sábado, 17 de março de 2012

Empreendedorismo: Comprando uma empresa em funcionamento 2ª parte: O Preço


Hoje vou falar da formação de preço das empresas de varejo.

O preço das empresas de varejo é formado multiplicando o faturamento por determinado fator, que varia de acordo com o ramo, quanto mais lucrativo, maior esse número. Essa forma de precificação pode não ser a mais justa, já que dentro do mesmo ramo há empresas com rentabilidades diferentes, mas é o consagrado e também mais prático, eliminando consultorias e outros gastos de tempo e dinheiro. Não podemos esquecer que ainda hoje é muito comum empresas do varejo que não possuem controle informatizado de vendas, estoque, rentabilidade, etc. Isso impede uma análise mais rebuscada que possa precificar de maneira mais coerente. Exemplo:

Padaria: o fator costuma ser entre 4 e 5, ou seja, uma padaria com faturamento de 50k é avaliada entre 200 e 250k.

Lava-rápido ou estacionamento: o fator costuma a ser acima de 10 (devido á grande margem de lucro);

Lanchonetes, perfumarias e pet-shops: o fator varia de 3 à 5. A rentabilidade pode variar muito de acordo com o tipo de produto vendido e serviço prestado.

Esse fator de precificação pode variar de acordo com o meio de pagamento: para baixo nas negociações com prazo menor e para cima nas negociações com prazo maior. Vou falar disso em outra postagem.

Normalmente o vendedor coloca o preço, não raro o faz totalmente fora do mercado, com esses é melhor não perder muito tempo. O típico vendedor com essa atitude é o pré-aposentadoria: o senhor trabalhou a vida toda naquela empresa e acha no direito de pedir horrores pela loja, normalmente isso ocorre por dó de vende-la. Outro típico vendedor dessa categoria é o “iludido”, geralmente alguém que trabalhou a vida toda numa multinacional, se aposentou ou foi demitido, pegou uma bolada, investiu tudo numa empresa e sem conhecimento quebrou. Esse super-valoriza sua loja para recuperar o prejuízo. Essas são pessoas difíceis de se negociar. Nesses casos, a presença de um corretor especializado pode trazer o comprador de volta à Terra e as vezes dá negócio.

A variação de preço embute individualidades de cada empresa: ponto, conservação das instalações físicas, qualidade e quantidade de equipamentos, tipo de faturamento (tipo de produtos vendidos ou serviços prestados), presença de dívidas, etc. Falando em presença de dívidas, comprar uma empresa endividada pode ser ótimo negócio. Normalmente o vendedor está passando por dificuldades financeiras, e acaba fazendo qualquer negócio, você pode assumir as dívidas, parcelando-as ou quitando a vista, após saneada, a empresa fica novamente rentável, mas isso exige experiência e feeling.

Os melhores negócios normalmente não estão nos classificados de jornal ou na internet e sim no boca-a-boca das pessoas do ramo. As melhores oportunidades costumam ser apresentadas para quem já tem uma empresa no ramo ou para trabalhadores dessas empresas. Isso acontece porque a negociação quase sempre é sigilosa, não é legal um funcionário saber que o patrão está vendendo a loja, portanto as ofertas muitas vezes são feitas na surdina. Isso não quer dizer que procurar um negócio no jornal é errado, pelo contrário, as grandes imobiliárias costumam ter departamentos especializados na compra e venda de empresas o que é especialmente interessante para quem não é do ramo.

A forma de pagamento e os trâmites das negociações fica para uma próxima postagem onde também vou falar sobre os tipos de empreendedores.

24 comentários:

  1. Melhor ser socio da ambev...

    ResponderExcluir
  2. Eu já fui sócio de uma micro empresa. É melhor ser sócio da CSN ou Banco do Brasil!

    Abraço!

    http://investidoremacao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IA!

      Sociedade é uma coisa difícil, eu por exemplo, não tenho perfil pra ter sócios, portanto fujo dessa alternativa. Sociedade somente as S/As.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Que tipo de corretor intermedia esse tipo de negociação?

    O que você acha de franquias? Andei vendo umas de alto valor de investimento mas que parecem ser promissoras: Subway, Hope, Cacau Brasil entre outras. Alguém que tem 0 de conhecimento em gestão(Mas que faria cursos do Sebrae) mas está disposto a seguir 100% da cartilha das franqueadoras tem chance de sucesso na sua opinião?

