quarta-feira, 6 de junho de 2012

Colchão de Segurança

Bom dia pra você que está embolorando em São Paulo, fazem 2 dias que chove ininterruptamente, não suporto mais essa umidade!

O assunto de hoje é colchão de segurança, ou seja, uma reserva de dinheiro de fácil acesso que devemos ter para suprir rapidamente algum imprevisto, perda da principal fonte de renda, doença ou algo assim. Tive a ideia de falar sobre isso depois de ler uma discussão interessante sobre o assunto no blog do Max Invest, onde, segundo ele, há opções mais inteligentes para manter esse dinheiro que a caderneta de poupança.

Todos os livros de educação financeira abordam o tema e muito já se discutiu sobre o quanto é necessário manter no colchão de segurança, mas pouco se discute sobre onde aplicar esse dinheiro. Meu colchão de segurança é suficiente para bancar cerca de 10 meses de despesas sem alterar o padrão atual. Tenho cerca de 15 mil reais alocados na velha e não mais tão boa caderneta de poupança, os motivos para não buscar outras alternativas mais rentáveis são:

1- Colchão de segurança não é investimento, e sim uma reserva que funciona como se fosse um seguro, com a vantagem de sempre ter o valor "pago" a esse seguro;

2- Liquidez imediata: o dinheiro da caderneta de poupança pode ser usado com um simples cartão de débito 24 horas por dia em qualquer lugar do país, qualquer outra alternativa, por mais liquidez que tenha não apresentará essa flexibilidade, além do colchão na poupança, também mantenho cerca de 3 mil reais em dinheiro em casa;

3- Ausência de risco de depreciação do dinheiro: tudo bem que o rendimento da caderneta de poupança é mínimo e que o dinheiro do colchão pode ficar lá por anos deixando de render, porém ao fazer seu colchão em ações poderá ter que vende-las na baixa; os títulos do tesouro também possuem depreciação chegando a ter rendimento negativo (como está acontecendo agora) pra quem desejar vende-los antes do prazo, etc. Uma perda desse sentido pode ser muito maior que o custo de oportunidade da poupança.

(falando em TD com rendimento negativo, convido alguém para explicar didaticamente o por que isso ocorre, eu sei que tem a ver com diminuição ou aumento da taxa de juros e/ou inflação, mas não sei explicar)

Acredito que seu houver real necessidade de usar esse dinheiro, a reserva que originalmente seria para 10 meses renderia muito mais, já que não me sentiria confortável em manter o mesmo nível de despesas sabendo que esse dinheiro seria proveniente de uma reserva, assim como não uso o ar-condicionado do carro quando o tanque está na reserva.

Meu atual colchão de segurança está na "old" poupança, ou seja, foi depositado antes da alteração das regras de rentabilidade. Estou pensando em "muda-lo" de lugar da seguinte forma:

1- Transformar essa conta poupança do colchão de segurança em investimento da bola de neve, aproveitando a regra antiga de rentabilidade;

2- Remontar meu colchão numa conta poupança nova, onde eu não fique com dó de movimenta-la.

Sei que muitos vão criticar o porquê de ter investimentos em caderneta de poupança. Eu justifico essa atitude com o baixo valor alocado nessa modalidade e no fato da poupança não sofrer depreciação, sendo sempre possível o acompanhamento da rentabilidade.

Qual a estratégia de colchão de segurança que vocês usam?

73 comentários:

  1. perguntas:

    colchão de segurança pra 10 meses não é muito tempo?

    3 mil reais em casa? vc mesmo disse que a liquidez da poupança é imediata, então por que manter dinheiro parado em casa?

    faço essas perguntas levando em consideração que vc são um casal jovem, imagino que saudável e estabilizado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Anônimo!

      Vamos as respostas:

      10 meses não é muito tempo pq minha atividade é a mais volátil que existe: tenho uma empresa que embora lucrativa, pode ter problemas graves a qq momento me deixando na mão. Não tenho fundo de garantia, seguro desemprego, nem nada disso pra me ajudar numa hora difícil.

