sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Festival de Incompetências

Esse post é 100% inspirado num post do meu amigo BBB (veja a postagem do BBB aqui). Assim como ele, ultimamente ando profundamente irritado com a incompetência generalizada que me cerca por todos os lados em absolutamente tudo o que tenho que fazer. Sério! Sem piada, tenho andado com receio até de pedir um sanduíche no Mc Donalds porque eles conseguem sempre fazer errado... Sem mais delongas, vamos a alguns exemplos:

Problema: aumento da velocidade da internet da loja
Detalhes: solicitei aumento da velocidade da internet a quase 90 dias, a Net já cobrou 2 contas com o aumento mas a velocidade continua a mesma e pior, agora estou tendo quedas constantes de sinal, coisa que não acontecia antes do pedido de aumento da velocidade.
Incompetência: mil operadores de telemarketing incapazes de resolver um simples aumento de velocidade de internet.
Prejuízo: R$ 160 (por enquanto)

Problema: geladeira quebrada
Detalhes: chamei um técnico que me cobrou R$ 400 para arrumar, como uma nova custa mais de R$ 1000 achei que valia a pena o conserto. 35 dias depois a geladeira pifou novamente, o técnico sumiu. Outras empresas se recusaram a consertar o modelo da minha geladeira.
Incompetência: técnico bandido, ladrão e sem vergonha que presta um serviço de merda e depois desaparece.
Prejuízo: R$ 400 (tive que comprar uma geladeira nova)

Problema: cartão de crédito novo
Detalhes: recebi uma correspondência da American Express me oferecendo um upgrade para um cartão fodão com benefício de anuidade grátis pra toda a vida. Entrei em contato e fiz a solicitação, recebi o cartão e na primeira fatura um valor de anuidade de R$ 200 (1ª parcela). Liguei furioso e prometeram me estornar.
Incompetência: não cumpriram a promoção que eles mesmo informaram, se eu não prestasse atenção, acabaria pagando a anuidade sem perceber.
Prejuízo: R$ 200 (espero ser reembolsado)

Problema: entupimento de esgoto na loja
Detalhes: após ser surpreendido por uma explosão fecal na loja e ter que fecha-la durante meio dia só para limpar, contratei uma desentupidora que literalmente cagou ainda mais fazendo uma bagunça impressionante. 2 dias depois voltou a entupir.
Incompetência: contratação de uma empresa sem o mínimo de compromisso com o cliente, que deixou o local incrivelmente sujo e bagunçado e que não resolveu o problema.
Prejuízo: R$ 600 (eu mesmo resolvi com algumas ferramentas e conhecimento de pedreiro que adquiri aos 8 anos de idade trabalhando com meu avô, precisei fazer um desvio que deu super certo, além de ganhar uma moral com os funcionários que ficaram impressionados por eu meter a mão na merda, literalmente)

Problema: pintura do apartamento onde morava
Detalhes: antes de entregar o apartamento para a imobiliária eu precisava pinta-lo, eu mesmo poderia fazer, mas estava na correria da mudança então contratei um pintor que foi 2 dias e sumiu, contratei um segundo que surpreendi cheirando cocaína na sala do apê.
Incompetência: "profissionais" sem o mínimo de profissionalismo que só sabem reclamar mas não são capazes de trabalhar de maneira correta.
Prejuízo: R$ 100 (só isso porque não dou dinheiro adiantado, esse é o prejuízo de material desperdiçado, Bia e eu resolvemos a pintura em 1 final de semana)

Problema: raiz de um dente inflamado
Detalhes: uma obturação quebrou, fui na dentista que somente reparou o dente, 3 dias depois amanheci com a cara no Quico de tão inchado. Fui em outro dentista que radiografou (o que primeira não fez) e constatou que era preciso tratar o canal.
Incompetência: a dentista além de deixar de ganhar num tratamento de canal perdeu um paciente porque foi relaxada em fazer o diagnóstico de qualquer jeito.
Prejuízo: R$ 200 (valor da primeira obturação)

Problema: funilaria mal feita
Detalhes: Bia deu uma ralada na lateral do carro, podia ter deixado do jeito que estava mas mandei consertar. Maldita hora! O funileiro conseguiu foder com a lateral, ficou mais torto e com diferença de cor. Paguei um segundo, de uma oficina TOP para arrumar (me dava nervoso de ver aquela porra torta e de cor diferente).
Incompetência: mais uma vez pessoas que se dizem profissionais mas só fazem merda
Prejuízo: R$ 700 (valor total, Bia pagou)

