terça-feira, 20 de março de 2012

Carro, o assunto do momento


Mais uma vez vou aproveitar o assunto do momento e dizer o que penso sobre carros. Em primeiro lugar, carro é uma máquina de gastar dinheiro. Isso é um fato incontestável! Carro dá muita despesa, independentemente se for zero ou usado. O gasto costuma ser proporcional ao uso e aí que mora o perigo.  Normalmente os homens são mais tentados em comprar carro, pergunte a qualquer moleque de 17 anos que começou a trabalhar qual seu sonho de consumo. Provavelmente a resposta será CARRO.  É fácil comprar um carro, comprei o meu primeiro com 17 anos, meses depois de entrar no primeiro emprego, isso porque na época não haviam financiamentos fáceis como hoje.

Ter um carro é muitas vezes vantajoso financeiramente. Na região onde moro o transporte público é um lixo e caro, então sai mais barato ter e manter um carro que depender de ônibus. Isso sem contar o tempo economizado e a flexibilidade de viagens, baladas de última hora, etc. Carro começa a se tornar um problema quando é incompatível com a renda do proprietário. É muito fácil comprar um carro de luxo usado, custam menos que um popular zero quilômetro, quero ver manter um carro assim, a manutenção costuma ser muito mais freqüente e muitíssimo mais cara. Um amigo gastou 4 mil reais numa manutenção de rotina dos freios do seu A3 (eca! Carro de favelado metido a besta, só serve pra pegar piriguetes funkeiras), fiz o mesmo serviço no meu popular por 400 reais. Carrão é ilusão, e a molecada costuma cair nessa, gastando fortunas pra deixar a “viatura” andando. Claro que aí começam as gambiarras, nem sempre muito seguras.

Não é todo mundo que precisa de um carro, muitos sustentam uma caranga que fica a semana toda na garagem, andam 200, 300km por mês. Nesses casos é muito melhor alugar um carrinho no fds, sai mais barato, não precisa se preocupar com manutenção, seguro e ainda dá pra variar.  Ou se fizer questão de ter um, comprar um com mais de 20 anos pra não pagar nem IPVA nem seguro.

Caso você use o carro diariamente, é mais inteligente comprar um popular completinho 0Km e ficar com ele uns 5 ou 6 anos. Dessa forma, a desvalorização é diluída no decorrer do tempo; além disso aproveita a melhor característica de um carro zero: pouca manutenção. Seguindo as revisões de fábrica você sempre terá um carro pronto pra viajar com custo muito baixo. Não é recomendado, mas um carro zero “sobrevive” até 50.000km somente com troca de óleo, alinhamento e balanceamento sem nenhuma visita à concessionária. Digo isso porque eu já fiz isso! Depois vendi sem nenhuma manutenção feita, para uma loja que provavelmente abaixou o hodômetro e o vendeu como semi-novo, o novo proprietário provavelmente acreditou que o carro estava “zerado” e após o término da garantia teve péssimas surpresas. Comprar um carro usado é loteria, pode pegar um muito bom, como pode pegar um péssimo. Novamente vou usar um exemplo próprio: vendi o tal semi-novo de 50.000km e peguei outro semi-novo com 15.000km. Esse já deu muito mais despesa que o antigo, provavelmente trocaram umas peças dele por outras com defeito. Ou seja, me ferrei!

Como o Pobretão disse, é muito difícil para um homem solteiro não ter carro. A minha vida adulta toda foi com carro, e fico pensando em quantos "esquemas" o carro me ajudou. Aliás, acho que só estou casado devido ao carro. Então, eu recomendo que todo homem, jovem, solteiro compre um carro, qualquer que seja, desde que não prejudique a vida financeira. Nesse caso é investimento, sem retorno financeiro, mas com retorno afetivo.

O Vivendo de Dividendos também comentou o assunto, deu bons exemplos, achei um pouco exagerado ao citar a compra de um carro zero como babaquice. Acho que cada caso é um caso. Imaginem um vendedor que roda 200km por dia comprar um Audi. Imaginem o custo de manutenção, seguro, combustível... Nesse caso é mais vantagem comprar o Celta zero: econômico, seguro barato, manutenção barata, etc. Cada um é cada um, amigos!

Um dos meus ideais de vida é morar num local melhor servido por transporte público e abrir mão de ter carro. Sim, meu sonho é não precisar de carro. Terei no máximo uma moto 125. Enquanto isso vou torrando uma boa quantia anual com meu carrinho...