      A liquidez da poupança é imediata, mas máquinas de cartão não estão disponíveis em todos os lugares e podem falhar, senhas podem ser bloqueadas.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Por incrivel que pareça Corey, mas eu também não tenho FGTS nem Seguro Desemprego.

      Sabia que se o funcionário público se exonerar (nós usamos essa expressão para "sair do emprego") ele sai com uma mão na frente e outra atrás?

      Um abraço!

      Excluir
    3. Olá Eike!

      Eu não sabia disso até semana passada ao conversar com um amigo que passou num concurso melhor e teve que se exonerar de outro. Tb descobri que a previdência dos servidores públicos é totalmente diferente.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    4. Isso mesmo. Não é INSS. É RPPS (regime próprio de previdência social) é gerido pelo próprio empregador.

      Excluir
  2. Oi Corey depressivo e embolorado :)

    Meu colchão fica na poupança, simplesmente pq ele é esvaziado em outubro p pagar a escola da pequena, uma possivel viagem, e em dezembro começo a encher de novo, esse ano consegui o milagre de deixa-lo pronto em março. O valor dele é sempre 2x a anuidade da escola, ou seja, em caso de emergencia me garante 5 meses das despesas fixas da casa, bem, se algo acontecer no espaço de tempo q ele está vazio, retiro de algum TD ou de DY´s a receber, mas isso nunca aconteceu.

    3k de reserva de dinheiro em casa??? Puxa, eu nunca tenho mais q 300 reais em casa, e normalmente não é nem meu, é do cofrinho da pequena :s Passo a semana toda com 50 reais na carteira...

    qual o motivo de manter essa grana em casa? (pergunto p tentar analisar se estou fazendo algo errado)
    beijão
    Ostra muito feliz com a umidade!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Ostra!

      Avatar genérico?

      Deixe-me ver se entendi, vc "queima" seu colchão anualmente, né? Depois enche ele novamente. É uma boa idéia...

      Não gosto de depender exclusivamente de cartão, vejo pelos clientes da empresa, é extremamente comum perder vendas por cartões falharem e quase sempre o problema não está no cliente. Por isso deixo uma quantia em dinheiro mesmo.

      Nossas despesas do dia a dia tb são pagas em dinheiro, acho muito mais prático e principalmente mais rápido.

      Fique com todo o frio e umidade do mundo pra vc, ok?

      Corey

      Excluir
    2. oi Corey, estava na outra conta e só vi depois q enviei :P
      é isso mesmo, eu esvazio e começo a encher de novo, é um colchão de ar!

      ando sempre com 2 cartões e em ultimo caso uso cheque, minha contabilidade é feita toda com o cartão, se uso dinheiro a casa vira uma bagunça

      vc parece uma conhecida minha q fica extremamente deprimida e mal humorada qdo não 've' o sol, o humor dela vira totalmente, muito doido
      beijão

      Excluir
    3. Pretendo fazer isso qd chegar na IF, planejando um fluxo de caixa semestral.

      Não gosto de cartões, prefiro pagar em dinheiro mesmo, mas cada um se controla de uma maneira diferente, né?

      Excluir
    4. R$ 50,00 na carteira por uma semana?????? hehehe....R$ 50,00 passa um mês na minha carteira.

      O pobretão que se cuide!!!!

      Um abraço.

      Guimarães.

      Excluir
    5. Rsrs! Como nossos gastos fixos são provisionados e pagos a parte, não gasto mais de 100 conto por mês!

      Excluir
  3. Eu comecei a investir agora e tenho pouco dinheiro. Devo primeiro construir um colchão de segurança na poupança e depois partir para investimentos mais arriscados ou devo fazer investimentos mais arriscados agora?
    Segue meu blog http://investidorarural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda!

      Eu considero a seguinte órdem:

      1-acabar com dívidas,
      2-formar colchão de segurança;
      3-investir

      Depois passo no seu blog, ok?

      Boa sorte e bons investimentos!