Vejam só, quase R$ 2.500 enfiados no ralo por incompetências de terceiros, sem contar a raiva. É impressionante a total falta de vontade das pessoas!!! Isso são só alguns exemplos, tenho outros que não posso contar por serem muito específicos, isso também sem contar a completa falta de educação das pessoas em seus locais de trabalho, a ausência de cordialidade, de bom humor... Ah! Sobre o Mc Donalds, qual a parte de "sem picles, por favor" é difícil de entender? Meu Deus, onde iremos parar?

54 comentários:

  1. É foda Corey...tenho as mesmas reclamações...
    Coloque mais uns 100 % referente a sua hora de trabalho, tempo que vc perde ligando pra esses viados, esperando esses putos, que dizem que vão chegar as 13;00 e lá pelas 17;00 vc liga cobrando e eles reagendam para outro dia...como se vc fosse um aposentado que nào tem merda nenhuma pra fazer

    enfim...
    É revoltante mesmo..
    Excelente post... dei muita risada com seus casos... é muito trágico... e me identifiquei neles...
    Grande Abraço
    P.catarrento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Catarrento!

      Verdade, esqueci isso das pessoas que não retornam ligações, não retornam emails, etc. Fujo de ligações que nem o diabo da cruz, mando sempre um funcionário ligar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Corey,

    No Brasil é assim mesmo. A maioria das pessoas não conhece a palavra profissionalismo. Por mais frustrante que seja, infelizmente, temos que engolir esses absurdos e continuar tocando a vida. Mas é complicado mesmo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IL!

      Tá difícil tocar a vida com tanto obstáculo, com tanto vento contra...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Corey,

    Vc tocou num ponto importante... a completa incompetência das pessoas. Por isto, temos sempre que ser mega criteriosos ao escolher qualquer coisa (e ainda sim corremos o risco de nos darmos mal).

    A verdade é que é reinante esta incompetência no país e isto gera custos altos a todos, seja ao cliente, seja ao empresário que contratou mal estes bostas, seja a quem estiver no caminho do rastro de merda que qualquer incompetente deixa.

    Nisto, sempre recaímos no problema da educação, que é clichê, mas muito impactante na vida prática.

    Isto tudo me estimula a ser conservador. Não se deve mexer em time que está ganhando, sob o risco de topar com algum incompetente que te atrapalhe.

    Para consertar as merdas feitas, geralmente a coisa se torna toda uma saga, uma epopéia de conflitos e trabalho (a merda feita por alguém vira um 2o emprego temporário para ti, sem remuneração, em termos do trabalho que você vai ter).

    Não querendo te estimular, mas aí você vê, nas pequenas coisas, a diferença de um país que funciona e de um que não funciona...

    Abraços, Renato C

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renato!

      Por mais critérios que a gente tenha, sempre vai dar alguma merda, é impossível descobrir até que a porcaria esteja feita e o prejuízo assumido. O que vc falou sobre custos é 100% certo, isso aumenta o custo de tudo e todos, contribuindo ainda mais para os preços inflados.

      Estou cada vez mais na defensiva, mais conservador, querendo fazer as coisas por conta própria ao invés de contratar gente pra isso. Veja o caso do esgoto, eu mesmo resolvi por uma fração do preço, antes tivesse feito logo de uma vez.

      "Não querendo te estimular, mas aí você vê, nas pequenas coisas, a diferença de um país que funciona e de um que não funciona..." - eu tento não pensar nisso, mas é impossível!!!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Corey, esse é mais um motivo pra você esquecer esse plano maluco de aumentar seus negócios e aplicar para o L1, eu tinha o mesmo plano, mas tamanha incompetência, achei melhor ir como estudante mesmo antes que isso vire uma venezuela. Outubro chegarei por lá com esposa, filha e cachorro. Vai logo Corey, não espere mais, não perca mais seu tempo, aqui no Brasil sempre vai ser assim e sempre vai piorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a Bia não estivesse na cozinha fazendo o jantar eu poderia jurar que foi ela que escreveu esse comentário. Ela vive dizendo isso, que a gente tem que arriscar mais e meter a cara pra ver o que vem...

      Tô pensando seriamente nisso...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Sou da mesma opinião do anon e da Bia.