24 comentários:

  1. Concordo contigo. Comprar A3 2001 será duas alegrias. Uma na hora de comprar, e a outra na hora de se livrar dessa bomba.
    Imagina o estado de um carro com mais de 10 anos de uso. Acha gasto só para manter andando.
    Neste caso, prefiro muito mais um zero km básico mesmo.
    Se for para comprar usado, que seja seminovo.
    Em tempo, eu não tenho carro, mas minha esposa acabou de comprar um honda fit 2012 modelo 2013.
    Ela realmente precisa do carro. Já eu me viro muito bem com o metro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gil Mar!

      É praticamente impossível achar um carro de 10 anos em bom estado, ainda mais um Audi que já caiu nas mãos dos "manos". Acho que um popular completinho 0Km um bom negócio, os seminovos são uma incógnita, principalmente carros pequenos.

      Volte sempre!

      Corey

      Excluir
  2. Eu dei minha seguinte opinião no blog do VD;

    Na minha opinião , comprar um veiculo zero é prejuizo sim, desde que vc não pretenda ficar muito tempo com o veiculo e os valores da compra deste bem seja alto em relação as condições financeiras do comprador. Comprar um carro esportivo com mais de dois anos , eu não compraria por nada , pois ja tive um golf gti 94 na epoca ele estava com uns 6 anos de uso e foi só prejuizo (é a epoca que se faz as manutenções mais caras ), pois o seguro de um carro esportivo é um absurdo principalmente dos carros da volks ,, audi e por ai vai... Hoje tenho um corolla 2007 , esta em torno de trinta e poucos mil , é um carro confortável, bonito, economico, completo e o principal , a manutençao não é um absurdo ""quando da manutenção pois o meu ainda nao deu até hoje"" ,, só faço as revisões normais que custam cerca de 400 reais, o seguro nao é caro (cerca de 1000 reais), e carro não desvaloriza tanto.
    Agora um conselho de quem já se ferrou com esportivo usado com mais de 2 anos de uso ,não compra um audi como esse da foto não pq tá muito surrado e os opcionais dele vão é lhe dar prejuízo na manutenção,, só o seguro de um audi é mais de 3000 mil reais será que compensa, mesmo sendo um carrão? Séra que vc estaria fazendo um melhor negócio do que pegando um fiesta com um ano de uso ou um gol com um ano de uso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ITM!

      Pra ficar pouco tempo, carro nenhum compensa, mesmo um usado. Se vc comprar qq carro e for vende-lo 1 ano depois terá prejuízo, não tem jeito. Claro que a desvalorização do zero é maior, mas como eu disse, se ficar uns 5 ou 6 anos já compensa pela grana economizada na manutenção, fora o tempo perdido pra levar em mecânico.

      O Corolla é um ótimo carro, nunca vi ninguém criticar. O seu é automático? Acho que eu arriscaria pegar um Corolla, Civic ou Fit usado.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    2. Sim corey é isso mesmo , carro não é um ativo e o que faz valer a pena e utilizá-lo por um bom tempo , principalmente um carro como o corolla que da pouca manutenção e desvaloriza pouco , tem o new civic tb mas já é mais caro comparado ano a ano com o corolla. O meu não é automatico. Na época optei por não comprar automático pois acredito que o carro com câmbio manual com mais anos de uso encontra um dono mais rápido ,, mas esta teoria eu acha interessante na época, hoje nem um pouco , de dirigir alguns carros automáticos, mas vamos ver na época de vender que vai ser lá em 2016 ou 2017 pois meu carro é de garagem tem 60.000km ,, comprei com 50000 em 2009 e eu só uso no fim de semana pq meu trab é dois min a pé e meu comércio uns 5min da minha casa.

      Abços
      ITM

      Excluir
    3. ITM:

      No seu lugar eu ficaria muito tempo com esse carro, ainda mais usando pouco. Daqui 10 anos ele ainda será um bom carro.

      Penso em comprar usado somente se for um carro médio como o seu, e automático, esses costumam ser mais bem cuidados. Caso contrário, prefiro 0Km.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  3. Carro é um conforto e ficar sem tem suas desvantagens, compra de supermercado é uma delas, dia de chuva é outra, mas quando se mora em uma boa região (por isso é importante planejar a moradia) e pouco se precisa dele, o custo não vale a pena, alias já comentei isso em todos blogs q passei sobre o assunto ;)

    em relação a namoradas, não posso palpitar rsrsrs

    particularmente prefiro carro 0, se fizer tudo corretamente são uns 5 anos sem ir ao mecanico, sem gastos extras, só o basico, tive varios carros usados e era uma despesa alta e dificil de confiar p colocar em estrada, os zeros nunca me deram problema, só pneu furado ;)

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!

