quarta-feira, 23 de maio de 2012

Carro: ter ou não ter!

Brasileiro é apaixonado por carro! O bordão do comercial de gasolina é real, brasileiro gosta muito de carro, mais pelo status menos pela utilidade. Como boa parte dos meninos, sempre fui apaixonado por carro, leio sites de notícias sobre carros, acompanho testes comparativos, lançamentos, essas coisas. Já falei sobre esse assunto, mas hoje vou abordar de maneira diferente.

Já torrei muita grana com carros, cheguei a ter 3 de uma só vez (para duas pessoas, santa ignorância!). Tenho saudade do sedã 2.0 automático, mas confesso que meu popular faz o mesmo serviço. Ano passado me deparei com um texto no Valores Reais sobre vantagens de usar carro alugado. Na época aquilo era totalmente fora da realidade já que a nossa necessidade de carro era imensa, rodávamos quase 3000km por mês, porém, aquele texto ficou na minha cabeça.

Será esse o futuro do meu carro?
Hoje a realidade é outra, faço o trajeto de casa pro trabalho de bicicleta e a Bia de ônibus. O carro está largado na garagem do prédio e só é usado eventualmente durante a semana e nos fins de semana quando costumamos sair a noite. Então o carro está me dando um prejuízo enorme, já que a tendência é rodar cerca de 200 à 400km por mês. Pouca utilização pra muita despesa. Além disso meu carro está meia boca, tem uma horrível tendência a dar manutenções caras nos próximos meses. Pensei numa alternativa:




1- Vender o carro: desde os 16 anos, quando comprei minha primeira caranga, nunca fiquei sem carro. Essa seria uma atitude radical e não sei se me adaptaria, por isso, colocaria a grana do carro na poupança, não na carteira de investimentos. Caso não me adapte posso sacar essa verba rapidamente e comprar outro carro.

2- Comprar uma moto: motos dão menos manutenção que carros, consomem menos combustível, são ágeis e práticas. Bia e eu adoramos motos. O problema é que temos gostos diferentes. Para o propósito de ser uma alternativa econômica ao carro, uma moto 125cc seria a melhor alternativa (a Bia vence!). 

Moto do Corey
Moto da Bia


Essa é pra você Pobretão!
3- Alugar um carro quando necessário: aluguéis de fim de semana são mais baratos, há pacotes a partir de R$ 200. Não alugaríamos toda semana, já que não são todos os sábados que saímos e se o tempo tiver bom e a Bia decidir deixar a micro-saia em casa é possível sair de moto.

4- Usar taxi: taxi é uma coisa muito cara, mas útil em casos de emergências ou quando a comodidade vale o preço pago. 

Inconvenientes: O principal é perder o conforto de saber que há um carrinho disponível 24 horas por dia pro que der e vier. Não sei o peso disso, já que como disse, nunca fiquei sem carro. Acredito que esse inconveniente é menor que o imaginado. O fato de ser obrigado a encarar chuva e frio de moto também não é muito legal (quem anda de moto sabe do que estou falando). Também não vejo muita vantagem financeira nessa operação, seria mais uma mudança de estilo de vida que algo voltado a economizar muito dinheiro. Comprar uma moto, mante-la, alugar carros e usar taxi são custos que não sei se seriam totalmente cobertos com a economia de não ter um carro.

Por enquanto fico do jeito que estou, deixo meu carango mofando na garagem, mas de qualquer forma é algo a se pensar, quem sabe no futuro...

65 comentários:

  1. Eu gosto muito de carro, utilizo bastante durante o mes, nao penso em ficar sem carro nunca. Mas realmente tras uma gasto enorme nas contas do mes.

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Scott!

      Se vc usa bastante os gastos acabam diluindo, então vale a pena. Já no meu caso...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  2. Após estar com carro por 6 seguidos, estou a 3 anos sem carro e digo:

    Muita comodidade em alugar e se preocupar apenas em usar, pois todo o restante está incluso no preço, e nas emergências, uso taxi. E sem dúvida, tudo isso gastando menos.

    Se penso em ter carro novamente?
    Sim, quando o peso delo no orçamento domestico for menor.

