quarta-feira, 4 de abril de 2012

Empreendedorismo - Minha Nova Loja - Parte 1


Quem acompanha o blog sabe que comprei uma empresa. Não vou dizer o ramo de atuação nem valores, ou conto o santo ou o milagre, os dois não, rsrs! Vou traçar um paralelo da compra dessa empresa usando as estratégias e detalhes que citei ao longo dos meus posts sobre empreendedorismo.

Primeiramente gostaria de deixar claro que sim, trabalhar é uma merda e ponto final! Mesmo voltando de um período sabático onde cheguei a sentir falta de uma ocupação, estou cansado e estressado. É impressionante como nos acostumamos com as coisas boas. Definitivamente o cidadão que bate no peito e diz que ama trabalhar precisa de tratamento psiquiátrico

Bom, decidi não arrumar um emprego e sim comprar uma empresa por um único motivo: dinheiro. Fiz as contas e conclui que comprar uma empresa, trabalhar uns poucos anos e vende-la irá adiantar minha IF nuns 10 anos. Obviamente isso contou muito. Eu tinha uma grana em caixa pra isso, dinheiro não contabilizado nos meus investimentos, então poderia começar do zero e montar uma empresa nova. Por que então decidi comprar uma empresa em funcionamento se isso é mais caro? Porque o trade será curto, uns 3 anos, no máximo. Começar do zero demandaria menos dinheiro, porém bem mais tempo, ativo esse que não estou disposto a investir.

O objetivo é fazer um trade, ou seja, comprar a empresa, valoriza-la e vende-la. Saí à caça e selecionei 3 empresas que poderiam ser bons negócios, em seguida elaborei uma tabela com as características de cada uma:

empresa A
empresa B
empresa C
1
faturamento atual
péssimo
bom
ótimo
2
potencial de crescimento
muito grande
grande
pequeno
3
preço
inflacionado
inflacionado
justo
4
forma de pagamento
entrada + prestações
entrada + prestações
alavancagem
5
rentabilidade
média
média
alta
6
distância de casa
grande
pequena
grande
7
público alvo
classe B
classe B
classe C
8
necessidade de investimento
alto
muito pequeno
muito pequeno
9
instalações físicas
razoáveis
razoáveis
ótimas
10
tamanho físico
médio
médio
grande
11
operacional
complexo
simples
complexo
12
concorrência
pouca
pouca
alta
13
potencial de ganho futuro
muito grande
grande
baixo
14
nível de trabalho operacional
muito alto
alto
baixo
15
ponto comercial
muito bom
bom
muito bom


Empresa A
A Empresa A está localizada num excelente ponto comercial, está totalmente quebrada, com dívidas, o proprietário está muito enrolado. É o típico perfil do empreendedor sem preparo: saiu do nada, conquistou alguma coisa e perdeu essa alguma coisa rapidamente por achar que estava rico. O preço estava acima do real, mas valeria pagar devido ao alto potencial de crescimento no curto prazo devido principalmente a excelente localização. O vendedor, por estar com muitas dívidas precisa desesperadamente de dinheiro, portanto a negociação deveria ser com entrada e prestações. O público alvo é classe B, o que nesse caso quer dizer ticket médio grande com menor rentabilidade. A necessidade de investimento seria alto, devido aumento de estoque e uma pequena reforma, além do capital de giro e da entrada. Essa necessidade de capital já descartaria a compra, mas o que mais me repeliu foi à distância de casa. O operacional seria complexo além de demandar dedicação integral durante no mínimo 1 ano. Obviamente após alguns anos de um trabalho bem feito, poderia vende-la e obter altos ganhos. Seria como comprar na crise e vender na euforia.

Empresa B
A Empresa B tem muito a ver com a Empresa A, porém não estava quebrada, mas há potencial de crescimento com baixo investimento. O proprietário não tinha pressa para vende-la mas precisava de algum capital, portanto a negociação precisa de entrada e algumas prestações. O nível de trabalho seria alto mas durante um curto período de tempo, há necessidade de trabalho no operacional durante alguns meses. O operacional é simples já que a empresa está saneada. Após o amadurecimento da empresa há capacidade de aumento de faturamento e consequentemente o valor venal, não um ganho elevado, mas algo razoável.

