quarta-feira, 25 de julho de 2012

Tem gente que não aprende!

Tenho um funcionário que é um exemplo perfeito de pessoa que não tem a menor educação financeira. Ele é pouca coisa mais velho que eu, um bom profissional (leia-se: não chega atrasado, não reclama e trabalha medianamente bem) e já passou por altos e baixos financeiros.

Esse cara começou por baixo e conseguiu uma boa ocupação com bom rendimento. Aí o que fez? Claro! Comprou 2 carros, roupas de marca, jóias caríssimas, passou a frequentar eventos badalados (e caros), a andar com "amigos" esbanjadores, etc. Pra resumir a conversa: cerca de 4 anos depois do início da farra o cara perdeu a ocupação, e amargava dívidas na casa do quarto de milhão de reais pendurados em inúmeros credores que nem ele sabe quantos são. O nome foi pro chiqueiro, levou um pé na bunda da mulher e tentou suicídio.

A ficha caiu e o cara percebeu que deveria ralar muito pra conseguir quitar todos as dívidas. Arrumou 3 empregos, reduziu absolutamente todos as despesas fixas (pobretão way of life ao quadrado), fez acertos com a maioria dos credores e todo centavo que entrava ia para pagar essas dívidas. Até aí tudo bem, o cara fez o que deve ser feito: declarou guerra as dívidas. Além disso a simples atitude de procurar pagar aquilo que se deve já é uma atitude louvável, já que muitos nessa situação simplesmente fugiriam deixando os credores a ver navios.

O tempo passou e o cidadão ficou nessa doideira de trabalhar pra pagar dívida durante uns 4 anos. As dívidas começaram a acabar, um a um os empréstimos foram sendo quitados, os cheques devolvidos foram resgatados até que uma das poucas dívidas que sobraram foi bancária, de valor pequeno, em vista do que ele chegou a dever para agiotas e pessoas físicas ("amigos"). O valor é insignificante perante o montante enorme que o cara já pagou, coisa de mais uns 6 meses de trabalho seriam suficientes para eliminar essa bucha. O cara alega que "banco é tudo filho da puta", que "banco é coisa do diabo". Do jeito que fala dá a impressão que o gerente do banco apontou uma 7.65 pra cabeça dele e disse: "financie um carro, pegue um empréstimo e assine esse papéis se não eu te mato!".

Aí entra a contradição: esse mesmo cara que rala a anos pra pagar dívidas, chama as instituições bancárias de "coisa do capeta" agora quer comprar um carro. Ótimo, se o cara não quisesse comprar um 0Km de 50 mil reais financiado em 72x se entrada!!! Claro! Porque pra ele é vergonhoso ter um carrinho de 10k (quitado), afinal, o que os amigos iriam pensar... Só que hoje em dia ele anda de ônibus! Pelo amor de Deus, Alá e Maomé, alguém me explica o sentido disso!!!

Tem gente que nasceu pra viver na merda, será que o cara não aprendeu o suficiente com tudo o que passou? Será que ele não se toca que o emprego dele é algo totalmente volátil? Será que ele não se toca que não possui capacitação técnica pra evoluir no trabalho? Será que ele acha legal continuar trabalhando 18 horas por dia pra pagar um carro? E depois de comprar o carro, qual será a próxima dívida?

Já tentei dar conselhos, mas não adianta, o cara é uma porta. Tenho dó, já que ele tem capacidade pra ganhar dinheiro mas é totalmente incapaz de mante-lo.

40 comentários:

  1. não tem como ter dó, isso já é estupidez e contra a estupidez não há remédio.

    eu até gosto de ver gente burra se foder, hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho dó pq o cara tem potencial mas não desenvolve. Pensa que continuar nessa rotina doida é algo normal e que ficará assim pro resto da vida. Vc tá certo, gente burra tem que se foder mesmo!

      Excluir
  2. Corey
    eu tenho dó na primeira vez, poiseducação financeira não é algo ensinado desde criança, então errar uma vez faz parte, mas se a pessoa continua errando, mesmo com alguém tentando ajudar, aí não tenho dó, a pessoa escolheu manter os olhos fechados e seguir por esse caminho.