    Experimenta por um mês e nos diga o que achou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Muito bom seu relato, só reforça o texto do Valores Reais. Penso em experimentar por 1 ano, talvez mais pra frente...

      Conte mais da sua rotina, se como vc vai para o trabalho, costumes de saídas, essas coisas. É legal pra ilustrar com exemplo prático.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
    2. Corey,

      Eu só utilizava o carro para sair nos finais de semana, ou as vezes durante a semana a noite, ou alguma emergencia durante a semana, afinal a rotina ainda é de trabalho duro.
      No meu caso, trabalho com carro da empresa, então o deslocamento é via transporte público, e durante o trabalho é com o da empresa.
      Penso que, se for pra se delocar até o trabalho, deveria usar transporte público, bicicleta, ou qualquer outro meio que não o carro próprio. Agora se você trabalha como vendedor autonomo, por exemplo, o carro é necessário, pois é uma das ferramentas de trabalho, inclusive deve ser considerados todos os gastos dele (incluindo depreciação e custo financeiro do valor de compra) no orçamento na hora de apurar os resultados do trabalho.

      Mas é mesmo muito particular, pois tem gente que não consegue ficar sem, é um pouco da cultura, semelhante a ter a casa própria, se tornou um paradigma de que devemos ter carro próprio.
      Agora devemos quebrar os paradigmas.

      Abraços.

      Excluir
    3. Anônimo:

      Seu caso é parecido com o meu, tb não uso o carro para deslocamentos para o trabalho. Até uso, mas quando chove. É por esse tipo de comodidade que ainda vou mante-lo por um tempo.

      Pra vendedores carro é ferramenta de trabalho, não tem como. Mas tem muitas pessoas que só usam de fds, então é um dinheiro parado que ainda por cima gera custos.

      Valeu por seu relato!

      Corey

      Excluir
  3. Oi Corey!!!
    Bem eu prefiro ter o meu proprio carro, tenho um ano 1996, que me supre totalmente, poderia ter um zero, mas nao me interessa por enquanto, mas devo comprar um no fim do ano.
    Taxi esta fora de cogitação, pois vc tem que ligar e esperar, e o preço é muito alto, uma vez, devido a uma emergência tive que pegar um taxi, paguei 45 reais só de ida. sendo que a ida e volta no meu carro gastaria 15 de gasolina.
    Sem falar da comodidade de ter um carro.
    Um abração.
    Lord.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Lord!

      Ter um carrinho mais antigo tb é uma opção, muitas vezes não é necessário por no seguro, o IPVA é mais barato e o valor imobilizado é menor.

      Ainda mantenho o carro pela comodidade, principalmente nesse frio desgraçado que faz em sampa, rs!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Você disse um acoisa certa o IPVA que ano passado foi 550 reais e este ano passou para 250 KKKK.
      E sem contar que ja não vai desvalorizar, e o valor dele esta mais do que pago.

      Umm abração.

      Lord (agora em casa)

      Excluir
    3. É isso Lord! Puta vantagem, nada, nada é menos da metade do ipva de um 1.0 do ano. Além do mais esses carros já desvalorizaram o que tinham que desvalorizar. Vc paga 7k hoje e vende daqui 3 anos pelos mesmos 7k.

      Excluir
  4. cara eu vendi meu carro ha 5 anos e desde então só ando na minha titan 125, só não me arrependo de não ter feito isso antes!
    claro que no frio e chuva fica tenso, por isso coloquei um bau na minha e deixo capas e jaquetas guardados pra quando eu precisar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É anônimo, o problema de moto é o frio e chuva mesmo. O desconforto é imenso!

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
    2. mas isso é o de menos cara, quando você chega no fim do mes e ve o quanto economizou viu que valeu a pena!

      Excluir
    3. O conforto tem preço e as vezes acho melhor pagar por isso. Por isso ainda não me desfiz do carro.

      Abraço!

