quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Metas - 5 - O que estou disposto a sacrificar em prol de aumentar os aportes?

Essa é a última meta que preciso definir, sendo que a meta principal, a de definir essas 5 metas até o fim de setembro, foi cumprida! Me sinto muito feliz por conseguir colocar minha vida nos trilhos!

Essa não chega a ser uma meta, definir o que estou disposto a sacrificar em prol de aumentar os aportes é mais uma maneira de refletir e definir o que realmente tem valor na minha vida e o peso financeiro dessas coisas. Uma coisa é certa: dinheiro não é nem nunca será tudo na minha vida! Dou muito mais valor a equilíbrio psicológico e fazer coisas que me deem prazer.

Conforto

Uma coisa que não abro mão são pequenos confortos. Por exemplo: ar condicionado no carro, chuveiro bem quente, comer aquilo que tenho vontade (escolher a refeição pelo lado esquerdo do cardápio), entre outros. Esses pequenos luxos demandam dinheiro, mas nem tanto...

Um ponto que está me incomodando nos últimos tempos, e até já falei aqui no blog, é a vizinhança barulhenta. Não tem jeito, o negócio não vai melhorar, muito pelo contrário, não vejo perspectiva de melhora. Mais cedo ou mais tarde eu precisarei me mudar, e com isso terei uma despesa alta e que não estava no meu planejamento original. Tenho algumas opções: alugar outro imóvel, comprar na planta (como já falei por aqui), comprar usado, etc. De qualquer maneira isso demandará dinheiro, que já computei nas minhas metas de prazo. O que me deixa chateado nem é o fato de ter que gastar dinheiro com moradia, é o fato de gastar com algo que não seria necessário, já que tenho apê próprio, mas fazer o que... o conforto de ter silêncio e sossego para descansar tem um preço e terei que paga-lo. Não abro mão do sossego em prol de aportar mais.

Lazer

O lazer é algo que consome uma boa quantidade de dinheiro, principalmente o tipo de lazer que eu gosto: baladas boas (leia-se caras) e viagens. Acredito que se eu abrisse mão de viagens e baladas conseguiria aportar cerca de 15k a mais por ano, mas isso não vai acontecer. Esse ano tenho viajado pouco o que nitidamente tem influenciado no meu humor e estresse, então acho que não vale a pena sacrificar algo que gosto e me faz bem só para aportar mais. Fazia algum tempo que Bia e eu não saíamos para balada, o que fizemos sábado, percebemos que essa semana estamos muito melhores, mais alegres e menos encanados com os problemas. Descansar não é só dormir!

Carro e Gadgets

Já comentei aqui no blog que temos usado pouco o carro e que ele não anda muito bem das pernas (ou seria das rodas?), já pensei de tudo: vender e alugar um quando necessário, comprar um carrinho mais velho que não precisasse de seguro nem pagasse IPVA e também já pensei o extremo oposto: comprar um carro legal, do jeito que gosto, pra ter um carro bacana pra sair e viajar com mais conforto e segurança. Ainda não sei exatamente o que farei, mas o provável é que eu abra mão de ter um carro legal e fique com o atual por mais algum tempo. Esse é um ponto que posso abrir mão em prol de aportes melhores.

Uma coisa que abro mão totalmente é de acompanhar as tecnologias. Nunca peguei um tablet nem um smartphone na mão, nem faço questão, afinal não tenho a menor necessidade desses produtos. Minha televisão é de tubo, ainda uso videocassete (afinal não houve avanço nessa tecnologia) e meu notebook roda Windows XP. Isso não faz  a menor diferença na minha vida, acredito que economizarei uma boa grana nos próximos anos só por não querer acompanhar a moda tecnológica.

20 comentários:

  1. Gosto da sua abordagem de olhar as opções de vida. Meu estilo de vida é um pouco diferente, não ligo tanto para baladas, gosto de ir à academia só 6 dias por semana, mas é sempre bom ler ideias de gente que usa a cabeça.


    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo! Cada um gosta de uma coisa, as baladas me ajudam a distrair a cabeça dos problemas, serve como escape.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Não é pecado possuir um carro novo, Corey

    Não vá na onda dos que dizem que ter um carro é coisa de burro, o erro é considerar carro como investimento e querer trocar todo ano.

    Com uma boa pesquisa você acha uns seminovos (2-3 anos de uso) por um preço bacana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é pecado, mas sendo racional é burrice manter um carro de 40 ou 50k parado na garagem, rodando 300 ou 400km por mês. Não vale a pena. caso eu usasse o carro todo dia, uns 1000 ou 1500 km por mês, com certeza compraria um carro melhor, mas no meu caso não vale a pena.