    Costumo brincar que é como se a pessoa corresse em direção a uma parede no inicio eu aviso: tem uma parede, vc vai se machucar, para com isso, se mesmo assim a pessoa enfia a fuça na parede, cai, retorna e corre em direção a mesma parede, eu puxo uma cadeira, sento e fico observando as idas e vindas e arrebentadas no meio, se uma hora ela cansar, eu estou ali p ajudar, caso contrario fico lendo um livro que ganho mais :P

    Alias, igual a essa história eu conheço muitos casos, tios, primos, amigos, conhecidos, tudo igual...
    beijõa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, tem gente que merece dar com a cara no muro, por mais que receba conselhos vai fazer errado jurando estar certo, aí não dá...

      Antigamente eu tentava "evangelizar" as pessoas com educação financeira, mas desisti disso, aliás, desisti de conversar sobre qq assunto com qq pessoa, tá cada vez mais difícil ter uma conversa relevante e proveitosa.

      Corey

      Excluir
    2. Gente... não é bem assim. O consumismo desenfreado está no psicologico da pessoa. Existem problemas mais sérios com esta pessoa do que apenas se endividar. Em muitos casos é preciso um acompanhamento psicologico.

      Excluir
  3. Corey,

    Conheço gente assim.

    Parabéns pelo blog, tenho muito a aprender com seu lado empreendedor, li integralmente todos os posts a respeito. Daqui a uns anos vem a bolada da venda do negócio.

    Se possível eu gostaria de seu e-mail para trocar umas idéias contigo.

    Abraços,

    VR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VR!

      Obrigado! Pode mandar pra blogdocorey@gmail.com

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Olá Corey!

    Realmente que situação complicada, também gostaria de ajudar as pessoas a entender e viver com educação financeira porque seria tudo mais fácil. Nem minha família eu consigo convencer quanto mais os que não são próximos, melhor coisa a fazer é deixar o cara aprender sozinho se ele não quiser aprender com quem já teve experiência e sabe o que está falando, mesmo assim tem gente que não vai aprender nunca mesmo a missão dessa pessoa na Terra é ser um falido e como esse cara existem muitos, infelizmente. =/

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá General!

      Já desisti da minha família faz tempo, hj em dia dou minha opinião qd perguntam e mesmo assim o faço de forma superficial. Infelizmente não há outra forma!

      É verdade, a missão de algumas pessoas é servir de antimodelo, só isso.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  5. não adianta tem gente que nasce pra ser corno e endividado conheço varios iguais esse e por mais que fale nunca vão mudar

    ResponderExcluir
  6. Eu vou fala uma coisa, aqui no meu trabalho tem um cara de TI que ficava desfilando com um Astra Prata zero bala, eu achava que este cara ganhava bem para poder ter um carro daqueles mais para a minha supresa descobri que ele ganhava igual a uma secretaria, um pouco mais de 1000 reais por mês, tem gente que gasta 2/3 do salario para pagar prestação de carros, tudo isso para mostrar um status, mas quando vem a foice eles começa a reclamar.

    Um abração Corey...tu sumiu!!!!

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Lord!

      A história desse meu funcionário é parecida com essa que vc contou. O cara desfilava de carrão mas tinha que trabalhar pra kct, e mesmo assim acabou quebrando. O cara nunca viajou além de 50km daqui, não sabe o que é ler um jornal e não tem a menor ideia que existe música além do tchu tcha tcha!!!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Tem parentes meus que falam assim "Eu compro mas como vou pagar por isso já é outra historia"

      É assim que funciona as coisas, e digo mais, quero que todos eles se fodam!!!

      Excluir
  7. Já percebi quenão adianta dar conselho pra essa galera. Infelismente essa gente vai viver sempre batendo a cabeça.
    Sinto pena, sim, mas fazer o que.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandman!

      tb não dou conselho não, aliás, nem consigo ter papo com esse cara...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Por isso eu fiz aquele texto de como deveria ser um programa de televisão que ninguém gostou pois eu acredito piamente que o pobretão way of life é ótimo para os pobretões do Brasil saíram da pobreza rumo a riqueza sem se enfiar nessas merdas de problema.

    A maioria dos suicídios e divórcios tem causa na vida financeira do homem é vital que o cara seja extremamente cuidadoso nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Pobreta!

      Seu programa seria ótimo, mas com certeza não ia ter audiência, o povão só gosta de ver morte, estupro de crianças e corinthians! Esse meu funcionário mesmo não ia assistir, já que ele prefere ver o datena.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  9. Corey, andei lendo algumas coisas sobre psicologia evolutiva, acho que vc ia gostar de ler também. Ela afirma que os homens buscam objetos de status para poder impressionar as mulheres.Entre outras teorias ele diz que a inteligência também surgiu para impressionar as nossas queridas fêmeas humanas.