      Excluir
    3. Mais um pra endossar a ideia maluca... acho que o maluco sou eu por não embarcar nessa...

      Excluir
  5. Pois é amigo, estamos em uma "republica" de pessoas que se dizem o futuro do mundo, ou melhor, o brasil era o país do futuro. Sinceramente isso o que você relatou em seu blog é a mais pura realidade, muitas pessoas que se dizem profissionais não tem ética e respeito pelo trabalho, pois aqui, trabalho bem feito é sinônimo de algo ruim. Ninguém quer trabalhar bem e receber merecidamente, só querem receber e gastar! E só!!!
    Aí fica a pergunta, será que isso é da natureza do Brasileiro, ou vem decorrendo por culpa da ignorância em lidar com o mercado de trabalho atual?!

    Att. Puff Mendigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém quer trabalho, todo mundo só quer emprego. Mas se vc analisar isso tudo começa nessas políticas socialistas que valoriza a vagabundagem ao invés de respeitar quem gera riqueza.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, você tem algum livro para me indicar para eu começar minha jornada pela IF, ou seja, me indique um livro que fale sobre como operar na bolsa e em outros investimentos. Estou começando agora, portanto preciso da ajuda dos veteranos. Logo, logo estarei aportando com vocês nos rankings mensais!
      Desde já agradeço!

      Att. Puff Mendigo

      Excluir
    3. Cara, não sou o melhor pra te indicar isso pq estou em outra pegada. Fale com o Além da Poupança que com certeza vai te ajudar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Mas o brasil é mesmo o país do futuro, do futuro que não chega nunca.

      Ontem mesmo (leia-se: a 15 anos atrás) circulava um relatório por aí, inclusive aqui no brasil, sobre sermos vistos como futuras forças ao lado de china e índia. Olha a evolução da china e da índia e o brasil se formos analisar estamos no mesmo passo, ainda.
      Por isso somos sempre o país do futuro, até porque o futuro não existe, é medida pra filosofia, assim como o passado.

      Excluir
  6. Cara, tá impossível mesmo, mais um exemplo pra sua lista: semana passada fui na concessionária comprar óleo pra trocar da minha moto 125, chegando lá disseram que se levasse o óleo era 22 e se deixasse pra que eles troquem era 20, já comecei estranhar por aí, acabei concordando em deixar eles trocarem e fiquei só de olho porque sei a merda que anda os meXânicos atuais, no fim tudo deu certo (pelo que vi) até o que o meXânico me solta a pérola que poderia trocar o óleo a cada 4 mil km, teimei que era a cada 1 mil pois está no manual isso, e o infeliz continuou insistindo até o fim falando um monte de asneiras como se eu não entendesse como funciona, dias depois comentei com um amigo que era mecânico e ele riu pra não chorar, confirmou que se eu trocasse depois de 4 mil provavelmente teria que retificar o motor depois, portanto fique esperto também quando precisar fazer manutenção de carro ou moto, vai chegar um hora que precisaremos estudar tudo como no seu caso dos canos e consertarmos nós mesmos, porque se for pagar pra alguém só vai ter prejuízo e ficar sem o serviço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente exemplo, já passei por isso tb. Infelizmente (ou felizmente) a gente tem que saber um pouco de tudo mesmo, caso contrário estaremos perdidos e mesmo assim em muitos casos não ajuda muito. Não precisaria ser assim se cada um fizesse o seu serviço de maneira correta.

      Será que o lance do óleo ser mais barato não é pq na oficina eles usam aqueles a granel?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Hoje em dia já é quase surreal encontrar alguém que apenas faça seu serviço, corretamente então nem se fala...

      Sobre o custo creio que sim, vi uns barris de óleo por lá mesmo, mas meu medo é algum incompetente espanar a rosca e depois ter que desmontar todo motor pra consertar, como já vi acontecer com conhecidos, imagina o tamanho do prejuízo.

      Excluir
    3. Já aconteceu com um carro meu, mas o dono da oficina arcou com o serviço. Quando eu tinha moto, eu mesmo trocava óleo e fazia as manutenções básicas.

      Excluir
  7. POrra por R$ 200,00 aqui eu faço o canal e faço restauração (a depender do dente né?!rss)........Isso que da querer trabalhar com pobre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Me dá seu endereço! O canal ficou 1300!!!

