domingo, 9 de fevereiro de 2014

Pobres, Ricos, Racionamento de Água e Lavagem de Carros

É o seguinte, não sou politicamente correto, falo somente o que penso e acredito que muitas pessoas concordam comigo mas tem receio de expor suas opiniões, se você se incomoda com pessoas assim, por favor, saia imediatamente desse blog e vá para alguma comunidade socialista no Face.

O estado de São Paulo está passando pelo verão mais intenso de todos os tempos, muito calor, baixa umidade, nada de chuvas e o preocupante racionamento de água bate as nossas portas. Adoro calor, mesmo assim esse tempo infernal já está incomodando demais, está ruim pra dormir, a disposição física fica comprometida, não dá vontade de fazer nada. O que está me deixando mais assustado é esse possível racionamento de água, acho que as pessoas não se dão conta o quanto isso é alarmante. Imaginem o calor que está e ainda por cima sem água! Não dá... Já estou até tomando providências para armazenar água seguindo as dicas de "preppers" americanos (isso é tema pra outro post).

Embora acredite que o governo tenha certa culpa por um possível racionamento (depois de conhecer Las Vegas você se dá conta que não existe motivo pra ter seca), acredito que todos devemos contribuir com a economia de água de todas as maneiras possíveis, campanhas de conscientização estão sendo amplamente divulgadas com louváveis incentivos como descontos na conta de água para quem conseguir economizar abaixo da média. Não existe motivo pra alguém desperdiçar água, ainda mais com toda essa divulgação.

Hoje Bia e eu fomos visitar meu sogro, no longo caminho, passamos por diversos cenários: estradas, centros de cidades, bairros nobres e de periferia. Uma coisa me chamou atenção no centro e nos bairros mais nobres, vi vários "carrões" sujos: SUVs empoeiradas, sedãs grandes sujos de lama, carros pretos totalmente embranquecidos de sujeira... Vimos um lava rápido com somente 1 carro esperando lavagem. Sabendo que tradicionalmente esses carros sempre estão impecáveis de limpeza (chega a ser estranho o cara ter um SUV que vive limpo e anda somente na cidade), acredito que essa novidade seja devido as campanhas para economia de água. Meu carro mesmo está a meses sem lavar, está nojento, mas só vou mandar lava-lo quando a sombra do racionamento passar.

Por outro lado ao passarmos por um bairro mais periférico, vimos um festival de carros sendo lavados com mangueiras nas calçadas, contamos 5 em uma única rua. Ao andar pela avenida principal do bairro, vimos um monte de carros baratos velhos e populares novos impecavelmente limpos. Vimos também pessoas lavando calçadas, crianças brincando de tomar banho de mangueira (uma coisa deliciosa de ser feita, diga-se de passagem) e até uma mulher dando banho em cachorros na rua.

É nítido que os mais pobres estão pouco se lixando pra campanhas de racionamento, esbanjam água como se não houvesse amanhã e foda-se o resto. Amanhã, se houver racionamento veremos essas mesmas pessoas choramingando pro Márcio Canuto que "onde já se viu faltar água", que "pago minha conta em dia e agora não tem água", que "não tenho água pra lavar as roupas dos meus 7457473 filhos", e mi mi mi... Essas mesmas pessoas adoram reclamar da vida, dizer que não saem da merda, mas não movem uma palha pra evitar desperdício seja de água ou do que for. Recentemente precisei instalar sensores de presença nas lâmpadas da empresa porque meus funcionários simplesmente não apagavam ao sair do local! Se fazem isso no trabalho, com certeza fazem em casa e depois reclamam que a conta de luz é alta. Se você ver a quantidade de comida que é jogada fora na minha empresa você chora, o cara compra um marmitex, come metade e o resto vai pro lixo! Fico emputecido com isso! Quando não como a marmita inteira, guardo pra depois e por fim dou pra algum cachorro de rua. Em casa não se joga 1 grão de arroz no lixo, até a raspa do prato vai para um pote no freezer que quando enche descongelo e dou aos vira-latas.

