lazer e mulheres. Hoje é a fase de construção de capital, construção de patrimônio. A grana deve ser direcionada aos aportes, logo não sobra muito para namoro que sustente malandra. Ou seja, quem quer ficar milionário no futuro não deve gastar muito dinheiro com mulheres, já que essa grana deve ser usada para comprar ações , fiis etc.

    Ninguém deve ficar sem sexo, existem opções que o dinheiro consegue pagar. Até a tecnologia ajuda, com o Tinder, por exemplo, qualquer um pega mulher feia pelo menos, mas sai da punh...

    Depois do primeiro milhão, o investidor pode ter um harem, pode alugar um apartamento e colocar 3 amantes pobrinhas e gostosas. Mas só depois de receber mais de 15k por mê de proventos de fiis. Até lá é paciência e mulheres que cobram barato.


    Casar com pobretona só se for com separação de bens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O anon resumiu perfeitamente o mundo: enquanto o cara é pobre ele pega mulher barata e pobre. Se ficar rico come as mais gostosas.

      Só vira manso quem quer . Se casou e desconfiou de putarias, separe.

      A melhor forma de diminuir esse risco é ser milionário e casar com pobretona. Nenhuma mulher quer voltar para bairro meleca. Ela pensará duas vezes antes de fazer m....Mas para isso o homem deve construir sua fortuna que pague dividendos maravilhosos.

      Excluir
  13. Casar com mulher que ganha bem, ou que tenha nascido rica, e não é mandona vale a pena. Essas sempre serão as melhores.

    A questão é saber esperar até achar alguma assim. Está dificil, para variar, quem nasceu rico tem mais chances de casar com rica gostosa. Dessa maneira as fortunas geram mais dinheiro. Paciência para quem está aportando.


    Devemos nos considerar sortudos, pois muitos homens estão em casamento horríveis, alguns são chifrudos pois têm medo de se separar e ficar na merda, sem imóvel com o gasto extra de pensão e aluguel de novo ap. Por causa disso o cara dorme no sofá e vive um casamento horrível.


    No próximos 10 anos minha meta é fazer muito dinheiro. Depois penso em casar com mulher que nova, gostosa e pobre que me obedeça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram os comentários mais inteligentes que vi até agora. Concordo com o anon de 16:43.

      Muitos reclamam do PT, mas tem raiva de quem nasceu rico e come as mais gostosas. Parece coisa de estudante comunista que só come aquelas esquisitas estudantes de História e Geografia, mas queria pegar as alunas de ADM e Economia que são mais bem cuidadas. Os ricos sempre tiveram mais privilégios. Porém a bolsa existe para que possamos ficar milionários.

      Namorar antes de ficar rico só se for no estilo zemobral, na pãodurice extrema, só gastando com motel barato, sem presentes e sem passeio, so pic.... Antes do primeiro milhão é mais inteligente ser muito pão duro e aportar forte. Depois de rico, dá para casar com garota de 20 anos, obediente e gostosa.

      Excluir
  14. A realidade é que existem dois tipos de homens na visão feminina: os pra casar e os pra foder, o resto pra elas são meros lacaios que valem menos que cachorros e é extremamente importante saber disso, da mesma forma que para os homens só existe mulher pra casar e as pra comer, e as outras se tornam praticamente irrelevantes.

    Por qual motivo estou falando essa obviedade? Porque ela é necessária para ficar bem claro.

    O corey provavelmente era um cara tachado como um do tipo para foder, tanto que a esposa dele é liberal e mansa com ele, então quando ele casou ele continuou sendo um cara para foder, só que casado, é como um badboy que casou e caras desse tipo NUNCA* são tirados para provedores cuckold.

    O problema é que a maioria dos homens são no máximo para casar, vejam os outros comentários e isso fica claro, caras sem bagagem de vida alguma, que só sabem acumular e acumular, mas eaí? Tem caras que além de interessantes, fodem bem e ainda acumulam, então como vão ganhar deles?

    A mulher do Corey está com ele porque ela sabe no mais profundo íntimo que ele não é um pária mongolóide, igual muitos dos manchilds que tomam chá de perna de mediana e ficam passando mal.