      Corey

      Excluir
    2. Corey... sobre o saldo negativo de TD, veja:

      http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/mauro-halfeld/2012/05/24/POR-QUE-MINHAS-NTN-COM-VENCIMENTO-EM-2045-E-ATRELADAS-AO-IPCA-DERAM-RENDIMENTO-NEGATIVO-N.htm

      Excluir
    3. Investidora rural... acho que antes de mais nada, de sair movimentando dinheiro... gaste um bom tempo estudando: Renda Fixa (quais as opções, taxas, rendimentos), Renda Variável (quais as opções, taxas, rendimentos).
      E mais invista em conhecimento seu. Os riscos estão onde você não conhece.
      Leia os Livros : pai rico pai pobre, investimentos inteligentes. Esse livros são ótimos pra começar a caminhada...

      Excluir
    4. Eu pretendo começar pela poupança, pois é o mais seguro, então vou investir 80% da parte dos meus rendimentos que irei separar para investimento . Eu estudei um pouco sobre o tesouro direto e acho que vou investir os outros 20% em títulos públicos. Porém só vou decidir quando meus rendimentos estiverem em minha conta.

      Excluir
    5. Matrix: Valeu pela dica, vou ouvir qd chegar em casa.

      I Rural: reafirmo o que o Matrix disse, estude bastante um investimento de cada vez, depois escolha os melhores pra sua realidade.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Oi Corey o início dos meus investimentos começaram quando eu fiz o meu colchão financeiro, a poupança é um grande investimento hoje, mesmo que os especialistas digam ao contrário, pois vc pode retirar o seu dinheiro sem ter que pagar o imposto de renda e IOF. agora se você colocar em um fundo de RF e deixa por 15 dias, vc vai pagar IOF e imposto de renda e tx de administração.

    Para curtos prazos a poupança é o melhor.

    Um abração.

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu particularmente não ficaria com 3 mil em casa... na poupança dá 15 por mÊs (chutando 1/2 por cento)!!!! (obs.. não sou muquirana...rs)

      Essa matéria fala sobre a nova poupança x outras aplicações...
      Vale a pena ver:

      http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/renda-fixa/noticias/nova-poupanca-sera-melhor-que-fundo-di-e-cdb?page=1&slug_name=nova-poupanca-sera-melhor-que-fundo-di-e-cdb

      Excluir
    2. Tenho uma merreca em poupança 'old'... eu não tiraria naum... pois acho q esse rendimento em poupança nunca mais vai voltar. Deixa ele lá.

      ABraços

      Excluir
    3. Lord:

      Tb concordo que a poupança é um bom investimento, mesmo com as mudanças das regras, nenhuma outra modalidade permite a facilidade que ela.

      Minha grana da old ficará por lá mesmo, por isso pretendo remontar meu colchão numa poupança nova.

      Abraços!

      Corey

      Excluir
    4. Todo investimento incide IOF. IOF vc não paga na poupança simplesmente pq ela não rende nada em menos de um mês, então não é nenhuma vantagem.

      Excluir
    5. Tem razão, o IOF na poupança não teria sentido, já que o rendimento só acontece a cada 30 dias.

      Excluir
    6. Para finalizar: O melhor coxão é da minha gata!!!

      Excluir
  5. Existe uma instituição oferecendo LCI com rentabilidade de 90% da CDI, isenta de IR e de Taxas, com liquidez diária a partir de 60 dias. O banco também não cobra DOC.

    É uma sugestão caso você deseje tem um rendimento maior no colchão de segurança.
    Se não for o caso, mantenha na 'old' poupança mesmo, pois a diferença é de apenas 1% ao ano, e ficará menor se a Selic cair mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pobre Feliz!

      Bem vindo! O Sofisa oferece essa LCI, mas esbarra justamentwe no fator liquidez, mesmo após o período de carência, pra sacar algum valor depende-se de um DOC que na melhor das hipóteses é de um dia pro outro.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Tenho conta na Sofisa e pra resgatar eles mandam um TED, cai quase na mesma hora.

      Excluir
    3. Acho que o TED é só acima de 3k ou coisa assim, pra valores menores, eles mandam por doc mesmo (pelo menos comigo foi assim).