Empresa C
A Empresa C é linda! O faturamento é alto, está consolidada da praça, a carteira de clientes é excelente. Nesse caso, o ticket médio é menor, porém as compras mais frequentes e de produtos com maior rentabilidade. O proprietário fez um bom trabalho, está vendendo para se aposentar, portanto não precisa de dinheiro na mão. Negocia por alavancagem com pessoas conhecidas (eu sou conhecido), porém devido ao alto valor da empresa, o pagamento demoraria muitos anos, comprometendo o fluxo de caixa da empresa, que tem mais funcionários e despesas fixas sensivelmente superiores. Não era preciso fazer nada na loja, que tem funcionários experientes e suficientes, porém operacional complexo.  A empresa tem serviços e produtos diferenciados, o que protege um pouco da alta concorrência do local. Como a empresa não tem muito potencial de crescimento, a probabilidade de ganhos no trade era reduzido. Seria uma empresa buy-and-hold.

Pra não ficar muito comprido, na próxima eu conto qual escolhi (acho que a maioria já adivinhou, né?), o por quê e como rolou a negociação.

27 comentários:

  1. Oi Corey gostei do seu post, inclusive vou guardar esta tabela que é muito ilustrativa, e tenho vontade de ter um negócio proprio, mas imaginava em montar do zero, nessas ultimas semana vi muitos anuncios no classificados,e seu post caiu como uma luva em relação a comprar um negócio ja pronto, e como comprar uma empresa de apenas 1 ação, Só não quero sócio, nem eu e nem Eike ele diz que aceita vender partes da empresas desde que ele não perca o controle acionário. Daqui a alguns dias vou escreve um post sobre sócios, e um fato de comprar uma empresas em que o antigo dono continua no ramo, isso pode ser um desastre. Voce deve estar comprando uma padaria ou lanchonete certo? Um abraço Corey.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lord!

      Obrigado! Fico contente por estar ajudando. Eu Tb não sou muito fã de sócio não. Há casos que a presença de sócio é quase indispensável, normalmente em negócios cujo operacional é muito complexo e o horário de atendimento é grande (padarias, por exemplo). Outras vezes o sócio pode tocar o negócio e vc só investir. Nesses casos acho que o investidor deve vender sua parte (realizando lucro) pro sócio operador assim que a coisa crescer. São raras as histórias de sociedade que deram certo por um período longo de tempo.

      Qual seriam os problemas em comprar uma empresa cujo antigo dono continua no ramo? Concorrência? Se for isso, a maioria dos contratos de compra e venda de empresas possui uma cláusula onde o vendedor se compromete a não montar outra empresa do mesmo ramo a X Km de raio. Aliás, acho que a legislação obriga do vendedor a esse compromisso. Nunca fiquei sabendo de nenhum caso semelhante.

      Rsrsrs! Façam suas apostas em que ramo entrei!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  2. Muito boa a forma como dividiu a escolha das empresas, impressionante como tornou simples de visualizá-las. Estou ansioso pelo próximo post, mas meu chute vai na alternativa B, mais perto de casa (ohh meu sonho rsrs), possibilidade alta de crescimento e baixo investimento inicial. A rentabilidade da empresa vai entrar na sua carteira futuramente ou trata como um investimento a parte?

    Abraços e sucesso nessa nova aventura :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá General!

      A tabela é uma forma de mensurar componentes subjetivos, de maneira que vc possa enxergar o que não vê. Não terei muito lucro durante o tempo que ficarei com a empresa, talvez consiga tirar um pouco mais que o suficiente pra sobreviver, principalmente se eu deixar o operacional colocando funcionários pra fazer esse trabalho. O lucro mesmo virá após a venda, mas o que der irá sim pra minha carteira de investimentos.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Excelente Post Corey! Sua síntese do perfil das empresas está muito boa (imagino que deve ter dado um bom trabalho rsrs)

    Para que tenhamos uma idéia do porte do investimento poderia dizer o número de funcionários?

    Eu não lembro se você está apenas no empreendendorismo ou está trabalhando também.

    E quanto a parte administrativa está totalmente a seu cargo ou você contratará algum gerente.

    Abraço!

    Mão Inglesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mão Inglesa!

      Cuidado! Número de funcionário dificilmente tem a ver com valor de investimento ou faturamento. Conheço empresas super lucrativas com faturamento altíssimo com 1 ou mesmo nenhum funcionário. O inverso tb é verdade, há empresas cheias de funcionários e que deixam merreca no fim do mês. Tenho poucos funcionários.