    Ora, um camarada com um carro de 50 k vai atrair mais fêmeas, vai ter seu status social aumentado. No pensamento dele, é melhor ser visto num carro de 50k do que num de 10k.Uma coisa de imagem, um marketing para comer moças pobretonas.


    Somados aos nossos instintos exibicionistas masculinos, existe a religião católica que condena o lucro, os juros os ricos, a cultura anticapitalista do nosso país, a ignorância financeira total do povo, a Rede Globo de Televisão que coloca umas reportagens terroristas sobre bolsa de valores. Só com isso já dá para saber o resultado da equação exibicionismo + burrice + rede globo....


    Ass.:Senhor da Guerra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Senhor da Guerra!

      O que vc diz faz sentido, mas é algo totalmente irracional. Um homem cujo foco de vida é mulher está pelo menos um passo atrás na evolução humana. Há muito mais coisa pra se fazer no mundo, há muito mais coisa pra se conquistar e mulher é consequência.

      "Ora, um camarada com um carro de 50 k vai atrair mais fêmeas, vai ter seu status social aumentado. No pensamento dele, é melhor ser visto num carro de 50k do que num de 10k.Uma coisa de imagem, um marketing para comer moças pobretonas."

      Tudo bem, mas hj em dia ele anda de busão! Obviamente um carro de 10k é muito melhor nesse sentido que um ônibus!!! Não há nada de racional nisso! Além do mais ele quer um carro desse pq os "amigos" possuem carros desse valor pra cima, não é pra impressionar mulher e sim os amigos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Eu discordo da D.Ostra, ela fala que devemos nos isolar das pessoas burras.Se fizermos isso estaremos fud*. Para o bem ou para o mal temos de conviver com gente burrinha, e´cruel, mas é real.


    Acredito que os erros deles nos servem de lição. Se todos os animais fossem igualmente inteligentes não haveria uma seleção natural justa, tudo seria obra do acaso, algo não muito justo. Mas quando os animais mais burros se ferram antes, os menos burros aprendem pelo antiexemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, eu nao disse q me isolo, apenas fico observando e no caso de dividas/ ed financeira eu apenas aguardo a pessoa querer trocar ideia.
      Querer ensinar algo p alguem q não quer aprender infelizmente é gasto de energia.

      Excluir
    2. É o destino genético, nasceu para comer grama, vai comer grama.

      Eu estava me isolando, minha vida social estava uma merda, alguns blogueiros também relataram o mesmo, ninguém que aprendeu um pouquinho tem muita paciência com gente burra. Mas estamos em sociedade, temos de conviver....

      Excluir
    3. Nem 8 nem 80. Isolar-se totalmente não é viável já que ficaremos fadados ao isolamento virtual, com amigos blogueiros somente! Agora, ficar dando trela pra papo furado tb não dá, é emburrecimento na certa.

      Tem gente que simplesmente não quer aprender e ponto final. Perder tempo com essas pessoas é burrice.

      Excluir
  11. E tem outro detalhe: para que alguém ganhe dinheiro, alguém tem que perder. Esse tipo de gente consumista alimenta minha vale5. Então que continuem assim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, nunca teremos uma maioria com educação financeira, então sempre haverá gente fazendo cagada e engordando o bolso dos investidores.

      Excluir
  12. Agora, tem o seguinte, para chegarmos a ID não basta, apenas, nos privarmos de tudo. Temos que investir de maneira correta. Por ex em 2008 as ações usim5 valiam mais de 100,00 reais. Imaginem se o sujeito continuasse incistindo nelas. Esse foi so um exemplo para ilustrar como e errada a estrategia de preço médio sem fazer uma analise do que realmente esta ocorrendo com o setor além de outros fatores.
    Vejo muitos investidores, hoje, dizendo " vamos comprar pq a bolsa esta barata" eu ja penso diferente se ela esta caindo e pq esta cara se esta subindo e pq esta barata pois se entrarmos na hora errada depois pode ser difícil recuperar o preju.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Sandman, vc tocou num ponto importante. Admito que sou leigo em relação a bolsa, mas vejo exatamente isso que vc disse, essa estratégia de preço médio pra mim é furada além do mais tem o fator tributário que o AdP bem explicou. pra quem é experiente no mercado esse é um momento lindo pra compras, mas pra quem é aspirante (como eu e tantos outros por aqui), pode ser o começo do afundamento.

