sábado, 20 de dezembro de 2014

Independência Financeira e o Futuro da Carteira

Em agosto de 2013 após "sofrer" um ataque de haters e por não saber ao certo como lidar com esses, declarei o fim do Blog do Corey e noticiei que tinha atingido a independência financeira. Muitos me parabenizaram, outros ficaram putinhos e me esculacharam... Até hoje nêgo vem me encher o saco dizendo que é impossível atingir a IF com uma carteira pequena feito a minha, que não é possível obter os proventos que obtenho com tão pouco investido e mi mi mi... Acontece que naquela época eu contava com os proventos do meu negócio B, negócio esse paralelo onde eu era somente investidor e que me rendia gordos proventos. O investimento desse negócio jamais foi computado no valor da carteira por seguir as regras do ranking do Pobretão onde somente ativos financeiros poderiam ser somados para formar a carteira da IF.

Aquele momento foi precipitado por vários motivos. O primeiro é que a robustez desses proventos do negócio B se mostrou frágil poucos meses depois quando fui obrigado a me desfazer do negócio por não concordar com mudanças de regras. Segundo porque logo depois disso fiz a viagem que mudou minha vida e me mostrou que o Brasil não é o meu lugar. A partir desse momento o sonho da independência financeira se dissolveu e o sonho de uma vida com mais qualidade de vida num país com cultura e sociedade mais alinhados com o que quero pra minha vida ,mesmo que com mais trabalho, tomou seu lugar. Eu tinha saído da Matrix.

Desde então perdi totalmente o interesse em estudar sobre investimentos, alocações, balanceamento, proventos, análises, etc. O objetivo agora era fazer dinheiro de maneira a acelerar os planos de emigração, nesse cenário entra a loja nova comprada com o objetivo de ganho de capital numa revenda futura. Para a compra dessa loja utilizei o dinheiro recebido pela venda do negócio B, os aportes que seriam destinados a carteira de IF nos últimos meses além de sangrar a própria poupança da IF. O dinheiro não brotou do solo como sugeriram alguns "leitores assíduos apaixonados por este site mas que não dão o braço a torcer".

Então, resumindo o lance da IF: me precipitei ao anuncia-la a um ano e meio atrás e agora nem vejo mais sentido na ideia de parar de trabalhar com 30 e poucos anos e continuar morando no Brasil. Continuo não gostando de trabalhar (quem gosta?), mas agora consigo administrar isso se estiver associado a um objetivo maior lá na frente, que nesse caso é sair do Brasil. Estou trabalhando mais duro do que nunca, mas estou vendo resultados. Confesso que visto o sucesso que estou tendo na loja nova dá muita vontade de derreter o resto da carteira e entrar em mais um negócio. A perspectiva de rendimentos de 5 dígitos mensais é tentadora... Sobre o fim do blog, também foi precipitado e anunciado num momento de raiva, o blog me faz bem, conviver com pessoas tão diversas, com ideais de vida tão diferentes mas que ao mesmo tempo possuem coisas em comum comigo é muito gratificante. Já disse e vou repetir: não sinto saudade do Facebook, mas não consigo ficar sem o blog...

Agora sobre o futuro da careira da IF. Mesmo após sair do país, pretendo manter alguns investimentos por aqui devido a alta rentabilidade que nossa economia pode oferecer, entre eles estão meu apartamento alugado e os fundos imobiliários. De resto pretendo dissolver tudo e usa-los no exterior, então o futuro da minha antiga carteira da IF será somente os FIIs que já tenho e os que comprarei com os proventos dos mesmos quando não precisar mais deles (estou usando os proventos para pagar contas devido ao investimento na loja nova). Os aportes estão suspensos, mas quando voltarem serão alocados no exterior em princípio na minha conta americana. No futuro precisarei de dinheiro disponível para investir num possível negócio americano, portanto não posso comprometer capital em algo sem liquidez. Não manjo praticamente nada sobre investimentos no exterior, tenho uma longa estrada para percorrer.