      Excluir
    4. É isso mesmo, no Sofisa o TED é só a partir de 3k.

      Excluir
  6. Se juntar o dinheiro que tenho em casa, não tenho nem 100 reais. meu colchonete de segurança está todo na poupança. Ele não é investimento, e sim um dinheiro que serve para segurar as pontas. Como ele tem liquidez imediata, fico feliz de ele pelo menos ser corrigido pela inflação.
    Atualmente meu colchonete de segurança é capaz de segurar apenas 2 meses de gastos. Sei que é pouco, mas sou servidor público e o dinheiro é bem previsível. Mas todo mês eu estou colocando um pingadinho nele.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá AdP!

      Acredito que seu colchonete é mais que suficiente, já que vc tem pouco risco de ter problemas financeiros.

      A correção da inflação já está de bom tamanho, mas na poupança ganha-se pelo menos um pouquinho a mais.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Sugestão... (...se fosse boa ninguém dava):

    Eu manteria na poupança o suficiente para uns seis meses de sobrevivência, e aplicaria o resto em LCI com liquidez em seis meses (93% da CDI).

    E sempre reaplicando o saldo de resgate em uma nova LCI, de seis em seis meses.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Corey

    Antes de mandar bala gostaria de comprar munição... :)

    Quantas vezes você precisou mexer no "colchão de segurança"? Há quanto tempo ele está imóvel na poupança?
    Qual a sua estimativa de risco de uso de tal reserva nos próximos anos? Tal estimativa é realista ?
    Qual a sua estimativa de inflação anual?

    Abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Max!

      1 Minutinho, vou alí comprar um blindado...

      Meu colchão só foi formado em dezembro passado, antes disso eu tinha colchão de dívidas, rs! Desde então nunca precisei mexer nele, mas minha estimativa de usa-lo dependerá do rumo que der na vida, talvez não utilize tão cedo, mas talvez precise movimenta-lo ainda esse ano.

      Vc tem razão, é um dinheiro que poderia estar rendendo mais e não está. Ninguém pretende mexer no colchão de segurança, assim como ninguém quer usar o seguro do carro ou o plano de saúde, mas boa parte das pessoas paga por isso, mesmo sem usar. As vezes a necessidade de usar o colchão é previsível, as vezes não então é injustificável manter esse dinheiro em algo sem liquidez imediata.

      Minha estimativa de inflação anual é em torno de 3%, calculados usando a planilha do ID. O que isso tem a ver?

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Vamos lá, Corey! :)

      Se realmente a inflação cair no médio prazo para 3% aa (atualmente o IPCA dos ultimos 12 meses está em 5,10%) vc teria um rendimento de 3%aa com a poupança (pois a TR está praticamente zero há bastante tempo). O tesouro direto, mesmo após a queda dos juros, paga mais de 4%aa + IPCA.
      .
      Se a inflação subir para 6%, vc não ganha nada com a poupança e se passar de 6%, vc terá rentabilidade negativa...
      .
      Agora, o imposto de renda.... Se vc for usar o $$ em curto prazo, o imposto de renda come 22,5%aa dos rendimentos de outros investimentos, mas se vc deixar o dinheiro mais de 2anos, o alíquota cai para 15%aa sobre o rendimento. Ou seja, se o rendimento for 15% maior em outra aplicação que na poupança, vc esta ganhando dinheiro no longo prazo, se for 22,5% maior, vc ganha dinheiro mesmo no curto prazo... (atualmente, o TD está pagando mais de 33% a mais do que a poupança).
      .
      Sobre a estimativa de risco... Vc nunca precisou usar seu colchão, mas ele tem pouco tempo, então não dá pra tirar conclusões definitivas... Então, me venda mais um pouco de munição...diga, em toda a sua vida, quantas vezes você precisou de dinheiro de forma tão urgente que não pôde esperar uma semana? Qual o valor necessário? Era maior que o seu cheque especial? Qual o juros que vc paga de cheque especial?

      Excluir
    3. Bom dia Max!

