segunda-feira, 5 de março de 2012

[Off] Filho: você realmente precisa?


Fui uma criança diferente, aliás, bem chata. Nas poucas reuniões sociais que freqüentei durante a infância não costumava me envolver com as outras crianças da mesma idade, ficava sempre ao lado do meu pai ouvindo as conversas de adulto sem abrir a boca, afinal, sempre fui tímido. Na escola, me dava bem com todos, não era aquele cara isolado no canto da sala mas também não tinha um melhor-amigo-pra-todas-as-horas, muito devido ao fato de detestar futebol.

O tempo passou, começaram os romances e logo vinham aqueles papos de “meu filho vai se chamar fulano ou sicrano”, eu achava engraçado aquilo, mas totalmente fora da realidade, afinal, ainda éramos adolescentes. Comecei a trabalhar e lidando com o público descobri que não tinha muito, digamos, tato com crianças. Elas não gostavam de mim e eu preferia manter distância. Conheci minha esposa e, durante o namoro, nunca falamos sobre filhos. Aquilo era totalmente surreal pra ela também.

Noivamos, e começou aquela história de parente perguntar pra quando vem o casamento e o bebê, a gente desconversava mas começamos a pensar que isso seria possível de acontecer. Não veio nem um nem outro! Decidimos morar juntos e tivemos uma conversa séria sobre o assunto optando por não ter filhos, tudo era muito natural pra gente, muito mais natural que pensar em procriar.

Os anos foram passando, a encheção de saco das pessoas só aumentou, mas continuamos na nossa. Durante o tempo que estamos juntos, casais conhecidos também se casaram, muitos tiveram filhos e por causa deles, ou não, alguns também se separaram. O fato é que casais que não tem filhos são mais unidos, mais namorados, pelo menos é isso que vemos por aí. Recentemente fiz vasectomia, o que pôs um fim no tormento dos anticoncepcionais.

Como disse num post, minha decisão de não ter filhos não é estritamente financeira, talvez a principal seja a minha total intolerância com crianças (o que já seria motivo mais do que suficiente), mas há outros fatores envolvidos: desprendimento, liberdade, ecologia, incapacidade de ter um dependente, ecologia, problemas em geral... Egoísmo? Talvez, mas conheço muitos motivos egoístas para ter filhos. Agradeço por ter tomado esse sensata atitude antes que fosse tarde, afinal, uma vez pai ou mãe, sempre será.

Como o foco do blog é dinheiro, vou relatar os meus motivos financeiros pra não querer filhos:

Ø  Filho dá muita, mas muita despesa mesmo! Se vc é pai ou mãe sabe melhor que eu quanto custa criar uma criança do jeito que tem que ser. Há muito tempo um filho não é somente uma boca pra alimentar. Basta uma simples pesquisa no pai-dos-burros (Google) pra achar n descrições de quanto um filho custa. Não é exagero dizer que é mais fácil comprar uma Ferrari e sustenta-la;
Ø  Sem filhos consigo ter uma vida mais minimalista, com menos coisas, ou seja, menos despesas. Não esqueça que as pequenas despesas são o ralo do orçamento. Se vc comprar um doce de 2 reais todo dia pro seu filho, gastará 60 reais por mês, que é o valor da minha conta de luz e gás somadas (mas por favor, compre, seu filho vai adorar, eu ficava extremamente feliz quando meu pai chegava em casa com uma paçoca Amor);
Ø  Sem filhos, consigo viajar fora de temporada que é uma das coisas mais espetaculares que existem. Experimente fazer a mesma viagem, na temporada e fora dela e me conte a diferença de custos;
Ø  Posso arriscar mais nas decisões financeiras já que se minha esposa e eu ficarmos na merda total, conseguimos da noite pro dia, empregos que nos sustentem com sobra de 50%;
Ø  Não deixarei herança, logo posso tomar tudo de Jack Daniels;

Não sou militante da filosofia childfree*, se você gosta de crianças, tem condições de mante-la e formar um adulto consciente deve ter filhos. Também não saio arrancando a cabeça das criancinhas no meio da rua. Acontece que não é todo mundo que tem talento pra ser pai ou mãe e não há nada de errado nisso, afinal ninguém é obrigado a fritar um ovo com a gema mole, que dirá criar um filho; mas se você não sabe fritar ovos, não vá querer trabalhar como chef de cozinha, você pode até arrumar o emprego mas ninguém vai tolerar sua comida.