      Excluir
    2. Putz, voce foi em um dentista que atende so classe A.
      Pelo menos com certeza o trabalho esta muito bem feito, e vai te evitar dor de cabeça com isso futuramento.
      Agora a dúvida, esse valor foi so o canal ou teve outra coisa a mais pra fazer?!(coroa de porcelana, ou bloco)
      P.s desculpa a insistência, mas é uma luz no fim do túnel que colegas consigam "sobreviver" na odontologia com clientela diferenciada.

      Excluir
    3. Não é dentista top não!!! Um amigo frequenta um dentista top num bairro top e pagou pelo mesmo serviço R$ 3k. Sim, esse valor inclui a coroa.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. É... Serviço é algo complicado.
    Aqui no Canadá não espere diferenças. Uma amiga minha estava tentando colocar internet na kitnet que ela alugou, ela ligou lá depois de 3 dias e eles disseram que ela não tinha contratado nenhum plano, fez o plano novamente, e depois de mais 3 dias não vieram. Ficou puta e contratou de uma outra empresa que no outro dia estava na porta da casa dela para instalar a internet.

    Outro ponto aqui é a diferença entre atendimento de canadenses e imigrantes. Imigrantes são muito mais educados do que canadenses... Um dia fui em um lugar que o atendimento era tão porco que perguntei pra moça se aquele ela o atendimento normal deles. Fui embora, não deixei nenhum trocado para o garçom que ficou puto e nunca mais pisei os pés lá.

    Não adianta, em qualquer lugar do mundo quando o assunto envolve pessoas e não somente produtos, é uma merda.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Estagiário!

      Lembrei disso: https://www.youtube.com/watch?v=HhFS7KiIp_8&list=UUnq86-ux5-xm_qduyKOXkWQ

      Acho que empresas de telefonia são o câncer da sociedade mundial.

      Engraçado isso que vc relatou sobre a diferença entre canadenses e imigrantes... Como é a quantidade de imigrantes por aí? Sei que em Vancouver tem mais imigrante que canadense e por isso as pessoas estão acostumadas.

      Pessoas são complicadas, e como vc disse no texto sobre a geração Y, estamos cada dia pior.

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Fala Corey,
      Legal o vídeo hahahahahha.

      Na minha cidade a quantidade de imigrantes é relativamente pequena, cerca de 3% da quantidade de moradores, porém, como estou perto da universidade, estou muito perto do conglomerado de imigrantes.

      Toronto tem mais de 50% de imigrantes se não me engano, e lá existe um bairro onde 98% dos moradores são imigrantes :). Aqui a aceitação é legal, e também é muito legal você andar dois quarteirões e ouvir brasileiros, árabes, espanhóis e indianos conversando.

      Acredito que a geração Y irá mudar o jeito que cuidam dos filhos, normalmente uma geração é abastada e muito trabalhadora, a outra é mais relaxada, e assim vai indo, como as ondas de consumismo de cigarro e álcool :)

      Uta!

      Excluir
    3. Nossa! Poucos imigrantes mesmo! Verdade, Toronto deve ter mais imigrantes que Vancouver devido a localização: mais perto da Europa e melhor acesso da América do Sul.

      Tomara que seja isso mesmo, caso contrário estaremos perdidos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Vc usa o Amex Gold ou Platinum?? Vc acha que os benefícios valem a pena?? Estou pensando em fazer um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha o Green, agora o Gold. Acho que vale a pena sim, principalmente em viagens e pelas milhas nunca expirarem o que facilita por vc não ter que ficar se preocupando em trocar logo pra não perde-las. Mas se tiver que pagar anuidade aí já não sei, pq 600 conto é muita grana.

      Excluir
  10. Já passei por coisas semelhantes. E quando fornecedor atrasa entrega de material que vc precisa pra ontem na sua empresa. Pqp. Muitas vezes acabo pagando o fornecedor menos em conta pq sei que ele vai entregar sem atrasos.


    Complicado o Brasilzao. Não que lá fora seja perfeito, mas aqui é foda.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rover!

      Problema com fornecedor? Nem me fale... considero um bom fornecedor aquele que tem 50% de chance de atrasar a entrega, menos que isso é impossível achar. Essa semana mesmo tive um problemão desses.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Guitarrista Econômico:

    Ótimo Post Corey! Essas coisas relativas a incompetência de se resolver problemas simples já é dor de cabeça elevada, imagina os médios que exigem maior grau de preparo e conhecimento.