      Entendi, vc é contra colchão de segurança, o problema não é onde está o colchão, mas sim a existência dele. Seus argumentos são bons, não tiro sua razão. De repente é mais prático entrar no cheque especial por uns dias que administrar uma reserva. Faz sentido sim!

      Não espero que a inflação oficial caia para 3%, eu disse que o meu índice pessoal de inflação é em torno disso. Então digamos que o IPCA fique em 5%, se eu aplicar um dinheiro numa modalidade que me dê esses 5%, ganharei cerca de 2%, entende?

      Vejo o colchão não só como algo pra se usar numa emergência, mas como uma reserva que sirva para determinado período. Pra um gasto inesperado como uma cirurgia, um velório ou coisa assim, há meios rápidos de se resolver: cartão de crédito, cheque pré datado, etc. Mas pra uma situação como desemprego, esses métodos já não funcionam bem.

      Vc tá certo, não tenho como tirar conclusões definitivas sobre a utilidade do colchão, já que até 2011 eu era mais um endividado que saia de uma situação de emergência com outra dívida. Por enquanto meu pensamento é que uma reserva é sim importante, amanhã pode mudar.

      Abração!

      Corey

      Excluir
    4. Não... Acho o colchão de segurança muito importante para situações como desemprego, por exemplo, ou para usar em oportunidades de investimento (entrada em imóveis, compra de negócio próprio, etc) e, em menor grau, para uso em "emergencias" de custo menor (saude, velorios, etc...).
      .
      O que eu defendo é que praticamente nunca a "emergencia" não pode esperar alguns dias... E, se não puder, podemos recorrer a empréstimos de amigos/parentes ou de bancos (cartão de credito, cheque especial, etc) pelos 2 a 5 dias necessários para sacar o $$ do tesouro direto...
      .
      Por isso, considero que o pequeno ganho de liquidez que a poupança proporciona não compensa a sua péssima rentabilidade, mesmo para um colchão de segurança...
      .
      Agora, como um investimento de longo prazo, não vejo como a poupança possa ser levada a sério...

      Excluir
    5. Max:

      Podemos sim recorrer a empréstimos, mas não é todo mundo que gosta disso, eu mesmo prefiro perder dinheiro que depender de empréstimos.

      Quanto ao tesouro, o que fazer se vc precisar vender títulos que estejam deflacionados?

      Excluir
    6. Basta deixar em títulos de curto prazo, cujas variações são muito menores...
      Creio que nossas diferenças sobre o colchão de segurança é que vc montou seu colchão com a idéia fixa de usá-lo logo, enquanto eu trabalho com a idéia de não usá-lo nunca... (ou quase nunca).
      .
      Quanto a empréstimos, sou contra preconceitos de qualquer tipo ;)

      Excluir
    7. As variações são menores mas ocorrem, pode acontecer de ter que vender um título desvalorizado num dia e a rentabilidade vai pro saco.

      É verdade, acho que é bem por aí mesmo, a minha idéia de colchão não é para nunca usar.

      Não é preconceito não, é orgulho mesmo, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    8. Sim, as variações negativas podem ocorrer, mas dependendo do prazo que vc levar para usar o colchão, vc perderia muito mais deixando na poupança...
      .
      Vc é muito pessimista... Acha que vai usar o colchão em muito pouco tempo...

      Excluir
  9. Estava com uma grana num fundo DI. Essa grana cobria uns seis meses de despesas, mas ai apareceu esse fundo ECOO11 e fiz uma retirada pra aplicar nesse novo ETF. Ainda fiquei com um saldo que cobre dois meses de despesas, mas tenho uma LCI vencendo agora e minhas LTNs ja vão pra dois anos com isso se quisser fazer uma retirada vou pg so 15% de IR. Vai daí que não pretendo ter muita grana parada e meus futuros aportes serão em FII e ações.
    Resumo: agora estou focado em investimentos que me levem a IF, pois quero reduzir meu ritmo de trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Sandman!

      Qd estiver mais estabilizado pretendo dar uma murchada no colchão e usar parte da grana em investimentos, pretendo manter no máximo 3 meses de necessidade. Por enquanto não tenho previsibilidade, então mantenho o colchão mais cheio.