Podem criticar o quanto for a classe média brasileira, que gastam com supérfluos, que se enfiam em dívidas para manter o status, etc. O fato é que esse mesma classe média se preocupa com questões ambientais, proteção aos animais (tudo bem, sei que há exagero como o caso dos beagles), evitam desperdício, separam lixo para reciclagem, etc. Claro que há o lado cool de fazer essas coisas, mas não importa, eles fazem e com isso contribuem para a qualidade de vida de todos. O pobre brasileiro desperdiça como a classe média americana, mas não tem a educação, cidadania e respeito com o próximo que o pessoal lá de cima. É essa classe que recebe nossos impostos na forma de assistencialismo burro e idiota através de programas sociais que incentivam a vagabundagem e promiscuidade.

56 comentários:

  1. Cara so pra tu ter ideia, estou construindo, e o servente do pedreiro (ganha acho que uns 20-30 a diária), ele é filho do pedreiro e com certeza não deve dar um centavo, mas ele comentou se gabando que tinha comprado um "short de marca" por R$ 240,00...putz tem mês que tiro 12--15k livre e não me permito uma porra dessa. Infelizmente instala-se o ciclo de pobreza.
    P.s: postando uma hora dessa....nós estamos meio vagabundos heimrsss, vou durmir que o peão aqui pega firme amanha cedo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Baiano!

      Acredito que, pelo menos aqui em SP com todas as oportunidades que existe, é pobre quem quer! Esse seu exemplo serve pra ilustrar o que estou falando. Eu tb jamais compraria uma calça de 240 conto...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  2. http://memecrunch.com/meme/NT3W/que-rebeldia-e-essa-jovem-senta-aqui-vamos-conversar/image.png

    Desculpa, não deu para não colocar esse meme. Hahahahahahaha

    Excelente postagem Corey.
    Eu infelizmente tive que lavar minha moto semana passada. Tive problema no motor e tinha óleo pra tudo quanto é lugar e o cara disse que só ia dar garantia se a moto fosse lavada (lógico né, como ele iria saber se ainda estava vazando óleo se tem óleo antigo no motor?).
    Concordo com você que os pobres e a nova classe média, que é muito, mas muito diferente da classe média antiga, são uns tremendos putos que não conseguem enxergar um palmo a sua frente. Ficam olhando tanto pro umbigo (as mulheres com aquela pança mole com um pingente que quase some, e os homens com aquela barriga dura de tio) que não estão nem ai pra conscientização.

    Pensam no seguinte... Agora eu tenho dinheiro, posso gastar do jeito que eu quiser... Se eu quiser deixar a água ligada o dia inteiro, ou jogar metade da minha comida, o problema é meu...

    O problema amigão, é que aquele puto litro de água que você utilizou a mais é um litro a menos pra quem ta economizando.

    Aqui em casa não sofremos com racionamento de água porque temos poço na propriedade, mas isso não quer dizer que utilizamos a água de maneira sem noção. Ninguém está lavando as calçadas, ninguém está tomando banho de mais de 10 minutos, e eu sinceramente estou até desligando a água quando me ensaboo. Faço minha parte, não porque quero dar uma de politicamente correto, porque realmente não sou, mas porque eu acho que em qualquer ponto na vida, se aquele filho da puta que não faz absolutamente nada, fizesse só a parte dele, só isso, mais nada, tudo nesse Brasil seria diferente.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Estagiário!

      Boa essa do urso... tô meio revoltado mesmo, rsrs!

      Adorei a parte da pança mole, o pior é que é verdade. vc tem razão, o cara agora tem dinheiro (ou seria crédito) e se acha no direito de sair torrando e destruindo tudo, sem se importar com o próximo. O que me deixa ainda mais puto não é a nova classe média, e sim o pobre mesmo, que do jeito que faz, jamais chegará a ser nova classe média.

