domingo, 5 de janeiro de 2014

Resumo de 2013, Planejamento de 2014

Feliz ano novo amigos! Após longas férias, estou de volta a essa terrinha ingrata, mas isso é assunto pra outro dia. Hoje foi falar brevemente sobre como foi 2013 e o que espero de 2014.

Investimentos

2013: Começando pelo assunto principal do blog, considero que em 2013 meus investimentos foram muito bons. Nem falo isso pelos investimentos financeiros, e sim pelos negócios que realizei. Tive sorte, a verdade é essa. Estava na hora certa, no lugar certo durante a compra do meu segundo negócio que está indo muito bem gerando gordos proventos que estão sendo metodicamente provisionados para quando outra oportunidade surgir. Sobre a carteira da IF, fechou em queda, mas não estou nem um pouco preocupado com isso, a estratégia de focar em fluxo de caixa aportando forte em FIIs está se mostrando vencedora. A loja está muitíssimo bem, em 2014 chegarei no que considero o teto de crescimento.

2014: Na carteira da IF pretendo continuar aportando em FIIs até o limite de 300k (acho que só atingirei esse montante em 2015). Vou fazer uma postagem sobre minha opinião em relação ao momento que os FIIs estão passando, mas basicamente acredito mais em oportunidades que em apocalipse. Os proventos do meu segundo negócios serão usados para replica-lo ou para entrar em outro negócio que possa surgir, caso contrário no fim de 2014 esse valor será alocado na carteira da IF. Pretendo vender a loja ainda esse ano aproveitando o boom que houve no faturamento.

Profissional

2013: Descobri que é possível controlar a loja de maneira remota, porém com o crescimento do faturamento isso está se tornando cada dia mais difícil. Por ficar mais tempo em casa, administrar a empresa se tornou uma tarefa mais digerível. Continuo fazendo o que não gosto, somente por dinheiro.

2014: Pretendo voltar aos estudos, me reciclar e arrumar um emprego na minha área de formação. Sim é isso mesmo que você leu, eu quero um emprego. Os motivos explicarei em outro post.

Pessoal

2013: Um dos melhores anos da minha vida! Trabalhei pouco, ganhei dinheiro, li muito, assisti muitos documentários interessantes, viajei, comecei a me exercitar com regularidade... Tudo isso foi ótimo, mas a melhor decisão foi ter mudado de apartamento: morar num lugar mais civilizado, com pessoas menos filhas-da-puta, num bairro mais limpo e gentil faz toda a diferença. Consegui organizar minha vida e consolidar meu estilo minimalista e frugal, a saúde está ótima, perdi banha e ganhei músculos. A viagem que fiz em dezembro foi um marco importante que pretendo compartilhar com vocês nos próximos dias.

2014: Pretendo continuar trabalhando poucas horas enquanto for possível, caso arrume o emprego que quero, isso mudará, mas será por uma boa causa e pouco tempo. Exercitar-me tem altos e baixos, ultimamente estou nos baixos (até por causa da viagem), mas pretendo voltar com tudo já essa semana. Investirei mais tempo estudando inglês e me reciclando profissionalmente, então os livros ficarão um pouco de lado.

Família

2013: Bia e eu estamos muito bem, obrigado! Continuamos muito felizes e o distanciamento de nossos familiares nos ajudou ainda mais, estamos mais unidos que nunca. Mesmo mudando de cidade tive mais contato do que nunca com meus amigos o que me leva acreditar cada vez mais que família são aquelas pessoas que você gosta de ter por perto, não necessariamente com o mesmo sangue.

2014: Se empatar com 2013 ficarei muito satisfeito.

Blog

Ainda não sei o futuro do blog, espero continuar utilizando esse canal como uma forma de me expressar, mas sem compromissos. Infelizmente 2013 foi um péssimo ano para a blogosfera, tivemos perdas importantes e tudo culpa de gente que não tem o que fazer e fica enchendo o saco dos outros. Vou dar um recado a todos os blogueiros: se você quer manter a seriedade do seu blog, modere os comentários antes de publica-los ou ao menos faça uma moderação ativa, não permita ofensas, não permita picuinhas, não permita falta de educação e intolerância. Discordar de uma opinião é ótimo porque ativa o debate, mas ser prepotente, ofender e discordar por discordar é molecagem. Aquele velho ditado está mais do que certo: "diga-me com quem andas e te direi quem és", então se você permite esse tipo de gente no seu blog, você é igual. As vezes leio por aí gente dizendo que sou arrogante, que não comento em determinado blog... Fico triste, isso não é verdade, eu somente faço aquilo que meu querido ex-patrão me ensinou quando eu ainda tinha 16 anos: "Corey, por mais gelada que esteja a cerveja, não entre em boteco mal frequentado".

