terça-feira, 15 de maio de 2012

Simplificando a Vida

Recentemente fiz uma postagem sobre Simplicidade Voluntária, uma filosofia de vida onde opta-se por tornar tudo mais simples visando depender menos de recursos financeiros e ter mais tempo sobrando pra coisas realmente relevantes. Hoje vou falar sobre coisas que fiz e faço e farei para simplificar a vida.

Filhos: acredito que não ter filhos é, em todos os aspectos, a principal atitude para simplificar minha vida. Sem filhos terei menos problemas, menos gastos, menos dor de cabeça... Sim, eu sei, filhos podem trazer N coisas boas, mas trazem em anexo muito problemas. E ter poucos problemas é o meu objetivo principal de vida, junte a isso o fato de ser totalmente intolerante com crianças e terá um excelente motivo para não querer procriar. Cachorros também dão muito trabalho e despesa, não aconselho, mas se for pra ter, adote um vira-lata, não compre filhotes.

Padrão de vida: não quero levar uma vida de milionário. Carrões, mansões, iates e helicópteros são coisas fascinantes, mas acho bonito de se ver, não quero te-las. Quero continuar sendo um pacato cidadão, que passa desapercebido no meio da multidão. Torrar dinheiro com roupas de marca, restaurantes caríssimos e manutenção de status definitivamente não é comigo.

Carro: é um mal necessário. Vejo carros como máquinas de torrar dinheiro e trazer problemas, porém, na realidade atual os problemas de ter um carro são menores que os de não ter. O transporte público é um lixo e saímos muito a noite, então carro é necessidade. Meu carro está meio capenga, será trocado em breve. Acredito que um carro 1.4 ou 1.6, completinho, incluindo itens de segurança como air-bag e ABS é mais do que suficiente para todas as situações.

Moradia: nosso apartamento é bem pequeno, não precisamos de mais espaço, aliás, uns 10m² a menos seriam bem vindos. Penso em mudança somente por questão de localização, tenho vontade de morar num local melhor servido de transporte público e serviços. Ah! Também gostaria de morar no último andar de um prédio de 40 andares pra fugir do barulho, mas se nada disso acontecer, tudo bem, morrerei morando no apê atual.

Eletrônicos: quando casei as tvs LCD tinham preço proibitivos, não tinha muita grana e, por sorte, não tinha cartão de crédito, acabei comprando uma 29" de tubo que me serve muito bem até hoje. Não tenho coisas comuns nas casas das pessoas com renda equivalente: máquina de fazer pão, máquina de fazer arroz, video-games (nunca gostei de games), blu-ray, home-theater, tablet, ipod, bicicleta ergométrica, lavadora que seca roupa, ar-condicionado (esse eu queria ter), entre outros.

Roupas: tenho meia dúzia de camisetas, algumas camisas, 2 calças jeans, um punhado de cuecas e meias. Além disso algumas blusas de frio, um sapato e alguns tênis. A Bia, obviamente, tem mais coisas, mas muito menos que as mulheres costumam ter. Conseguimos viajar por 7 dias levando apenas uma mala média não muito cheia.

Em casa não há bibelôs, souvenirs, quadros e qualquer tipo de enfeites. Não compramos lembranças de viagens. Só servem pra juntar poeira e causar bagunça. Todos os comprovantes de pagamentos de contas são digitalizados, não acumulamos papéis. O cachorro não tem uma cumbuca de comida retrátil, cobertor com ossinhos desenhados, muito menos cama estofada, damos banho no pet shop porque a qualidade é muito superior que feito em casa, eu mesmo corto meu cabelo e só não lavo o carro porque moro em apartamento. Sou adepto do home-made: desentupo canos, pinto paredes, arrumo fiação e faço hamburger.

Ter uma vida simples é fácil, difícil é livrar-se de costumes enrraizados.

36 comentários:

  1. Oi Corey,

    Concordo com seu estilo de vida. O meu é basicamente esse também. Filhos eu também pretendo não ter. Acho lindo quando pequenos e quando vejo um fofinho, dá vontade de ter, mas só de pensar que depois vem a adolescência, minha vontade passa rapidinho.
    Ter um carrinho básico pra sair a noite e pra fazer as compras, também já está de bom tamanho.
    Nosso apê vai ser pequeno, mas suficiente pra nós dois. Quando compramos na planta, imaginei fazendo trocentas coisas nele, mas agora já estou querendo simplificar tudo, não vai ter gesso, só vai ter móveis planejados se for a única solução para o pouco espaço.
    Eu dispenso o ar condicionado e fico com a lava e seca rsrs Num apartamento isso deve valer a pena. Pegamos um andar mais alto (15º de 17 andares) justamente por causa do barulho também.
    Roupas, eu acredito ter poucas pra uma mulher e conforme compro uma nova, já doo alguma que não esteja usando a algum tempo.
    De vez em quando compro alguma coisa por impulso mas nada que me tire o sono.É isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carla!