      Deve ser osso ficar sem carro, eu tenho vontade, mas não tenho coragem. Minha esposa e eu usamos pouco, mas sempre em horários complicados: madrugada, domingos, etc. Saímos muito a noite, e como vamos à locais distantes no mínimo 20km de casa, não dá pra ir de taxi, fica inviável.

      Comprei um seminovo e me dei mal, vou acabar empatando uma verba pra comprar um zero, casar com ele e vende-lo daqui uns 20 anos, rsrs

      Até mais!

      Corey

      Excluir
  4. Uma boa opção e' ficar de olho na galera q troca carro com freqüência, sempre tem a mãe de alguém q só usa o carro para fazer mercado o pai cuidadoso e por aí vai. Vários desses trocam carro a cada 2/3 ou 4 anos e, em geral, a conscercionaria paga muito mal. E' pagar um pouquinho mais q a conscercionaria e levar um carro novo, mas já devidamente desvalorizado. E concordo com o colega aí de cima, carro esporte usado e' bucha, importado então e' pior ainda, com 15 anos aí já e' opinião de quem não faz idéia do q ta falando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho q vc nao leu o texto corretamente, qdo eu comprei o carro ano 94 ,,foi em 2000 ,portanto ele tinha 6 anos de uso,, e nao 15 e o carro ainda sim, foi uma bucha de canhao nas minhas despesas !

      ITM

      Excluir
    2. O carro de 15 ao qual me referi foi o audi 1997 que nos outros blogs andaram sugerindo, alias só não comentei lá pq tem q colocar email. O post do vivendo de dividendos esta péssimo, na compra de um carro ele sugere uma referencia, o audi, mas com 15 anos, já na compra de uma moto ele sugere uma q perde em qualquer comparativo e e' mais cara só por ter a grife Kawa, q alias tem ótimas motos.
      Quando alguém escreve um texto afirmando uma verdade como absoluta, chamando os outros de imbecis, deveria colocar dados, citar fontes, comparativos, e não sair falando como se tivesse uma experiência monstra com carros.
      Concordo com alguém q falou se tem dinheiro para comprar um carro de 30, compre um de 30, não tem o que inventar, fugir disso e' como operar opções a seco, pode ate q vc seja muito bom e fique rico, mas a regra e' o cemitério de malandro.
      Quem não herdou patrimônio e tem salário de classe media/media baixa pode viver de duas formas, financiando bens, ostentando, tirando onda, mas com o eterno risco de quebrar lá na frente com um desemprego ou alguma ou pode se conscientizar q esse mundo de consumismo também faz parte da matrixiano, da corrida dos ratos ou d que queira chamar, nenhum empregado de emprego formal, aportando 3/4/5 K vai virar um Eike, pode conseguir parar de trabalhar e ter uma vida frugal, e ta bom demais.

      Excluir
    3. Esses carros que o Anônimo citou costumam ser boas compras mesmo. Um conhecido comprou um Fiesta de uma senhora que decidiu parar de dirigir, o carro tinha 3 anos e menos de 10 mil Km.

      Carro esportivo usado é loucura, são judiados ao extremo na maioria absoluta da vezes. Aliás, nem novo vale a pena, já que o valor do seguro costuma aumentar só pelo nome "sport".

      Não há verdade absoluta em relação a carros, isso é uma paixão nacional, então sempre haverá discordância. Acho legal todos respeitarem a opinião do outro sem radicalismos, né?

      Como o outro Anônimo disse, se pode comprar de 30k, compre de 30, ou melhor, compre de 25, rsrsrs

      Abraço a todos!

      Corey

      Excluir
  5. Bem colocado esse seu post, em alguns casos carro 0km pode ser a melhor opção mesmo, queria poder escrever contando minha experiência sobre isso, mas o tempo tá curto, por enquanto fico só nos comentários mesmo rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IA!

      Escreva sobre sua experiência, sempre é válido.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  6. Comprei meu carro em 2010 0km. E não me arrenpendi pois so me deu despesa de IPVA e as revisões. Meu carro lá fora custa 20 mil dolares aqui custa mais de 70 mil, portanto otário e qq consumidor brasileiro pois no Brasil qq coisa custa 3x mais caro.
    Mas, Corey estava pensando em abrir um cafetéria num shoping pra ter uma renda extra vc pode me dizer mais ou menos qt é o lucro mensal em média.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandman!

