sábado, 12 de outubro de 2013

A Polêmica Idiota da Independência Financeira

No texto de despedida do blog (que não durou 2 meses), relatei que um dos motivos por encerrar o blog é o fato de ter atingido a independência financeira. Como sempre, surgiu uma horda de imbecís com as mais diversas contestações a respeito do meu estado financeiro, falando que é impossível minha carteira gerar tamanho volume de proventos (como se eu tivesse dito que os proventos vinham da carteira, coisa que jamais disse por não ser verdade), que a decisão de parar de trabalhar é precipitada (como seu eu tivesse dito em algum lugar que iria parar de trabalhar), falaram até que minha carteira é um lixo por não ter nem tesouro (e tem, quem me acompanha sabe).

Então, vamos primeiramente, definir o que é Independência Financeira. Segundo a Wikipedia (pai dos burros modernos), independência financeira é:

Financial independence is a term generally used to describe the state of having sufficient personal wealth to live, without having to work actively for basic necessities.
(Independência Fianceira é o termo geralmente usado para descrever o estado de ter riquezas pessoais suficientes para viver, sem precisar trabalhar ativamente para suprir necessidades básicas)

Bom, acho que a frase é auto explicativa. O conceito não diz que é preciso ter 1 milhão de dólares, 500 mil rúpias, 8 cabritos e um casal de papagaio. O conceito diz ter riquezas pessoais suficientes para manter as necessidades básicas sem a necessidade de um trabalho ativo. Continua:

For financially independent people, their assets generate income that is greater than their expenses.
(Para pessoas financeiramente independentes, seus ativos geram renda que é maior que suas despesas)

Novamente frase auto explicativa. Meus ativos financeiros como fundos imobiliários, títulos do tesouro e poupança; e não financeiros como meus negócios e meu apartamento locado geram periodicamente renda e essa renda é superior as minhas despesas. Então por que raios não posso dizer que sou financeiramente independente?

Atingir a IF "matemática", ou seja, demonstrada por números não quer dizer que posso parar de trabalhar, aliás, nem quero. Tem muitos motivos que explicam esse comportamento:

1- Como qualquer investimento, preciso fazer uma gestão de risco que permita manter essa renda ad-eternum, coisa que ainda não me preocupei em fazer. Atualmente o maior responsável pela renda passiva é um dos meus negócios que, como todo negócio próprio, possui risco altíssimo, mesmo assim estou replicando-o. Meu amigo, no pain, no gain!

2- Tempo. Esse negócio que relatei acima precisa de cerca de 30 minutos mensais pra controlar, por isso considero renda passiva, porém minha loja principal necessita de controle ativo que atualmente faço a maior parte por via remota, embora fique on-line praticamente 24 horas, o trabalho ativo requer pouco tempo, por isso é extremamente cômodo manter esse negócio.

3- Desempenho da loja. Fiz uma pequena reforma e investimentos na loja que provocaram um retorno positivo surpreendente, desde que assumi o controle dela, praticamente quintupliquei o valor venal e vejo maneiras de melhorar isso ainda mais. Ainda não está madura pra venda.

4- Novos negócios. Um fato curioso que tem acontecido comigo é de aparecerem pessoas, do nada, oferecendo negócios.  A grande maioria é ruim, mas quem sabe aparece uma bituca de charuto esperando ser fumada?

5- Bia. Minha esposa está trabalhando em algo que gosta, ganha super bem, tem problemas, claro, mas não tem porquê sair do trabalho agora. Pra quê vou parar de trabalhar totalmente se não posso curtir isso com minha esposa?

6- Previsão do futuro. Não consigo nem quero perder tempo vislumbrando como será minha vida futura, quanto terei que gastar, estipulando metas e cotas... Sinceramente, tanta coisa aconteceu no último ano, coisas que não havia previsto, que duvido que consigo prever o que vai rolar no Natal. Tenho mil ideias passando na cabeça, algumas precisam de muito dinheiro pra serem realizadas, e pelo sim, pelo não, vou ganhando dinheiro...

