sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Empreendedorismo: Cuidado com Banca de Jornal

Em 27 de abril, publiquei um post falando sobre precificação de empresas e dei exemplos de bancas de jornal. Surgiram alguns comentários falando sobre o investimento nesse tipo de negócio e tempos depois o leitor Carlos apareceu dando uma importante contribuição a blogosfera e em especial para aqueles que pensam em entrar para essa ramo de negócios, segue a baixo os comentários do Carlos:

Amigos não confiem no valor de Faturamento Liquido desses anúncios; Estão superestimados. O faturamento real de 1 banca em um ótimo ponto é de 4500-5000 reais livre no maximo( com no max 1 funcionario). Em pontos médios é de 3000-3500 reais livre no maximo.Em pontos ruins não chega a 1800 reais. 

O faturamneto c/ venda de jornal e revista é 50% do faturamento total.O resto vem de cigarro, regarga de celular e doces permitidos.

Por ex na Av Paulista em São Paulo as bancas tem taxas anuais a serem pagas p/ a Prefeitura em torno de 40 mil reais por ano.Alguns proprietarios não conseguem pagar e estão c/ dívidas (a Banca Trianon da Av Paulista tem uma divida c/ a Prefeitura de quase 1 milhão de reais e foi cassada recentemente).Cinco bancas na Pça da Sé foram cassadas por motivos banais como vender doces c/ mais de 30 gramas .Em São Paulo é proibido por lei anúncio na lataria da banca que não seja relacionado às publicações vendidas(Tb é proibido sorvetes e refrierantes)

No Rio de Janeiro o Pref Eduardo Paes também esta perseguindo as bancas( no centro do Rio em torno de 20 bancas foram cassadas).
Então pense bem antes de comprar uma banca pq vc pode perder o investimento se a Prefeitura resolver cassar sua permissão.Cuidado c/ a legislação que é rigorosa na distancia mínima entre bancas e entre a banca e a esquina(Lei LEI n.° 3.425/2002 no Rio e DECRETO N. 22.709 /1986 para São paulo)

Fonte : trabalho em banca

Deem uma olhada no site do Sindicato do Jornaleiros de Sao Paulo
e na comunidade do orkut 'Revistaria e banca de jornal"
Boa sorte e cuidado!

Continuação:

1)qdo falo em "ótimo ponto" me refiro a uma banca na avenida Paulista em Sampa ou uma banca na Visconde de Pirajá no Rio(Ipanema); São pontos obviamente concorridíssimos. 
2) um ponto médio seria uma banca em uma grande avenida num bairro classe B ou C, por exemplo onde pode -se conseguir no maximo uns 3000 reais livres como eu disse na postagem anterior.
3) a concorrencia da internet e as promoçoes das editoras para o cliente comprar via assinatura reduziram drasticamente a venda de revistas e jornais; há 10 anos o faturamento era 90% constituido pela venda de revistas e jornais; hoje revistas e jornais são responsáveis por apenas 50% do faturamento de uma banca.
4)lucro medio c/ cigarros = 450 reais/ meslucro medio c/ recarga de celulares = 200-250 reais meslucro medio c/ talao zona azul ( Sao paulo)= 300 reais / mes
O lucro c/ doces varia mto do lugar pois em certas cidades é permitido um tipo de doce e em outras não(São Paulo não permite sorvetes por ex).Mas em geral ,o lucro em cima de doces e bombonieres varia de 40 - 100% do valor de custo da unidade.
5)Se a banca estiver c/ dívida na Prefeitura ou c/ as distribuidoras de revistas/jornais vc não conseguirá transferir a banca p/ seu nome 
6)há 4 anos as distribuidoras exigiam um fiador para entregar as revistas/jornais em sua banca; atualmente esta exigencia esta em processo de mudança e o comprador deve consultar as Distribuidoras Dinap e A.R. (juntas formam a empresa Treelog)p/ ver a necessidade de fiador.
Faço parte de um movimento catolico chamado Focolares q acredita ser possivel ser comerciante e ter lucro SEM PASSAR NINGUÉM P/ TRÁS.Por isso estou dando dicas p/ quem comprar banca não ser enganado. Se minha atitude incentivar ao menos outras 2 pessoas a fazer o mesmo na sua área de negocio,já valeu a pena.
Um abraço 

Gostaria de agradecer ao Carlos por essa excelente contribuição e repetir aquilo que todo mundo que tem um pouco de experiência em algo diz: FAÇA SOMENTE AQUILO QUE VOCÊ SABE FAZER, ESTUDE OS DETALHES DE UM NEGÓCIO, JAMAIS ENTRE EM UM NEGÓCIO PORQUE ELE ESTÁ NA MODA OU PORQUE APARENTA SER RENTÁVEL.