      Tenho pavor de ficar sem água, em casa Bia e eu tb estamos segurando ao máximo. O foda é que moramos em prédio então, se um vizinho fdp desperdiçar, todos sofrem pois não temos boa reserva. Isso não é ser politicamente correto e sim agir de maneira consciente, e até egoísta.

      "e aquele filho da puta que não faz absolutamente nada, fizesse só a parte dele, só isso, mais nada, tudo nesse Brasil seria diferente." - pois é, isso não serve só pra economia de água...

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Então acabar ela não acaba.

      Excluir
  3. Olá Corey, como você bem falou no seu texto a única saída é a educação e conscientização. Isso no curto prazo.
    No médio/Longo prazo creio que teremos que pagar um preço mais condizente para a água. Hoje ainda temos a falsa noção de que água é algo abundante, mas não o é. Se um dia tiver curiosidade, visite o Site da ONU e procure por "water stressed countries list", você talvez irá se surpreender com a seriedade da situação.
    Apenas uma observação, adorei "Las Vegas", é uma DisneyWorld para adultos. Entretanto, o problema de água lá é muito sério. Além do mais, Las Vegas é uma meca de turismo, a quantidade de dinheiro que se pode investir lá é gigantesca, não é porque Las Vegas, mesmo estando no meio do deserto, possui suplemento de água, que necessariamente fornecer água para qualquer lugar do mundo seja viável e/ou barato.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso estar enganado, mas, sou da opinião de que a água nunca terminará.
      A aguá tem o seu processo que vai desde a evaporação até se transformar novamente em água.
      Então, não existe desperdício, mas apenas o "tempo" em que a água deixa de ser água na sua forma líquida até ela voltar ao seu estado líquido.
      Então, supondo que o mundo tem 1.000 litros de água, ele sempre terá 1.000 litros de água, só que, por exemplo, 500 na forma líquida e 500 em outras formas.
      Valeu!

      Excluir
    2. O que ele quis dizer é sobre água potável...
      A quantidade de água potável na Terra é menos de 1% do volume total... Agora, vamos imaginar que este 1% dê para suprir as necessidades da Terra por 1 ano e que ela demore 1 ano para se recompor totalmente, assim que sempre terá água.
      Porém se você consumir essa água em 6 meses, você não terá água para beber durante 1 ano.

      Essa falácia que a Terra sempre terá água só se esquece de que, ne toda água é potável :)

      Uta!

      Excluir
    3. Olá soulsurfer!

      As pessoas ainda não se deram conta que no longo prazo sofrerão com falta de água e só esse já é motivo suficiente pra não ter filhos.

      Sim, o problema de água em Vegas é complicado, há até bairros fantasmas por causa disso, mas o que quis dizer é que se contruiram Las Vegas no meio do deserto, teoricamente não era pra faltar água em SP.

      Tenho uma opinião radical sobre o nordeste, por exemplo. Acredito que se metade do dinheiro "investido" por lá tivesse realmente ido parar nos programas de irrigação, sisternas dentre outros, com certeza não haveria mais miséria. Por outro lado, acho burrice insistir naquilo, um remanejamento da população do sertão seria muito mais eficaz. Aliás, um remanejamento da população brasileira como um todo seria ótimo. Mas sei que isso é totalmente utópico.

      Anônimo:

      Amigo, acho que vc faltou nas aulas de ciência da escola. A grande maioria da água do mundo é salgada, pode ser potável, mas exige uma quantidade enorme de dinheiro e energia. O mesmo acontece pra sanitizar água de rios e represas. O tratamento da água será cada vez mais caro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Cara, aprendi a economizar água só depois que casei com minha esposa, antes fazia barba com a torneira aberta, demorava muito no banho, estas coisas...
    Depois que minha esposa me deu uns toque comecei a perceber os exageros das pessoas, o maior que vejo são as pessoas 'varrerem' seus passeios e portas de rua com água de mangueira, quase que diariamente.
    Aqui tenho um vizinho que todo sábado de manhã está lá banhando seu carrinho, agora ainda mais porque comprou um zero, quase o preço da casa dele.
    Aqui tenho meu carrinho ano 2001 que vê água de 3 em 3 meses, quase um exagero também, mas para mim basta lavar os para-brisas e está muito bom, quando começar cheirar mal por dentro aí sim é hora de ir para o lavador de carros.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá UB!