      Excluir
  5. Corey, tudo depende tb da região q mora

    Eu tenho um ponto de taxi na porta de casa, conheço todos os motoristas qdo preciso é só chama-los, inclusive para viagens curtas, mas meu percurso do dia a dia não dá mais q 2km então faço a pé mesmo, se tiver sorte de ter um carro compartilhado perto da sua casa (http://www.zazcar.com.br/) tb compensa, para percursos curtos fica mais em conta q alugar, mas tem q ser perto, senão nem vale a pena.

    Carro é uma comodidade, um conforto, dá para se virar sem? dá, me viro na boa, fazendo as contas no meu caso é muito mais em conta ficar sem carro e pegar taxi, só de não pegar transito é uma alivio, mas em alguns casos faz falta: supermercado! Faz muuuita falta, meus braços que digam :P
    Faça um teste por um tempo, em relação a moto, tb prefiro a sua opção, Bia precisa aprender umas coisinhas ainda ;) Mas em dia de chuva, para compras, moto não serve, vai ter q achar uma solução para esses casos
    beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia D Ostra!

      A região onde moro não é muito servida de transporte público e embora tenha tudo perto, não é tão perto assim, mas nada que impeça fazer as coisas a pé. Durante meu sabático eu ia no mercado, banco, farmácia, padaria, tudo a pé.

      Taxi além de caro é fora de mão, no meu caso, precisaria chamar, o que leva um certo tempo e encarece ainda mais. Esse negócio de carro compartilhado é perfeito! Mas tb não tenho essa opção por perto.

      Uma moto serviria muito bem pra nossa necessidade, o porém é o desconforto de frio, e principalmente chuva. Quanto a mercado, acho que não seria problema, já que fazemos compras 1 ou 2 x por semana, então o volume cai bastante. Tem uma feira muito perto de onde moramos, então frutas que são mais pesadas são compradas bem perto. Meu maior problema são as saídas pra balada, mas nesse caso acho que o aluguel dá conta.

      Minha opção de moto não é nada prático pra cidade e deslocamentos curtos, então acho que a opção da Bia seria mais interessante.

      Ainda vou fazer um teste, quem sabe ano que vem!

      Bom dia pra vc!

      Corey

      Excluir
    2. Aprender umas coisinhas? Já tive uma twister, mas hoje optaria por uma biz, por ser mais leve, prática e por ter porta capacete. BIA

      Excluir
    3. kkkk ok, desculpa aí... ja sei... compra 2 uma p Bia e uma p o Corey :P
      a biz é pratica mas acho pequena p andar a 2

      briga comigo não Bia senão eu choro!
      beijão aos 2

      Excluir
    4. Ô Lôco meu! Estamos em forma, dá até pra viajar de biz, ahahaha!

      Excluir
  6. Oi Corey,

    Moto foi feita para cair.
    Carro para dar conforto e status.

    Nenhuma das OPÇÕES acima são vitais, tudo depende se vc quer pagar ou não.

    Eu não fico sem carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camaleão!

      É verdade, moto foi feita pra cair, rsrs! Mas adoro motos, já andei muito de moto e nunca sofri acidentes, só tombinhos sem importância, mas ninguém está livre...

      As vezes a gente pensa que não fica sem carro, mas quantos já experimentaram? Aposto que poucos. É mais cultural!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. motos caem, fato, mas até andando a pé eu caio...

      já atropelei um cavalo com moto, já derrapei em fechada de onibus e cai de cara no chão, mas não desisto, continuo amando moto, apesar de não subir em uma a um bom tempo :)

      Excluir
    3. Rsrs! O máximo que fiz foi me enfiar atrás de um ônibus num dia chuvoso na Paes de Barros, mas isso só aconteceu pq não tinha freio a disco. Quem levou a pior foi a moto, rsrs!

      Excluir
    4. Moto e estilo de vida para quem gosta de fato,motos de 600 cc pra cima isso e status,se tiver que quebrar a cara vai de carro mesmo,sem contar que deve ser horrivel ficar preso nas ferragens...

      Excluir
  7. Dizem que carro dá mais despesa e dor de cabeça que filho. tu fez a vasectomia , mas vai comprar um filho bastardo da Vw, da Fiat....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas pelo menos posso me livrar dele a hora que quiser, rsrd!