    Devo dizer que atualmente aguardo seus posts sobre empreendedorismo tanto quanto aguardo o salário no fim do mês rsrs

    []'s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Trader!

      Obrigado pelo incentivo, vou continuar escrevendo sobre esse tema.

      Normalmente as grandes imobiliárias possuem setor de negociação de empresas com corretores especializados. Há também empresas especializadas na negociação de determinado comércio (conheço em pet shops e farmácias).

      Não sei muito sobre franquia mas já pesquisei um pouco, vou fazer uma postagem a respeito. Acho que não basta seguir 100% da cartilha do franqueador, mas isso já é um ótimo começo até que se pegue os macetes do negócio, é muito melhor que nada. Faça cursos, leia bastante e vc terá um bom preparo, se for fechar alguma franquia, procure conversar com outros franqueados da mesma rede.

      Se vc ainda tiver o moribundo Orkut, tem uma comunidade lá chamada Franquias / Franchising Brasil que é muito boa, tem muita gente interessada em ajudar, eu recomendo.

      Fique a vontade pra perguntar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  4. Excelente postagem. Está ficando legal.
    Este fator de multiplicação pode ser achado em algum lugar? Há alguma referência sobre ele?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá AdP!

      Obrigado!

      Esse fator de multiplicação não é regra, não existe uma norma pra isso. Pra vc ter uma idéia dessa variação, entre no site do Primeiramão, vá em anúncios de negócios/oportunidades e veja alguns anúncios de empresas. Divida o valor da venda pelo faturamento e dá pra ter uma idéia desse fator.

      Fique a vontade pra perguntar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  5. Eu já tive um lava-rápido e vendi para meu cunhado, pois quem ele estava meio perdido e a idéia foi ajuda-lo e como é minha esposa que trabalha no lava rapido, eu achava o serviço muito pesado para ela (para uma mulher), e quem quiser alguma dica é só perguntar ,, hoje tenho uma distribuidora de água e gás aonde é bem mais tranquilo para minha esposa administrar pois é so atender o tel e os clientes na porta do comércio e quem quiser alguma dica também é só perguntar ,, a idéia é ajudar!

    Meu sonho sempre foi ser comerciante , mas nunca pude administrar um comércio pois sou funcionário do governo e não posso ter outra fonte de renda , assim é por lei,, masss eu acabo aproveitando a minha esposa e sempre estou inventando algo ,e ela acaba ficando com a bucha de administrar rsrs , se eu contasse aqui o que já fiz ,, daria um bom post hehehe

    Abços

    ITM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daria um bom post não ... Pode começar a escrever já! rsrs
      E essas franquias de lavagem a seco ecológica? Tão boas quanto um lava-jato?
      Post já! rs
      []'s

      Excluir
    2. Legal hein ItM.

      Meu sonho é ter um empresa e comprar uma andando é maravilhoso essas dicas do COrey são muito boas precisamos de mais dicas de um cara da área não posso viver TRABALHANDO PRA CHEFE.

      Excluir
    3. TraderLP,, vamos ver mais pra frente quem sabe eu faço um post hehehe! Quanto a lavagem a seco , eu não sei hoje como esta mais a uns 3,4 anos atras qdo tinha o lava-rapido eu tinha sondado a franquia , mas ela era cara e tinha muitas exigencias , tipo, localização e publico alvo e a minha cidade que é de mais ou menos 100 mil habitantes , não comportava e acho que até hoje não comporta tal franquia (pq ninguem abriu um lava rapido a seco ate hoje), esse tipo de franquia particularmente se encaixa em cidades como capitais em shoppings e para um publico alvo com poder aquisitivo mais alto ,, pois os custos são altos e vc acaba tendo preço de lavagens bem mais caros do que os lava rapidos comuns!

      abços

      ITM

      Excluir
    4. Pobretão , vc tem que ver , qual area vc tem conhecimento ou entao uma area que gostaria de montar o negocio e se sentiria bem , pois quando resolver abrir tal negocio , vai ter que desenbolsar uma grana e despender um tempo para alancar o negocio ,, entao ja vai pensando qual deve ser o seu novo emprendimento, em qual area deseja autar ,hehehe sugestão!