      Antes tarde do que nunca! Eu sempre economizei, pelo menos isso meus pais me ensinaram de bom, aliás, em casa nunca houve desperdício de nada. Sempre passamos por altos e baixos, então economizar era prioridade.

      Normalmente lavo meu carro quando troco de óleo. tenho que trocar o óleo essa semana e dessa vez não vou lava-lo, então ele vai rodar no mínimo 20 mil km sem lavagem. Dane-se, deixa sujo. Por dentro mantenho limpo pq dou 5 conto pro menino que trabalha na loja dar uma aspirada.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Cara, não é por nada não mas o consumo de água mesmo é de indústria e agropecuária (diria que uns 95 %). O resto é balela pra vc achar q está ajudando o planeta. Somente a irrigação é responsável por 72 % do consumo de água no país. A indústria fica com 22%. Ficar economizando água só se justifica pra pagar menos conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, então vamos mandar a indústria agro pecuária parar de usar água... Cara, até onde sei, fazenda não compra água da rede de abastecimento, usa de fontes próprias como poços, rios e represas, então isso não tem nada a ver.

      A questão não é ajudar o planeta (já faço minha parte não tendo filhos), a questão é que se vc não economizar, vai ficar sem, simples assim!!!!

      Excluir
    2. entendi. é a situação específica de SP neh? aqui em BH por enquanto tem água pra todo mundo. hehe

      Excluir
    3. São algumas regiões de SP, onde moro mesmo ainda não está ameaçado, mas sei que lá no ABC já tá rolando racionamento.

      Excluir
  6. Corey,
    Essa turma que desperdiça água é a mesma que joga geladeira, fogão, pneus nos rios e córregos.
    Então,quando dá uma chuvarada e os rios transbordam, a água entra na casa dessas pessoas e eles ficam putos, xingando todo mundo.
    Falta de educação é o nosso principal problema , infelizmente.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BBB!

      Perfeito, é isso mesmo! Mas criticar pobre e bandido nesse país é arrumar encrenca com meio mundo. O grosso da população não tem educação alguma, então vai ser difícil sair dessa merda que estamos.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  7. O problema do racionamento, como quase todos, é culpa do Estado que garante monopólios quanto a questões estruturais como agua. Se houvesse plena liberdade para empresariar com a agua e plena liberdade para cobrar o preço que qquiser, a oferta e demanda mandaria e SE houvesse tempos de falta de agua, o que seriamente duvido, é só ver as cidades americanas que ficam no meio do deserto como vcbem citou, simplesmente o preço aumentaria correspondentemente causando uma diminuição racional no consumo. Ou seja, o proprio mercado, não amarrado pelo estado comunista-bem-estar-social-intervencionista-gayzista-feminista trataria de reslver o problema e equilibrar as coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo!

      Tem razão, nos EUA vc pode escolher de qual empresa comprará água e eles fazem combos água/eletricidade/gás o que acaba barateando o serviço. De qq forma não podemos largar de mão e desperdiçar, sabemos que o governo não é eficaz então, só nos resta economizar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Corey a Rachel Sheherazade da blogosfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, tem muita coisa que tenho vontade de falar, mas por atair haters, prefiro ficar calado.

