quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Investir pra que?


Lendo blogs, artigos e livros, cheguei a conclusão que as pessoas possuem basicamente dois motivos pra controlar a grana e investir. São eles:

1º Ficar rico: a pessoa passa a procurar informações sobre educação financeira, investimentos e gestão visando o objetivo de ter muito dinheiro para poder gastar muito com “coisas de rico” tais como carros de luxo, mansões ou apartamentos duplex, roupas e acessórios de grifes renomadas, etc.

2º Ser financeiramente independente: assim como o cara que deseja ser rico, este se contenta por levar uma vida equilibrada porém sem ter que trabalhar pra mante-la. Muitas vezes esse cara tem que abrir mão de luxos para realizar seus objetivos.

Eu sou o segundo sujeito. Não posso negar que o status, carros de luxo e alguns tipos de gastanças não me atraiam, mas pra mim o mais importante é ter uma vida mais simples, com menos coisas, menos acumulação, menos gastos e mais tempo disponível, mais viagens, mais baladas, etc. Tenho os meus luxos: sou um apreciador (não conhecedor) de wiskyes escoceses com mais de 12 anos, fumos coronas cubanos regularmente e não ligo em pagar 25 conto numa tequila pra minha esposa numa balada bacana. Outra coisa que me seduz são viagens, sejam elas pra onde forem. Para manter esses meus pequenos delitos, abro mão de roupas de marca, ando de carro 1.0 usado (com ar e direção, outro luxo que não abro mão, rsrs) e moro num apErtamento. Sou um cara comum, uma figura normal, o famoso “pacato cidadão” que vc vê na rua toda hora, mas tenho muitas horas de vôo e de navegação em navios de cruzeiro além de carimbos no passaporte.

Não tem segredo, a vida é feita de escolhas, vc pode ter um salário de 10k e torrar tudo ou vc pode gastar 5k e investir os outros 5. Eu optei por levar um padrão de vida bem inferior ao que poderia ter. Vejo alguns amigos no Facebook em fotos com roupas de grife e posando ao lado de carros coreanos, mas reclamando do dia de trabalho na segunda feira... Como eu disse, estou num período sabático, quando eu voltar ao trabalho também irei reclamar, mas saberei que essa reclamação tem prazo pra acabar e não será eterna como a dos outros.

Nunca criticarei os caras da primeira opção, aqueles que querem ser ricos e torrar pra caramba, se não forem eles, não teremos Ferraris pra olhar ou apartamentos de luxo pra espelhar a decoração de nossas quitinetes, tampouco teremos ações pra comprar de suas empresas. Isso não é pra mim, não quero ter uma rede de lojas, trocentos empregados e morar em Moema. Eu quero continuar andando a pé sossegado pelas ruas, sem ser notado, e tomar meu Blue Label na sala do meu apartamento.

18 comentários:

  1. Parabens pelo texto Corey.

    Eu também me encaixo na segunda opção, acredito que a maioria dos blogueiros aqui também.

    Primeiro de tudo a independência, e se ela chegar com um pouco de luxo, não vamos reclamar.

    Abraços,
    Frozen Dollar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza FD!!! O que vier além do pretendido é lucro.

      Volte sempre!

      Excluir
  2. "Quando ir ao shopping se tornar uma atividade de lazer, procure um psiquiatra"

    Aproveitar a vida é isso aí. Você pode (e deve) renegar o luxo, mas jamais abrir mão das verdadeiras atividades prazerosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Aproveitar a vida é isso aí. Você pode (e deve) renegar o luxo, mas jamais abrir mão das verdadeiras atividades prazerosas."

      Até pq atividades prazerosas nem sempre são caras, e as que são não precisam acontecer todo dia.

      Abraço!

      Excluir
  3. Concordo contigo, escrevi algo sobre as pessoas que luxam:

    http://www.opobremaisricodababilonia.blogspot.com/2012/02/conselho-classico-agora-moderno.html

    ResponderExcluir
  4. Eu sou adepto a segunda opção, ser indepentente financeiro. Não quero casa de luxo, nem roupas de grife, talvez um carro pois sou aficcionado, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb sou aficcionado por carros, mas acho que eles são um mal necessário pra alguns e totalmente desnecessários para outros. Quero ter um carrinho melhor, mas que não chame atenção, acredito que um popular 1.4 ou 1.6 completinho é mais do que suficiente pra maioria das pessoas.