    É bom ter plena noção disso, que a maioria de vocês sempre vai ser considerado no máximo um cara pra casar, o otário trouxa que vai bancar tudo, levar esporros, infernos mentais, ser desrespeitado até pelos filhos, sem ter voz na casa e que sofrerá greves de sexo e mesmo que pratiquem o marriage striker até as putas os tratarão com sexo meia boca, porque mulher tem faro contra provedor cuckold e não duvido que após um tempo até se apaixonem por alguma gp que faça o estilo namoradinha.

    Enfim, a fala de vocês é vazia, prolixa e inútil, porque vocês perderam a guerra, a batalha e tudo antes de começar, não tem nem sentido ouvir o que falam, quem vai ouvir caras indo pra 30 anos que nem tem traquejo social pra levar relacionamentos com bom custo benefício? Quem vai acreditar na palavra de caras que vivem como escravos do pinto carentões por putas?

    São crianças crescidas, ao invés de chuparem a chupeta chupam peitos de gp, que horas atrás fora esporrado por outro cara.

    Sabe a parte mais legal disso? Isso não vai mudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se olharmos a vida dos bilionários veremos que a maioria quis ficar rico para ter poder e acesso Às mulheres mais gostosas de suas épocas.


      Bill Gates fez seu primeiro programa de computador para impressionar as garotas da escola. Se ele tivesse raiva de mulher estaria pobre e fudido hoje.
      Já imaginou se Arnold e Stallone acreditassem na Filosofia da Real e ficassem com raiva das mulheres ? Eles estariam pobres e magrelos ou gordinhos. Iriam passar a vida toda vendo xvideos e reclamar que as mulheres são injustas?

      Na época das cavernas os melhores caçadores metiam mais pois mostravam habilidade. Buc... sempre foi um lazer caro, nunca foi nem vai ser grátis. Os homens iam para as guerras para impressionar as gostosas. Isso fez caminhar a humanidade.

      Quem quer buc.... padrão panicat tem de passar uns 10 anos aportando forte, no mínimo. Sem dinheiro não há restaurante de luxo, não há Ferrari, muito menos Camaro amarelo. Quer buc...? Ganhe dinheiro.

      Infelizmente, temos uma geração que só sabe ficar no videogame e no facebook. Eles acham que as mais gostosas tem de dar para os garotos de classe média pois eles são legais, enquanto que os ricos são escrotos e privilegiados. Em vez de buscar dinheiro ou um corpo sarado, preferem ficar na internet falando mal de quem corre em busca de grana e poder para comer buça!!!

      O cabra que disposição para aportar forte, que nasceu co0m vontade de ficar rico vai comer as mais gostosas sempre. Os preguiçosos viveraõ eternamente reclamando.

      Excluir
    2. Perfeito, magno.

      É plenamente possível ter relacionamentos positivos com mulheres, mas não para a maioria. Pesquisas mostram que as mulheres consideram até 80% dos homens como abaixo da média, ou seja, só 20% realmente as atrai e impõe respeito.
      Os 80% podem ser no máximo provedor. Para esses, casamento é suicídio.

      Excluir
  15. Corey, o casamento é algo muito moderno em termos de nossa evolução genética. Nossos instintos não estão adaptados a essas leis idiotas e até mesmo à nossa cultura.

    Para o casamento dar certo, o rigor cultural tem que ser tamanho que supere os instintos. Somente numa sociedade muito rigorosa para esposas respeitarem homens comuns ou fracotes.

    Nos tempos remotos, quando fomos moldados geneticamente pela evolução natural, não havia esses contratos e costumes. A disputa era acirrada e violenta. Havia, na verdade, Homens Paleolíticos fodões que dominavam a mulher e essa o respeitava por ele continuar caçando e pegando outras.

    Vemos esses instintos nas mulheres até hoje. Uma fêmea bonita e em idade reprodutiva, quando não foca só no cultural ($$- intelecto), ficam molhadas e sentem atração por caras dominantes e perigosos. Na maioria dos casos ficam interessadas pelos caras já comprometidos. A maioria dos casamentos que realmente dá certo é onde a mulher é submissa e o cara pegador a ponto de continuar comendo outras.