Tem gente pedindo pra eu escrever sobre empreendedorismo, eu gosto muito desse tema mas estou sem criatividade. Se você tem alguma dúvida ou sugestão de post sobre esse assunto, coloque aí nos comentários, ok? Abraço a todos!

36 comentários:

  1. Que legal, Corey. Muito bom saber que você vai virar concurseiro. Parabéns, ótima escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, isso está explicitamente escrito no texto. [ironia - (melhor explicar, né)]

      Excluir
  2. Bem vindo de volta amigo,
    Concordo com sua opinião sobre os FIIs,acho que o momento está mais para oportunidade do que para quedas.
    Gostaria de administrar remotamente a minha empresa como vc, mas infelizmente não consigo. Acho que se não estou por perto, o negócio desanda e acabo ficando escravo do meu próprio trabalho.
    Com relação ao Blog, concordo com tudo que vc disse. Perfeito.
    Parabéns pelo 2013 e sucesso em 2014.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bye Bye!

      Não senti queda no faturamento após começar a fazer acesso remoto, muito pelo contrário, o faturamento aumentou. Acontece que esse tipo de coisa não funciona pra sempre, conforme a escala aumenta, mais difícil fica pra fazer uma administração remota descente, e esse é um dos motivos que me farão vender a loja. Já fui escravo nos negócios por muito tempo, agora chega, quero é qualidade de vida!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Corey, parabéns pelo bom desempenho do empreendedorismo.

      Quanto ao controle remoto, insista. Deixe que seu negócio ande sem depender de vc, assim vc poderá viajar sem ter dor de consciência. Te sugiro, para isso, a leitura do ótimo livro Trabalhe 4 horas por semana.

      Veja uma resenha que achei na internet: http://www.psicologiamsn.com/2013/11/trabalhe-4-horas-por-semana-resenha-completa.html

      Ele cita a automação, o próprio autor é estadounidense, mora na Argentina e tem assessores remotos da Índia (existem empresas especializadas em assessoria a distância).

      No mais, muito sucesso pra ti em todas as áreas!
      Abração

      Excluir
    3. Olá IE!

      Já li sobre esse cara do livro em algum blog sobre minimalismo, mas já que vc sugeriu, vou olhar com mais atenção pro material dele. É difícil explicar sem entrar em detalhes, acontece que há empresas que podem ser totalmente controladas por via remota, agora, comércio (que é meu ramo) é bem complicado graças principalmente a buRRocracia brasileira.

      Abraço e valeu pela dica!

      Corey

      Excluir
    4. Acabo de ler a resenha, gostei muito! Concordo com muita coisa como a parte que ele diz que a vida não precisa ser difícil, de fazer outras pessoas trabalharem pra vc ao invés de "trabalhar pra si mesmo", de alavancar os pontos fortes e não gastar energia tentando consertar os fracos, que informação demais é inútil, etc.

      Acho que merece leitura, valeu pela dica, abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Corey, parabéns pelo planejamento e avaliação.
    Você diz que quer arrumar um emprego, isso não contradiz o fato que alcançou a independência financeira?
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá EI!

      Vou fazer um post sobre isso, mas basicamente acredito que independência financeira tem mais a ver com liberdade que com parar de trabalhar. Além do mais, o principal motivo que me levou a tomar essa decisão é outro... aguarde!

      Abração!

      Corey

      Excluir
  4. Corey, para um leitor de um blog o que importa e o post do dia e se ha respostas pra as perguntas/comentarios. Claro que respostas/comentarios imbecis sao ignorados pelo blogueiro e pelos leitores. As pessoas sao senstatas e sabem distinguir o que e util do que nao e. Esses comentario inuteis no valema sua atencao e nem de ninguem. Talve valham como diversao.

    Traderlusitano.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TL!

      Concordo com vc, acontece que esses comentários imbecis além de denegrir só servem pra deixar o ambiente poluído causando perda de tempo dos leitores.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Um ótimo 2014 pra vc, Corey!
    Abs!
    Investidor Defensivo

    ResponderExcluir
  6. Corey, como sempre muito sensato, tenho tentado montar um negocio, mas no final sempre falta algo rsrsrsrs a sorte tb conta nessas horas rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendiz, vou te falar uma coisa, se for esperar ter tudo que precisa, vc não sai do lugar...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Corey, é ótimo quando alguém afirma estar satisfeito e feliz.
    Parece que existe uma regra geral de que se deve sempre reclamar, achar que não está bom, ser pessimista.
    Boa sorte com os planos, que você os realize todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adam!