      Excluir
    2. Boa resposta, rsss

      Excluir
  8. Oi Corey,

    Estou com o meu primeiro carro a 5 meses, por minha sorte no inicio do ano, a empresa onde trabalhou mudou o local e a distância que era de 13km subiu para 25km... Por azar, bateram no meu carro essa semana, e estou indo de busão... puts... não compensa.. estou saindo de casa 2 hrs + cedo e ainda tenho q pegar busão lotado... carro pode ser caro, mas se usado para deslocamento do trabalho acho q vale apena..

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá cebola!

      Se o transporte público fosse decente, essa diferença de 2h cairia pra uns 15 min aí compensaria, já que vc não estaria correndo o risco de acontecer uma ralada dessas. Infelizmente carro é um mal necessário pra maioria das pessoas.

      Quando não venho trabalhar de bike, gasto 10 min de carro, se não tiver carro dá até pra encarar vir a pé, rs!

      Abração!

      Corey

      Excluir
  9. Eu só uso de fim de semana também.

    Tenha um carro. Na hora do aperto de uma madrugada vc pode precisar de um.

    Já tive muitos carros, na ignorancia financeira que me comeram muitos meses de trabalho. :(

    Hoje tenho um carro que não precisa fazer seguro (ninguém quer roubar), que não dá manutenção( o carro é ótimo, não quebra fácil e uso pouco), IPVA barato (em SP: IPVA+licenciamneto+seguro obrg.=R$ 600,00), economico (12l/Km na cidade!) Tem air bag, direção, etc:

    http://carro.mercadolivre.com.br/MLB-237396022-todo-original-15-gls-motor-novo-na-garantialindo-carro-_JM

    Vai por mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e onde faz manutenção dessa bomba? uma visita no mecanico deve custar quase o valor do carro

      Excluir
    2. Fala Matrix!

      Eu já pensei num accent, mas daqueles mais antigos de 95 ou 96, tenho lido que são carros ótimos. Mas na real, se fosse comprar um desses importados dos anos 90, ficaria com corola ou civic, mas acho que não compraria por medo de não achar peças, ou de me arriscar fazer uma viagem, sei lá, sou meio cagão...

      Ao Anônimo: muitas vezes a manutenção desses carros não é tão absurda assim, fora que costuma pifar menos que os gols da vida...

      Abração!

      Corey

      Excluir
    3. Então, quanto a manutenção nunca tive problemas... e existem algumas peças que vc pode colocar dos nacionais que 'servem' nesse carro.

      Quanto a viagens etc... ms passado mesmo fui até maresias e voltei,,, voando sem problemas! rss (ah.. por isso que pago o seguro guincho)

      As peças, dependendo do que for fazer pode ser um pouco mais caro do que os nacionais, mas como vc usa pouco, talvez quase não faça manutenção. Não fiz nada até agora.

      Depois vai no facebook e tem uma 'comunidade' do carro:
      https://www.facebook.com/groups/accentbrasil/

      Abraços.

      Excluir
    4. essa do seguro de guincho foi boa...

      Quanto tempo q vc tem o carro? O osso é achar um desses em bom estado, muito tenso!!!

      Já li sobre essas adaptações, o Subaro Vivio usa peças de praticamente todos os carros nacionais!!!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    5. Então.. o carro era do meu pai e comprei dele. Único dono! rsss
      ou seja 12 anos!

      Excluir
    6. Putz! Aí é um excelente negócio!

      Excluir
  10. Olá Corey,

    Acho que vai depender de pessoa pra pessoa e de cidade para cidade.
    Por exemplo, tenho conhecidos no sul do Brasil que falam que pegam onibus na cidade e que nunca se atrasaram para ir no serviço.
    Aqui na minha cidade se você viver em função disso você vai atrasar no mínimo metade das vezes.

    Com relação a carro ou moto... Vamos ver se você consegue adivinhar qual gosto mais ?! xD~

    Amo moto. Frio e chuva pra mim nunca foi problema. Minha namorada não usa nenhum tipo de saia então está tudo certo. Acho que você pode fazer o seguinte. Tente ficar sem precisar do carro durante 1 mês, e veja se você consegue fazer aquelas coias que você fazia ele, sem ele. Se tiver tudo bem, então acredito que tê-lo ou não, não vai impactar muito em sua vida.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Estagiário!