      Boa sorte e vê se diminui esse ritmo, heim?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  10. Pensando de maneira conservadora, a poupança é o lugar ideal para manter o colchão de segurança\fundo de emergência.Mas acho que se esse valor ultrapassar o período estipulado por você(o dos meses de sobrevivência)para bancá-lo em momentos de turbulência, deveria esse valor adicional ser investido em algo mais rentável.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe!

      Tem razão, manter um super colchão não é um bom negócio, acredito que ele deve se adaptar as necessidades. Por ex: um funcionário público talvez precise de uns 2 ou 3 meses; um vendedor autônomo não deve ter um inferior a 6 meses.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  11. Olá Corey, acho que as únicas premissas "obrigatórias" para um colchão de segurança são:
    1- Segurança
    2- Liquidez

    Eu deixo deixo o meu num CDB progressivo do BB, daqueles que aumentam a % do CDI ao passar do tempo, estava pensando em movê-lo para uma LCI mas acho que vou deixar assim mesmo, afinal é dinheiro para ficar parado esperando uma emergência.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia IA!

      Se esse CDB tem liquidez em d+0 então não mexa nele não, as LCIs não possuem liquidez imediata (se bem que o sofisa lançou uma lci com rentabilidade diária após 60 dias).

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Corey, eu tenho uma sugestão melhor para os seus R$3000,00. Porque vc não espatifa esse dinheiro em duas ou três novas contas poupança de bancos diferentes?

    Impossível que todos os cartões travem ao mesmo tempo...

    Um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Eike!

      Os cartões podem até não falhar ao mesmo tempo, mas as maquinetas podem. Sou desconfiado com cartões, por ver a quantidade de problemas que eles apresentam, por isso deixo esses trocos em casa.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Estou aliviada, enfim vejo alguém na comunidade dos blogueiros investidores (que acompanho sempre, embora quase nunca comente) cogitando em fazer da poupança velha o seu "investimento bola de neve", ou pelo menos um deles... Quer dizer que não estou totalmente insana, ao menos não sozinha. Estou muitíssimo apegada à poupança old e a um CDB antigo que dá 98% do CDI.
    E a criação da nova conta de poupança, pelo menos no meu caso (correntista do BB), aconteceu automaticamente qdo tentei fazer uma transferência para a poupança esse mês.
    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corey e amigos blogueiros...
      Viram o mal que vcs estão fazendo!?
      A moça vai sair daqui achando que poupança é investimento! E pra ter 98% do CDI precisa ser muito amigo do gerente... E tem que querer ajudar muito o seu amigo...

      Excluir
    2. Max,

      Alguns analistas já falam em Selic a 6,5% ao ano em 2012. Não significa que chegará a este patamar, mas a tendência ainda é de queda.

      Levando em conta que os investimentos em RF tem rentabilidade próxima a Selic e cobram IR, a poupança pelas regras antigas será sim um ótimo investimento de Renda Fixa.

      Excluir
    3. Veja bem PF,
      Se eu tivesse a sua bola de cristal e ela me dissesse com certeza que a Selic cairia para 6,5% nesse ano, eu daria all-in em ntnb-princ 2035 e faturaria uma grana preta... muito mais que na poupança... (nova ou antiga).
      .
      Poupança sempre foi um lixo e vai continuar sendo... Eu fiz um post sobre isso no meu blog... Passa lá ...

      Excluir
    4. Ociolivre:

      Sim, eu acho que a old poupança é um bom investimento, aliás, qq coisa que te renda qq migalha é um bom investimento, dependendo das suas intenções e perspectivas de ganho.

      Max:

      Estou fazendo mal pra alguém? Coloquei uma arma na cabeça de alguém e a obriguei a dar all-in na poupança? É mais fácil vc prejudicar alguém com essa atitude de dizer que a poupança não é investimento. Poupança é sim investimento, pode não ser o melhor mas é!!!