      Cada um na sua, eu compraria boa parte dos comércios a venda por aí, e teria uma estratégia diferente, mas rentável, pra cada um deles. Agora, não posso falar pra todos fazerem isso que com certeza 99% vão quebrar.

      Excluir
    2. Sandman,

      hj em dia tem muitas empresas com os preços no fundo de 2008.

      Essas mesmas empresas tiveram seus lucros aumentados de lá pra cá.

      O momento de 2008 foi mto irracional e se hj baixarmos mais ainda, seria ser mais irracional ainda.

      Quem está comprando boas empresas pro longo prazo não tem q do q se preocupar... veja, BOAS empresas...

      Excluir
    3. dimarcinho:

      Vc tem razão, mas descobrir essas empresas não é algo tão fácil assim, principalmente pra quem não teve experiência com crises como a grande maioria que frequenta a blogosfera (inclusive eu).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey,

    conheço um caso de um conhecido que bateu o carro. E a empresa seguradora deu um carro um pouco inferior ao dele para usar enqto o outro estivesse no conserto. Algo assim: ele tem um Honda Civic e deram um Fiat Idea.

    Vc acredita q ele passou a andar de ônibus, pois não queria q as pessoas o vissem andando de Idea?????

    Pior, eu me pergunto: andar de ônibus então é melhor?

    Juro, burrice é algo q não entra na minha cabeça...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrs! Burrice está em todas as classes sociais.

      Esse tipo de gente está fadada a viver na merda, pode ostentar carrão, roupas e outras babaquices, mas a cabecinha é ridiculamente pequena. O dia que perder o emprego então...

      Na minha opinião, isso é coisa de adolescente, não tem como entender uma atitude dessas vinda de uma pessoa adulta.

      Eu frequento alguns lugares caros e sofisticados de SP pq gosto dos lugares e me sinto bem neles, mas nunca me senti inferiorizado por chegar de carro 1.0. Por outro lado conheço um cara que morre de vontade de ir nesses lugares que frequento, mas não vai pq tem vergonha de chegar de Palio.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  14. Acho que todo mundo conhece alguém assim. Parece que gosta de se endividar.

    Abraços

    ResponderExcluir
  15. E, realmente, não tem como enteder um cidadão que prefere andar de onibus a andar num fiat. Cara, o ser humano é parcialmente racional e isso inclui nós todos.
    Agora, voltando as ações; penso que, no momento, ainda não é hora de entrar, devido as incertezas, mas vai chegar a hora. So não gosto de comprar na tendência de baixa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura burrice e cabecinha de ameba!

      Concordo, a hora não está boa, principalmente pra quem não sabe ao certo o que está fazendo (como eu!!!).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  16. Corey, a pessoa não pensa no futuro. Ela quer viver o presente, o momento, o instante.

    Não sei se vc já leu o meu conceito de dívida: O cara sacrifica o futuro para viver um presente melhor.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Eike, o cara só pensa no presente, tanto é que ele deve achar que o emprego dele é vitalício já que não mexe uma palha pra se qualificar.

      Abraço!

      COrey

      Excluir
  17. Isto eu chamo de busca pelo status, onde o indíviduo se endivida para manter um padrão de imagem ou nível social no qual quer demonstrar para terceiros.
    O que me preocupa muito é ter que conviver com pessoas que tenham esse tipo de mentalidade, pois se manter nesse círculo de convívio poderá de alguma forma influenciar a seguir um rumo diferente da indepedência financeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Felipe!

      Acredito que o lance desse meu funcionário nem é status, já que o pouco que ele teve já perdeu a muito tempo, sinceramente não sei o que se passa na cabeça do cidadão.

      Realmente é horrível conviver com esse tipo de gente, é preciso muito sangue frio e ter a cabeça no lugar pra não adotar umas manias erradas.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  18. Sei bem como é, conheço gente que já faliu 2, 3 e até 4 vezes e não aprende, continua se endividando achando que irá ganhar na loteria ou acontecerá algum milagre, quando a educação não vem desde pequeno é muito difícil mudar depois de adulto!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Você me fez lembrar de um detalhe. Esqueci de falar, esse cara gasta uma nota por mês apostando em loteria, bicho, etc. Está em busca de um milagre. Se um dia ele ganhar não dou 1 ano pra grana desaparecer.

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.