*Childfree: expressão americana que se refere às pessoas que optaram por não ter filhos.

39 comentários:

  1. Bom comentario. Optei por ter, e nao me arrependo nem um pouco. Gastos sao enormes, mas, pra mim, eh muito bom.

    Mas ainda bem q nascemos numa epoca em que eh possivel escolher casar e/ou ter filhos. Afinal de contas, algumas pessoas nao nasceram para ser pais/maes. Se o fossem, seriam extremamente infelizes, e ninguem merece isso. Da mesma forma, algumas pessoas seriam infelizes se nao tivessem filhos. Por isso, ainda bem que nossa epoca permite a escolha sem muitos problemas com as outras pessoas. Uma decisao dessas em 1900 seria praticamente impossivel...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita!

      Vc está certo, vivemos numa época que é possível optar por casa, ter filhos, ser hetero ou homossexual. Até pouco tempo atrás isso seria impossível, já que a pressão da sociedade era maior ainda.

      Ocorre que nem todas as pessoas percebem isso e acabam se deixando levar pela manada, acabam sendo infelizes por não terem optado pela coisa certa.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  2. Perfeito Corey, sociedade 'obriga' o casal a ter filhos, cobra, perturba, tambem passei por isso por muitos anos e achava ridiculo. Ter filhos para mostrar aos outros, para cobrir um buraco emocional, por que todo casal tem, pq o casamento vai melhorar, são todos motivos errados e que não costumam terminar bem.

    Colocar o filho no mundo é muito facil, educa-lo e torna-lo um ser humano melhor que os pais, é outra historia.

    Minha baby é a melhor coisa que aconteceu na minha vida e do meu marido, não imagino minha vida sem ela, super companheira, mas isso não é p qualquer um, sim dá trabalho, sim tem custo mas mais que isso, exige algo de nós que muitos não estão dispostos a abrir mão, nosso tempo, nossa vida, vejo muitos pais que mantem suas vidas de forma egoista e delegam a educação dos seus filhos para outros, querem continuar como antes da criança ter nascido, e por consequencia as crianças estão mais perdidas que os adultos, solitarias e transformando isso em pessimo comportamento p chamar atenção, entre outras coisas.

    e sabe o q é pior? depois q tem um todo mundo começa a te cobrar o segundo! Não julgo quem não tem filhos, muito menos os despeperados por te-los, afinal cada um sabe do seu caminho, mas acho importante o casal pensar pq realmente quer ter uma criança, sempre! e quando decidir te-las, se dedicar a função de pais pelo tempo que for nescessario.

    beijão e boa semana!

    ResponderExcluir
  3. ah e se alguem der doce todos os dias p seus filhos, o custo vai ser maior q esse, pois vai ter q tratar de todos os dentes :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Você foi racional no seu comentário. Não é essa a atitude que as mães costumam ter comigo quando digo que não quero filhos. Elas costumam acabar com a discussão usando uma frase clássica "...mas filho é 'bença'". Aí já era né?!

      Vc citou alguns dos egoísmos de algumas pessoas que tem filhos: ter um "mini-eu" e melhorar o casamento. Isso junto com outro clássico: "quem vai cuidar de vc na velhice" são motivos muito egoístas. Quem fala isso não está pensando no filho, somente nela mesma.

      Acredito sim que há casais que não seriam tão felizes caso não tivessem filhos e, pode ver, as crianças frutos desses casais costumam ser as mais educadas e dedicadas. A terceirização da criação dos filhos é outra coisa grave: os pais ocupam o moleque com trocentas atividades e se acham no direito de reclamar com professores pelo filho não ter aprendido algo que deveria ser ensinado em casa.

      Boa sorte com a ostrinha!

      Corey

      PS: é melhor trocar os doces de bar por produtos diet, rsrs

      Excluir
    2. Corey, maioria das pessoas quer q as outras vivam como elas, para sentirem q estao no caminho correto, o diferente incomoda, e isso em absolutamente tudo na vida, uma especie de auto afirmacao.
      A minha filha é uma bençao na minha vida, da vida dos outros eu não aei nada :P
      Essa de filhos cuidarem na velhice eu fico p. da vida, pois foi o q aconteceu com meu marido, um p. de um egoismo! Ninguem deveria ser obrigado a esse tipo de situaçao, a não ser qdo a pessoa escolhe esse caminho

      Eu tenho muita sorte com a minha pequena, uma criança incrivel, mas sei q parte disso é pq nos dedicamos integralmente a educaçao dela. Mas ficava em choque qdo ela tinha uns 3 anos e as pessoas me cobravam pq ela nao fazia ingles? Balet? Aulas de circo? E psicologo??? Kd a baba da menina?????