    Tudo remete aos tempos das cavernas, não tem jeito. Pesquisadores atuais estão estarrecidos com a evolução genética da ovulação das mulheres, que ficam férteis de forma secreta, que nem elas sabem exatamente o período. E a explicação mais plausível é a de que elas evoluíram tendo parceiros provedores ou líderes, mas estavam sempre prontas para se reproduzirem e agradar um outro membro violento do grupo ou a outros homens de um grupo rival no caso de perda numa guerra. Acrescente a isso o estranho fato de as mulheres estarem sempre disponíveis para sexo, mesmo em período não fértil ou até grávidas. Isso é totalmente anormal na natureza!

    Farei um post com as devidas referências científicas.

    ResponderExcluir
  16. Caramba, Corey, o teu amigo gastou 30k numa festa de casamento para se separar logo depois??? Esse jogou dinheiro pela janela mesmo....

    ResponderExcluir
  17. "Cara, cada um tem uma visão, eu não vejo uma traição sexual como um desastre, outras formas de traição sim... mas isso é de cada um."

    "Desastre" não é, desde que imediatamente corte a vadia. Somente cuckolds betosos permitiriam tal ofensa da honra.
    E não venha com trololós e desculpites que isso é de cada um.
    Sim, pelo papo já foi traidinho, betão.

    ResponderExcluir
  18. Corey crie uma postagem sobre como uma puladinha de cerca de ambos os lados apimentou/apimentar o casamento , quem sabe cai por terra mais um tabu.

    ResponderExcluir
  19. Corey vc casou com separação total de bens?

    ResponderExcluir
  20. Sandra

    Por convicção pessoal e também religiosa, acredito que o ideal PRA MIM é a mulher cuidar da família (marido e filhos) e não trabalhar fora.
    Mas ai tenho que considerar que ha mulheres que não gostam/não tem aptidão para coisas domésticas ou crianças,
    ou ainda as que não querem ter filhos, e tudo bem.
    Mas, caso a mulher queira a vida que falei, duas coisas importantíssimas tem de ser consideradas, primeiro ela tem que aceitar a possibilidade de um padrão de vida mais modesto, afinal apenas um vai sustentar a casa, e acho injusto
    o homem se matar de trabalhar, afinal ele também precisa ter uma vida minimante agradável, e a outra é que isto deve ficar claro o quanto antes, é super errado a pessoa entrar em um casamento para tempos depois simplesmente falar AGORA VOU PARAR DE TRABALHAR, e os planos do outro como fica? isto seria uma traição tão grave quanto a sexual.
    No caso de caras que investem pesado, compreendo a desconfiança que poderia surgir sobre uma relação como esta, afinal ficaria parecendo que a pessoa
    se esforçou para vir outro e simplesmente curtir hehe.
    Por isto trabalho e estou tentando construir alguma coisa, assim se não me casar terei uma vida mais confortável e caso me case contribuirei de alguma forma.
    No caso do seu casamento, o que transparece e é um grande exemplo é que os pilares são confiança e transparência, é que os planos de ambos são sempre abertos um para o outro, é como falei no inicio, errado é cada um querer uma coisa e principalmente ficar enganando o outro.

    Ps.: Desculpa o comentário enorme.

    ResponderExcluir
  21. Mais um motivo pra eu não querer casar.

    ResponderExcluir
  22. Tem cara achando que se a mulher for Amélia ta tudo bem...preparem-se pro par de chifres.
    A mulher atual não é nada confiável, nenhuma.
    Se o homem dá valor ao que tem no meu das pernas ele vai procurar GPs, pagar o justo por sexo e pensar na sua autorrealização, e não na realização de uma pessoa estranha que não é nem da sua família de verdade, só serve para tomar o máximo que é seu.
    Homem de verdade se livra disso, não vira capacho de mulher promiscua não.

    ResponderExcluir
  23. Desista! Não adianta ficar malhando em ferro frio.
    Marriage strike!

    ResponderExcluir
  24. É isso mesmo, se você chega na beira de um abismo vai continuar andando?Só se for louco, aí é hora de desistir de trilhar esse caminho e se adaptar a outro.
    Nossa sorte é que o homem,pela sua natureza, se adapta facilmente a diferentes situações na vida, se vira, sem frescura, ou seja, qualquer boate, qualquer sexo casual já desabafa e tocamos o braco para frente.
    É o ideal? claro que não, mas bem possível e totalmente suportável.
    Realmente o negócio é o Marriage Strike, atualmente o homem ficou sem outra opção plausível, aceitável. Chega de leis torpes contra nós.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.