      Não tenho outra ocupação, gosto de focar no que estou fazendo, uma coisa de cada vez. A empresa não tem gerente, a adm toda ficará comigo, talvez futuramente eu contrate algum responsável pra tocar o operacional, vamos ver...

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  4. Corey você é muito mestre. Como aprendeu tudo isso?

    Seus posts eu fico babando, é meu sonho ser empresário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como ele aprendeu? Fazendo MBA seu burro sofredor.

      Excluir
    2. Olá Pobretão!

      Obrigado! Aprendi fazendo e tb vendo as cagadas dos outros. Toca esse projeto de ser empresário!

      Anônimo:

      MBA? É ruim heim, rsrs! Não viaja!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Ola Corey, concordo com suas palavras : "Definitivamente o cidadão que bate no peito e diz que ama trabalhar precisa de tratamento psiquiátrico".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camaleão!

      Pois é, o pior é que ouvimos muito disso, né? Minha esposa diz uma coisa: vc pode gostar do que faz, mas gostar de trabalhar com isso é demais!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Cara vou pegar essa tabela pra mim! Ficou muito boa!

    Qual a sua opinião sobre o ramo alimentício? Para os casos como lanchonetes por exemplo, não há muito segredo. Basta entrar num ponto bom e movimentado, concorda? O problema é a lucratividade, que não é tão alta assim.

    Abcs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FI!

      Fique a vontade pra copiar a tabela, rsrs! É um prazer ajudar.

      Alimentação é um dos melhores ramos que existem! Todo mundo come fora, e a classe C só aumenta o percentual de gasto com comida na rua. Comida ainda é barato pra quem fabrica (ou processa), a margem de lucro costuma ser boa (dependendo do caso). Os maiores problemas de lanchonete são:

      Vigilância Sanitária: obviamente se vc segue as normas de higiene, boas práticas de atendimento e não vende nada vencido, não terá muitos problemas com eles, porém, o problema relacionado vem a baixo.

      Funcionários: lanchonetes empregam profissionais com certa qualificação (chapeiros, garçons, atendentes), porém normalmente essas pessoas são “xucras”, ou seja, ignorantes, difíceis de lidar, desonestas, porcas, etc. Entendeu o problema com a Vigilância Sanitária?

      Controle de estoque: coisa dificílima pra quem prepara produtos pra venda. Por mais que vc tente sistematizar determinado produto, será impossível controlar o estoque. Isso deixa margem para fraudes e desvios de qualidade.

      Todo ramo tem problemas, basta observa-los e tentar contorná-los que o negócio pode ser bom.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. apenas para título de ilustração, e aproveitando que o FI perguntou sobre o ramo alimentício, desculpe se poluir post Corey (qqer coisa eu apago) vou postar aqui porque não é um assunto que abordo no meu blog.

    Excluindo a variável "escolha do ponto" (nossa... lembrei das provas de física agora, quando tinha que calcular alguma coisa excluindo a força da gravidade kkk)

    Enfim:

    Franquia do restaurante Spoleto
    ----------------------------------------
    Faturamento Médio: R$100.000,00
    Taxa de Franquia: R$60.000,00
    6% de Royalties + 4% de fundo de propaganda (sendo 2% revertidos regionalmente) do faturamento bruto
    Uma loja padrão tem em média 10 funcionários: cozinheiros, ajudantes de cozinha, atendentes, caixas, copeiros e subgerente.
    Margem média de lucro: 15 a 20%

    Investimento de uma loja padrão
    -------------------------------
    Shopping Centers (35m²): A partir de R$300.000,00
    Modelo Compacto (20m²): A partir de R$150.000,00
    Lojas de rua (150m²): A partir de R$450.000,00



    tudo isso p/ vender macarrão! rs
    tá bom... macarrão muito bom e com temperos secretos, mas não deixa de ser macarrão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi bom você abordar este ponto porque eu acho estes custos absurdos para este empreendimento. A empresa já nasce enxuta, descaptaliza muito o empresário e tudo isso pra ficar de acordo com os padrões da franqueado.

      Se pensar bem, com 450k e um bom planejamento você monta uma pequena fábrica, com retorno sobre investimento bem melhor. Na minha opinião.

      Abcs,

      Excluir
    2. Olá Don Vito!

      Fique a vontade, seu exemplo foi bem útil.