      Aqui tudo é mais caro e não adianta reclamar, tem que pagar e ficar quieto, a gente só se ferra mesmo!

      Em relação à cafeteria, isso vai depender de muito fatores, o investimento fica entre 90 e 120k para um quiosque, acredito que após uns 6 meses é possível obter uns 5% de retorno. isso se o ponto for bom. Não é todo ponto de shopping que funciona, há corredores mortos, há alas novas que não tem o mesmo movimento da praça de alimentação.

      Fique a vontade pra perguntar.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  7. Olá!
    Adoro o teu blog, já o sigo! Gostava que passasses no meu e o seguisses também, aproveita e dá uma vista de olhos no texto Just Been Paid e aproveita os 10 dólares que te dão ao fazeres o registo, lê tudo no meu blog!
    Este sistema paga 2% ao dia! Isso mesmo… 2% ao dia!
    E podes começar já sem teres de investir dinheiro do teu bolso!
    Regista-te agora e recebe 10 dólares para testares o sistema, e começar a ganhar!
    Vê este video onde é tudo explicado:
    http://www.youtube.com/watch?v=Bw07UtWmbaQ
    Para mais informações e para te registares visita o meu blog e vem conhecer o sistema que anda a tirar o sono a tanta gente! :)
    Espero por ti!
    Até já*

    ResponderExcluir
  8. Há mesmo poucas situações em que um carro zero compensa ( com enfase no ´poucas` ;) )
    Nós dois preferimos as motos,Corey.eu nunca tive carro porque nunca precisei de um pro meu trabalho e não gosto de ostentar.Tenho uma moto ( troquei de moto só uma vez quando minha primeira ficou muito velha ) e não abro mão por nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael!

      Eu gosto muito de motos, mas o tipo que gosto (estradeiras) são inviáveis para o dia-a-dia, perdem a agilidade, a manutenção é cara, são visadas pra roubo...

      Uma moto pequena é o veículo ideal, tudo é barato, a economia é montra. Os problemas são o de sempre: frio, chuva (esse pra mim é o pior), segurança, etc.

      Abraço!

      Corey

      Excluir
  9. òtimas colocações Corey. Moro no interior, e aqui carro usado tem a vantagem de você com uma pequena network descobrir quem era o antigo dono. Para resumir, comprei uma strada 2003 completa com 42mil km rodados por 23mil. E apesar de até hoje todo mundo duvidar, a km não foi voltada. Descobri que o dono só a usava duas vezes por semana, não usava a carroceria e -como não entendo de carros- meu mecânico me mostrou todos os selos de que o carro não havia sido trocado nenhuma peça original fora os pneus.

    Até hoje ele me fala que quando eu for vender o carro para q eu procure ele rsrsr.
    Enfim, acho que um usado bem escolhido é muito mais vantajoso que um 0. Já estou com ela há um ano e já encontrei 22mil nela. E em relação à manutenção, fora problemas que tive por bater a chapa de proteção por andar em estrada muito esburacada(o que aconteceria com carro zero ou semi novo), não gastei nada fora do previsto.
    tenho um ótimo carro por um ótimo valor, que atende muito bem minhas necessidades e posso vendê-lo sem perder muito. Só fica a desejar com a gasolina pois 8,5km/litro que enche o saco.

    ResponderExcluir
  10. Olá Anônimo!

    Esse seu caso, embora viável, é exceção. Aqui em SP é muito difícil um caso desses, fora que um carro com 20 mil km rodando no trânsito de sampa estará muito mais destruído que um com 100 mil rodados na estrada.

    Esses achados são ótimos: carro com passado rastreado, de amigos, de conhecidos que cuidam bem são sempre bom negócios, mas são minoria e exigem tempo e conhecimento.

    Volte sempre!

    Corey

    ResponderExcluir
  11. Ótimo post corey,
    Acho que você foi uma coisa que eu gosto nos blogueiros, imparcial, colocou coisas contras e a favor. Não foi partidário para nenhum lado, cada caso é seu caso.

    Adicionei aos favoritos.

    Uta!

    ResponderExcluir
  12. estou pensando em comprar um logan,sera q vale a pena.Nao entendo muito de carro.Ele é 2010,37km rodados,quase novo,só nao sei como ele é na hora da revenda,se saiu de linha ou vale apena comprar.
    Alguem me ajude por favor,agradecendo desde ja.

    ResponderExcluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.