      Seminovos podem ser bons negócios, mas as vezes que comprei carro usado, não me dei muito bem. Sou a favor do carro 0km.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Olá Corey beleza....o que eu mais prezo é a traquilidade. por exemplo, eu nunca entro em fianciamentos pois não sei o dia de amanhã, por isso o meu carro (velho) foi comprado a vista, e meu apartamento (comprado na planta) também esta quase quitado.
    Tenho um smartphone medio (não é fodão e nem mixuruca) para poder entrar na internet enquanto eu estou indo de trem para o trabalho.
    Comprei um Tablet de 7" para poder entrar na internet durante o expediente pois a internet aqui no trabalho tinha sido cortada (mas já foi restabelecida), o meu notebook é de 2007 portanto bem antigo e muito lento, pretendo compra outro em dezembro, pois o mesmo será de importância vital para os meus negócios.
    Não gosto de baladas, mas gosto de cinema (vou todas as semanas) e frequento a academia do meu condomínio.
    Já disse que quando chegar a I.F. vou viajar o brasil inteiro de carro.

    Um abração Corey!!!

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Lord!

      Existem financiamentos que são inteligentes, mas mesmo assim eu não entro. Por exemplo os carros com 50% e saldo em 24x sem juros. É um bom negócio, mas eu não compraria assim. o efeito psicológico de ter uma dívida, seja ela boa ou ruim, é algo que não me faz bem. Não vejo a hora de me livrar das parcelas da compra da empresa...

      No seu caso os gadgets são úteis, agora pra mim, que fico o dia inteiro na empresa, com computadores e internet disponível, é pura besteira.

      Que tal um motorhome no lugar do carro?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. legal a sua perspectiva e opiniao de gastos (usar dinheiro para conforto sem desperdicios é sempre uma boa estrategia - visa qualidade de vida) mantendo aportes para sua semi aposentadoria (abri um sorriso quando li sobre cardapio de restaurante pois faço a mesma coisa).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá pão duro!

      Cara, uma das melhores coisas que o dinheiro pode comprar é comida que se tem vontade de comer...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Não troco viagens e restaurantes por nada! Só não curto cruzeiros, ja te disse isso, gosto de interagir com pessoas locais,tentar viver como eles vivem conhecer outras culturas, entrar em restaurantezinhos despretenciosos e me surpreender (ou não kk)
    Carro é legal, mas não considero importante, gadgets ahhhh eu ja gostei mais, mas adoro uma novidade.

    Legal seu post Corey, tem coisas q não vale a pena abrir mão, vc esta certo :)

    Sensação de -0.5 na Paulista hj, não é lindo? Isso me faz feliz, viajar p locais gelados qdo aqui é verão me da um prazer imenso :D não abro mão disso rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cruzeiro é uma delícia, custo/benefício único, pra quem gosta de comer (muito) como eu é melhor ainda, rsrs!

      Sampa tá um inferno ao contrário de tão frio, pqp, tô congelando... Engraçado que eu costumo fazer o extremo oposto que vc, viajo pra locais quentes qd aqui tá frio, pena que esse ano não rolou, aliás, acho que não sairei do país no fim do ano justamente por causa disso (nordeste, aqui vou eu!!!)

      Excluir
  6. Também não abro mão de alguns confortos como alimentação de qualidade, academia, saídas e um bom ar condicionado rsrsrs

    Uma coisa que estou abrindo mão é das viagens, antigamente costumava viajar bastante(mas estava sempre duro), espero conseguir voltar a viajar mais no ano que vem.

    Quanto a carro acredito ser muito necessário em cidades grandes, pois tudo acaba sendo longe, quando se mora numa cidade pequena acho que uma moto basta e acaba não sendo tão perigoso pois o transito é bem tranquilo.

    Boa sorte na definição das metas, o importante é o equilíbrio.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IA!

      Eu não viajei muito esse ano pq Bia e eu estamos numa fase de adaptação no trabalho, então tá meio complicado conciliar o tempo. Ano que vem vou com tudo nos aeroportos, rsrs!

      Já pensei em trocar o carro por moto, mas decidi ficar com o conforto do carro:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2012/05/carro-ter-ou-nao-ter.html

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Eu nunca tive ar condicionado porque sou gaúcho,então eu não me incluo nessa parte!XD
    Também gosto de viajar,mas só pro exterior e não pra lugares caros e da moda,mas pra conhecer lugares onde eu gostaria de morar depois de atingir a ID (nem a pau que eu vou pagar imposto de renda sobre um lucro de milhões depois de largar o emprego -_- )
    Já pensou em morar no exterior,Corey?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael!