      Rsrs! Mantenho distância de qualquer criança, nem acho bebês fofinhos! Devo ser um Et mesmo!

      É verdade, esqueci de falar das reformas desnecessárias que as pessoas fazem nos apês: meu apê não tem sanca de gesso, não troquei portas, muito menos azulejos e piso. Móveis planejados são ótimos pra aproveitar espaço, mas nem sempre precisamos de tanto espaço assim...

      Parabéns! Pelo jeito sua relação com roupas é bem saudável, coisa rara para uma mulher.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
    2. Bebês são fofinhos sim (os que não berram), vc deve ter algum trauma! rssrs

      Para as compras, eu sigo aquela regra: preciso disso? tenho dinheiro pra isso? vou usar realmente? combina com quantas outras roupas que eu tenho?
      Se eu responder tudo sim, daí pergunto de novo? "Preciso "REALMENTE" disso? rsrsrs...comecei a usar essa regra pra tudo e começou a sobrar dinheiro.
      O piso e o azulejo das áreas molhadas eu vou ter que trocar infelizmente. Pelo que vi nas fotos da obra, não gostei nada. Vai ser um gasto a mais, mas vou me dar esse "luxo".

      Excluir
    3. Oi Carla!

      Devo ter algum trauma mesmo! A regra dos 3P, né? Preciso? Posso comprar? Posso deixar pra amanhã? Isso sempre dá certo, rsrs!

      Ah! Se for pra trocar os pisos, faça antes de mudar, pq fazer esse tipo de reforma morando é loucura.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  2. Bem eu quero ter tudo isso que você falou, mas antes eu pretendo ter a minha liberdade finaceira, e ai sim depois procurar voos mais altos, mas tudo com devida segurança, pois também quero passa a despercebido pela pupolação, nada de chamar a atenção.

    O problema de ostentar e acabar atraindo gente rin pro seu lado.

    Um abraço.

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Lord!

      Uma coisa de cada vez, né? Nada melhor que se misturar com o povão, passar desapercebido, ser somente mais um. Isso sem contar com a questão segurança.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Quando falei pra minha mãe que teríamos o dinheiro para quitar o apê na entrega, ficou toda feliz e já imaginei ela espalhando a notícia aos 4 ventos(naquele momento eu queria aquela maquininha que usam no filme MIB, que apaga os últimos segundos/ minutos da lembrança da pessoa.. pq eu fui falar isso?...). Daí já expliquei que se alguém perguntasse alguma coisa (meus parentes são desse tipo de curioso), era pra falar que tinha 30 anos pra pagar e só! Se a gente vai pagar em menos tempo, não interessa. Como o Lord falou, esse tipo de ostentação, só atrai gente ruim, sanguessuga.

      Excluir
    3. Tem razão, ninguem precisa ficar sabendo da sua vida financeira. Não falo mais nada pra ninguém, nem para meus pais, já que acabei percebendo que até eles são um pouco invejosos.

      Excluir
  3. Já comentei uma vez e lá vai de novo.rs
    Só não concordo em não tem filhos.
    Pelo menos 1 te garante uma experiências de vida que acredito ser importante. Se tiver muito mais filhos a independencia financeira vai pro espaço.
    Acho que biologicamente, geneticamente, faz parte do nosso ciclo de vida na terra. Claro que irá te trazer vários problemas.
    Mas acho que na balança, vc terá mais "lucro" que prejuízo com o filho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Id!

      Respeito seu ponto de vista, mas na minha opinião esse negócio de ciclo de vida é besteira, e abro mão totalmente de ter essas experiências de vida que um filho pode proporcionar. Além do mais, acho que procriar por conta própria é quase um crime num mundo cheio de gente e principalmente cheio de crianças abandonadas que deveriam e poderiam ser adotadas por casais que querem ter filhos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Realmente a questão da adoção, concordo com você.
      Somos bem egoistas. Não sei se esse é o adjetivo correto...

      abs!