O último "balanço público" do Blog do Corey será publicado em 1/1/15, após isso não mais publicarei números mas comentarei como estão indo as ideias. Isso me ajuda a organizar a cabeça! O blog está prestes a completar 3 anos e fico contente por ter vários por aqui desde o começo, espero continuar nessa comunidade interessante e inteligente por muito tempo, contribuindo no que posso e pegando dicas novas. Sei que as pessoas gostam quando escrevo sobre empreendedorismo porque essas informações são escassas na internet, aproveito para pedir sugestões de tópicos, pretendo fazer um "mês do empreendedor" em janeiro ou fevereiro, mas preciso de ideias. Abraço a todos!

38 comentários:

  1. Corey, fiquei interessado sobre a conta americana, pois também pretendo abrir uma conta lá,

    Você poderia dar mais algumas informações sobre como é o procedimento e como escolher o banco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, é uma conta num banco de varejo comum, nada demais. Qq um pode abrir uma conta lá, basta passaporte, outro documento com foto (CNH brasileira, por exemplo) e um comprovante de endereço (pode ser brasileiro), em 10 minutos vc sai com cartão na mão.

      Excluir
    2. Anônimo e Corey,

      Escrevi um post este mês justamente relatando minha experiência com abertura de conta corrente nos EUA. Se interessar, segue o link.

      http://economicamenteincorreto.blogspot.com.br/2014/12/abertura-de-conta-corrente-nos-estados.html

      Abraços

      Excluir
  2. Olá, Corey.
    Beleza, colega. Por mais que você disse que não está mais com interesse sobre "investimentos, alocações, balanceamento, (...)" você está fazendo exatamente isso.
    Definiu com clareza um objetivo pessoal de médio prazo (morar no exterior), mas que necessita de resultados financeiros. Com isso em mente, resolveu montar uma estratégia voltada para a consecução desse objetivo. Ela vai diferir muito da minha estratégia, por exemplo, pois estamos em estágios de vida e financeiro diferentes, assim como temos objetivos diferentes. Porém, não deixa de ser parecido que temos objetivos financeiros e pessoais e vamos atrás desses objetivos por meio de alguma estratégia.
    Espero que consiga antes do que imagina formar um patrimônio mais considerável para que possa ser mais fácil emigrar para onde queira morar.
    Já falei para você para onde ir : "Garota eu vou para Califórnia, viver a vida numa boa..." É para lá que eu iria ou talvez para Austrália (ou talvez para Indonésia hehe).

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Soul!

      Verdade, não tinha pensado por esse ângulo... Estamos fazendo o mesmo a diferença é que vc faz com ativos financeiros e eu com ativos físicos. Sim, a estratégia é pra médio prazo, mas não é muito detalhada, já perdi tempo demais na vida detalhando planos que saem completamente diferentes.

      Cara, somos beeem diferentes mesmo, não curti muito a CA (se bem que viveria lá sem o menor problema), meu estilo de vida é diferente. Austrália ainda não conheço mas tenho muita vontade, Indonésia tenho pensado em conhecer pq meus amigos estão indo pra lá e adorando.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Corey,

    Então o plano de imigração já tornou-se uma coisa irreversível? Canadá, EUA ou outro país? Você não pretende mais permanecer no Brasil?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IL!

      Odeio a palavra irreversível, tento sempre fazer tudo na vida de maneira reversível (por essas e outras não quero ter filhos), mas é meu plano atual e estou trabalhando pra isso. O plano A é EUA, mas nada definido, não costumo detalhar meus planos, nunca dá certo, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Olá Corey
    Essa ideía do "Mes do Empreendedor" é ótima, seguem sugestões de assuntos:

    1. como avaliar um negócio alem da simples leitura de textos e conversa com amigos, como identificar o lado "osso" de cada negócio,

    2. os orçamentos e planilhas iniciais para começar um negócio: simplificações da realidade que escondem problemas e necessidades de capital que podem ser identificadas de outras formas,

    3. vendas, crescimento, estoque, alavancagens, necessidade de capital de giro... os problemas do crescimento que ninguem fala,

    4. melhores práticas para empreender num pais que é culturalmente contra o empreendedor.

    5. condições reais para que um negócio tenha sucesso, externas (como se preparar e escolher) e internas (como "mudar a cabeça" do empreendedor) antes de começar.