Acredito que achei um tipo de trabalho que posso tolerar por mais algum tempo, enquanto isso, vou reinvestindo os proventos. Consigo conciliar vida pessoal, lazer e trabalho. Sou um abençoado! Sei que a grande maioria das pessoas não tem esse benefício, mas pra essas digo uma coisa: corra atrás, saia da zona de conforto e principalmente: arrisque, faça coisas que podem parecer loucura, muitas vezes as loucuras dão certo. Não escute os profetas do apocalipse, mas não deixe de analisar os riscos, se você é jovem, arrisque ainda mais, tente coisas diferentes, ganhe dinheiro mas viva com conforto, sem muitas privações. Mantenha seus amigos e parentes longe dos seus planos e negócios, com eles apenas beba cerveja, coma churrasco e dê risadas, sua vida será mais saudável assim. Pelo menos esse caminho tá dando certo pra mim!

27 comentários:

  1. Bom post.

    Concordo que 30 min por mês é igual a renda passiva, até porque provavelmente qualquer investidor em ações gasta bem mais que isso para escolher a ação em que vai investir, ver a cotação, analisar notícias e balanços, etc.

    Acho que você deveria fazer mais posts sobre negócios e empreendedorismo Corey, muitos tem interesse mas estão completamente sem ideia do que fazer, nesse país de cultura concurseira, assim é sempre bom ouvir de quem já fez/faz.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amigo!

      Sem dúvidas, eu gasto bem mais que isso com os estudos de FIIs, o meu negócio não tem muito o que ser analisado, portanto é só bater as contas numa planilha e pronto!

      Vou fazer sim, esse é meu assunto de interesse principal e vou escrever mais a respeito.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. "Mantenha seus amigos e parentes longe dos seus planos e negócios, com eles apenas beba cerveja, coma churrasco e dê risadas, sua vida será mais saudável assim."
    Nunca tinha pensado nisso. Mas talvez vc tenha razão...
    Isso vale para a sua esposa tb?

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ID!

      Sim, vale pra Bia tb, ela não se envolve com os negócios, dessa maneira podemos separar muito bem o lado profissional do pessoal. Lógico que ela me ajuda quando preciso, mas só isso. Veja esse post que fiz:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2013/02/esposa-gerente.html

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Pra mim ja estava claro soh q trolls sao burros mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Pobreta, tem gente que não consegue entender a diferença entre IF e parar de trabalhar, abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Corey,

    Você tem um viés de empreendedorismo que me agrada e espero poder continuar acompanhando seus posts para quem sabe vislumbrar alguma oportunidade de ter rendimento passivo trabalhando pra mim ou até um negócio ativo.

    Lambida do Poney !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Poney, vou escrever sobre empreendedorismo sim, aguarde...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. "Mantenha seus amigos e parentes longe dos seus planos e negócios, com eles apenas beba cerveja, coma churrasco e dê risadas, sua vida será mais saudável assim." - Talvez essa foi sua melhor colocação nesse texto, muitas famílias e amigos acabam detonando sempre seus planos e negócios e por vezes e melhor só tomar cerveja e rir... sem contar seus planos e negócios. Excelente colocação e belo post!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Penso que devemos conservar amizades e não há nada com mais potencial devastador de amizades que sociedades e mesmo "conselhos" indevidos, por isso dificilmente entro em detalhes dos meus negócios com amigos e principalmente parentes.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Parabens Corey. Boa volta com um bom post.

    Continue assim.
    Abracos
    TF

    ResponderExcluir
  7. Eu abandonei meus posts mas se tem um blog que to direto acompanhando se tem post novo, e com certeza é meu blog favorito, é o seu corey, aprendizado em qualquer texto feito, mesmo neste com objetivo especifico. Te admiro! parabens!

    ResponderExcluir
  8. Grande corey!

    Rapaz, concordo com tudo o que você falou. Infelizmente gente para te colocar pra baixo tem aos montes e infelizmente algumas fazem isso de graça. Vamos em frente e eu continuo no aguardo dos post sobre empreendedorismo.

    Grande abraço!

    SdP
    http://saindodapinda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o mundo tá cheio de fdp e muitos deles podem estar no nosso círculo de amizade/família.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Para o alto e avante, Corey!

    Abraços,

    VR.

