segunda-feira, 14 de maio de 2012

Eu também já tive dívidas

Bom dia investidores! Uma segunda feira tipicamente paulistana: frio e garoa. Estou com 2 meias e 2 blusas, torcendo pra não precisar apelar pra sacolinha de plástico dentro do sapato. Hoje, ao abrir o blogger, me deparei com o número de 10100 visitantes. Fiquei contente, afinal comecei a escrever sem pretensão alguma e nesses 90 dias de vida do blog "conheci" muita gente bacana, participei de discussões interessantes, aprendi muito e principalmente: fiquei mais confortável em saber que não sou o único ET na face da terra.
Existe uma luz no fim do túnel

Semana passada conheci a Porquinha do Real, uma das poucas mulheres da nossa blogosfera. Li uma postagem sobre a dificuldade de juntar dinheiro, parar de ter uma vida de gastos, eliminar dívidas e começar a poupar e me lembrei do começo da minha jornada em busca da liberdade financeira.

Em 2008 meu patrimônio era negativo, tinha dívidas da empresa (que comprei por alavancagem sem saber o que isso significava), empréstimos de capital de giro, apartamento financiado, 3 carros financiados (engraçado: 3 carros pra 2 pessoas), 1 moto financiada e claro, penduras no cartão de crédito. Somando tudo daria algo em torno de 300k de dívidas, nada estava atrasado, mas meus compromissos mensais eram enormes. Eu tinha 1 carro bacana pra viajar, mas não tinha grana pra pagar gasolina e pedágio, muito menos tempo pra curtir, afinal meu orçamento era apertado e havia necessidade de trabalhar cada vez mais.

Após uma situação desagradável, a ficha caiu e percebi que o "império" que estava no meu nome na realidade era dos bancos. Nada que eu tinha era 100% meu! Descobri a educação financeira lendo Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, muitos podem criticar o Cerbasi, dizendo que ele é superficial e que ganha dinheiro a custa da venda de livros de auto-ajuda. Sim, isso é verdade, mas também é verdade que muitos, assim como eu, despertam para uma vida mais sustentável lendo Cerbasi. Leituras "superficiais" são essenciais para iniciantes.

Declarei guerra as dívidas, fiquei com um carro só (o mais barato), me desfiz dos outros, a moto também foi (sinto muita falta de andar de moto!), quitei o financiamento do apartamento, interrompi propositalmente o crescimento da empresa, quitei meus empréstimos da PJ. Bia e eu trabalhavamos mais de 100 horas por semana. Esse processo levou cerca de longos 4 anos. Durante esse tempo, eu lia livros, acompanhava blogs como o Viver de Renda e o Parar de Trabalhar, invejava o pessoal falando de aportes, investimentos, renda fixa e ações, enquanto eu ainda estava correndo atrás de empréstimos mais baratos, e as palavras que eu mais falava (ou ao menos pensava) eram amortização, quitação e adiantamento. Perdi muito dinheiro, deixei de ganhar outro tanto, mas foram esses passos para trás que me permitiram avançar depois de um tempo.

O tempo passou, as dívidas, uma a uma se foram e novas palavras passaram a fazer parte do meu cotidiano: aportes, rentabilidade e juros compostos. Meu blog nasceu, assim como muitos outros, a troca de informações aumentou de maneira fantástica. Hoje minha snowball tem pouco menos de 40k, uma merreca se comparada com o topo do ranking do Pobretão, as vezes bate um desânimo, principalmente quando paro pra pensar que trabalho única e exclusivamente pra ganhar dinheiro sem sentir o menor prazer; mas é muito dinheiro comparado com meus 300k de dívidas de alguns anos atrás.

Meu recado vai pra você, que vê as cifras lindas dos blogueiros, as discussões sobre melhores investimentos, os comentários trolleiros de alguns anônimos e pensa que "esses caras estão mentindo" ou "jamais chegarei nesse nível". Você pode virar o jogo, só depende de você e suas atitudes. Vai demorar? Com certeza, se demorar 1 ano, vai parecer 10, se demorar 10 anos, vai parecer 30, não tem outro jeito, a caminhada não é fácil, mas desistir é uma escolha, você é quem sabe.

Aconselho fortemente que comecem a fazer blogs contando a trajetória de eliminação de dívidas e virada da vida financeira. Me arrependo por não ter feito isso. Com certeza a grande maioria das pessoas que leem o meu e o blog dos colegas possui mais dívidas que investimentos, blogs que tratem a guerra as dívidas serão muito bem vindos.