    Eu mesmo conserto a maioria dos problemas na minha moto (uma Honda XRE 2012 preta em ótimo estado) só levo nos mecânicos quando o problema é grave mesmo e exige perícia e mesmo assim ainda fazem alguma cagada de vez em quando.

    Recentemente mandei consertar uma caixa amplificada peavey e adivinhe o que aconteceu...2 meses e o cara ainda não deu conta e quando supostamente consertou deu problema 1 semana depois, resultado dor de cabeça, insatisfação fora a raiva...só não fiquei na mão porque tinha uma outra caixa amplificada...

    Sobre pedreiros, carpinteiros, eletricistas, serralheiros, pintores, nem se fala, obviamente tem bons profissionais no meio, mas um grande número de descompromissados queimam o filme dessas categorias, o negócio é pesquisar e se informar e mesmo assim torcer pra que tudo ocorra positivamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guitarrista!

      Hj em dia é assim: ou vc mesmo conserta ou joga fora e compra um novo, o problema é qd o defeito é em algo que não da pra jogar fora como carro ou casa, aí só resta torcer pro serviço ficar razoável.

      Eu diria que entre os trabalhos braçais, 90% dos ditos profissionais não prestam, só uns 10% são honestos (acho que estou sendo otimista) e esses honestos nunca estão ser serviço e as pessoas pagam caro para ter o serviço deles.

      AbraçO!

      Corey

      Excluir
  12. Corey, sempre acompanho seus posts. Seu discurso neste post é a alma do Brasil.

    ResponderExcluir
  13. Égua Corey em que região do pais vc mora? Preciso saber pra eu não passar férias por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah é verdade. Vc sempre ta dizendo isso no blog. Me desculpe.
      Cara essa incompetência existe em todo lugar. O problema em cidade grande é que tudo (de bom ou de ruim) é em grande proporção. Pena que na maioria das vezes só coisas e pessoas ruins são as mais presentes ao nosso redor.
      Da próxima vez procure empresas terceirizadas que cobram mais caro mas quem fazem um serviço direito.

      Excluir
    2. Mas tirando os pintores, tudo o resto foi com empresa (a dentista tb é empresa), isso infelizmente não quer dizer muita coisa...

      Excluir
  14. Engraçado que isso que vocês estão reclamando sempre aconteceu, o que parece é que vocês estão ficando mais velhos e percebendo mais. O problema está dentro de você. Isso de culpar as pessoas, o país, o mundo é apenas desculpa. Você não deveria se decepcionar com outras pessoas, e sim se decepcionar com você mesmo, por não aceitar que as pessoas não vão reagir como você quer. Sugestão altamente recomendada: site zenhabits dot net . E você realmente acha que essa ideia de fugir vai resolver um problema que está dentro de você ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então devo me conformar por ser explorado e roubado todos os dias? Vc propõe que eu simplesmente aceite alguém me cobrar por um serviço e não entregar? É isso mesmo? Tem certeza? Não é questão das pessoas não reagirem como eu espero, é questão de reagirem da maneira que deve-se reagir. O que vc propõe é a mesma coisa aceitar virar o volante do carro para direita e ele virar para a esquerda...

      Excluir
  15. é como eu sempre digo: Se você não percebeu que está cercado de idiotas, não se preocupe.
    Você é um deles.

    ResponderExcluir
  16. O brasileiro não entende que entregar o produto/serviço na forma que foi adquirido é obrigação. Assim como não entende que ser justo e honesto é obrigação e não um plus.

    Eu mantenho os bons profissionais na minha lista branca, até que façam uma cagada. Se for contornável, justificável e, principalmente, não tire dinheiro do meu bolso, tudo bem. Os maus profissionais que fazem cagadas e querem me foder, eu simplesmente processo. Sim! Processo! Se não der certo, ao menos dei uma dor de cabeça pro infeliz, se der certo, mexo onde mais dói num ser humano: no bolso.

    Uma dica: nos Juizados Especiais, causas de até 20 salários mínimos não precisam de advogado. Sempre tenha provas por escrito (contratos, notas, e-mails, termos etc.) você nunca sabe quando vai precisar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, o brasileiro não entende que fazer o trabalho pelo qual foi pago nada mais é que obrigação. Eu ia num dentista que ficava todo orgulhoso das obturações bem feitas... quanto narcisismo por causa de algo que não é mais que obrigação.