      No shopping a margem de lucro não chegará a 20% de jeito nenhum! O aluguel de um espaço na praça de alimentação para um restaurante desse chega à 30k aqui em SP, fora taxa de condomínio, taxa de promoção e 13º aluguel. O valor de investimento dessa loja do shopping deve ficar nos 300k mas sem contar as luvas, correto? Por favor me corrija se estiver errado.

      O cara investe uma pequena fortuna numa franquia dessas, trabalha no mínimo 12h por dia de domingo a domingo, tem que lidar com funcionários (essa é de longe a pior parte), pra no fim das contas colocar 10k no bolso! Na minha opinião não é um bom investimento.

      Mais uma vez, obrigado pela contribuição!

      FI:

      Vc disse tudo, com 450k há investimentos muito mais interessantes. Há bons negócios em franquia, mas são poucos. Hj em dia tem franquia de tudo, tem cara que começa a franquear sem nem abrir uma loja própria. Isso é pirâmide, só não ver quem não quer.

      Corey

      Excluir
  8. Você parece entender mesmo do assunto,parabéns Corey!\o/
    Admito que eu até investiria na empresa A,mas eu ia entrar nessa receoso!XD Só a perspectiva de altos ganhos me faria continuar.
    Independente de qual fosse,eu sempre escolheria a empresa B ( mais pelo operacional simples já que sou desorganizado pra caralho!XD )
    Boa sorte com sua nova empresa!\o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael!

      A empresa A é para gente experiente no ramo. É um trade extremamente arriscado, mas com chances de ganhar muito. Cara, se vc quiser ser empresário, controla esse lance de desorganização, heim? Dependendo do ramo vc pode ter 30 boletos pra pagar por dia, já pensou se esquecer de um?

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  9. Gostei disso, dessa sinceridade, quem diz que ama trabalhar é meio pancado da ideia. Podemos até gostar de trabalhar, mas amar é dose...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Com certeza! tem que ser meio louco. Eu reconheço, só trabalho pra ganhar dinheiro pra não precisar trabalhar amanhã!

      Corey

      Excluir
  10. Com 450 k dá para receber dividendos e esperar boas crises financeiras.Acredito que muita gente é viciada em ser chefe, em comandar, dar ordens, sentir a serotonina provocada pela autoridade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      Realmente tem gente viciada em poder, eu não tenho isso, aliás, nem gosto de ser chefe. Chefes aparecem muito e quanto mais desconhecido eu for, melhor, rsrs!

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Grande Corey!!!

    Mais uma vez vc dá uma aula. Parabéns! Concordo com vc: Trabalhar é uma saco! Mas muito disso se deve as pessoas e não ao trabalho em si. É muito difícil lidar com gente, principalmente gente desqualificada (no sentido amplo), descompromissada, cheias de direitos (que muitas vezes não os têm) e cheias de vicios. Graças a Deus sou funcionário público, de certa forma não tenho chefe ou mesmo ele não pode me demitir (e olha que levo meu trabalho a sério, mesmo sendo público, e trabalho muito). Trabalhei muito anos no setor privado, desde os cargos mais simples à cargos de chefia (foi onde vi como é dificil ser chefe), foi então que decidi entrar para o Serviço Público.
    Me diz uma coisa, vc se inspirou no filme "uma linda mulher", pois a história está muito parecida, inclusive com o grande amor no final! rsrs...

    Um abraço.

    Guimarães.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Guimarães!

      Cara, lidar com gente é muito ruim, é o pesadelo de qq empresário, pode acreditar! Como vc disse, boa parte das pessoas são desqualificadas e não movem uma palha pra mudar. Eu sei dos meus defeitos, que não são poucos, e quando necessário tento mudar algo, mas a grande maioria das pessoas não está nem aí. Só querem saber de direitos, folgas, aumentos e benefícios.

      Tenho amigos que são funcionários públicos e eles comentam que tb há muita putaria nas entidades públicas. Não tem jeito, onde tem gente tem merda! Acredito que a vantagem é a estabilidade.

      Acho que assisti esse filme qd era moleque. Pq a pergunta? Não entendi, RS!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  13. Corey, simplesmente excelente.
    Sou totalmente cru neste assunto, mas você está despertando minha curiosidade.
    O que você aprendeu foi através da vivência "ao vivo e a cores" ou há também cursos e/ou livros que te auxiliaram?

    Excelente postagem. Parabéns.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá AdP!

      Cara, meu conhecimento é quase todo empírico, mas acho que me falta um pouco de conhecimento formal. Acontece qu sou preguiçoso, aí já viu, né?

      Abraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.