      Tudo depende muito da região que a pessoa mora. Mesmo morando em sampa, na minha região o transporte público é uma merda, já pra quem mora no centro, com uma estação de metrô em cima da outra, fica mais fácil.

      Tb adoro moto, mas as desvantagens são grandes, nem estou falando do fator segurança pq isso é mto relativo. Talvez eu faça o teste por 1 ano, já que dá pra pegar tosas as variáveis possíveis de clima, uso, etc.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  11. Um táxi pode ser palco de aventuras eróticas, exibicionismo. Além disso não precisa de IPVA...

    Brincadeiras à parte, eu não tenho carro, nem pretendo ter. Atualmente moro a meia hora do trabalho, penso em comprar uma bicicleta elétrica para fazer em menos tempo.


    Acho carro uma forma de deixar muito dinheiro parado.Prefiro receber juros e com eles pagar meu transporte no dia a dia. Quero fazer o dinheiro trabalhar para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal vc compartilhar sua experiência. São poucas as pessoas que tem essa visão.

      vc vai trabalhar a pé? Cuidado com as bikes elétricas, no Rio andaram multando os usuários (coisa de Brasil!)

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  12. Olá Corey! :)

    Nunca tive carro ou moto, sempre andei de ônibus, metrô e táxi. Inclusive eu chego antes no serviço do que todo mundo mas pra ir embora chego sempre por último em casa e isso está começando a pesar, até nas entrevistas tenho notado certa resistência do ridículo RH das empresas quando digo que não tenho carro (apesar de ter carta já faz uns 3 anos).
    Não sinto necessidade de carro porque não tenho essa cultura de louvar o carro como muitos caras ou pirar em motos, minha carta só é B e eu dirijo mal pra caramba então antes de comprar um tenho que fazer muitas aulas, mas se o transporte público fosse beeeeeeeeeeeeeeeeem³³³ melhor eu não sentiria nenhuma falta. Só que se arrumar pra sair e chegar todo sujo não rola e to realmente pensando em comprar um carro, depois de umas aulas claro porque não quero matar meus passageiros kkk

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala General!

      Tenho uns 2 amigos que são iguais a você, inclusive um deles foi tirar carta agora, com quase 30 anos, pq a empresa obrigou! Esses RHs, na minha opinião, são um bando de tonto que não sabe procurar relevâncias nos candidatos.

      Vc faz muito bem em não se apegar com carros, a maioria dos homens torra muita grana e perde muito tempo com isso, passam o dia da folga inteiro lavando (e lambendo) o carro...

      Abração!

      Corey

      Excluir
  13. Bom eu tenho um moto, que me ajuda muito, pois ano MUITO cerca de 2.000km/mês.

    Muitas vezes li que se vc gastar menos de 14mil com taxi ou carro alugado por ano não vale a pena ter um carro.

    Veja bem usar carro locado ou taxi, tem MUITAS vantagens, não tem preocupação, não liga para a depreciação, troca de PNEUS NADA!

    E melhor se vc usar o carro alugado com certa frequencia pode fazer um acerto com a locadora e ter até um e sair mais barato ainda.. :D

    Mas ai cada um tem que analisar sua situação, e se vale a pena ou não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá M30!

      Moto é muito mais prático e econômico! Imagine qto vc gastaria pra rodar 2000 km de carro?

      Alugar carro tem essas vantagens que vc disse e outras como não se preocupar com ralados, riscos de flanelinhas,essas coisas.

      Existem várias maneiras de ter descontos em alugueis: cartões fidelidade, alguns cartões de crédito oferecem descontos, etc.

      Valeu por seu relato!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  14. Carro é uma das formas mais recomendáveis para quem gosta de PERDER dinheiro! Troque de carro todo ano e você chegará lá...

    Dito isto, a minha opinião é que o carro é um excelente bem de consumo. Com inteligência, sem ceder a tentação de estar sempre com o carro do ano, vale a pena ter um... é uma comodidade impagável, frente a baixa qualidade dos transportes públicos no Brasil...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IR!