39 comentários:

  1. Ótima postagem Corey!

    Antes de de alguém se empolgar com esses anúncios mentirosos, há de se deixar a emoção de lado e refletir. Quando criança, eu sempre comprava alguma coisa pra ler na banca de jornal. Hoje em dia, não me lembro mais da última vez que estive em uma. Certas profissões estão em decadência mesmo. A internet revolucionou as coisas. Acho que só investiria numa banca se pudesse adquirir um ponto um aeroporto. Fora isso, a tendência é que elas acabem.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. o governo esta literalmente quebrando a banca hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é só o governo, como o próprio Carlos disse, esse é um ramo que está em declínio.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Pense em montar um negócio em que você não paga aluguel, não tem funcionário, para apenas um imposto anual com o valor de um IPTU, você devolve a mercadoria quando não vende, aluga espaços externos. Será que está mesmo em declínio?

      Excluir
  3. Para ganhar dinheiro é preciso muito esforço ou muito estudo. Se alguém não sabe NADA de empreendedorismo acho melhor estudar e comprar ações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, posso estar puxando sardinha pro lado daquilo que conheço mais, mas acredito que é mais fácil aprender a ser empreendedor que ser um bom investidor. isso é minha opinião.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Oi Corey Beleza!!! Aqui no centro do Rio de janeiro tem uma porrada de bancas de Jornais e elas vendem de tudo, sei de uma que esta a venda por 100 mil o meu pai fornece alguns materiais vendidas em bancas e sei que dá para tirar um bom dinheiro, mas a ralação é total, as Bancas aqui vendem até DVD doces, biscoitos...esta virando um mini mercado, vou perguntar a ele como andam os lucros dessas bancas.

    Só uma curiosidade o dono de uma banca que fica na esquina da Av. Rio branco com a Av. Presidente Vargas em frente a Matriz da Eletrobrás disse para o meu pai que quando chega a revista G magazine, os executivos de várias empresas descem correndo e pedem discretamente esta revista e esconde dentro da pasta 007, a maioria diz que é para fazer uma brincadeirinha com amigo kkkkk.

    Eu particulamente não consumo nenhum material vendido em bancas de jornal quando vou comprar alguma revista ou livro vou na saraiva mega store que tem de tudo o meu pai só compra o jornal Oglobo de domingo.

    Um abração.

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Olá Lord!

      Eu ainda compro umas palavras cruzadas e jornal, mas não é todo dia. Qd era criança, entrar na banca e comprar 4 rodas, revistas de aviação e principalmente playboys era um evento, rsrs! É um ramo que está se modificando, mas não acredito que elas irão sumir, mas na minha opinião, se transformarão num centro de serviços e conveniência.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    3. Acabei de falar com o meu Pai, ele disse que uma banca no Centro do Rio esta numa faixa de 100 a 200 mil, e o aluguel de uma esta no valor do salario mínimo, um dono de banca media ganha em torno de 3000 reais, as bancas do Rio de Janeiro estão nas mãos de italianos e muitos só conseguem viver bem pois são donos de 4 bancas.

      Meu pai acabou de me contar que um dono de banca implorou para alugar uma banca pra ele que fica em frente da embaixada da França por 1 salario minimo, porque ele não conseguia alugar pra ninguém.

      Jornal e revista não da dinheiro porque hoje tem muitos assinantes, e que eles vivem da venda de docês e refrigerantes. Tem banca que vende livros e apostilas outras só vende jornais estrangeiros pois da mais lucros.

      O meu pai não quis alugar a banca porque a rotina é muito dura. Tem um dono de banca que troca de funcionário toda hora devido a roubos.

      No geral os que tem várias bancas estão alugando e só ficam com as bancas mais rentáveis, trabalhando Pai e Filho para não ter que colocar empregado.

      AA vida de dono de banca de jornal é muito agitado devido a roubos e dividas, meu pai contou que um dono de banca esta no hospital devido a um enfarte e o irmão morreu de derrame, quem esta tomando conta é a esposa.

      Bem esta é a informação que o meu pai me passou.

      Valeu Corey!!!

      Lord.

      Excluir
  5. Legal o texto :)

    Como já falei por aqui já cogitei ter uma banca, isso em um passado muito distante rsrs Tenho um amigo que tem várias bancas em uma boa região de SP e isso tudo que foi falado é fato, infelizmente é uma área que não rende tanto quanto no passado, inclusive esse amigo está se desfazendo das bancas tb.

    As bancas da Av Paulista conseguem um lucro um pouco melhor com a venda de livros que compram em leilões, mas é só ficar um tempo observando e ver que as vendas são poucas, muita gente entra apenas para comprar chocolate e pedir informações :S

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ostra!