      Excluir
  9. O brasileiro em geral, só sente quando tem que por a mão no bolso. Imagina se não existissem radares e fiscais nas ruas para multar. Outro fato interessante, em Londres existem os caixas automáticos para supermercado, estilo self-service. O comprador mesmo passa o código de barras no leitor e paga com o cartão. Lembro quando tentaram implementar ônibus sem cobrador em SP há uns 15 anos.

    Corey, faça um post sobre os melhores lugares para morar na A. Latina.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo!

      É verdade, se não fossem os radares o trânsito seria ainda mais mortal. Claro que o governo aproveitou isso e criou a indústria das multas. A solução ideal ao meu ver seria como nos EUA, carros de polícia disfarçados e cumprimento rigoroso das leis.

      Os caixas self-service estão em todos os países que tive oportunidade de conhecer, os transportes sem catracas tb, só aqui que isso jamais funcionaria. Lembro-me da cara de assombro da Bia na primeira vez que subimos num ônibus em Madri e nos demos conta que não havia catraca, só um aparelho pra validar o ticket.

      Cara, sobre a AL, já dei uma lida por cima sobre o Uruguai e Chile, mas sei lá, esses países podem até serem melhores que o Brasil em muitos aspectos, mas o povo é muito parecido...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Cara fiz o Caminho de Santiago em 2011 e a gente passa por várias cidadezinhas com pequenas propriedades rurais e eles vendem cerejas, bananas e outras frutas para os peregrinos, mas eles não ficam lá vendendo deixam as frutas e uns trocados vc mesmo pega e faz o troco.O dinheiro fica lá.lá. Incrível.

      Excluir
  10. o problema é esse mas como resolver que e é foda!! estamos muito longe de uma solução!
    Teria que começar matando uns, castrando outros, quebrando a TV de outros e os que sobrar e valer a pena, dar educação..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guia!

      Serei taxado como louco se eu disser que uma boa solução seria uma invasão norte-americana ou inglesa?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Nhééééé....
      Não gosto do sotaque britânico, teria que ficar do lado que iria perder, dos americanos não to nem ai...

      Na verdade é fácil resolver esse problema. Pegue uma pessoa que tenha um sobrenome alemão e faça-o ter raiva de uma parcela da população e deixa ele no poder... O resto... se resolve sozinho.

      Se é a melhor solução eu não sei... mas que é eficaz... ahhhh isso é.
      uhahuauhauauha

      Uta!

      Excluir
    3. Eu já acho que todos os falantes de inglês deveriam falar com sotaque britânico, é bem mais fácil de entender. Já ouviu o sotaque neo-zelandês?

      Essa do alemão com certeza dá certo, mas tb tenho dúvidas se é uma boa opção!!!

      Abração!

      Corey

      Excluir
  11. Esse vídeo resume o que acontece atualmente com o nosso país...

    http://www.frequency.com/video/espaistn-espanhisto-legendas-em-portugus/15107307

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Eike!

      Já tinha visto esse vídeo, acredito que está correto, mas com um porém: a crise espanhola não chega aos pés de uma possível crise brasileira. A imprensa pinta a crise espanhola muito pior que na realidade é, pode acreditar!

      Abração!

      Corey

      Excluir
  12. O problema não é o pobre e sim o inculto.

    Este é o problema do Brasil.

    E mais, quer a real? Nosso povo é um povo preguiçoso. PREGUIÇOSO sim. Não querem saber de trabalho, preferem ganhar uma merreca de bolsa familia a arranjar emprego que dobre esse valor, preferem ficar "vigiando" carro que trabalhar de verdade... ô raça desgraçada essa do povinho brasileiro. Quando vc pensa que um país determinado tem este ou aquele ato de civilidade, pensamos, "nossa estamos uns 200 anos atrasados em relação a este povo". E o pior : não estamos 200 anos atrasado. Nosso povo simplesmente NUNCA chegará a ter uma consciencia social como os escandinavos, por exemplo. Passe 500 anos, vamos continuar tendo esse povo micho aqui que só pensa em viver sem trabalhar, abusar das empresas com as malditas leis trabalhistas (leis de primeiro mundo para um povo de terceiro), reivindicar direitos mas esquecer dos deveres, exigir cotas raciais, sociais e daqui a pouco até homosexuais, etc etc etc.