    É isso ai, abraços!
    Zen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa! Obrigado pelas sugestões, muito boas, aliás! Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Um tema bom para artigo seria como gerenciar um negócio sem estar presente fisicamente.
      Como estabelecer controles, precaver contra roubos e contra atitudes de funcionários do tipo "o gato não está, o rato faz a festa".
      Tenho um colega de trabalho que é dono de uma franquia de escola de informática, o cara quebra a cabeça para gerenciar o negócio a distância.
      Eu sou servidor público, já fui sócio de uma lan house, hoje penso em investir num restaurante a quilo, mas fico pensando como vai ser pra gerenciar.

      Excluir
  5. Ahhh Corey,
    Sugestões de temas para se escrever ...

    1. Diferenças e Semelhanças entre negócios de setores diferentes
    2. O que o iniciante deve saber antes de abrir o próprio negócio
    3. O que esperar nos primeiros meses antes e depois de abrir o próprio negócio
    4. Quais são os custos, lucros e margens que um empreendedor deve ter em mente
    5. Quais são os problemas que o empreendedor terá ao longo do tempo
    6. Qual o perfil de uma pessoa não empreendedora
    7. Como iniciar o negócio do zero
    8. Como comprar e vender o negócio


    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Estagiário! Excelente lista, tá anotado! Abração!

      Corey

      Excluir
  6. Corey,
    Na época eu comentei (ou pensei em comentar) que achava precipitado "anunciar" a IF naquele momento. Com tão pouca idade e num país com tanta volatilidade no humor (mercado, política, confiança da população, etc), acho complicado decretar a IF sem uma boa margem de segurança.

    Compartilho com você os pensamentos de sair do país e viver com mais qualidade de vida (possivelmente menos conforto) em um país desenvolvido. Não é fácil, pois são muitas variáveis, principalmente para quem tem filhos. Por outro, ter à disposição um local melhor para crescimento dos filhos acaba se tornando um motivador.

    Gosto muito dos seus posts sobre empreendendorismo.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá EI!

      Tem razão, foi precipitado mesmo, foi algo feito num momento de raiva. Errei. Vc tem razão, a volatilidade brasileira impede esse tipo de declaração, tanto é que meses depois percebi isso ao vender o negócio B.

      Acredito que principalmente para quem quer ter filhos a ideia de sair do Brasil deve ser levada muito a sério, até por questões financeiras já que lá fora é muito mais barato criar uma criança de maneira legal que aqui.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  7. Uma mentira-se abrir conta nos EUA sem ter que ir láeeconomizar umaresposta grana de tarifas no envio das remessas e usar o BB, veja o link abaixo.

    http://www.falandodeviagem.com.br/imagens8/PerguntasClientesBB.pdf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, o BB Américas é talvez a melhor opção, pena que só fui descobrir isso depois... Mas até onde sei não dá pra abrir do Brasil.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Saudações Corey,

    Faz alguns meses que leio o blog, gosto muitos dos posts.
    Moro no exterior há mais de 12 anos.
    Percebo que por estas bandas o povo é a discreto, reservado, diria cautelosos, em relação a revelação de planos e resultados.
    Nomear, especificar ou detalhar gera muita cobrança, pressão, comparação e as vezes chacota, quando não são os outros pode ser nós mesmos.

    Você esta certíssimo em focar no mote que é o diferencial do seu blog, o empreendedorismo.

    Sugestão de tópicos:

    - comércio
    - serviços
    - indústria

    Um apanhado geral, exemplos de empreendimento de cada setor, esmiuçando peculiaridades, diferença de margem de lucro, material humano, tributos, logística, espaço físico, qualificações, etc...

    Forte Abraço

    "Wake Up and Live!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Legal sua experiência, eu já percebi algo um pouco diferente: as pessoas não tem receio de falar quanto dinheiro fazem, por várias vezes percebi isso.

      Dicas anotadas, abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Como o tempo passa, né? Nesses 3 anos muitas coisas aconteceram, e assim como vc, minha mente está completamente diferente de quando comecei meu blog. E assim como vc, consegui ver que esse país está a quilômetros de distância da mentalidade do primeiro mundo. Mas diferente de vc, pretendo lutar aqui mesmo (talvez por preguiça mesmo... kkkkkkkkk) Torço que vc consiga realizar seus objetivos e ser feliz. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Eike!