      Vc tem toda a razão em relação aos processos, infelizmente sou do grupo que prefere deixar pra lá e evitar mais dor de cabeça e ficar remoendo aquilo. Sei que estou errado, mas fico mais feliz desse jeito.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Também já fui do grupo do deixa pra lá. Na verdade, quando se trata de valores irrelevantes, é até melhor mesmo, pois não paga nem o dinheiro do combustível. Mas, hoje em dia, não tenho mais pena de quem não teve consideração por mim, até mesmo porque sou um ótimo contratante/pagador.

      Excluir
  17. Olá Corey,

    Voltando de férias agora.
    Não posso dizer que estou feliz por ter te inspirado nesse post, afinal de contas é muita coisa ruim acontecendo contigo por conta dessa nossa mão de obra desqualificada. E quanto mais envolvido com negócios você é, mais problemas desse tipo aparecem.
    Eu voltei das minhas férias determinado em levar a vida com mais leveza. Vou fazer o meu trabalho, ganhar o meu dinheiro e curtir a vida.
    Abraço

    ResponderExcluir
  18. Grande Corey!

    Tudo bom velho? Sou o mão inglesa que há alguns anos postou aqui sobre almejar a I.F. também no empreendedorismo. Sumi não por ter desistido dos meus planos, mas mais por querer desligar um pouco da vida digital... Estava vendo minha vida passar na frente de um computador.. tenho muito a melhorar, mas estou me afastando aos poucos.

    Cara, eu me irrito e indigno com a incompetência desses trabalhadores de merda! De muita merda!! falo isso porque quando eu exerço minha profissão, faço-a com uma dedicação e preciosismo que até irrita os menos pacientes. Daí me vejo gastando meu suado dinheiro em re-trabalhos realizados por incompetentes de MERDA!

    Mas desabafos à parte, venho aqui pegar uma opinião sua. É muito dificil encontrar algum Blog de I.F. baseado no empreendedorismo. A grande maioria são de investimentos em papéis... Mas enfim! Para lhe relembrar, havia abrido duas empresas. Uma vai bem e eu consigo gerir com pouco tempo e à distância. Não me rende nenhuma fortuna, mas já garante 1/4 de minhas despesas fixas.

    A outra era do ramo imobiliário. Bem, como é óbvio de se ver, acabou o ôba-ôba. Agora o mercado ficou para profissionais altamente especializados. Eu estava no amadorismo, mas à 2 anos atrás, ainda com erros era possível uma margem de lucros razoável. E assim aconteceu comigo. Entrei nesse ramo só para dar uma alavancada no meu capital. Investi 70k e dois anos depois consegui dobrar esse valor. Nada demais, tendo em vista que muita gente virou milionário nessa onda imobiliária. Mas como eu ainda estava no meu emprego e controlando a outra empresa, me contento com os resultados.

    A minha grande dúvida que queria uma opinião sua é: Vou pegar uma parte desse montante e investir em outro negócio. Não posso deixar o meu emprego, por isso, preciso de um tempo livre para gerir esse novo negócio.
    Após alguma pesquisa, eis que duas opções me surgem. Investir numa micro-franquia no shopping da cidade, que me dê uma renda fixa média de 4k ou investir em agropecuária de corte.

    São ramos totalmente opostos, mas esse último passei a estudar mais um pouco por conta de uma grande oportunidade que surgiu, de um amigo que já me disponibilizou a terra sem cobrar nada por isso. Disse apenas que vou ter de pagar o que usar para meu gado (vacina, vermifugos, complemento alimentar, etc). Grande vantagem de não precisar de acompanhamento diário...

    Já a franquia é no ramo de alimentação, possui retorno médio em 8 a 18 meses, próximo à 100 franqueados no Brasil, está há 18 anos franqueando por aqui mas já é bem divulgado "lá fora". Faturamento médio Bruto de 18-28k (4-6 líquidos), precisaria de 3 a 5 funcionários e um capital de giro de 10k.

    Não sei se você tem algum conhecimento em agornegócios, mas falando em empreendedorismo, o que lhe soa melhor? Fazendo um adendo ao seu post, tenho receio de com a franquia ser consumido por constantes demandas de funcionários incompetentes e ter de ficar sendo um "empregado" do meu próprio negócio.