    Parabéns Corey, falou o que penso mas que não posso dizer nessa sociedade hipocrita do politicamente correto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Brasileiro é preguiçoso e me incluo nisso, mas ao contrário da maioria corroa atrás pra produzir agora e poder viver preguiçosamente amanhã ao inves de me encostar em programas sociais.

      Acredito que jamais atingiremos o nível de educação e cidadania dos paises de primeiro mundo. Ser educado e respeitador é muito difícil quando todos a sua volta são topeiras.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. http://pt.wikipedia.org/wiki/Aqu%C3%ADfero_Guarani
    Esquece esse coisa de falta de agua!!!
    O que falta e vontade dos politicos de resolverem a situação.
    Ou melhor, eles nao vao resolver pq isso nao rende voto...o que rende voto e, principalmente em cidade pequena, o prefeito comprar uns caminhoes pipa e "dar " ao povo e depois falar: olha eu estou dando agua pra vcs, votem em mim e bla bla bla.
    To ficando com uma raiva do povo Brasileiro..pqp
    Alex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex:

      Tá, blz, digamos que a água nunca vá acabar, mas acontece que estamos passando por uma seca, então, pelo menos nesse período é necessário sim economizar.

      Excluir
  14. Concordo em parte com vc.
    Sinceramente a questão não é ser rico, de classe média ou pobre, e sim de edução e conscientização. Moro em Brasília, e aqui as coisas acontecem bem diferentes do exemplo que vc citou na sua cidade. Sou de classe média e moro num bairro onde 80% das pessoas não sabem o que é economizar, todos os dias, vizinhos lavam garagens, calçadas, carros etc. Os riquinhos e os classe média alta daqui, principalmente do Lago Sul, estão cagando e andando pra tudo! Eles vivem num mundo particular, e tenho certeza que essa realidade se estende para todo brasil! Vamos analisar de uma ângulo diferente, o pobre pode ate lavar seu carro 1 carro (já que ele é pobre), pode ate lavar sua garagem (pequena, já que eh pobre) e assim vai.. E o rico? vc acha que ele vai ficar com seu jardim enorme seco pra economizar? Numa casa de rico não tem só um carro, e sim 5 ou 6, pelo meno aqui em bsb. Vc acha que ele deixará de trocar a água de suas piscinas? Vc acha que ele deixará de tomar banho na sua banheira?? Bens que custaram uma nota! Analise, coloque na balança. Fora as empresas, indústrias agropecuária etc. Sou a favor da economia de água. Mas se não tiver incentivo, edução, campanhas, fiscalização e tecnologia mais avançada não adiantará nada meia duzia de pessoas diminuírem 5 minutos no banho! Estou fazendo a minha parte!
    Até

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O rico usa mais agua..ele vai pagar mais cara a conta de agua...simples assim.
      Esse negocio de economizar agua e bobagem...não falta agua...falta vontade de fazer chegar agua ate as pessoas.
      Vide o aquifero guarani.

      Excluir
    2. Jamille:

      Vc tem razão, a questão é educação, mas é fato que o "rico" tem mais educação formal (o que não tem a ver com educação moral) e normalmente se preocupa mais com essas questões. vejo um outro fenômeno: aqui em SP, a classe média alta é muito ligada a modinhas, e algumas modinhas são saudáveis como fazer trabalho voluntário em ONGs que cuidam de animais, distribuir sopa no inverno para moradores de rua, etc. Então acho que boa parte desse comportamento dos ricos daqui tem mais a ver com moda e pela imagem que passa ao vizinho que por consciência, mas dane-se o importante é fazer.

      Concordo que é preciso educação, incentivos entre outras medidas, mas assim como vc estou fazendo minha parte e acho que todos deveriam fazer o mesmo.

