sábado, 14 de junho de 2014

Jejum de Internet

Sumi, mas estou vivo! Decidi fazer jejum de internet, fiquei uma semana somente acessando e-mails, nada de blogs, nada de Youtube, nada de pesquisas na Wikipedia, nada... Decidi fazer essa experiência por achar que estava perdendo tempo demais com internet e que grande parte do "conhecimento" que adquiro na rede é totalmente desnecessário para meu dia-a-dia. Estava certo!

Desde que deletei meu Facebook ano passado tenho notado que coisas que julgamos totalmente necessárias nem sempre são assim. Nesse um ano sem Facebook percebi que continuo tendo contato com os mesmos amigos de sempre, que não tenho o menor interesse se Fulano está tomando Skol ou Budweiser, se fulana "partiu academia" ou se os Beagles foram ou não jogados na rua. O conteúdo de Facebook é totalmente desnecessário e digo mais, só serve para piorar a vida de uma pessoa porque você recebe um enxurrada de informação desencontrada, opiniões violentamente parciais, enfim, toda sorte de coisas que não agrega em nada. De vez em quando dou uma pescoçada quando a Bia está fuçando no seu (não consegui convence-la de abandonar Face/Insta/Twitter) e só vejo desgraça, denúncias redundantes de corrupção, fotos de gatos em situações engraçadas, etc. Não consigo ver valor nisso tudo.

Nessa última semana sem internet me dei conta que aquela curiosidade urgente como saber a divisão geográfica das Ilhas Virgens, nada mais é que curiosidade, não preciso ficar ansioso pra descobrir. Nos anos 90 esse tipo de curiosidade passava batido e se realmente persistisse eu teria que buscar na Barsa da escola ou escrever para a Superinteressante e rezar para ser respondido. Assistir aos vídeos dos Youtubers que moram nos EUA é divertido, mas me faz ficar com ainda mais raiva do Brasil, como não conseguirei fugir desse país tão cedo, preciso manter minha indignação dentro de limites que me permitam continuar vivendo aqui de maneira salubre. Não acompanhei meus feeds de notícias e isso não fez a menor diferença na minha vida.

Também não acompanhei a blogosfera, confesso que essa foi uma das partes mais difíceis, mas resisti. O contato com o pessoal daqui é muito legal, mas consegui ficar distante. Fiquei muito chateado ao voltar hoje e saber da notícia do alagamento da loja do BBB. Infelizmente esse é um dos vários desafios que um empreendedor tem que enfrentar, portanto pense 10x antes de criticar e invejar seu patrão por ele ter um Audi, só ele sabe o que teve que passar para andar com um carro bom ou folgar numa quinta feira.

Durante esse período de jejum de internet consegui ler um livro completo (hábito que eu tinha abandonado esse ano por achar que não tinha tempo) e estudei o dobro de inglês. Sai aqui no bairro, a pé, para andar sem destino (coisa que adoro fazer), encontrei uma padaria ótima com preços decentes, conheci um pessoal que pratica crossfit na praça (sim, eu sei, essa é a nova modinha da classe-média-alta, mas e daí, é legal pra caramba!), conversei em inglês com gringos perdidos, andei de bicicleta pela cidade enquanto a Galinha Pintadinha Claudia Leite cantava na abertura da copa, doei sangue, fui trabalhar de bicicleta duas vezes, passeei muito com o cachorro... Enfim, descobri que existe vida fora da tela de um laptop!!!

Não vou fazer isso pra sempre, foi uma experiência, mas com certeza investirei melhor meu tempo daqui pra frente. Não sei quando voltarei a postar aqui no blog porque estou sem ideias, aceito sugestões para posts, ok? Recomendo que todos passem por essa experiência de vez em quando, vale muito a pena!

41 comentários:

  1. Este foi um dos motivos pelo qual resisti tanto a ter um perfil no Facebook, quer queira quer não, a tecnologia assim como o açúcar, vicia.
    Deixarei a minha diversão de ficar sem tecnologia por um tempo quando chegar na terra dos castores. No mais, é muito bom ficar sem tecnologia por um tempo, ela consome muito tempo de vida e não retorna bons valores agregados.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Estagiário!

      Pois é cara, eu gostava do Orkut, aprendi tanta coisa nas comunidades... Mas o Face foi um downgrade de inteligência...

      E aí, como estão os preparativos pra viagem? Tô a fim de fazer NY, Toronto, Vancouver no fim do ano...