      Sim, carros são máquinas de torrar dinheiro. Tem gente que troca de carro todo ano e jura estar fazendo um excelente negócio pq foge das manutenções.

      Concordo com vc, carro é um bem de consumo. A vantagem em relação a outros bens de consumo é que dá pra recuperar parte do valor investido na venda.

      Abração!

      Corey

      Excluir
  15. vou dar uma dica que talvez te sirva, perto da sua casa tem alguma vendedora de carros usados?
    se sim você pode conversar com o proprietario e alugar um carro dele, ja fiz isso quando morava em outra cidade e sai mais da metade do preço de alugar numa locadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, nunca ouvi falar nisso! Faz sentido.

      Excluir
  16. Oi Corey, tudo bem? realmente a manutenção de um carro é muito cara, mas meu amigo, depender de ônibus para trabalhar é uma droga, principalmente pra minha profissão que na maioria das vezes precisa correr de um lugar para o outro, ninguém merece!!! táxi então, uso para fazer as compras e as vezes para voltar de um passeio no fim de semana, é caro pra caramba!!! se eu tivesse condições de ter meu carrinho atualmente, não pensaria duas vezes, pois quando vc passa aperto para ir a uma emergência ou levar o cachorro(no meu caso) ao veterinário, ter de recorrer a familiares é pra acabar com vc... para mim, um carro hoje, é um mal necessário. abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Porquinha!

      Dependendo do trabalho tem que ter carro mesmo. Mas vejo muita gente que usa ônibus da empresa (metalurgicas principalmente) e tem um carrão na garagem que só usa de fds e olhe lá.

      Essa de levar o cachorro no vet é problema mesmo. Ainda bem que o meu é pequeno, cabe numa caixa de transporte pequena e dá pra levar até de moto, rsrs!

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  17. Eu gastei R$6.363,15 no ano passado com meu carro.

    Essa conta inclui IPVA, Seguro obrigatório - DPVAT, Licenciamento, Seguro, Revisões periódicas (duas no ano), Inspeção Veicular e combustível.

    Isso dá uma média de R$530,26 por mês. É uma grana boa, e caso eu fosse ficar sem carro, com certeza eu faria a conta se taxi ou aluguel seria mais barato.

    Porém, por hora, eu prefiro pagar esse valor para ter a segurança de se ter um veículo disponível 24hs/dia, pois rodo normalmente 900km/mês.

    Acho que todos que possuem algum veículo deveriam ter esse controle e saber exatamente quanto gastam, para assim poder tomar a melhor decisão sobre ter ou não ter :)

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei das contas.A maioria dos donos de carro só olha a comodidade, a facilidade de ter o veículo na garagem, mas esquecem de outras variáveis.


      Se o valor do gasto anual total do veículo, 6,3 k, fosse somado ao valor do mesmo e aplicado num cdb, ou numa pagadora de dividendos, poderíamos pensar numa alternativa que mantivesse o transporte e não imobilizasse capital.


      O valor de 36k, carro + gastos, poderia ser usado para render juros. Com eles seria possível alugar um veículo ou andar de táxi.

      Excluir
    2. Oi SRF!

      Poxa, seu controle é absoluto! Parabéns!

      Vc disse que caso não tivesse carro e optasse por taxi ou outras conduções talvez economizaria algum dinheiro, mas vejo esse dinheiro gasto a mais como o preço pago pelo conforto de ter um carro disponível 24h por dia, não há nada de errado.

      Por enquanto eu tb prefiro pagar por esse conforto.

      Anônimo:

      Uma conta rápida:
      Valor do carro: 35000
      Despesas anuais: 6000
      Total: 41000
      Na poupança (0,6%): 246/ mensais

      246 reais não é muito dinheiro, muitas vezes não é o suficiente pra pagar outras alternativas de transporte, mas some a isso a depreciação, possíveis multas e acidentes que não acione o seguro e o valor cresce.

      Cada caso é um caso.

      Abraçao!

      Corey

      Excluir
  18. Grande Corey!