Boa semana a todos!

42 comentários:

  1. Bem eu nunca tive dividas, pois me mpreparei desde o principio, e porque disso, o meu Pai ao contrário de mim ja tinha dividas astronomicas, ele tinha um adivida praticamente impagavel no anos 90 ele em torno de 50 Mil...equivalente a um partamento na época.
    No inicio juntar dinheiro é uma merda...pois voce não ve o resultados, mas depoi de algum tempo os juros compostos começam a entrar em ação, ai sim voce vê o bolo crescer rapido.

    Um abraço

    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Lord!

      Eu cresci vendo meu pai se enfiar em dívidas e durante muito tempo acreditei que "pra ter as coisas vc tem que fazer prestações". Então já viu, né...

      De vagar eu chego lá...

      Boa semana!

      Corey

      Excluir
  2. Tb nunca tive dívidas grandes, mas fiquei zerado quando terminei de construir a minha casa... Eu acho o Cerbasi muito bom, mas meu primeiro livro sobre investimentos foi do Mauro Halfeld, que acho muito melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Max!

      Ficar zerado depois de pagar dívidas é algo mágico. Me lembro até hj qd paguei minha última prestação.

      Halfed tb é muito bom, recomendo!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Max o meu primeiro livro foi o do Mauro Halfed tambem, depois desse fiquei viciado em finanças e juntar dinheiro. rsrsrs

      Acho muito valido esses livros de auto ajuda sobre finanças, sempre da um animo a mais.

      Excluir
  3. Mais importante que ensinar sobre investimento em um país como o Brasil eu acho que o que vocês fazem é acabar ensinando sobre educação financeira. Com o Pobretão eu aprendi muito sobre ''austeridade'' se não tivesse começado a anotar qualquer gasto que tivesse e colocar metas de gastos por setores da minha vida eu não estaria saindo tão rápido da merda financeira. Meu problema de estar sempre me endividando é que aos poucos eu gastava muito. Hoje eu tenho outra mentalidade por enxergar algo que nunca tinha visto... Porque cresci na mentalidade que pra ter tem que se endividar do meu próprio pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Obrigado! Tem gente aqui muito gabaritada pra falar de investimentos, mas tb acho legal falar de dívidas. É muito legal saber que alguém está conseguindo sair da merda com nossa ajuda.

      Meu pai me passou essa mesma filosofia de endividamento, abandonar isso foi o pulo do gato.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  4. Hola, Corey!!! me senti lisonjeada por ter sido citada em seu post!!! obrigada por trazer mais perspectivas positivas para mim!!! realmente estou numa fase de "enxugar as dívidas", mas o caminho é esse mesmo!!! Hoje tenho uma mentalidade mais propicia a fazer aquisições a longo prazo e à vista, e tentar não adquirir dívidas astronômicas!!! além de está "arrumando a casa" e é o que estamos fazendo por aqui!!!obrigada e uma ótima semana pra vc!!! abraços !!! Viu que tirei aquela porquinha gigante do meu perfil? kkkkkkkkkkk...saltava aos olhos mesmo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Porquinha!

      Obrigado vc! Essa fase de enxugamento de dívidas é essencial, e pode ter certeza que é a mais difícil. Vc irá comemorar qd estiver no 0x0, ou seja, sem investimentos, mas tb sem dívidas. Declare guerra aos boletos, parcelas e financiamentos!!!

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  5. Ainda bem que não nunca tive grandes dívidas. O máximo que fiquei endividado foi 50 reais no cheque especial, mas era quando eu ganhava pouco.

    A pior dívida é aquela quando a pessoa acha "que é normal se endividar", pois "quem não tem dívida?". já para os endividados concientes, esta dívida será controlada e mitigada, mesmo que demore um pouco.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi AdP!

      Nunca atrasei um dia sequer minhas prestações, mas não é fácil dormir sabendo que deve-se mais de 1/4 de milhão. Eu cresci ouvindo meu pai falando que devemos fazer dívidas pra ter alguma coisa... Ainda bem que a ficha caiu cedo.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  6. Meus parabéns, não deve ter sido fácil fazer essa virada.