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Orkut eu não aprendi muita coisa a não ser como baixar coisas pelo torrent e pelo megaupload. Na verdade o Orkut foi o culpado por me transformar em downloader compulsivo.

      Cara... To tendo alguns pequenos problemas mas nada que não tenha problema. Vou comentar sobre alguns cartões pré pagos que são ótimos para as pessoas que irão viajar. Se for para Toronto, dá um toque caso for passar em Oshawa, para apresentar os pubs universitários da cidade. hahahahaha

      Uta!

      Excluir
    3. Pô, aprendi coisa pra caramba no orkut, entre elas a de baixar uma caralhada de coisas. Minhas músicas foram praticamente todas baixadas via orkut... bons tempos!!!

      Esses cartões são aqueles tipo travel money? Isso não paga 6,38% de IOF? Sou cabreiro pra caramba, só uso cash qd tô viajando, levo crédito pra uma contingência. No seu caso vai ser diferente, então pode compensar a taxa maior.

      Tô vendo aqui, Toronto e Oshawa são super perto, dá uns 60km, a vantagem de fazer viagens desempacotadas é a flexibilidade, numa dessa dá fácil pra dar uma escapada. Se decidirmos ir pro Canada mesmo, talvez eu troque NY (que já conheço) por Calgary, mas de qq forma quero conhecer Toronto.

      Abração!

      Corey

      Excluir
    4. Opa, quem sabe eu apareça por aí também. hehehe

      Também estou quase decidido a ir para a Costa Leste do Canadá esse ano, minha esposa conhece Toronto mas não as outras cidades.



      Excluir
    5. Se eu for, vou aproveitar e conhecer as principais cidades de uma só vez, vou ficar 1 mês como fiz ano passado nos EUA.

      Excluir
  2. Corey, a luta está grande, mas decidi e estou em via de implantação de usar o facebook como um e-mail de luxo, repleto de spans...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentar explicar: quando usamos o e-mail a gente não olha todos os e-mails e nem fica horas na caixa de entrada. Dá uma olha geral, seleciona e exclui tudo que considerar spam, exclui o que leu e já foi resolvido e não precisa ser arquivado e arquiva o que precisa de acompanhamento e ser arquivado por achar interessante. Estou fazendo o mesmo no face. Dou uma lida geral nas notificações, leio o que julgar importante. Se preciso falar com alguém eu mando uma mensagem na caixa de entrada (chat), dou uma geral nas postagens novas (que não estão nas notificações). Tem algumas imagens das postagens que até arquivo. Respondo o que julgo importante e ignoro as bobagens. E faço algumas postagens que julgo importante. Eventualmente bato um papo no chat (se a conversa começar a se alongar eu combino para continuar outra hora ou faço uma ligação). Com disciplina dá para gastar menos de 30 min/dia no face.

      Excluir
    2. Entendi, mas nem isso estou disposto a fazer, pelo menos meus amigos de Face não publicavam nada que presta.

      Excluir
  3. Olá Corey

    Internet é um negócio meio viciante mesmo.
    Tento fazer o mesmo que você fez, mas não consigo.rs
    1 hora na internet não é nada, mas se for para fazer outra coisa, rende muito.

    Isso que aconteceu com a loja foi difícil mesmo, por mais que você pense que já enfrentou todo o tipo de situação, aparece algo extraordinariamente pior.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BBB!

      Agora é bola pra frente sem olhar pra trás, a merda já aconteceu, portanto não vale a pena chorar. Tem um vídeo do Carlinhos Troll que ele fala sobre a regra dos 5 segundos: qd uma merda muito grande acontece, dê 5 segundos pra aquilo, respire fundo e corra atrás da solução. Uma das coisas que tenho mais raiva é de pessoas que ficam choramingando o passado...

      Pois é, 1 hora de internet não é nada, qd vc menos espera já foi... Hoje tirei a noite pra ficar de bobeira, mas amanhã já volto ao meu foco novamente (aliás, amanhã vou trabalhar o dia todo, rsrs).

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Pra ficar claro, não disse que vc está chorando, pelo contrário, vi q vc tá correndo atrás da solução.

      Excluir
  4. Ótima reflexão, Corey!
    Quem está precisando uma desintoxicação de net sou eu, mas como muitas coisas estão ocorrendo ao mesmo tempo, e ano que vem promete ser um ano muito diferente, sigo forte estudando diversos assuntos.
    Entretanto, você está coberto de razão. Temos que usar a net de forma inteligente, e o nosso tempo mais ainda.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Soul!