      Amigão do aquífero guarani, vai vc mesmo lá buscar água. Cara, acorda, a coisa não é tão simples assim!

      Corey

      Excluir
    3. Corey,a coisa so esta da maneira q esta pq a "presidenta" Dilma resolveu abaixar a conta de luz.Logo o consumo aumentou e com a conta mais barata as empresas de energia não investiram 1 tostao.E para o azar dela deu essa seca.Não da para culpar o povo...A "presidenta" quase obrigou as pessoas a gastarem mais...O unico culpado nisso tudo e o maldito GOVERNO FEDERAL.
      Abraço
      Alex (amigao do aquifero guarani)

      Excluir
  15. Este é mais um problema cultural, não é que todo pobre sejam assim e sim os pobres incultos.
    Educação moral, ética e de civilidade não se aprende na escola e sim em casa,com os exemplo dos nossos pais amigos e do no nosso circulo social.

    O problema é que essas pessoas estão cercadas de maus exemplos e que agem dessa forma sem sofrer prejuízo ou penalidade nenhuma a curto prazo.
    Então na lógica do nosso querido Gerson, que se dá bem em todas as coisas, porque ele irá passar por desconforto, tomar banho rápido, economizar agua se o vizinho ou parente está desperdiçando e não acontece nada com ele?

    E é ai que acontece o efeito manada, onde os incultos dão tantos maus exemplos e acabam desestimulando até quem é bom e ético.

    Apesar de tudo não podemos desistir de fazer a nossa parte e darmos bons exemplos para nossos filhos, parentes e amigos, se o todo não está bom pelo menos nosso circulo estará um passo a frente, se todo mundo desistir, todos perdem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Esse é mais um exemplo do que a educação pode fazer. No Japão quando uma pessoa está gripada anda de máscara para não transmitir aos outros, alguém acredita que um dia chegaremos a esse nível de cidadania?

      Excluir
  16. Lembro que há muito tempo atrás havia uma matéria na escola chamada Educação Moral e Cívica. Bons tempos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não peguei essa época, mas conheço pessoas que sim. Foi durante o governo militar, certo? Pelo que sei naquela época essa matéria era colocada em prática, existia respeito com o próximo.

      Excluir
  17. O aquifero guarani vai funcionar pro PY, porque eles tem algum cerebro... E estao alinhados com os EUA e não com CUba.

    Precisamos ENDIREITAR o Brasil, mas como?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PY = Paraguai? Se for, acredito que eles são um país que quebrou a cara por vários motivos, tinham tudo pra ser a potência da américa do sul.

      Excluir
    2. Voce ta parcialmente errado e certo. O brasil, a argentina e a inglaterra acabaram com o pais no fim do sec XIX com medo da expansão guarani. Eles agora tem parcerias com os EUA livre comercio a porra toda e se voce analisar, o pais pode ser mais pobre, mas é melhor que o brasil e seus petralhas, ou to errado?

      Excluir
  18. Brasil, um país de hipócritas!

    ResponderExcluir
  19. Falar que a quantidade de água no planeta é essencialmente a mesma, ainda que inverídico, é razoável.

    Muita água é utilizada em processos químicos. Uma vez que a água se mistura com alguns outros componentes, sua utilização é (ou deveria ser) totalmente descartada. Imaginou quanta água é utilizada na produção de fertilizantes? Ou quanta água é utilizada para se processar minérios? Quanto desta água vocês acreditam que pode ser reaproveitada? Não sou engenheiro químico mas para mim está claro que água é um recurso cada vez mais escasso.

    Além do mais, mesmo que tivéssemos um estoque constante de água potável, seria necessário considerar o crescimento populacional e a ascenção de uma boa parcela da população mundial à classe média (quanto mais se ganha, maior é a possibilidade de consumo, tanto de bens materiais quanto recursos naturais).