      Excluir
    3. Esse negócio de adotar é muito complicado pra mim. Quando se pega um bebê, acho que deve ser mais fácil, agora se vc já pega uma criança crescidinha que tem seus costumes e tal e ela cai de paraquedas na sua casa/vida e vc na dela.
      De repente vc que não tinha filho, é chamado de pai/mãe por uma criança de 3/4 anos...deve ser muito estranha essa adaptação.
      Talvez seja numa boa experiencia de vida ter ou adotar uma criança, mas eu não tenho energia nem pra mim, como faria pra ter energia pra 2? Tem mães que falam que quando se tem um filho isso muda. E se não mudar pra mim? rsrsrs

      Excluir
    4. Na boa, o povo não fala que pai é quem cria? Que amor de mãe é incondicional? Então, não há nada de errado adotar. Tem tanta criança fruto de pais irresponsáveis precisando de uma oportunidade...

      Excluir
  4. Gostei da proposta de adoção de cães vira-lata, na casa do meus pai tem dois e eu os amo de paixão!!! eu tenho um cofap, era uma das vontades do meu marido e o compramos, não me arrependo...é meu filhinho...!!!mas um dia quero adotar uma fêmea...mas como minha casa é pequena, fico com um só que já apronta deveras rsrsrs!!!
    Tbém não tenho muita gana de ostentar...quero ter uma vida simples e satisfatória...mas tbém não critico que deseja tudo isso!!!
    ter um filho tbém está nos meus planos...mas não agora!!! E assim cada um deve seguir com seus projetos de vida!!! abraços Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Porquinha!

      Meu dog tb não é vira lata, mas a compra dele foi em outra época, outra cabeça, outra realidade. Amo ele muito, trato melhor do que muito pai trata criança, mas se fosse escolher hoje, abriria mão de te-lo. Dá muito trabalho e traz muitas limitações.

      Nada contra com quem quer ostentar, mas é necessário saber que será necessário trabalhar muito mais. Cada um faz a escolha pra sua vida.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  5. acho importante investir no barraco: colocar um piso de madeira, derrubar paredes pra integrar espaços, colocar uma iluminação mais intimista, comprar uma boa tv pra ver filmes, etc. gastar um pouco mais em casa vai te economizar muito no longo prazo, pois vc vai pensar muitas vezes em deixar seu cantinho aconchegante pra encarar o mundo de merda que existe da porta pra fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido, mas isso é muito relativo. Não fiz nada disso no meu apê e mesmo assim ele é muito confortável para meus padrões.

      Excluir
  6. Concordo em quase tudo (tenho video-game e bicicleta ergométrica,mas são antigos,que eu trouxe de quando me mudei da casa da minha família!XD) exceto pelo tipo de animal de estimação(sei lá o que vão pensar,mas tenho um coelho)
    Carro eu admito que compraria se precisasse,mas só minha moto tá de bom tamanho pra mim.
    Não faço tudo em casa porque tem coisas que eu não sei(cortar meu próprio cabelo e mexer em fiação elétrica sem perigo de levar um choque,por exemplo) mas temos estilos de vida bem parecidos.
    Boa sorte pra você e pra Bia!\o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa!

      Não digo que abrirei mão dessas coisas, mas somente comprarei se achar algo realmente útil. Por exemplo, recentemente comprei um gril e não me arrependo.

      Olha, só não troco o carro por moto por questão de conforto. Adoro motos!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Bom, tenho uma filha e digo que não há 'problemas' e sim responsabilidades e se perguntasse se eu 'teria' ela de novo, eu digo 'SIM'. É uma experiência que não há dinheiro que compre.
    Tem responsabildiades a mais? Sim, tem sim. Mas não são problemas.
    A educação começa em casa, isso é um grande passo para evitar 'problemas' no futuro.
    Gera mais gastos? Sim. Mas nada exorbitante. Você pode ter filhos e ter uma vida simples.
    ...
    Eu curto ter a vida simples, mas... mas... gosto muito de conforto e às vezes o conforto sai caro...

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá RnM!

      Acabei de ver que um comentário seu foi parar no spam, já vou liberar.

      Problemas, ou responsabilidades, abro mão de tudo isso! Educação começa em casa? Sem dúvida. Mas não tenho a menor vontade de educar alguém.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  8. Como é que você abre mão de problemas e responsabilidades se você é "casado"? Não tem jeito. O melhor forma de não ter problemas e responsabilidades é ser solteiro. Só o fato de você estar com a Bia já indica que terá problemas (se é que não tem).

    O negócio é que uma vida boa nem sempre é uma vida sem problemas. As maiores sensações da vida normalmente vem com um pouco de problemas que são facilmente superados (casamento e filhos, por exemplo, é assim).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que ser casado trás N problemas! Eu escolhi ter esses problemas, mas escolhi não ter problemas com filhos. O que há de errado nisso? Estou prejudicando alguém?