      Acho que todos nós precisamos de um detox de internet, mas acabamos nos acostumando e achando normal ficar horas na frente do computador, mas isso não tem nada de normal.

      Vc é um cara inteligente tenho certeza que o tempo que vc gasta na internet não tem nada de perdido...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  5. Poxa, Corey. Estou precisando aprender com você. Também perco muito tempo com facebook/internet, mas não tenho muito autocontrole para mudar. Sempre dou a desculpa que não excluo o facebook, pq assim tenho contato com os amigos. Parece que desde o facebook encontro cada dia menos os amigos. Uma coisa que gosto é que pelo facebook acabo vendo uma ou outra notícia que passa batido na mídia (nota de rodapé) mas que tem importância. Tirando isso não tem mais nada. Estou com uns 15 livros já comprados pra ler e nada de eu os ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, tb achava o mesmo, que sem face perderia contato com amigos, mas agora me diga, da sua lista de amigos quantos são amigos de verdade? Aposto que uma minoria. Continuo tendo contato com as mesmas pessoas que tinha antes mesmo sem facebook.

      Sobre essas notícias que passariam batido sem face, seja franco, são realmente relevantes ou vc acha que são? Eu tb achava o mesmo, mas pescoçando o face da Bia me dei conta que essas notícias imperdíveis são mais do mesmo, coisas irrelevantes ou que acabam por trazer mais raiva. Pense nisso...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Parabéns Corey, antes de entrar nessas redes sociais eu tinha foco, conseguia estudar, passei no concurso, essa porra, está me consumindo e não sei como sair para voltar ao foco do que realmente interessa.

    BETO FISCAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, vc não é o primeiro que fala isso, antes das redes sociais as pessoas conseguiam se concentrar mais no que realmente tem valor.

      Excluir
  7. Ola Corey, já que esta sem idéias para postar, que tal escrever sobre as melhores franquias para fazer uma rede (eu havia te pedido isso em um comentário em um dos seus últimos posts). Quem sabe não pode virar ate uma serie falando um pouco mais sobre estas franquias. Saiu muitas noticias nas ultimas semanas sobre franquias que não dao um bom suporte para os franqueados (Ex. Dr Resolve). Mais uma pergunta vc pensa em expandir sua loja? Talvez montar unidades no Interior?

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá Vinícius!

      Lembro que vc me pediu isso, mas sinceramente não tenho know how pra escrever sobre isso pq no momento não estou pesquisando sobre franquias, fazer uma pesquisa superficial só pra escrever uma postagem vai ser mais do mesmo que tem or aí, desculpe.

      Esses dias saiu uma matéria bem interessante na Folha sobre as franquias de modinha, coisa que sempre bato na tecla, pessoal enfiando rios de dinheiro em coisas que estão na cara que não vão pra frente como por exemplo os sorvetes de iogurte 3 anos atrás, agora a moda é de bolos caseiros, tem uma rua na Mooca que tem umas 5 lojas de bolo de fubá!

      O negócio do interior tá no ponto morto, é uma coisa bem complicada ainda mais aqui no Brasil onde a burocracia toma conta, agora só vai dar pra mexer com alguma coisa ano que vem, 2014 já terminou!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Corey você fez falta, já tinha comentado com o pessoal se alguém sabia onde que você estava rs
    Já vou deixar minha sugestão: Como fazer para iniciar um negócio na parte psicológica? Eu leio muito sobre a parte financeira, burocrática e etc, mas quando chega no vamos ver eu sempre dou pra trás, coloco obstáculos e a preguiça vai consumindo até a ideia perder o significado :( queria saber como você passou por isso e se passou.
    Fez um belo aproveitamento do seu tempo, mandou bem. Eu era contra redes sociais, mas até que estou tirando proveito disso, me apresentaram um pessoal da área financeira e agora to trocando ideia com eles frequentemente, fazia muita falta isso...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande General!

      Por enquanto ainda estou por aqui, rsrs!