      Abços

      ITM

      Excluir
    5. ITM:

      Legal essa sua experiência com diversos comércios, é um aprendizado muito bom! Faz um post sobre isso, vai ser muito legal e pode ajudar muitas pessoas.

      O lava-rápido a seco é mais uma dessas micro-franquias que eu não boto fé, acho mais válido o cara pesquisar a tecnologia e fazer por conta própria. Esse tipo de negócio não exige marca, então acho que não justifica pagar uma franquia. Essa é a minha opinião.

      Pobretão:

      Antes de arriscar sua grana, veja se vc terá saco pra tocar um negócio. Ser empresário costuma ser muito mais desgastante que ser empregado. Pense bem!

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    6. Faz 1 mês que estou pensando seriamente em montar um lance de lavagem a seco. Pesquisei um pouco sobre as franquias, mas a ideia é conhecer os produtos, equipamentos e técnicas, pois ser franqueado não me atrai muito.

      Penso em fazer a higienização apenas do estofamento automotivo e fazer atendimento em domicílio. Se algum tiver alguma dica... Tô precisando.

      Abraço!

      Excluir
    7. Presépio:

      Não tenho muito conhecimento nessa aérea, mas acredito que franquia não seja uma boa idéia, afinal o operacional é relativamente fácil, acho que dá pra aprender por conta própria.

      Uma dica que dou, como consumidor, é lavagem a seco (ecológica) a domicílio. Eu mesmo, lavaria muito mais o carro caso houvesse um serviço assim, tenho preguiça de levar o carro no lava-rápido e ainda esperar. Pagaria mais caro por um serviço melhor e mais cômodo.

      Dá uma pesquisada no site do PEGN, acho que há uns 2 anos, passou uma matéria sobre isso.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Dou um copy and past nos comentarios do TraderLP, mas incluo nas franquias as da Brahma e Mr Beer :P
    beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do lado da minha casa tem um bar Brahma que distribui essas "franquias" que nada mais são que carrinhos com uma máquina de chopp brahma embutidos, achei muito camelô pro meu gosto mas o investimento inicial é baixo, cerca de 7 mil reais.

      Excluir
    2. GI, esses eu ja vi, mas o q me interessou é outro, tipo quiosque q estao colocando em shoppings, esse de carrinho só se eu mudasse p praia kkkk
      Bjs

      Excluir
    3. Lu e General:

      Esse carrinho da brahma eu ainda não vi nenhum. Costumo sempre frequentar um quiosque deles num shopping e devo dizer que a qualidade é muito boa. O que me deixa com uma pulga trás da orelha é justamente a localização: shopping. Duvido que tenha algum faturamento na parte da manhã, o movimento deve começar a pegar bem a tarde. Fora a quantidade de funcionário que eles tem. tem cara daquelas empresas com faturamento de 50k e lucro líquido de 3k.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Meu sonho é ser empresário, tenho muitas idéias e até estimulo meus amigos/parentes a fazer algo que eu entro com o dinheiro mas é tudo fogo de palha, só pensam no lucro e trabalhar nada... Como eu já trabalho e ganho por hora não posso me focar numa empresa no momento, mas as franquias me fascinam bastante. Se puder falar algo a respeito seria bom Corey!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá General!

      Esse negócio de pôr dinheiro em negócio de parente é bem arriscado, heim? Eu não tenho coragem, todos os casos assim que conheço terminou em prejuízo e perda de amizade.

      Vou falar sobre franquias futuramente.

      Fique a vontade pra perguntar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  8. Parabens pelo post. Muito bom...
    Tb gostaria da opinião de vcs sobre franquias... SErá que os custos adicionais não limitam demais a rentabilidade? Fiquei chocado com os custos estimados de frnquias top, tipo subway, quiosque brahma, etc... Ainda me questiono sobre a kopenhagen.
    .
    PS. vcs já viram uma franquia de "factoring"? Surreal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá Max!

      Sim, os custos da franquia limitam, e muito, a rentabilidade. Acredito que há casos que uma franquia é melhor que abrir algo sem marca consolidada, mas não é sempre que isso acontece. Precisa pesquisar muito antes de fechar.

      Franquia de factoring? Isso é novidade, rsrs

      Fique a vontade pra perguntar.

      ABraço!

      Corey

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.