    ResponderExcluir
  10. Pra mim tá sendo foda deixar família longe dos negócios... povo da pitaco demais. Mas já comecei a cortar. Firme no blog ai cara!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Dr, já passei por isso, sei como é... Quanto antes vc cortar, melhor!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Caro blogueiro,
    Não sou imbecil, mas fiz parte da "horda" que te criticou. Meus apontamentos, sinceramente, só tentavam expressar minha opinião sobre um ou outro post mais ácido, cujas críticas gratuitas e generalizações não me agradaram. Tentei fazê-lo com cordialidade, apesar de que crítica nem sempre é bem recebida.
    De todo a forma, assim como passei uma vez pra criticá-lo, cabe aqui fazer um elogio.
    Foi um ótimo post! Explicou mto bem como está sua situação e deu um bom exemplo de como podemos conseguir a IF em um prazo razoável.
    Como demonstrado, não precisamos estar acendendo cigarros com nota de 20, andar de carro importado e ter todas as mulheres a disposição para ter uma vida melhor.
    Tampouco precisamos desistir de qualquer atividade que nos melhore ainda mais o padrão de vida.
    Em suma, você mandou bem dessa vez.
    Parabés.
    Pepê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pepê!

      Se vc me criticou com educação e eu fui rude contigo, peço desculpas, eu fui imbecil. Se vc comentou de maneira mal educada e rude, lamento, vc é sim um imbecil. Recebo críticas desde que feitas com cordialidade como vc fez nesse comentário.

      O conceito de "vida boa" é muito pessoal, mas acredito que não é preciso ser milionário pra viver bem, mas que precisamos gastar um pouco de dinheiro pra obter conforto e curtir o que gostamos. É isso que procuro fazer.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Fala Corey, que bom que voltasse. Estou sempre visitando o seu blog mas dificilmente comento, se bem q até já conversamos sobre imóveis e os profetas do estouro da bolha imobiliária (que há 4 anos falam que vai explodir, sendo que de lá pra cá já teve gente que comprou por 200mil, vendeu por 350mil, e continua atras de oportunidades e rindo esses trouxas)..

    Agora queria mesmo era aprender com vc sobre oportunidade de compra de empresas/loja/comércio que é o seu ramo. Admiro demais a coragem de quem se joga. Sei que com um pouco de estudo tem mta chance de dar certo mas mesmo assim ñ consigo me desgrudar de um trampo razoável, e conservador que sou estou querendo guardar pra comprar um segundo apto de aluguel.

    Queria mto saber o ramo das suas lojas. Já falasse aqui que em matéria de comércio, o que dá dinheiro é aquele que sempre deu. Poderias dar alguns exemplos?

    Abraço,
    Guilherme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guilherme!

      Seu exemplo é perfeito, ontem mesmo um amigo fez um negócio com números parecidos com seu exemplo.

      Entendo o fato de vc não conseguir deixar seu trabalho fixo, e isso é uma atitude muito saudável. Empresas podem ser excelentes fontes de riquezas, mas tb podem te quebrar de maneira irreversível. Tudo deve ser bem pensado e nada de fazer loucuras.

      Não divulgo o ramo dos meus negócios, mas são coisas bem tradicionais, nada de inovação e tecnologia avançada.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Se ficarmos nos explicando para cada um que nos critica, melhor escrever uma autobiografia do tamanho do livro Bola de Neve feito sobre o Buffet. Gaste menos energia nisso e foque mais no que se sente bem em falar a respeito e explicar, apesar de 1% só de quem lê comentar, muito provável que os outros 99% estão levando para a vida o que você escreve aqui e outros blogueiros também em seus blogs.
    Eu não domino nem de longe as estratégias de investimentos que leio, mas busco aplicar da forma que entendo e passar isso para quem quer começar, não escrevo para quem já sabe, só para quem quer entender, esse público sei que agrado e é muito legal receber e-mails com agradecimentos e histórias, fazer amizades e contatos com pessoas que auxiliamos de alguma forma, mesmo que com uma simples frase ou conselho. Assim como você me aconselhou várias vezes e inspirou em diversos artigos, como esse :)

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande General!

      Vc tem razão, estou perdendo tempo com quem não importa ao invés de investi-lo em coisas mais úteis. Por mais claro que somos sempre vai ter alguém deturpando o que escrevemos e isso é uma coisa sem fim, não adianta tentar bater de frente, né?

      Abração!

      Corey

      Excluir
  14. Grande Corey!

    eu não tinha visto esse post, mas tem relação com um comentário que fiz no meu último post quanto também fui questionado sobre quanto tempo levaria para chegar na IF com esse "estilo moderado" que eu falei lá... até linkei teus dois posts sobre semiaposentadoria, mas esse aqui também serviria muito bem.

    Novamente parabéns, assim como esses posts que eu comentei, esse também é de uma contribuição muito grande pra grande maioria da galera que confunde independência financeira com parar de trabalhar e/ou ter um valor X na carteira.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.