      Se eu passei por barreira psicológica? Meu Deus do céu, passo por isso todo santo dia!!! Rsrs!!!! Acho que isso só não aconteceu no primeiro negócio pq fiz totalmente na loucura e na imaturidade, se fosse hj, jamais faria igual, acho que por causa do perrengue que passei no começo hoje penso 1 mol de vezes antes de tomar uma decisão. Isso não é nada saudável, acredite! As pessoas de mais sucesso são aquelas que arriscam mais. Pode parecer contraditório que justo eu que tenho fonte de renda no comércio que é a coisa mais instável que conheço, falar isso, mas a verdade é que sou um cagão nato! Gosto de coisas previsíveis e isso me bloqueia muito. Já me arrependi por não ter feito coisas, claro que esses arrependimentos não ficam martelando na minha cabeça pq sou pragmático e não ligo pra essas coisas, mas de vez em quando aquilo volta na cabeça por uns 5 minutos... Esse negócio da preguiça consumir até uma coisa perder relevância acontece comigo diariamente, tenho uma luta constante pra realizar as coisas importantes. Engraçado que qd começo, a coisa flui, mas dar o primeiro passo é sempre complicado...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  9. Vou falar de novo. Acho que ninguém percebeu que você esteve off line durante um tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que perceberiam? Qual relevância eu tenho? Mas se tem uma pessoa que sentiu minha falta foi vc, né?

      Excluir
  10. Você não usa Facebook para as suas lojas? acho uma ferramenta boa para fazer divulgação da marca ou promoções, me ajuda! Mas o resto é uma merda mesmo, nada se aproveita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sovina!

      Não uso, sinceramente não vejo como uma rede social pode influenciar de verdade na minha empresa a não ser me fazer perder tempo com atualizações. Nesse aspecto sou old school: sem redes sociais, sem promoções, sem paparicos, sem frescuras (e mesmo assim dá certo).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Boa Corey. Lançou mão de tudo e não perdeu nada. pelo contrário, curtiste a vida ao seu redor.
    Um exemplo a ser copiado.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP!

      Bem por aí, não perdi nada... a gente pense que perde mas na verdade só ganha.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. A internet é muito boa, dá para buscar muita informação com um clique. Há conteúdo. Mas, ao mesmo tempo pode ser perdição. Um vício. Mantenho um facebook, mas me limito a ver muito pouco, cronometrado, porque é fácil perder o foco. As pessoas andam muito bitoladas, muitos ficam só em face, insta ou joguinhos. Enquanto a tecnologia esta avançando, o ser humano está regredindo, ficando mais imaturo, mais fútil.
    Como nasci no meio dos anos 80, só fui ter pc e internet no meio da adolescência, trabalho de escola não tinha nada de ctrl c e ctrl v. Como disse, era pegar barsa, ou algum outro livro e escrever tudo em folha almaço. Por isso acho que é mais fácil para se desligar.
    Parabéns pela volta a leitura. Nada como um bom e velho livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fiorante!

      Uma coisa que me deixa até triste é ver um grupo de amigos ou casais em restaurantes e ninguém conversa com ninguém, todos ficam no celular. É de cair o cu da bunda! Até deixei de sair com algumas pessoas por causa disso, as pessoas se bitolam absurdamente! Vc tem absoluta razão: "o ser humano está regredindo, ficando mais imaturo, mais fútil."

      Eu sou da mesma época, fui usar internet bem depois que meus colegas de escola, por exemplo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey, você pediu uma sugestão e la vai: Gostaria de ver você fazer uma lista da bota, com as coisas que você gostaria de fazer antes de morrer. Acho que seria um post bem interessante!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é extremamente irrelevante! Acredito que devemos fazer as coisas na medida se tem vontade, por exemplo, certa vez me deu vontade de pular de para quedas, fui lá e pulei, a vontade passou e apesar da experiência ser fantástica, não tenho a menor vontade de repetir. Se tivesse guardado isso numa lista de desejos, talvez nunca realizaria...

      Excluir
  14. Utilizo esta estrategia há um bom tempo... Raramente entro no facebook e outras redes sociais... Quando acesso percebo que não perdi nada...

    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Olá Corey,

    Muito legal como vc conseguiu aproveitar bem o tempo sem internet. Na minha opinião vc ficou muito mais poderoso e paleolítico. Por falar nisso, aproveite que conheceu a turma do Cross Fit e se junte a eles, essa é uma atividade que busca emular os movimentos paleolíticos.

    Eu possuo facebook, mas consigo controlar totalmente, entro 1 ou 2 vezes por semana apenas e fico uns 20 min. no máximo. Mas esse jejum total que vc praticou é mto interessante.

    Falando nisso criei meu blog e incorporei um fórum. Dicas como essa do jejum, desafios e estratégias serão muito bem vindas. Deixo aqui para quem puder colaborar:

    http://www.homempaleolitico.blogspot.com.br

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá HC!