    ResponderExcluir
  20. Muito bom o post gostei muitoo todos deveria ver iisso !!

    ResponderExcluir
  21. Opa. Li esse post e achei muito interessante.
    Realmente é procedente o fato da classe mais pobre ser a que menos contribui pra melhorias. Melhorias essas, que iriam beneficiar ainda mais a classe pobre.

    Só discordei na parte que disse sobre a proteção dos beagles ser um exagero.
    E também não concordei(quase te bati) quando disse que só é pobre em são paulo quem quer.

    Meu! Na boa? De onde você tirou essa?

    Aí eu vou ser obrigado a acreditar que você é só mais um burguês que finge se preocupar com questões sociais, mas que no final, fica tranquilo por saber que tem grana que resolve todos os seus problemas e que os outros se fodam.

    Infelizmente, São Paulo virou terra de abastados. Temos classes de todos os gêneros aqui, mas a impressão que dá, pra não falar que é o que realmente acontece, é que tanto o governo, quanto empresas, quanto formadores de opinião, enfim. A atenção é voltada a quem tem dinheiro pra gastar! até os pobres, burros que são, se voltam a dispendiosidade. Isso é ridículo!

    Em todo canto de são paulo que você vai, você sente que a cidade parece estar só pra quem tem milhões na conta ou pra quem ganha acima de 20 mil/mês. A salvação dos favelados é a existência das casas bahia, 25 de março e as milhares de barracas ambulantes espalhadas pela cidade.


    Todos nós precisamos rever nossos conceitos, mas uma coisa é certa: tem que se destituir e logo a desigualdade social pela questão financeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo,

      Talvez eu tenha me expressado mal, quero dizer que passa fome em SP quem quer, existem muitas oportunidades pra se trabalhar, então o cara só passa necessidade se for vagabundo. Realmente ser pobre são outros 500...

      Bom, talvez eu seja sim um burguês, mas eu não finjo me preocupar com questões sociais, eu não me preocupo mesmo! Acho que cada um tem que cuidar da sua vida e se virar, o governo deve favorecer isso não ficar com assistencialismo. Sim, se minha grana resolve meus problemas foda-se os outros, o que tenho a ver com problemas dos outros? Mas embora eu pense assim tb penso que temos obrigação de não atrapalhar o outro, seja economizando água, não fazendo barulhos a noite, estacionando em vagas corretas, etc. Isso sim é se importar com outros, não ficar de discussinho socialista pela internet.

      Sobre essa cultura abastada paulista é 100% verdade, parece que todos são ricos e felizes, mas sabemos que boa parte desses gastos malucos são baseados em crédito.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. O problema, não é dos cidadãos que lava seus carros ou suas calçadas, mas sim dos governos que não investe na melhoria de distribuição, limpeza e armazenamento de água. A amazônia tem a maior bacia de água do planeta mas não há distribuição adequadra para os centros urbanos.Há também as reservas dos aquíferos subterrâneos, que são as águas que penetram nas rochas formando imensos lençóis de água em baixo da terra. Para o governo e a mídia manipuladora é mais fácil convencer a maioria da população que somos os culpados e começar a aplicar multas por todo lado. Porque o governo não vai aplicar multas nas industrias que poluem e diminui a agua limpa dos nossos rios e lagos Outra coisa é que a água do planeta não diminui mas sempre se renova mutas vezes voltando a cair em maior quantidade em alguns locais e em menor quantidade em outros. Ai que deveria entrar o investimento e distribuição adequadro da água. Amigos não deixem que a mídia e o governo manipulador oculte a verdade de voçês.

    ResponderExcluir
  24. Ola,vale lembrar que não é só "Pobre" que desperdiça água,os ricos também ta......Em bairros pobres tem racionamento, ja nos bairros de classe média não tem racionamento. Vamos acordar e enchergar que não só porque moramos em um bairro pobre devemos ter racionamento. ACORDA BRASIL

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.