      Eu tb já cogitei, mas depois dessa história, acabei com esses pensamentos. Não vou entrar num ramo tão ferrado desse jeito...

      Bom fds!

      Corey

      Excluir
  6. Nao curto bancas, eh um negocio do passado.

    O futuro eh negocios defensivos e que todo mundo precisa: Comida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E se a anorexia entrar na moda?

      Excluir
    2. Comida, remédio, roupa e gasolina...

      Excluir
    3. Até comida é problemática, pois a vigilancia sanitária é um nojo... kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Não só a vigilância como os funcionários também. É raro encontrar gente que permaneça por um bom tempo no mesmo emprego como garçon, cozinheiro ou coisas parecidas... Esses são cargos que não tem expectativa de crescimento nenhum e o salário é muito baixo mesmo.
      Sem contar que é muito fácil ter complicações com os clientes, afinal a gente trabalha com o paladar de várias pessoas e pra agradar o gosto de todo mundo é um inferno...
      Sem contar assaltos, alguns comércios de comida que funcionam a noite muitas vezes ficam desprotegidos dependendo do ponto comercial, como pizzarias, bares e restaurantes noturnos... São lugares "faceis para assaltar"...
      Outra coisa que tem que ser levada em conta também é o lucro que sobra para o proprietário, que geralmente gira em torno de no máximo 30% após todos os custos diretos e indiretos... Não sei se seguiria o caminho dos meus pais nesse ramo não, dá muita dor de cabeça, trabalho e stress por vários motivos.... Fica a dica ;)

      Excluir
    5. VoCe so fez criticas e nao deu nenhuma solução

      Excluir
  7. Olá Corey!

    Excelente comentário do leitor Carlos e obrigado por trazer e comentar conosco. :)
    Muitas pessoas pensam que é fácil só abrir um pequeno negócio, não pensam nas tendências de mercado, custos fixos e variáveis, impostos e taxas. Finalmente minha empresa está operacional e já atendemos alguns clientes, pretendo fazer um post falando o passo a passo de como foi abrí-la, gostaria de pedir que nos iluminasse com sua experiência Corey falando sobre os impostos e taxas que paga, como lida com eles e se consegue uma forma de diminuir isso, para uma empresa pequena o custo pesa muito...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá General!

      Tendência de mercado é algo primordial de ser analisado, tem áreas que não existe negócio bom simplesmente pq o mercado acabou, vide as video locadoras.

      Cara, quanto a parte tributária, isso é muito específico de cada setor, mas a grosso modo eu digo uma coisa: se tem que pagar, pague. Dane-se que colegas dirão que fazem isso e aquilo pra escapar do imposto, é melhor não arriscar. Vc me deu uma ideia de post...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. E assim o Corey acabou com as minhas intençoes de abrir uma empresa...rsrsrsrsrs vou voltar a comprar e vender ações e estudar para concurso publico.

    Obrigado pela ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe amigo, mas essa foi justamente a intenção: fazer as pessoas pensarem e quem sabe se livrarem de uma fria.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Corey, boa tarde!
    Qual sua opinião sobre os ETFs? Se pensa bem dos mesmos, qual das modalidades de ETF lhe parece mais interessante?
    Abraços, obrigado!
    AnoniJoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Sobre ETFs, só sei que podem ser bons negócios em determinadas circunstâncias. Peça conselhos pra quem entende mais de ações: a Ostra, o AdP, etc.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Não acho que o objetivo seja apenas dominar o negócio.
    Mas sim saber gerir um negócio.

    A não ser que su empreendimento seja de uma idéia inovadora.

    O mais importante pro empreendedor com pouca grana é saber gerir sua grana, o negócio em si não pode ser o foco principal senão o negócio quebra...

    É como num projeto de TI.
    Gerente do Projeto
    Líder Técnico - Analista de Sistemas - Analista de Negócio
    Desenvolvimento


    ResponderExcluir
  11. Acho que não existe negócio extinto, tudo pode ser reinventado para dar lucro.

    Citaram as video locadoras mas conheci um cliente que ganha muito dinheiro com isso. Ele reinventou esse tipo de negócio de uma maneira extremamente criativa.

    Montou uma video locadora em uma cidade do interior de São Paulo de médio porte (100 mil habitantes). Depois criou um clube do vídeo onde o cliente pagava R$ 25,00 a adesão e R$ 15,00 por mês o que dava direito a locar 1 filme por dia todos os dias. No fim de semana caso quisesse levar algum filme adicional pagava uma taxa simbólica (não me lembro se era R$ 1,00 ou R$ 2,00). Bom, na primeira loja ele tinha 600 clientes cadastrados nesse clube do vídeo o que gerava R$ 9.000,00/mês de fluxo ainda que nenhum outro cliente pisasse na locadora.