      Então, até curti o lance do cross fit, mas não é pra mim não. Não curto coisas muito intensas e que demandem tempo e local apropriado pra fazer, já saí fora...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  16. Guitarrista Econômico:

    Post sensacional, mostra um começo ou uma volta a independência da internet, nem tanto..., mas é precisa sua análise e destaco a frase "o conteúdo de Facebook é totalmente desnecessário e digo mais, só serve para piorar a vida de uma pessoa porque você recebe um enxurrada de informação desencontrada, opiniões violentamente parciais, enfim, toda sorte de coisas que não agrega em nada.sobre "- o que isso agrega-".

    Muita gente perde tempo demais "fantasiando" seus segredos/vidas nas redes sociais, ou espiando a vida de terceiros, sei que é legal as redes, mas uma parcela enorme de pessoas se viciam e ficam dependentes psicologicamente delas para se divertir/entreter ou ter sua auto-estima revigorada em dia, acho exagero certos casos.

    Mas cada um com suas escolhas, eu por exemplo, prefiro focar meu tempo livre que é pouco por sinal, para estudar (também adoro falar/praticar inglês/espanhol, essa copa é uma ótima oportunidade - mts estrangeiros), aperfeiçoar as técnicas na guitarra, aprender a gerenciar negócios e rodar de moto por aí pela cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guitarrista!

      O voyerismo do povo atinge níveis inacreditáveis, eu tenho meu lado voyeur mas não tenho a mínima curiosidade pra saber se fulano comeu Big Mac ou Mc Chicken...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  17. Olá Corey, geralmente acompanho o seu blog através do link do blog pobretão de vida ruim.
    Em relação as atualizações do seu blog não me preocupo tanto com a frequência no momento, mas sim com a constância do conteúdo do seus posts, que me agradam. Gostei bastante dos seu post sobre o perfil de funcionários que você contrata para a sua loja. Esse tipo de coisa é um diferencial bacana, pois experiências são únicas e você nos transmite as suas como empreendedor.
    A Internet e principalmente as redes sociais têm que ser ponderadas. Geralmente utilizo da seguinte maneira:
    Facebook - apenas uso como um e-mail e faço parte de um grupo relacionado aos meus colegas de faculdade;
    Twitter - Derek Sivers e Seth Godin, são dois empreendedores que eu acompanho, para mim seguir alguém tem que preencher dois requisitos, 1 - a relevância das mensagens para o que possa me agregar 2 – a frequência das mensagens, o cara pode ser um gênio, mas se publica muita coisa em um intervalo muito curto, esquece, é perfil poluído.
    Internet - solução simples que ajuda a manter o foco: Antes de entrar na Internet escreva em um papel e deixe em um local visível o que você pretende fazer, e siga o roteiro enquanto estiver navegando e compare o que você de fato está fazendo com aquilo que está no papel.
    E-mail: uma vez por dia eu uso. Pode ser duas ou mais, sendo que você se discipline para isso.
    Sugestão de publicação: É algo bem pessoal, por favor não quero ofendê-lo. Fale da importância da sua esposa na conquista de suas ambições, você poderia falar sobre os atributos de uma mulher que combinam com um empreendedor. Pergunto isso pois várias mulheres que eu conheço e potencialmente poderia me relacionar, sinto que se eu me envolvesse em algum compromisso afetivo mais sério poderia comprometer o caminho da sonhada independência financeira. E dizer para uma mulher que você irá passar o final de semana estudando ao passar o tempo com elas é algo que parte delas não gostam de ouvir.

    Sucessos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maluco!

      Esse lance de fazer tabelas de tarefas salvou minha vida, faço essas tabelinhas e coloco um tempo pra fazer, uso um contador regressivo no celular pra controlar, tem dado muito certo. Me faz manter o foco.

      Sobre mulher, já escrevi 2 textos falando sobre essa assunto que considero de enorme importância, mas infelizmente o pessoal que passa por aqui não é o mais civilizado pra comentar, então me estresso e acabo não publicando ou tirando do ar. A molecada generaliza muito, colocando todas as mulheres na mesma cesta como putas interesseiras. Acredito que uma grande maioria hoje em dia realmente seja assim, mas existem exceções. Tive muita sorte por encontrar a minha que está totalmente fora do padrão de mulher que o pessoal mais novo fala por aí. Com absoluta certeza a mulher pode fazer 2 coisas na sua vida: te servir de âncora, impedindo seu crescimento e até te quebrando (muito provável) ou, como é meu caso, servido como óxido nitroso num motor, aumentando instantaneamente a potência, te jogando pro sucesso. Sem minha esposa jamais teria alcançado o sucesso que considero ter.

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.