      Confesso que curto viajar pra lugares clichês, mas isso pq tenho vontade, não pq é moda.

      Quanto a morar no exterior, qd comentei isso aqui, quase fui apedrejado e mandado pro exílio:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2012/08/sobre-politica-e-morar-no-exterior.html

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. "Eu nunca tive ar condicionado porque sou gaúcho" como assim meu amigo? também sou gaúcho e aqui uso ar condicionado no inverno e no verão...sinceramente não entendi sua colocação

      Excluir
  8. Mestre Corey!

    Gostei do seu post e planejamento, isso que o pessoal ignorante financeiramente precisa entender!
    Mesmo com esses pequenos luxos, viagens e baladas você consegue aportar alto e ter uma excelente carteira, para as pessoas comuns só existem os extremos:
    Opção 1 - Você é educado financeiramente então viverá como um mendigo, arriscando sua vida nos investimentos até perder tudo e se matar e nada terá valido a pena;
    Opção 2 - Você trabalhar 10 horas por dia, fica dando sorrisos falsos e se gabando da sua casa financiada em 30 anos e do seu carro parcelado em 60 meses, no fim de semana está tão quebrado que nem pensa em sair, mesmo sabendo que conseguiu guardar 100 reais este mês, ai você pega esses 100 e dá de entrada num iPhone para acumular mais umas 12 parcelas na sua conta e ficar bacana.

    Eu sugiro uma vida como a sua, a minha e da maioria dos investidores sérios, um balanço:
    Opção 3 - Você se paga primeiro, pega boa parte do salário/rendimento e coloca em investimentos, com a renda extra faz viagens, compra supérfluos, come onde tem vontade, além disso como sabe cortar os gastos inúteis sempre sobrará para as despesas fixas que são baixas, pois é educado financeiramente.

    Seus planejamentos são uma lição de vida, tomara que muitas pessoas tenham a oportunidade de ler seu blog! :)
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande General!

      Rapaz, essas suas 2 opções são do kct, heim??? Não aceito nenhuma nem outra, rsrs!

      A opção 3 é sem dúvida, a melhor e mais salubre, é isso que pretendo fazer sempre, tudo na vida é equilíbrio.

      Valeu pelas palavras!

      Corey

      Excluir
  9. "Minha televisão é de tubo, ainda uso videocassete (afinal não houve avanço nessa tecnologia)"

    Aí não Corey.
    Bluray e televisão em Full HD (alta definição 1080 linhas blablabla)

    Não é só pra boi dormir, se você gosta de filmes, recomendo demais...
    Fora que no fim é um investimento baixo e que gera economias (cinema eu não vou a um bom tempo e cinema é bem caro - cinema = pipoca + refri + jantar fora no shops ou restaurante fora...)


    Sobre o carro, tudo depende de pesquisa e de quanto quer gastar...
    mas da pra achar semi novo foda sô!

    Sobre a casa, não há possibilidade de alugar sua casa e com a grana bancar outro aluguel? (na região, ou noutro lugar, mesmo que mais caro... o seu aluguel abateria o valor das parcelas e você bancaria o resto)

    Outro ponto é...
    ...lazer, claro, se for pensado nunca pode ficar fora mesmo, ou enlouquecemos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gui!

      Não gosto de filmes, é raro eu assisti-los e na tv só vejo documentários, então uma tv full HD é totalmente inútil pra mim. Videocassete serve pra gravar programas em horários que não posso assistir, é por isso que digo que essa tecnologia não progrediu. Tb uso placa de captura, mas não é nem de longe, prática quanto o vcr. Nem sempre o que é um gasto bacana pra vc pode ser para os outros. Eu por exemplo gasto uma quantia considerável com charutos cubanos...

      O problema do carro não é compra-lo, não vejo problema em comprar um carro de 60k 0km e ve-lo desvalorizar 15% no primeiro ano desde que eu vá ficar muito tempo com ele. O foda é bancar seguro! O preço do seguro é, na minha opinião, um dos principais fatores a serem analisados antes de comprar um carro.

      Sobre o imóvel, a principal ideia é justamente essa que vc disse: alugar um imóvel melhor e abater o valor com o aluguel do meu. Ainda não decidi...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Corey, o importante é encontrar o ponto de equilíbrio no qual se possa manter a qualidade de vida e também a qualidade dos investimentos.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.