    Grande abraço cara! Feliz com sua trajetória e torcendo para que valha à pena a compra da loja em potencial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Mão Inglesa!

      Bom te ver por aqui! Faz muito bem em desligar um pouco da vida digital, tb tenho feito isso.

      Ultimamente tenho gasto muito dinheiro com retrabalhos e isso é extremamente frustrante.

      Vamos lá, espero poder te ajudar. Qd li "micro-franquia" já fiquei arrepiado o que piorou muito qd li "que me dê uma renda fixa média de 4k". Rapaz, isso existe? Tem certeza? Até onde sei, pra ter uma renda média de 4k num shopping só franquias consolidadas e com grande investimento, nada de micro-franquia. Esse conceito de micro franquia é esquisito pq normalmente são modelos de negócio fáceis de serem implementados sem ajuda de terceiros por uma fração do investimento. Aconselho vc olhar direito esse negócio aí...

      Não sei absolutamente nada sobre agropecuária, a única coisa que sei sobre bois é assar picanha, rsrs! Aconselho que vc pergunte ao Estagiário que manja sobre isso.

      "tenho receio de com a franquia ser consumido por constantes demandas de funcionários incompetentes e ter de ficar sendo um "empregado" do meu próprio negócio." - seja lá qual for o ramo, esse é meu maior receio e pode ter certeza que a possibilidade disso acontecer é bem grande. Pense o seguinte: quanto menor a qualificação e o salário, maior a rotatividade o que significa seleções frequentes, treinamentos frequentes, etc.

      Bom, tenho sempre um olhar pessimista pois acredito que o pessimismo me protege. Só vc pode avaliar o que se encaixa mais na sua realidade...

      Fique a vontadade pra perguntar, terei prazer em ajudar se possível.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Grande contribuição Corey!! Ajudou muito mesmo! (a parte da agropecuaria perguntarei ao estagiário mesmo pois nem a picanha eu sei assar rsrsrs)

      Vou pesquisar um pouco mais sobre essa franquia. Na verdade ela não é do ramo dessas microfranquias que vi que não tem uma marca muito consolidada no mercado não. Ela é até bem conhecida e voltada para o mercado de classe A e B. E o valor de investimento nem é tão micro assim rsrs (90 com 10k de capital de giro). Tem 100 franqueados no Brasil e pretendem aumentar em 15% esse numero para 2014 ainda...

      Bem, de qualquer sorte, cabe estudar melhor. Estou procurando franqueados na internet para conhecer de quem está no ramo, mas o medo (justificável) de falar sobre o faturamento deles com um desconhecido atrapalha a pesquisa sobre o investimento.

      Essa questão de rotatividade de funcionários não havia pensado não!!
      Um grande ponto a ser levado em conta!! Embora eu e minha esposa fossemos dividir as atribuições administrativas, queremos algo que não seja tão desgastante, ou que ao menos nos exija muita dedicação apenas no começo...

      Mas valeu novamente o apoio!! Continuo acompanhando o seu Blog e, após tomar uma decisão volto a contar a quantas anda!

      Abraço!

      Excluir
    3. Ahh, bom... Qd li micro-franquia pensei naquelas com investimento de 10, 20k. Nesse caso pode valer a pena sim, mas não se esqueça que o primeiro requisito ao se analisar uma franquia deve ser o nome, que deve ser conhecido, caso contrário perde atratividade.

      É complicado encontrar gente disposta a falar, eu mesmo sempre saio pela tangente qd tentam me especular algo no dia-a-dia. Infelizmente vivemos numa selva...

      A questão funcionários costuma representar pelo menos 50% dos problemas de uma empresa. Tenho sorte por não ter esse peso, mas conheço muitos que passam a maior parte do tempo tratando de assuntos de RH.

      Boa sorte, abraço!

      Corey

      Excluir
  19. Post muito bom Corey. Falou tudo. E eu pensava que só eu tinha essa linha de raciocínio. Atualmente evito contratar serviços e comprar certos produtos por medo da incompetência. Tambem andei contabilizando meus prejuízos causados por serviços mal prestados, e constatei que, todos os serviços que contratei recentemente tiveram problemas em que eu tive que correr atrás para saná-los.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um exemplo: comprei um ar-condicionado novo para meu escritório na loja, vou chamar um técnico para instalar? Claro que não! Youtube tá aí pra isso...

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.