    Eu nunca tive dívidas pois aprendi isso com os meus pais. Só que ao contrário. Eles viviam endividados e eu vi que isso é uma merda. Felizmente o contra-exemplo também serve como exemplo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Mesmo vendo meu pai enfiado em dívidas não tomei vergonha na cara e cai em tentação, sorte que isso é passado. Fiz um post sobre anti-modelo, dá uma olhada:

      http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2012/03/anti-modelo-voce-tambem-precisa-de-um.html

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Caramba Corey! vc deu uma virada maravilhosa na sua vida, parabens!!! Vc e a Bia já são vencedores :D

    Pela sua história e tantas outras que ouço/leio vejo o qto a educação financeira faz diferença na vida de alguem, nunca tive dividas, no maximo meu ap q ficou financiado por 3 anos, q planejei o pagamento com FGTS, então a divida foi necessaria e planejada.

    Mas tá aí, sua história é a prova de que dá para virar o jogo e iniciar os investimentos, logo sua bolinha de neve vai ser de tamanho suficiente para teus sonhos, tanto a sua, qto do pessoal q está começando, o primeiro passo é sonhar e planejar e em seguida colocar em pratica e nunca desistir, o desanimo faz parte as vezes, mas temos q seguir em frente.

    Parabens novamente
    beijocas na ponta do nariz de vc´s dois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahh e em relação aos livros "superficiais" acho fundamental para quem nunca teve contato com educação financeira e está começando do zero, particularmente nunca li, mas já olhei varios e são aulas basicas, para quem está perdido, é a sinalização de inicio do caminho.
      e tb sinto falta de andar de moto...

      Excluir
    2. Olá D Ostra!

      Vc não serve de exemplo, rsrs! Pelo jeito teve outro tipo de educação, coisa que a grande maioria de nós "mortais" não teve. Seu caminho pro sucesso já estava certo, assim como o da Ostrinha está.

      Quem está começando na educação financeira não deve ler livros mais profundos, com jargão complicado. Aí desiste fácil!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Eu posso criticar meus pais em várias coisas, mas isso é uma coisa que só tenho elogios. Minha mãe nunca gastou mais do que podia e meu pai sempre abominou dívidas (agora depois de velho inventou de abrir uns carnes...)

    Eu encaro uma dívida como coisa do Satanás! Para me sentir realizado preciso ter dívidas 0!

    Parabéns Corey, de ter expulsado esse demônio da sua vida! kkkk

    Um abraço Corey, sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Eike!

      Vc é um privilegiado, eu e agrande maioria das pessoas que conheço viveram em lares afundados em dívidas, então é natural que seguisse o mesmo caminho. Sorte minha que a ficha caiu a tempo e o estrago não foi tão grande.

      Eu tenho dívida, a empresa foi comprada por alavancagem, mas isso é algo saudável.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. Virada no jogo,
    Seja boa ou ruim, nós sempre aprendemos alguma coisa.

    Parabéns pela sua ótima virada na vida.

    UTa!

    ResponderExcluir
  10. Esse blog está de parabéns, muita gente só conta o lado bonito da coisa e esquece que há uma outra parte bem chata. De ter de esperar de ficar andando em cículos.

    Eu só fui deixar o analfabetismo financeiro depois dos 30. Hoje eu olho que poderia ter feito muito por mim. Mas aprender algo como finanças leva tempo e custa dinheiro comprar muitos livros. Seria impossível economizar antes dos 30 sem um pingo de conhecimento.

    MAs fala mais do seu casamento.Pelo que notei vc deu sorte em encontrar uma mulher que queira crescer junto a vc e que nao é gastona.Isso é quase impossível de achar.

    Se um casal souber investir consegue juntar uma boa grana rápido. 6k ao mês em 110 meses viram 1M e pouco. Quando os dois aportam juntos tudo de bom vem mais rápido, a vida se torna menos massacrante.

    Cuidado para não gastar tudo com GPs como fez o Pobretão,rssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Anônimo! Me arrependo por não ter começado o blog antes, lá atrás quando tinha dívidas. Não é fácil não, quem diz que é está mentindo.

      Minha ficha caiu com 20 e poucos, a tempo de minimizar o estrago.

      GPs? Claro que não, sou casado, muito bem casado, rsrs!

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  11. Dívida é mesmo coisa do Capeta. Essa porra de ficar devendo é uma praga.

    ResponderExcluir
  12. O post ficou muito realista, parabéns, em alguns momentos de minha vida eu me identiquei com o post!

    Abços

    ITM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ItM!