      Tb percebo isso, parece que ser feliz é errado, parece que todo mundo leva uma vida de merda... eu não!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Eh a Exitofobia proveniente do complexo viralatista do brasileiro.
      Apesar dos altos e baixos, tenho uma vida feliz e tranquila.
      Mas tudo fruto de decisoes pensadas e tomadas, e uma pitada de sorte tambem.
      Que seus planos tomem o rumo da concretizacao esse ano.
      Um abraco!
      I.O

      Excluir
    3. Eh a Exitofobia proveniente do complexo viralatista dos brasileiros.
      Apesar dos altos e baixos, tenho uma vida feliz e relativamente tranquila. Porem elas sao fruto de decisoes pensadas e tomadas com esse objetivo, a qualidade de vida.
      Que seus projetos continuem se encaminhando nesse ano.
      Abraco!
      I.O

      Excluir
    4. Offshore:

      Pior que o "complexo de vira lata", é o "complexo do pit bull" que alguns brasileiros tem, o Brasil está a anos luz de distância do desenvolvimento de outros países e isso não é ser vira-lata, é somente falar a verdade. Não dá pra tapar o sol com a peneira.

      Vc tem razão, muitas pessoas acham que é normal ter mil problemas, que é normal ter mil carnês pra pagar e não aceitam que há pessoas que evitam problemas e que dessa maneira são mais felizes. Como vc disse, decisões bem pensadas e planejamento ajudam muito na qualidade de vida.

      Grande abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Grande Corey!
    Fiquei curioso com o seu pronunciamento. Com certeza deve ter um plano bacana por trás. Aguardarei a revelação.
    2014 quero ver se começo algum empreendimento, mesmo que pequeno, para sentir o drama. Não sei ao certo o que ainda, mas tenho algumas pequenas idéias.
    Vamos fazer um 2014 espetacular Corey!
    Sucesso sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Migrante!

      Arrumar um emprego faz pare de um grande plano que estou pra implementar. Rapaz, 2014 será um ano complicado pra empreender, cuidado!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Não vejo a hora de ver a sua postagem sobre FII. Preciso diversificar meus investimentos... kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Eike!

      Dá uma olhada no blog do Uó, tem material muito completo lá.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  10. Não entendi em repassar um negócio se ele está sendo lucrativo ao menos se está for a tua profissão, de recuperar empresas. E tem certeza de que gostaria ser empregado? Cumprir horários, conviver com colegas insuportáveis, limitação dos ganhos, etc. Nos próximos anos quando obter capital suficiente pretendo trabalhar 06hras como empregado e no restante quero me dedicar a um negócio próprio ( franquia). Sei que o trabalho é imenso, com fornecedores, clientes, funcionários, impostos, processos mas acredito ser o caminho para se obter uma elevação substancial nos rendimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu negócio não é fazer "buy and hold" com comércio e sim comprar quebrado, levantar e vender no topo onde serei melhor remunerado, isso justifica a venda. Sobre ser emprega, isso faz parte de um plano maior, se vc aguardar tenho certeza que entenderá o porquê.

      Acredito que vc não faz ideia do que é ser proprietário de uma empresa. Trabalhar 6 horas por dia como funcionário e o restante tocar uma franquia é pedir pra ter problemas, garanto pra vc.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. A questão é que ser CLT é uma privação de liberdade muito mais absurda que ser empresário.

      Excluir
    3. Isso é relativo, eu mesmo já trabalhei muito tempo 14, 16 horas por dia sem poder sair da empresa, hoje não faço mais isso, mas essa é a realidade da maioria. Quanto ao meu emprego, o lance e diferente...

      Excluir
  11. Corey, mudei minha tática para 2014 e 2015. Gostaria de saber se aplica algum percentual na RF. Abraço, gostaria de sua análise sobre o texto que liberei em meu blog.
    http://guardiaodomobral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guardião!

      Tenho TD, CDB, LCI e poupança. Passarei por lá, abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Corey, será que seu modelo de negócios nao funcionaria nos EUA? Abrindo empresa lá ou investindo vc consegue visto.... E poderia ir embora da huelandia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pensei nisso, mas é complicado, meu ramo aqui no Brasil é totalmente diferente nos EUA, além disso é preciso conhecer pessoas e o mercado pra fazer o mesmo que faço aqui. O visto L1 (abrir empresa lá) é uma das minhas possibilidades.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey

    Você poderia por favor comentar sobre compra de uma empresa. Gostaria de saber a tua opinião de como abordar o vendedor para fazer uma compra a prazo?

    Geralmente vejo negócios que tem solução e até são lucrativos, mas existem riscos tão grandes que não valem a pena colocar dinheiro na frente. Mas, a maioria dos vendedores encaram como uma ofensa qualquer proposta que não leve dinheiro na frente.

    Qual a sua percepção sobre este assunto? E que dicas você poderia fornecer em como abordar os vendedores para convence-los de que esse é o caminho mais viável?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Entendi sua situação, esses casos são super complexos, normalmente essas pessoas no fundo não querem vender e colocam obstáculos na negociação. Não existe fórmula, vc tem que ter sensibilidade, conversar com a pessoa e ver onde vc consegue encaixar uma proposta dessas. Se o cara for bom de negócio jamais ficará ofendidinho com proposta, mas isso nem sempre acontece...

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.