      Ela nao gosta de doces :) e me ajuda na minha alimentacao, muito fofa :)
      Beijao e saiba a o importante é vc e sua esposa estarem felizes com a decisao, o resto pouco importa

      Excluir
    3. As pessoas querem que os outros sejam iguais à elas para poder justificar suas escolhas erradas. Vejo que as pessoas "alternativas", seja lá no que, costumam ser mais felizes que aquelas com vida-padrão. Eu me incluo nisso!

      Já avisei meus pais que eles devem ser auto-suficientes, já que não vou colocar ninguém dentro da minha casa, atrapalhando meu casamento e o fluxo da minha vida. Não sou frio, só não acho certo ter que parar tudo pra cuidar dos outros.

      Percebo que filhos de pais dedicados (e não mimadores) não costumam ter problemas com alimentação, doenças crônicas e principalmente comportamento; já os terceirizados...

      Até mais!

      Corey

      Excluir
    4. "filhos de pais dedicados não costumam ter problemas com alimentação, doenças crônicas"

      Corey, vc deve ser uma pessoa incrível para reparar nisso! Não é qq um q percebe a relação, parabens :)
      beijão

      Excluir
  4. Gostei de ver mais um blogueiro que pensa, beleza, muita gente não quer ter filhos por falta de grana ou de tempo, mas nem pode flar direito, por causa do preconceito.

    Gosto de crianças dos outros, brinco, rio,mas não gasto nada, e se começa a chorar eu devolvo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo!

      Também sinto muito preconceito, teve gente que já até gritou comigo achando um absurdo o fato de eu me negar ser pai. Quanto pior o nível socio-econômico da pessoa, pior é esse tipo de atitude, infelizmente.

      Eu não gosto de criança, então nem chego perto, rs

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  5. Concordo com você cara, esse papo de "crescei-vos e multiplicai-vos" é pra quem vivia na época onde não existia inteligência financeira!! rss

    Tirando a piadinha de lado eu sou a favor de se fazer o que realmente sente vontade e não fazer o que os outros esperam que você faça.

    Você já viu um estudo do hospital Albert Einstein sobre os 5 maiores arrependimentos de pacientes terminais?

    http://www.einstein.br/espaco-saude/bem-estar-e-qualidade-de-vida/Paginas/os-cinco-maiores-arrependimentos-dos-pacientes-terminais.aspx

    Pois é, um deles é justamente esse:
    "1. Eu gostaria de ter tido coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo, e não a vida que os outros esperavam de mim"

    Pra pensarmos ;)

    Abs!

    ResponderExcluir
  6. Olá RF!

    Discussões religiosas a parte, esse negócio de "crescei-vos e multiplicai-vos" é mais comercial que ideológico.

    Eu tb tô cagando e andando pro que os outros pensam de mim.

    Essa pesquisa eu não conhecia, muito interessante. Acho que isso também vale pra gente gastar um pouco com lazer e coisas que nos dão prazer e não ser tão paranóico com acumulação de capital, vide os ítens 4 e 5.

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
  7. Ótimo artigo! Raro ver gente sensata, que fala sobre suas decisões de vida, porém sem criticar quem tem decisões contrárias. Eu tbm não gostaria de ter filhos.

    ResponderExcluir
  8. Ola Corey
    Vc abordou um tema interessante de uma forma muito inteligente. Concordo plenamente com vc. A sociedade julga. Como pode alguem julgar as decisoes alheias. Tenho uma filha pequena e ela fez eu me tornar uma pessoa melhor. Nao me imagino sem ela, porem respeito muito a posicao de quem nao quer ter filhos. Na verdade tenho muito respeito por quem consegue enxergar o que quer ou nao quer e mantem sua opiniao.
    Parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dividendos!

      Cada um sabe o que é melhor pra si, mas muitas vezes acaba indo pela cabeça dos outros. Um assunto tão sério como esse deve ser muito bem pensado.