      Obrigado! Realismo acima de tudo!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Oie corey muito bom olharmos para o passado para não cairmos em tentações,e o melhor ainda é ver que estamos sempre nos aperfeiçoando e melhorando a cada dia mais.
    Beijinhos
    BIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gatona! É verdade, né? Passamos alguns sufocos, mas estamos aqui, muito melhores hj que antes.

      Bjus

      Corey

      Excluir
  14. Sua virada foi fantástica. vc sai de uma divida de 300K para um patrimônio de 40K. isso não é pouca coisa. Parabéns pela grande virada.
    Nunca tive grandes dividas so pequenas prestações e pouquissímos emprestimos. Agora so fui virar investidor em 2003 depois de ler o livro do Hanfeld. esse livro mudou minha vida.
    Agora estou lendo "O jeito Warren Baffett de investir" e acabei de ler "Analise de Balanços segundo Warren Buffett".
    Sugiro começarmos a sugerir alguns livros. Acho que vai ser uma boa pra comunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Sandman!

      Obrigado pela força! O que fiz não é nenhum absurdo, nada fora da realidade, basta querer.

      Cara, vc investe desde 2003? Nessa época eu nem sonhava nisso, rsrs!

      Vou falar mais sobre livros.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  15. Oi Corey, posso dizer que estou sendo muito pressionado para fazer uma dívida em função de um imóvel. Mas estou resistindo a tentação. Me ajude kkkkkk!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi Camaleão? É financiamento pra morar? Pra investir? Se for pra morar eu acho uma boa, se for pra investir, aí depende. Detalha mais aí!!!

      Excluir
  16. Boa idéia de fazer um post a respeito disso, sou um blogueiro e poupador iniciante, hehe, mas estarei criando meu post exatamente agora, sobre a minha busca de eliminação das dividas e IF.

    Como faz para eu aparecer nos blogs relacionados e por uma lista no meu blog? agradeceria a dica. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, respondi lá no seu blog, ok?

      Excluir
    2. Muito obrigado pela resposta, já adicionei alguns blogs, sucesso!

      Abraço.

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Corey como eu disse em um post do Saindo da Pinda, resolvi escrever meu blog após ver que o Saindo da Pinda faz mensalmente um levantamento de suas dividas, coloquei as minhas na ponta do lápis, descobri que estou hipermegasuperendividado e mesmo com medo das reações resolvi escrever meu blog espero que ele me ajude nesse processo e também os comentários do colegas da blogesfera de finanças, dá uma passada lá no meu blog e me de umas dicas, abraços!!!
    oendividado7@blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guilherme!

      Parabéns pela atitude, me arrependo por não ter começado o blog qd eu era endividado.

      Cara, não achei seu blog, dá uma olhada se o link tá certo.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  19. Corey,

    Engraçado, todos que passam pelo teu blog não tem dívidas??? Caraca...essa galera é de outro planeta.

    Eu tenho dívidas, já tive mais dividas, no momento são todas administraveis, e que eu adquiri antes de conhecer a educação financeira.

    Vc é um exemplo para nós endividados.

    valeu

    ResponderExcluir
  20. Deus nos ajuda a sair das dívidas, devemos nos arrepender e pedir perdão por termos chegado nessa situação, agradecer a Deus por tudo, mesmo estando em situação difícil, confiar Nele e convida-lo para ser nosso sócio, e deixar Deus agir. Declare a palavra de Deus com fé. Ele sabe o que devemos fazer para sair das dívidas. Deus nos ama, e quer o nosso bem, Ele é um pai misericordioso.
    “O SENHOR é quem vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te atemorizes.” Deuteronômio 31:8.
    O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. Provérbios 28:13
    “Quando os caminhos do homem agradam ao Senhor, faz que até os seus inimigos tenham paz com ele. Melhor é o pouco com justiça, do que grandes rendas com injustiça. O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos.” Provérbios 16:7-9.
    Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos. Ageu 2:8
    Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Salmos 103:2
    Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
    Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem. Salmos 127:1-2
    Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O Senhor seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo. Salmos 35:27

    ResponderExcluir
  21. Bacana seu blog. Comecei a ler agora. Sei que aprenderei muito. ^^

    ResponderExcluir
  22. minhas dívidas estão em 50 mil e eu mal consigo tirar isso da cabeça (pensava que devia uns 20 mil e não estava muito preocupada, hehehe)... se tivesse 300 mil de obrigações, surtaria, ahaha

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.