      Pois é, minha cabeça mudou muito nesses 3 anos e acho isso muito bom, não vejo sentido em continuar sendo sempre a mesma coisa. Sim, estamos a anos luz da civilidade e o nosso maior problema somos nós mesmos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Olá Corey,

    O importante é usar o dinheiro para fazer mais dinheiro, não importa de que maneira ele seja aplicado.
    Por isso que normalmente quem tem negócios não tem muito dinheiro aplicado em bancos, mas sim na sua própria empresa através de estoques, capital de giro, bens móveis ou imóveis e outras coisas.

    Minha sugestão sobre temas é fazer um post sobre ponto comercial.
    Até quantos % sobre o faturamento você acredita que se deve pagar de aluguel, localização, gastos com reformas, layout, tipo de luminoso, etc.
    Como você abriu uma segunda loja recentemente, acredito que seja bem interessante fazer um compacto abordando todos esses assuntos, ainda mais que o ponto comercial é o início de tudo.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BBB!

      Pois é, dinheiro faz dinheiro. Vc tem razão, boa parte dos comerciantes como nós não possuem muitas aplicações financeiras, talvez por estarmos "na rua" vemos outras oportunidades

      Sua sugestão tá anotada, abração!

      Corey

      Excluir
  11. Planejamento é tudo, já pensei muito em imigrar pros EUA com o visto EB-5. O setor de liquor stores é bem interessante, vale a pena dar uma olhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, nunca pesquisei esse setor, mas vou dar uma olhada pq tem bem a minha cara.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Legal que vc mudou de ideia e pretende continuar com o blog Corey, A única sugestão que eu tenho é que vc continue escrevendo. Infelizmente não vejo como te dissuadir de não emigrar, então que pelo menos passe as valiosas dicas de empreendedorismo e principalmente sobre entrar como sócio em negócios.
    Abs Corey!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cabrolio! Gosto muito de escrever aqui, é uma terapia além de aprender muita coisa, vou continuar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey, poderia contar-nos quais são as portas de entrada lícita nos EUA para o pequeno investidor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lusitano!

      Se vc tiver documentos portugueses infelizmente não ajudarão pq Portugal não tem acordo comercial com os EUA, mas pra italianos, espanhóis e até argentinos o visto E2 tem esse propósito. Pesquise tb os vistos EB5 e L1.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. Você faz muito bem em sair do Brasil.

    Aqui vai continuar um eterno voo de galinha.

    Há milhares de oportunidades pra empreendedores em países mais sérios.

    Os Estados Unidos estão perdendo o brilho, mas continuam anos luz à nosssa frente.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voo da galinha foi foda, faz sentido! Os EUA podem ser o que for, mas são muito top em quase tudo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Acho que um dia vou ouvir a noticia "Corey, um empreendedor brasileiro que tem uma rede de franquias de lojas de departamento nos EUA conta sua trajetória"

    ResponderExcluir
  16. Pesquisei sobre abertura de conta no BB América.
    Aparentemente, quem é correntista BB pode abrir uma conta nos EUA a distância.
    Ainda nao o fiz porque na relação de tarifas havia uma que era 16% anual.
    Nao entendi sobre o que incidia e nao achei informações mais específicas....
    Outra duvida importante diz respeito à tributação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se é possível abrir uma conta sem estar presente pq a legislação americana exige isso e o BB américa é um banco americano assim como o Santnader Brasil é brasileiro não espanhol.

      Não entendi essa tarifa, no meu banco eu não pago nada de tarigfa se manter 2k na conta.

      Tributação até onde sei é 0,38% de IOF e pronto.

      Excluir
  17. Como nós teremos apenas seus posts em 2015. Só estou aqui para te desejar um Feliz Ano Novo para você e todos aqueles que contribuem para o seu sucesso.
    Desejo-lhe novas conquistas em 2015.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. Olá, Corey!
    Espero que você escreva mesmo sobre empreendedorismo, os tópicos citados pelo Estagiário, BBB, parecem ser bem interessantes.
    No mais, desejo um bom ano para você e sua mulher, que possa ter bons resultados com os seus empreendimentos, com saúde, e ficar mais perto do Canadá.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.