      Boa sorte com a herdeira dos dividendos, rs

      Corey

      Excluir
  9. Esse tema é polêmico pra cacete! Eu não tenho vontade tbm, minha esposa quer muito, aliás ela é daquelas que não consegue imaginar a vida sem um filho, em resumo....fudeu!!! Quando surge esse papo eu faço aquela cara de paisagem, mas outro dia me vi pensando numa questão: porra, pra quem eu vou deixar minha grana quando eu empacotar? Jogar a grana pra cima no centro da cidade é uma opção, pouco sensata, mas é uma saída...rs. Não gosto nem d epensar nesse assunto, fico empurrando com a barriga, mas sei que um dia não terei como escapar, dá ou desce!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PT, é uma honra sua visita!

      Com certeza, isso causa muita polêmica. Sua situação deve ser péssima, mas se me permite um conselho, não tenha um filho ao menos que vc realmente queira muito. Vc não será feliz, muito menos a criança.

      Se eu não tomar toda minha grana de scotch, o que sobrar doarei pra alguma ONG que cuida de cachorros, isso é o de menos.

      Cara, não me vejo na sua situação, ainda bem que minha esposa nunca quis um filho.

      Boa sorte!

      Corey

      Excluir
    2. PT, sinto dizer... mas nesse caso vc é minoria, quando a mulher quer e o homem não, é praticamente voto vencido :S
      vá adiando enqto conseguir!!!
      boa sorte
      bjs

      Excluir
  10. É isso aí Corey. Também faço parte da turma childfree. Sempre que penso no assunto só encontro motivos para não ter filhos. Assim como quero que respeitem minha decisão de não ter filhos não critico quem deseja tê-los.
    O que falta para mim é encontrar uma companheira que compartilhe desse ideal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala mini!

      Eu tb não vejo nenhum motivo concreto pra alguém ter um filho, mas cada cabeça uma sentença, eu não critico os motivos subjetivos que as pessoas tem, só fico puto com os motivos egoístas: ter alguém pra cuidar na velhice, ter um "mini-eu", etc.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  11. Esses são alguns dos motivos pelos quais eu não quero ter filhos ( já estou planejando uma vasectomia!XD )
    E não se importe com a enchação de saco por parte da sua família.A minha já desistiu depois de eu dizer que nem sequer vou me casar pois sou ateu ( não use essa desculpa caso você não seja `menos que você não suporte mais eles perguntando )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Rafael! Se vc realmente não quer filhos eu recomendo fortemente que faça vasectomia, é um procedimento super tranquilo. o problema é conseguir fazer sem ter filhos, mas se vc for de SP eu passo a dica de onde fiz e como vc deve se comportar.

      Eu sou agnóstico, se eu falar pra minha mãe que sou ateu, acho que ela cai dura, rsrs.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. É,eu percebi que é meio difícil conseguir uma se você não tem filhos.Não sou de São Paulo,obrigado do mesmo jeito.
      Sua mãe é que nem minha avó ( ela ameaçou me deserdar -/- ) mas fazer o que,isso é direito intocável nesse país.
      Só espero ter a mesma sorte que você e conseguir uma companheira que aceite um cara que não vai se casar com ela numa igreja e não quer filhos ;)

      Excluir
    3. Rafael

      Pena que vc não é de SP, fiz a vasectomia sem o menor problema por míseros 400 conto.

      Eu não ligo para esses dogmas, mas tento respeitar os outros para não criar mais problemas.

      Não acho impossível vc arrumar uma mulher que não faça questão de casar e ter filhos. A gente acaba atraindo pessoas semelhantes, então esse dia vai chegar, rs

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  12. Na minha opinião, seria uma excelente política de controle de natalidade se todos os países adotassem o modelo chinês, ou seja, permite-se apenas 1 filho por casal. Já somos 7 bilhões e em 13 anos seremos 8 bi. Chega né?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Melissa, obrigado pela visita!

      Eu até aceito um casal ter mais de um filho, mas tenho uma teoria bizarra: quem quiser ter filho deveria passar por exames psicotécnico e provar que tem condições pra cria-lo de maneira digna. É obvio que isso é uma utopia, mas seria bom!

      Veja, quem mais tem filhos é justamente quem não tem condições de cria-los. As pessoas com melhor preparo, costuma ter no máximo 2.

      Eu acho que a adoção seria o melhor caminho, mas cada um é cada um.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
    2. Desculpe os erros de concordância, hoje estou meio burro!