      Abraço!

      Excluir
  5. Com certeza sou a segunda opção tb, sou aquela figura comum q anda de jeans rasgado, all star gasto e camiseta basica q anda a pé na rua com fones de ouvido, olhando p o formato das nuvens e rindo sozinha (cuidado, eu atropelo as pessoas!), o meu luxo a uns anos era colecionar cd´s e lp´s de rock, mas agora tenho tantos q alem de não ter onde guardar mais nenhum, vou passar a vida inteira ouvindo os que tenho, acho q não tenho nenhum luxo atualmente, só minhas viagens mesmo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs! Nem me fale de roupas, eu tenho meia dúzia de peças e ainda acho muito! Não tenho mais música em mídia física, tá tudo em MP3. Claro que música em vinil é superior, mas não curto juntar coisas. Hj tenho poucos objetos, digitalizo o máximo possível de coisas. Vou escrever sobre isso futuramente.

      Até mais!

      Excluir
  6. Parabéns pelo post,, mandou bem! Gosto tb de wiskyes, mas por enquanto estou na casa dos 12 anos um black ou Buchanans de vez em quando , com um bom e velho rock and roll!
    Bom eu me encaixo na segunda opção pois a primeira seria muito difícil de alcançar ,, ao menos que eu ganhe na loteria, quem sabe, pois estou arriscando rs rs!

    Abços

    ITM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ITM, pra ser sincero, eu prefiro o red que o black, mas tenho outros mais velhos pra ocasiões especiais, rsrs!!! Fumar um bom charuto, beber um bom whisky ouvindo um bom rock vale muito mais do que custa!

      Abraço!

      Excluir
  7. Eu sou mais ou menos como você ( exceto na parte que eu não bebo!XD ) então devo dizer que você é mais feliz do que muito ricaço.
    Eu prefiro ter um padrão de vida mediano que ser rico e ter o estresse de se preocupar com segurança e em manter o meu dinheiro ( depois que alguém começa a gastar muito,é praticamente impossível investir bem )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada como passar batido no meio da multidão, sem chamar atenção. Ter muita grana deve ser legal, mas deve ter contras tb.

      Volte sempre!

      Abraço!

      Excluir
  8. Legal sua postagem, Corey.
    Na minha concepção, ficar rico = ser independente financeiro. Não é necessariamente comprar coisas caras.
    Acredito que quem quer fazer isso, o caminho mais indicado é montar um próprio negócio.
    Apesar de você ter colocado esses dois motivos para se investir, acho que muitas pessoas também investem para alcançar um objetivo específico (ex. comprar carro, imóvel, viajar tranquilamente, etc).
    Eu por exemplo moro de aluguel e invisto para comprar meu imóvel.

    Parabéns pela postagem
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AP, montar um negócio não são só flores não... Acho que até um assalariado consegue ficar rico, basta ganhar mais do que gasta e não esbanjar.

      É verdade, esqueci dos objetivos de compra como vc citou. Muita gente investe pra isso, oq ue é uma atitude bem inteligente.

      Abraço!

      Excluir
    2. Olá Corey
      Eu não disse que montar um negócio próprio é só flores. Eu disse que na minha opinião é o mais indicado para quem quer ganhar muito dinheiro para esbanjar. Para assalariado é muito difícil construir um patrimônio a ponto de sustentar suas altas gastanças.
      Fica difícil um assalariado juntar dinheiro para sustentar as mansões e carros de luxo que você colocou na postagem. Quanto seria um patrimônio em ações para sustentar isso? Acho que com um bom empreendedorismo fica mais factível.

      Abraços

      Excluir
    3. Entendi seu ponto de vista. Não sei até que ponto tá certo, o que mais vejo são empresários enrrolados, todos tem um puta padrão de vida, mas não conseguem mante-los. Outra coisa, não é qualquer empresa que dá, sei lá, 10k de retirada por mês, é mais fácil um salário chegar à esse ponto. Pelo menos para quem tem nível universitário.

      Abraço!

      Excluir

Os comentários desse blog são moderados, ou seja, passam pelo meu controle antes de serem publicados. Esse é o motivo pelo qual seu comentário não aparecerá logo após você clicar em "Publicar", portanto não precisa postar 2 ou 3 vezes! Posso demorar, mas publicarei e responderei todos os comentários que não contenham trolagens, intrigas, propagandas e baixo nível.