    Carro, ah carro!!. Desde 1998 possuía moto, tive 4. Em 98 comecei com uma Dutty 125 ano 1982 (é o novo!), em 2000 comprei uma CG 125 ano 97 (melhorei o status), em 2004 comprei uma Titan 150 nova (olha ai as coisas melhorando) - a melhor custo beneficio que tive -, em 2007, o pulo do gato!!! (gato borralheiro), comprei uma Twister nova - pense numa moto veloz, ótima para pilotar, mas foi a moto que mais perdi dinheiro. Comprei a moto financiada e paguei R$ 14000,00 somando o financiamento. Em 2009 (se não me engano) ela saiu de linha, sabe por quanto vendi? Chuta? R$ 6500,00. Isso mesmo!!! Me lasquei.
    E por falar em lascar, ao todo levei seis quedas de motos: a ultima e mais grave foi na Twister - com 80 km/h, por sorte só desloquei a clavícula. Foi então que decidi vender a moto e comprar um carro. Isso em 2009. Em 2010 vendi e dei de entrada em um corsa sedan 2003, pense num carro bom, mas de manutenção cara!!! Esse ano comprei um polo 1.6, automático, ano 2010, seminovo. Acredite, mês passado gastei R$ 130,00 de gasolina, e só!! Mas minha esposa vai trabalhar de ônibus e somente uso o veículo quando estou em casa, pois trabalho no interior do estado e, uma vez por mês, passo 15 dias lá: fato que contribui bastante para economia nesse gasto. Minha esposa tem carteira, mas para ajudar vai trabalhar de ônibus, quando estou em casa vou pegá-la no trabalho: me dou esse luxo para ficar mais ao seu lado.
    O fato é que carro ou moto depende da família. No meu caso a mudança foi para melhor, não só pelas quedas, mas também por que gosto de sair com a família e três numa moto não dá, né? Mas adoro moto e penso, seriamente, em comprar duas motos: uma pra mim (de médio porte, 300 cc por exemplo) e outra para minha esposa (uma menos potente), contudo isso é projeto para o futuro. Aqui também ajuda, pois é verão o ano inteiro.

    Um abraço!!!

    Guimarães.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Guimarães!

      Boa evolução, heim?? Rsrs! Eu tive 125cc, 400cc até uma scooter. A Bia tinha uma twister, realmente é uma bela moto.

      Motos usadas perdem muito valor mesmo, muito mais que carro. Sempre tive prejuizos terríveis nas vendas das motos. Vale a pena comprar uma zero a vista e casar, ficar uns 10 anos pelo menos.

      Caramba! 6 quedas! Por sorte nunca tive acidente grave, no máximo alguns ralões.

      Por vc ter filho um carro é muito mais útil, principalmente no lazer. Seu polo é automatizado, né? Daqueles i-motion? O pessoal mete muito o pau nesse tipo de câmbio, o que vc me diz?

      Ah, o nordeste... Meu sonho de consumo... Um dia ainda vou de mala e cuia pra essa terra quente, rsrs!

      Abração!

      Corey

      Excluir
    2. Fala Corey!!!

      Cara, até agora, meu carro não deu problema não, mas também uso pouco. Agora eu te digo: é show um carro automatizado, fora que o carro é um avião. Testo muito ele na estrada, pois viajo com frequencia.
      Véi, o nordeste é um sonho, mas o transito tá uma loucura nas capitais, em especial em Fortaleza. Aqui fizeram uma estatistica que todos os dias mais 600 carros na rua, PUTZ. Claro que não é nada comparado com SP, mas equivale em proporcão.
      Quando vir aqui, me avisa pra gente tomar uma aguá de coco, lá da Paraípaba (é a mais doce), juntos.

      Um abraço.

      Guimarães.

      Excluir
    3. Guimarães,
      Estive em recife a 1 ano, e cara! eu enlouqueci com o transito de la!!! estava 1 zilhão de vezes pior q o daqui de SP, nunca vi nada igual, e isso nem estou falando da cidade as estradas em volta já estavam completamente paradas, passeios q levariam uns 30 min p chegar levei muito mais de 2 horas... jurei nunca mais voltar p lá! Sem falar q vc sai em férias, foge do transito de SP e cai em um muito pior, horrivel.