      Excluir
  13. Já pensei como você. A alguns poucos anos mudei de opinião e estou decidido a ter três filhos.
    Bem chato a pressão que a sociedade faz pros casais terem filho mesmo. Na verdade é chato quando qualquer pessoa se mete na sua vida ou seu relacionamento. Seja educadamente grosseiro quando isso acontecer :)

    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho vontade de ter filhos, mas acho que não terei.
    Acho que não tenho coragem de colocar uma criança nesse mundo maluco. A pobre da criança vai ter que saber inglês, espanhol, mandarim, algum esporte, algum instrumento musical, extrovertida, inteligente, bonita, etc...
    E o meu maior medo, "adolescência". Não sei se consigo dar conta de um adolescente!
    Mas de vez em quando fico pensando se ele seria tão inteligente e educado quanto nos meus sonhos...mas acho que vai ficar por aí mesmo.

    ResponderExcluir
  15. Olá Carla!

    Nada contra quem quer filhos (aliás, tenho algumas coisas contra sim, mas deixa pra lá...), mas é necessário muito preparo pra isso. Pelo jeito vc tem bastante consciência do trabalho que um filho dará, isso já é um ótimo começo.

    Volte sempre!

    Corey

    ResponderExcluir
  16. Interessante a posição declarada de não ter filhos. A mim parece estranha, mas que fique claro qeu respeito e fiquei até pensativo sobre o assunto. Fato é que tenho filhos sim e acho que minha vida sem os dois seria muito, mas muito menos tudo, mais insossa e com certeza sem sentido, mas esse sou eu. Quanto as contas, é caro ponto. Isso em dúvida, mas pode menos caro dependendo da sua orientação. É simples: Se a saúde da criança for boa o que vai foder é o colégio.

    Agora meu velho, vou te dizer uma coisa: A não ser que você corte as bolas, não é você quem escolhe se vai ou não ter filhos e, eu pelo menos, nunca conheci uma mulher que não "batesse o relógio biológico". ;-)

    []s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo!

      Obrigado pela visita e por expor sua opinião.

      A opção de não ter filhos é vista como algo bem estranho, mas é somente mais uma opção que podemos fazer. Se sua vida é legal tendo filhos, ótimo, a minha tb é sem eles. Ainda bem que estamos satisfeitos com nossas escolhas.

      Quanto a cortar as bolas, eu fiz algo "semelhante", fiz vasectomia, não por duvidar da minha esposa, mas pra livra-la do anticoncepcional. Quanto ao relógio biológico, acredito que somos seres racionais, então não vivemos apenas por instinto, podemos controlar isso. Além disso a Bia (minha esposa) detesta a ideia de filhos mais que eu e mais uma coisa " não é você quem escolhe se vai ou não ter filhos", desculpe mas isso é uma grande besteira.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Só pra engrossar o coro do Corey: existem, sim, mulheres que não tem a menor vontade de ter filhos. Eu sou a prova disso, e conheço, pelo menos, mais duas que pensam assim tb. Pra tornar td ainda "pior", rsrs, minha família já sabe disso faz tempo (minha avó chocou um pouco, mas meus pais levaram numa boa), encontrei um cara childfree tb, que fez vasecto ano passado (por 400 conto, em Osasco, será q é a msm clínica q a sua Corey? rs) e estamos felizes assim.
      Cobranças? No começo até que tinha, mais da parte da família dele (evangélica), mas agora pararam.
      Sou ateísta, meu marido é deísta e não escondemos nossas convicções religiosas de ninguém tb. E o curioso é q, qdo vc começa a assumir essas coisas na frente dos outros, começa a atrair gente com pensamento parecido. Meu círculo de convívio tem mais ateístas do que os 10% da população que o IBGE mostra. Acho que as pessoas têm medo de assumir as suas opiniões, medo da reação dos outros ao diferente. Quando conhecem gente que pensa como elas, se sentem mais seguras pra assumir tb.
      BiaB

      Excluir
    3. Oi Corey, tenho 18 anos, sou childfree e quero fazer vasectomia,existe alguma possibilidade de conseguir fazer?

      Excluir
    4. Acho que não amigo, espere até uns 25 e fica mais fácil.

      Excluir
  17. Olá Corey, sou leitor assíduo do seu blog. Vc pode me passar a dica de onde fez a sua operação? Precisou esperar os 60 dias? Um abraço!

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.