      Pobre Feliz:

      Não acredito que a Selic cairá tanto em tão pouco tempo devido a inflação, mas essa possibilidade existe sim. Vc tem razão, perante esse cenário, a old poupança se tornará um excelente investimento.

      Abraço a todos!

      Corey

      Excluir
    5. Corey,

      Títulos de capitalização, carnês do baú e telessena são bons investinentos? Eles também rendem uma migalha...

      Excluir
    6. Max,

      Telesena é um excelente investimento!!!

      Aporto forte em Telesena, e sempre dobro o número de Telesenas quando vou resgatá-las.

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    7. Rsrs! Pior que eu acredito que há uma parcela da população que pode sim tirar proveito de títulos de capitalização: minha sogra por exemplo, jamais guardou 1 real na poupança, mas foi engambelada por um caixa do banco que fez um título de capitalização pra ela. 1 ano depois ela nem tinha se dado conta que todo mês havia uma grana saindo da conta, mas resgatou 500 conto que usou na ceia de natal.

      Excluir
    8. Não são minha platéia.

      Excluir
  14. Opa Corey,

    Também sou adepto a varias contas de poupança, possuo quatro rs, uma pra cada objetivo específico.
    Sobre os R$3.000 não é perigoso?

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cebola!

      4 poupança??? Não deixa o Max ver isso, rsrs!

      Não acho perigoso não, nem é tanto dinheiro assim, né?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. NNNNNNNNNÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  15. Tentativa de uma explicação MUITO simplificada sobre a variação dos títulos de renda fixa:

    A taxa de juros é 10% e o governo emite um título que paga 10%.

    Taxa de juros de mercado cai... vc vende esse titulo? Só se pagar um premio... por isso o preço do título sobe, é como um ágio.

    Agora, depois de cair muito (e o preço/ágio disparar), as taxas sobem um pouco... esse ágio diminui e a rentabilidade é negativa.

    Isso se chama marcação a mercado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Obrigado pela explicação, entendi, mas os juros cairam então segundo essa lógica os títulos deveriam inflacionar, correto?

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Sim, e subiram pra caramba! Meus títulos atrelados à inflação (ntnb-princ 2035 e 2024) quase anularam a perda que tive na BOVESPA mês passado!

      Excluir
  16. Corey,

    concordo com você em quase tudo, exceto pelo dinheiro do cofrinho em casa. Com esse dinheiro na poupança você pode empatar com a inflação (mesmo com o vínculo com a taxa selic) e tem liquidez quase imediata. Mas talvez você esteja pensando em algum tipo de emergência noturna que eu não consegui imaginar.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Hum, ignore meu questionamento sobre o dinheiro em casa. Eu entendi o motivo!! Faz sentido! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá L.

      Esse dinheiro é rotativo, chega no fim do mês ele está pela metade, aí reponho. No fim das contas dá na mesma. Me sinto mais seguro em ter uma quantia de dinheiro em casa, mas não me pergunte por quê, rsrs!!!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  18. Concordo com a tática da poupança Corey!
    Também tenho um valor na poupança velha e vou aportar mais um pouco para complementar o colchão de segurança, apesar que eu nem tenho gastos pra ser sincero rsrs.
    Quanto ao dinheiro em casa nem pensar que faço isso, é muito perigoso alguém saber disso e inclusive a inflação fica comendo ele :(

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá General!

      Se vc aportar mais nessa poupança old esse novo aporte terá rentabilidade da nova poupança, né?

      Cara, não é perigoso não, são só 3k!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Isso mesmo Corey!

      O novo aporte incide na nova taxa de rentabilidade porém quando sacar, o saque será feito sempre do aporte mais atual para manter o máximo da poupança antiga intacto.

      Ah sou paranoico não consigo deixar nada em casa... rsrs

      Abraços!

      Excluir
    3. É General, cada um com sua paranóia. A minha é ficar sem dinheiro em caixa, rsrs!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  19. Corey, deixa a grana da "velha" poupança lá e pronto...
    Relativo a grana em casa, fala seriow né... Hj em dia não é mais necessário isso!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raphael!

      Tem razão, não é necessário, mas é uma questão psicológica.

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.