      Excluir
  9. Oi Corey :)

    Somos bem parecidos, bem, isso vc já sabe :P

    eu tb não queria filhos de forma alguma, minha baby foi um acidente, mas foi muito bem vinda, tipo de acidente que valeu a pena! (mas já demos um jeito de evitar outros rsrs)

    tb faço tudo em casa e sou a favor da adoção de animais e insisto nisso qdo alguem aparece dizendo q vai comprar um animal.

    Mas minha casa é um pouco mais 'enfeitada' pois adoro montar puzzles e os penduro pela casa toda, e meu marido é meio artista, então penduro os quadros dele tb, conclusão, faltam paredes na minha casa!!! o resto dos enfeites são livros. Roupas tenho quase nada, 1 porta de armario pequeno, meu marido tem um pouco mais por conta do trabalho, a baby tadinha, só tem o basicamente necessario, mas tb cresce tão rapido q não faz falta.

    beijão bom dia para vcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi D Ostra!

      Já cortei o saco pra evitar esses acidentes, rsrs!

      Puzzles são enfeites legais, melhor ainda é por ser algo que vc mesma montou, tem um valor a mais, assim como os quadros do Sr OstrO, é diferente que chegar numa galeria e comprar algo pronto, né?

      Ainda bem que não preciso de roupas diferenciadas pra trabalhar...

      Inté

      Corey

      Excluir
  10. Como o ID falou,
    também sou a favor de tudo, menos ter filhos.
    Antigamente gostaria de uns 5 no mínimo. Hoje acho que 1 está bom. No entanto, na hora certa, porque quero curtir ele/ela. To fora de ser esses pais que quase não veem o filho porque tem que estar trabalhando.

    Bom, é isso ai.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Estagiário!

      Vc tem a cabeça legal, tem consciência que ter filho não é só por comida na mesa. Tive sorte, meus pais até que foram presentes.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  11. Oi anônimo dou trabalho sim e demais para o corey, mas o trabalho que dou é um que ele se amarra, rsrs pergunte a ele qual é...Isso se vc ja não entendeu,kkk. BIA

    ResponderExcluir
  12. Corey, procura a palavra Freegan na wikipedia que vc vai gostar de alguns conceitos desse povo (não todos, alguns são muito toscos... kkkkkkkkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Eike!

      Vi um documentário sobre freegans, acho que são extremistas demais! A filosofia deles até que faz sentido, mas as atitudes são hard core demais.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Olá!

    Acho bacana o estilo, e tal, apenas acho meio extremista demais.

    Acredito que simplificar é preciso.

    Eu mesmo sou simples, e vou continuar simples por um bom tempo. rsrsrs

    Mas por exemplo, comprar um carro, daqui uns anos sera importante, visto que a minha mãe (Hoje eu moro com ela, mas em breve ela que vai morar comigo) ja está ficando velhinha, e eu vou precisar dar um apoio para ela. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Bem vindo a blogosfera!

      Por que extremista? Carro acaba sendo um mal necessário, afinal são poucas as regiões do país que possuem transporte público decente.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  14. Pessoalmente entendo que quando estivermos bem velhinhos, nossas lembranças estarão ligadas as nossas experiências de vida... Tudo aquilo que passamos, os amigos que fizemos, as melhores viagens, os dias de sol, os dias de chuva... as coisas são perecíveis mas são ferramentas que nos ajudam a ter estas experiências...
    Se me perguntarem se eu prefiro um apartamento de luxo ou um apartamento apertado no subúrbio, um carrão importando ou um carro popular, roupas bonitas ou as blusas de 10,00... não tenho dúvidas em responder... eu quero o melhor... agora se me perguntar se eu prefiro ter as coisas mais caras e luxuosas e em troca trabalhar até morrer, ou ter as coisas mais simples e ter tempo livre para viver... Eu quero o tempo livre para viver!!!

    Quanto a filhos... não os tenho por enquanto, mas acredito que é algo que não se coloca preço... talvez um dia eu tenha um ou dois... ou talvez eu passe a vida sem ter filhos...

    pense num velhinho com lembranças das experiências que teve com seus filhos... não dá pra dizer que são melhores ou piores que as lembranças de outro velhinho das experiências que teve sem ter filhos... o que não dá é pra passar pela vida sem experimentar, sem viver...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Cara, vc resumiu bem o que penso. Quem diz que não gosta de coisas boas (e caras) está mentindo, o problema é o custo que essas coisas podem ter. Custos financeiros, de tempo e de saúde. Então é melhor abrir mão de certos luxos em prol de mais tempo, mais saúde e dinheiro.

      Sim, filhos não tem preço. Leia meus motivos pra não ter filhos aqui: http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2012/03/off-filho-voce-realmente-precisa.html

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.