      Excluir
    4. Guimarães:

      Eu já tive carro automático e sinceramente não entendo como tem gente que gosta de trocar de marcha! Trânsito tem em todo lugar o que difere é a percepção de trânsito. Aqui em sampa é sangue no olho!!!

      Opa! Me pega no aeroporto!

      Ostra:

      Não conheço recife, mas aqui no interior de sp o pessoal fala a mesma coisa, só que congestionamento pra eles é 10 carros parados!

      Boa tarde a todos!

      Corey

      Excluir
  19. Apesar do aluguer de carros ser uma boa opção que está em crescimento, e que já se pode encontrar com preços acessíveis, essa de vender o carro e depois alugar um quando precisar é uma decisão difícil mas é uma questão de pesar os prós e os contras.

    ResponderExcluir
  20. Fala, Corey!

    Carro tem vários fatores influenciáveis, mas no final das contas, ele paga o conforto.

    Eu, particularmente, não gosto de ficar sem. Não é status, como vc comentou, mas é conforto/necessidade. Táxi tem de sobra aki onde moro, não é tão caro, metrô pertinho de casa e ônibus pra td qto é lugar.

    Mas carro é carro. 24h dia tu pode fazer o q quiser. De certa forma, dá uma "liberdade" maior tb.

    Agora, fazer compras sem carro é dose tb! rsrsrsrs

    Carro pra mim é uma despesa q eu pago. No entanto, não compro akleles carros de 100mil. Poderia comprar se quisesse, não vejo diferença pras minhas necessidades. Celtinha 1.0 completo faz todo o serviço! hehehee

    []s!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá dimarcinho!

      Com certeza o conforto e segurança psicológica de ter um carro disponível 24h por dia é ótimo, mas esse preço as vezes sai caro demais. Eu por exemplo, mantenho meu popularzinho completo justamente pra ter esse conforto, mas sei que o preço pago por isso é relativamente alto por usa-lo pouco.

      É como vc disse, o problema é ter um carro fora do padrão de renda/consumo, aí o bixo pega. Eu mesmo adoraria ter um sedã automático, mas o custo de manter um bixo desses seria alto demais pro meu gosto.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  21. Quando o assunto é carro, eu estou bem "calejado". Levando a gente pra lá e prá cá, é quanto basta. Carro é um "ralo" por onde onde o dinheiro escoa e somos sempre permissivos com isso.

    Abs a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      É verdade, fazendo a função de transporte já está bom demais, o problema é que nos acostumamos facilmente com alguns luxos: ar condicionado, direção hidráulica, câmbio automático...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  22. Isso que as pessoas dizem ser "necessário" aprender a dirigir, é muito subjetivo. Depende da vontade e da capacidade mental de cada pessoa.
    Se a cidadã ou o cidadão tiver medo de dirigir e quiser seguir sua vida andando a pé e enfrentando os transportes públicos, não serei eu a julgar seu comportamento.
    O trânsito das nossas grandes cidades já está saturado!
    Se cada habitante maior de 18 anos deste país tiver o seu carrinho ou a sua moto, vai ficar mais caótico ainda o trânsito e o transporte público vai reduzir bastante sua frequência em função da queda de demanda.
    Tenho 32 anos e ainda não dirijo. Mas quero ter, sim, a minha CNH, não para agradar à sociedade, mas para adquirir uma certa independência nos meus deslocamentos.
    Abraço e bom dia.
    Guilherme - funcionário público - Porto Alegre/RS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Guilherme!

      Entendo seu ponto de vista, mas continuo achando necessário sim saber dirigir assim como é necessário saber outras coisas: falar inglês, cozinhar, fazer faxina... O que talvez não seja necessário (e as vezes realmente não é) é ter um carro, nem sempre isso é necessário. Na época que fiz esse post, meu carro estava subutilizado, hoje em dia ele tá andando pra caramba, então na realidade atual carro é sim necessário pra mim. Infelizmente não vivemos numa capital europeia com transporte´público farto e de qualidade...

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.