    Lógico que ele tinha que ter uma grande quantidade de filmes, principalmente os blockbusters (quando saiu o Homem Aranha comprou logo 15 DVD's) para que os clientes não ficassem insatisfeitos. Em resumo, a última vez que falei com ele estava com 3 lojas em 3 cidades diferentes.

    ResponderExcluir
  12. Olá uma amigo está vendendo uma banca por 4 mil em Maricá, é vantagem comprar e alugar? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto de lucro um negócio de 4k pode dar? Mil reais? Não acho um bom negócio.

      Excluir
  13. Corey, sei que o texto é antigo, mas estou com uma dúvida. Estou com uma oportunidade aqui no RJ de ESCOLHER entre mais de 10 bancas, uma para tocar por arrendamento. O valor mensal do arrendamento está de R$ 1.500 a R$ 3.000. Tenho um conhecido - de confiança - que está, também por arrendamento, com uma banca em Ipanema. Ele diz que lá depende do sol, e que o carro chefe é cigarro, bebidas e doces. Ele diz que tem lucro líquido (quando está sol) entre 10 mil e 12 mil, e quando não está sol, tem lucro entre R$ 4 mil e 5 mil. Ele divide com o irmão (arrendamento de R$ 2.500,00) e tem uma funcionária.

    Destas bancas que estou analisando, a grande maioria fica no centro do RJ. Vou dividir com meu irmão, e pelo menos no início não vamos ter funcionário para evitar gasto extra.

    O que acha deste investimento? Na minha visão é bem conservador e não tão alto.

    Desde já agradeço a atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo!

      Não tenho como opinar, todo o conhecimento que tenho em bancas de revista estão nesse post que é antigo, de lá pra cá o que vi foram bancas fechando... Desculpe, mas não posso te ajudar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. bom dia amigos fujam desse negocio com certeza irão se arrepender revistas e jornais não vende mais o movimento é cigarros 8% de lucro e recarga de celular 3% de lucro e muito trabalho sai dessa que é uma arapuca.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde amigos,

    Tenho Banca de Jornal a 10 anos no centro do Rio de Janeiro.
    Ja tive outras, em bairros residenciais e no próprio centro da cidade.
    Pegando gancho com um conceito de um dos P's do Marketing, o que aprendi:
    -O sucesso vai depender principalmente, quase que exclusivamente da "Praça" (localização).

    Nem a estrutura física é o mais importante, pois ela pode ser nova ou com uso, pequena ou média, mas se estiver ma localizada, será um fracasso.

    Realmente hoje em dia se vende muit menos jornais e revistas, recarga comissiona o absurdo de 3,5% em média - esse é um produto que minha Banca inclusive somente vende a partir de determinados valores (ticket médio mais alto), para fazer valer a pena. Além do mais, se sua gestão como dono não for boa, ou for falha, mesmo com a Banca toda informatizada, o funcionário terá chances de lhe usurpar alguns reais por dia q vc nem perceberá (existem as "sobras de caixa", como cigarros varejo, balinhas, etc...). Portanto, sem boa gestão ou agregados de confiança amigo, vc estará vulnerável.

    Todavia, temos os prós:
    Além da questão da localização, temos contratos firmados com empresas de cigarro, contratos de publicidade externas e internas (exceto no centro do Rio, onde o prefeito de uma forma inexcrupulosa e arbitrária cassou as publicidades externas), margem de lucro com bombonieres e bebidas superior a 50%, possibilidade incluir serviços, diversificar produtos e segmentos, etc...

    Enfim, de fato nem tudo são flores mas, se o PDV for bem trabalhado e bem localizado, com contratos bem negociados e produtos escolhidos de forma seletiva (ninguém é obrigado a vender recarga), poderá valer a pena.

    Espero ter contribuído a quem tem duvidas.

    Abs

    ResponderExcluir
  16. Estou negociando uma banca de jornal e tenho certeza de que vai bombar só depende de mim trabalhar pra você mesmo é que é o grande diferencial

    ResponderExcluir
  17. Olá . Estou vendo todos os comentários aqui. Sou de SP e estou com essa ideia de comprar ou montar uma banca de jornal . Gostaria de informações de como obter a licença no caso de um lugar que eu queira por um banca. Sai mais barato isso, ou comprar montada com ponto e tudo ? Quais são os trâmites?

    ResponderExcluir
  18. Olá estou pensando em abrir uma banca de jornal bem proximo de um hospital que vai inaugurar aqui na minha cidade, sera que é uma boa? e alem de jornais e revistas sera que serviço de xerox e etc vale apena?

    ResponderExcluir
  19. vale e só depende de vc.. precisamos parar de pensar em concurso público e sim reinventar e gerar espírito empreendedor e toda profissão e empresa deve esta sempre se atualizando !!!!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.